Viagens por perto, voos mais baratos e companhia de pets: saiba o que o turista brasileiro está buscando

Ano a ano, a Booking.com faz uma pesquisa global com seus usuários para antecipar tendências de viagens. Em 2018, o anúncio do estudo, que mostra o que começa a aparecer no radar de viajantes brasileiros, foi feito de Fernando de Noronha, em Pernambuco. No ano passado, o cenário foi o Pão de Açúcar, no Rio. Na última terça-feira, na apresentação da versão mais recente do levantamento O Futuro das Viagens, não houve espaço para paisagens idílicas. Tudo foi feito por conferência na internet, com os executivos da empresa presos em quadradinhos da tela do computador. O mundo das viagens está muito diferente desde o início da pandemia de Covid-19, na forma e no conteúdo.

Outras plataformas de busca relacionadas a turismo, como Hoteis.com e Viajala.com.br, seguiram modelos parecidos nos últimos dias e divulgaram estudos que costumam realizar periodicamente, decifrando o humor do viajante.

O desafio ficou maior. As pesquisas agora buscam revelar o que pensam, o que querem, o que planejam os viajantes brasileiros daqui para frente, durante e pós-pandemia, com ou sem vacina.

A análise do Viajala.com. br mostra que preços baixaram, que a busca por viagens somente de ida cresceu e que destinos menos disputados no país estão em alta.

No levantamento do Hoteis.com, a ideia foi traçar um paralelo entre a convivência com animais de estimação na quarentena e o planejamento das futuras viagens. Levar ou não levar o pet, eis a questão. A maioria não tem dúvidas e afirma que, daqui para frente, os bichinhos vão juntos.

Futuro das viagens Foto: Editoria de Arte

O GLOBO