Trump ameaça usar ‘poder ilimitado’ das Forças Armadas para conter atos anti-racismo

O presidente Donald Trump defendeu neste sábado (30) que os estados e as cidades ajam de modo “muito mais duro” contra os protestos realizados há quatro dias contra a violência policial e o racismo, ou então o governo federal irá tomar medidas severas, que podem incluir o uso de militares.

Na noite desta sexta, houve manifestações em ao menos 30 cidades dos EUA, com confrontos, saques e vandalismo em parte delas.

Os atos começaram em resposta à morte de George Floyd, homem negro que teve o pescoço prensado pelo joelho de um policial branco da cidade de Minneapolis.

“Governadores e prefeitos progressistas devem agir de modo MUITO mais duro ou o governo federal avançará e fará o que tem que ser feito, o que inclui usar o poder ilimitado das nossas Forças Armadas e muitas prisões”, escreveu Trump no Twitter.

O presidente americano disse ainda que 80% dos manifestantes em Minneapolis vieram de outros estados e estão “danificando comércios (especialmente pequenos negócios de afro-americanos), casas e a comunidade dos bons e trabalhadores moradores de Minneapolis, que querem paz, igualdade e sustento para suas famílias”.

O republicano vem atacando os ativistas desde sexta-feira (29), quando os chamou de “bandidos”. Numa mensagem no Twitter, ele colocou os militares à disposição do governador de Minnesota e lançou uma ameaça: “Quando os saques começam, os disparos começam”.

A frase foi retirada de um pronunciamento feito em 1967 pelo então chefe da polícia de Miami, Walter Headley, um oficial branco.

O ex-agente de segurança ficou conhecido por implementar uma cultura de violência policial contra negros durante seu mandato, numa época na qual roubos à mão armada eram comuns em bairros de maioria negra na cidade.

Na manhã deste sábado, Trump elogiou a atuação do Serviço Secreto ao defender a Casa Branca, alvo de protestos na sexta, e sugeriu que seus apoiadores se dirijam à sede do governo americano nesta noite.

Disse ainda que, caso os ativistas tivessem furado a cerca em torno da Casa Branca, seriam “recebido com os cães mais cruéis e as armas mais ameaçadoras que já vi”.

A prefeita de Washington, a democrata Muriel Bowser, respondeu ao presidente no Twitter dizendo que “não há cães cruéis nem armas ameaçadoras”. “Há apenas um homem assustado.”

“Enquanto ele [Trump] se esconde atrás de sua cerca com medo/sozinho, eu fico com as pessoas exercendo pacificamente o direito [previsto] na Primeira Emenda após o assassinato de George Floyd e centenas de anos de racismo institucionalizado”, disse Bowser, que é negra.

FOLHAPRESS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ferreira disse:

    E CONTRA O RACISMO, O LÍDER EUGENISTA DA SUPREMACIA BRANCA VAI FAZER O QUÊ?

  2. Abadon, o sicário disse:

    Mal se refaz de uma crise causada pelo coronavírus o povo americano mergulha noutra.
    O pais mais arrogante, prepotente e bajulado do mundo, vai provando do próprio veneno.
    Motivados por um cultural ato de racismo mascarado de violência, os protestos vão fazendo estrago em solo yankie, agravando ainda mais a situação caótica causada pelo vírus.
    Em meio a tudo, temos um presidente mais perdido que cego em tiroteio, que sempre foi um Charlatão, preconceituoso, arrogante e trapalhão, menos líder.
    Tá formado o C…de burro na terra do Tio Sam !!!
    Mas isso se chama "lei do retorno".
    Aqui se faz, aqui se paga !!

    • De olho👀 disse:

      Ainda bem que aqui temos um presidente equilibrado, humano, consciente dos seus deveres e que combate a corrupção.

    • Brasil disse:

      Vc deveria ter está mesma indignação com os mortos e perseguidos por rascismo e perseguição contra gays em Cuba, Venezuela, Coreia do Norte, na China. Além é claro dessas vítimas na União Soviética.
      Que foram mais de 100 milhões de pessoas.
      Não vi sua indignação sobre isso.

    • Sou nordestino sim senhor!!!! disse:

      Abdon, você não fala nada com coisa nenhuma. Sabe na da história americana e vomita conceitos deturpados de mais um esquerdista qua fala, fala e fala sem nenhuma base tal qual seu líder. O condenado que está solto.
      O amigo falou de outros países onde o racismo é sim cruel, implacável e ninguém se lembra….

      Esquerda=nada com coisa nenhuma

COMENTE AQUI