Tribunal Superior Eleitoral quer banir o nepotismo nas listas de juízes advogados

Foto: Roberto Jayme/ASICS/TSE

O colegiado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deverá julgar em fevereiro a proposta de substituição do nome do advogado Delmiro Dantas Campos Neto na lista tríplice para preenchimento das vagas do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) na classe de juristas.

O que está em pauta é a manutenção do entendimento firmado pelo TSE em 2018, que vedou o nepotismo e já levou o tribunal superior a substituir advogados parentes de membros dos tribunais de justiça de Santa Catarina e da Bahia.

Blog do Frederico Vasconcelos

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. MAC-RN disse:

    Pagando pra ver!

  2. Zanoni disse:

    A excrescência parte de um advogado ser juiz sem concurso público para tal mister. O quinto é constitucional, mas é um absurdo. Quer ser juiz, submeta-se e seja aprovado em concurso público.

    • Aparecida disse:

      Concordo . Nem tudo que é legal é moral. Extendo o entendimento para juízes e cargo em comissão. Quer ser juiz ou funcionário público, então façam concurso.

    • paulo disse:

      BG
      É a "constituinte Cidadã" do velho Ulisses Guimarães, que criou essas excrecências. Para ser Juiz tem que fazer concurso público e fim de conversa, nada de quinto constitucional, tem que desmanchar essa aberração.

COMENTE AQUI