Teich recusa convite para fazer parte de conselho de assuntos estratégicos no Ministério da Saúde


O ex-ministro da Saúde Nelson Teich recusou o convite do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, para ser conselheiro de assuntos estratégicos no ministério.

Pelo Twitter, Teich agradeceu o convite e afirmou que não seria coerente aceitar a posição no conselho uma semana após ter deixado o ministério. Ele ainda desejou sucesso a Pazuello e se colocou à disposição para que a transição na pasta aconteça da melhor forma possível.

Imagem: reprodução/Twitter

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Aceitar um convite desse seria, além da queda, um coice.

  2. Marcos Benício disse:

    Teich provou que é um homem sério e respeita a profissão que escolheu. Não voltaria a participar desse circo de horrores.

  3. Bezerra disse:

    Claro! Coerência é isso!
    Pegaria mal!

  4. Antonio Turci disse:

    Fez muito bem. Foi tratado com desdém e a indelicadeza de "praxe" do Presidente. Teich é um homem digno.

  5. Tico disse:

    Entendam uma coisa! As pessoas que ainda ficaram com o Bolsonaro mesmo diante de todas as mentiras, de todas as demonstrações de ignorância e desrespeito a vida e a democracia, continuarão com ele até o final! Porque o que elas gostam nele é exatamente o retrato delas! Bolsonaro personifica aquele discurso que a gente ouvia nos botecos, de gente racista, sexista, intolerante, que brada contra a corrupção, mas burla lei seca, falsifica, atestado médico, sonega imposto de renda, paga proprina pra polícia, bate em mulher, Mas é simpatico no condomínio ou no prédio onde mora, faz piadinhas “inocentes” com questões sérias e acha que ao ser criticado, está perdendo a liberdade de expressão.
    É uma gente que só pensa em si mesmo e acha que o Brasil é o que da pra ver da sua varanda. Quem ainda está com Bolsonaro, não foram as pessoas que votaram nele porque o outro era o PT. Essas já pularam fora! São os que agora se dizem preocupados com os pobres, mas dizia que quem recebia Bolsa família é Vagabundo. É o cara que quer ter uma arma, mas não pra se defender. Quer impor respeito, ameaçar os outros, colocar medo, se achar valente numa situação onde um diálogo resolveria.
    Em suma, é uma gente que não vai deixar de ser Bolsonaro nunca! Porque ele é o fiel reflexo delas!

  6. Emerson Fonseca disse:

    Pelo menos hombridade teve e tem.

COMENTE AQUI