Temor sobre coronavírus faz Petrobras e Vale perderem R$ 34 bi em valor de mercado nesta segunda

A preocupação dos investidores com os efeitos do coronavírus na economia global fez com que as ações das empresas ligadas a commodities listadas no Ibovespa (índice de referência da Bolsa de São Paulo) perdessem bilhões em valor de mercado. Somadas, Vale e Petrobras perderam R$ 34,1 bilhões somente no pregão desta segunda-feira.

A Vale, que tem na China um dos seus principais compradores de minério de ferro, teve um recuo de R$ 17,3 bilhões. A Petrobras, por sua vez, registrou perdas de R$ 16,8 bilhões. Em percentuais, a mineradora caiu 6,12%, enquanto a petroleira fechou com variação negativa de 4,21%.

Nesta segunda, a Organização Mundial da Saúde (OMS) corrigiu a avaliação que tinha feito a respeito do coronavírus. Agora, o órgão internacional acredita que o risco da doença é alto tanto para a China quanto para o mundo.

Por conta das preocupações do mercado a respeito de uma menor demanda da China por commodities, e uma consequente desaceleração da economia do gigante asiático, o barril de petróleo do tipo Brent era negociado com queda de 3% no fechamento do mercado brasileiro, valendo R$ 58,87.

Em relação ao minério de ferro, a Bolsa de referência para a negociação desta commodity (Dalian) está fechada por conta do feriado chinês do Ano Novo Lunar. Em Singapura, porém, os contratos do minério recuaram 6%.

— Existe mais receio quanto à disseminação do coronavírus. Agora, o mercado começa a questionar de que forma a doença pode impactar a capacidade de crescimento da China e do mundo — avalia Rafaerl Antunes, sócio da Inove Investimentos.

O GLOBO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcus Morais disse:

    O problema está na forma como a notícia é apresentada. A Bolsa cai e sobe 1% ou 2% a todo momento! Logo volta a subir novamente!

  2. joão carlos disse:

    não faz nem sentido isso, o que tem a ver uma coisa com a outra? duas empresas nacionais onde o vírus nem chegou ainda? isso parece manipulação e deveria ser investigado.

    • Manoel disse:

      Não tem como manipular os mercados mundiais. Vou explicar o porquê um vírus na China interfere na economia global: a epidemia na China já está causando uma desaceleração na economia da China e consequentemente no mercado global. Havendo esse arrefecimento na economia chinesa, os mercados de petróleo e minério caem pois a demanda por esses produtos caem na China, ou seja, menor demanda maior oferta com menor custo.

    • Dulce disse:

      Kkkkkkk, aonde chega a ignorância do ser humano. A china hoje tem negócios com o mundo todo, e essa doença altamente contagiosa, precisa ser controlada, sob pena de baixas humanas incalculáveis. Nisso afetará o consumo de produto na china, além de sua produção de bens de consumo, Podendo levar até uma recessão. Com uma população de bilhão de consumidores e que produz tudo, afetará todo o mercado financeiro mundial.

    • Cigano Lulu disse:

      O vírus que acomete as estatais brasileiras é outro: o da corrupção.

    • joaozinho da escola disse:

      O maior cliente da VALE é a China.. faz todo o sentido.

COMENTE AQUI