Weintraub diz que pode pedir perdão por ‘imbecilidade’ se a China fornecer respiradores Ministro usou personagem da Turma da Mônica para fazer

(Foto: Lula Marques/Fotos Públicas)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse nesta segunda-feira (6) que pode pedir perdão por uma postagem considerada racista pela embaixada da China no Brasil caso o país se comprometa a fornecer respiradores ao Brasil.

Em postagem numa rede social neste sábado (4), o ministro da Educação usou o personagem Cebolinha, da Turma da Mônica, para fazer chacota da China e associar a pandemia de coronavírus a interesses chineses. Na mensagem, ele trocou a letra “r” por “l”, assim como na criação de Mauricio de Sousa, para ridicularizar o sotaque de muitos asiáticos ao falar português.

Apesar da postagem, Weintraub negou nesta segunda, em entrevista à Rádio Bandeirantes, que seja racista, disse que já esteve no país e que até tem amigos chineses.

“Eu sou brasileiro. Então, vou fazer o seguinte, meu acordo aqui. Vou lá, peço desculpar, falo ‘por favor me perdoem pela minha imbecilidade’, e a única condição que tenho é que, dos 60 mil respiradores que estão disponíveis, eles vendam mil respiradores para o MEC, para salvar a vida dos brasileiros, pelo preço de custo”, disse na entrevista ao jornalista José Luiz Datena.

O ministro cita que há necessidade de 1.000 respiradores na rede de hospitais universitários ligada ao MEC, que também atende pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

Weintraub apagou a mensagem, que tinha o seguinte conteúdo: “Geopolíticamente, quem podeLá saiL foLtalecido, em teLmos Lelativos, dessa cLise mundial? PodeLia seL o Cebolinha? Quem são os aliados no BLasil do plano infalível do Cebolinha paLa dominaL o mundo? SeLia o Cascão ou há mais amiguinhos?”, escreveu o membro do gabinete do presidente Jair Bolsonaro.

A embaixada da China reagiu à manifestação do ministro no início da madrugada desta segunda-feira (6)

“Deliberadamente elaboradas, tais declarações são completamente absurdas e desprezíveis, que têm cunho fortemente racista e objetivos indizíveis, tendo causado influências negativas no desenvolvimento saudável das relações bilaterais China-Brasil”, diz nota divulgada pela embaixada nas redes sociais.

“O lado chinês manifesta forte indignação e repúdio a esse tipo de atitude”, completou.

Weintraub minimizou a mensagem e disse que a apagou a pedido de um amigo e não do próprio presidente. “Falar que eu sou racista é uma acusação que, se fosse um brasileiro, ia ter que provar na Justiça”.

Na entrevista, Weintraub acusou a China de negligenciar informações sobre a doença e agora quer lucrar “com a tragédia”.

“O governo da república chinesa, aonde começou o coronavírus, poderia ter alertado o mundo inteiro que ia faltar respirador. Que nós teríamos 3 meses para fazer respirador. Isso não foi feito”, disse. “Agora, que estamos desesperados correndo atrás de respirador, o que é que acontece? Aparece 60 mil respiradores na China e eles estão leiloando. Aparece um monte de equipamento, de proteção, de máscara, e eles estão leiloando. Então assim, teve tempo deles se prepararem para vender para o mundo, pelo preço mais alto, respirador e máscara”.

Esse não é o primeiro ataque de uma pessoa ligada ao presidente Jair Bolsonaro contra o país onde se registrou o começo da pandemia e que, por isso, é acusado de ter gerado a crise mundial da Covid-19.

A embaixada já havia feito duras críticas ao deputado federal Eduardo Bolsonaro após o filho do presidente, também em rede social, comparar a pandemia do coronavírus ao acidente nuclear de Tchernóbil, na Ucrânia, em 1986, quando a antiga União Soviética ocultou a dimensão do desastre. Membros do governo, como o vice-presidente Hamilton Mourão, tentaram colocaram panos quentes na crise diplomática.

A China é o maior parceiro comercial do Brasil. Em 2018, 26,7% das exportações brasileiras tiveram o país asiático como destino —Pequim lidera o ranking de compradores dos produtos brasileiros, segundo o Ministério da Economia. Entre 2003 e 2019, investiu US$ 79 bilhões no Brasil.

Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Abestado

  2. Justus disse:

    Reportagem 6/4/20 no Daily Mail: políticos americanos querem renúncia de diretor da OMS por ajudar a China a acobertar o vírus. Senadores desceram o pau na China. O embaixador chinês lá ficou quietinho.. O daqui também. O presidente do senado não pediu desculpa à China. Não teve leitor metido a analista dizendo "oh, é grande parceiro comercial, vai ter retaliação". Será que o embaixador aqui esperneia porque percebeu um povo ignorante ou que é submisso?

  3. Paulo Eduardo de Souza disse:

    um governo desqualificado a média intelectual é essa aí os qualificados o pte tem ciumes e demite,pelo amor de deus ministro da educação anterior era ruim esse aí sai do meio ruim sou,qual é futuro dos nossos filhos e netos com esse lixos no ministério logo da educação sai um rui venho um pior só deus.

  4. Caldas disse:

    Me representou. Boicotar a China é salvar a humanidade.

  5. Lucas disse:

    Não basta ser um completo desqualificado para o cargo, como se pode atestar a partir dos frequentes erros de português, é também um completo canalha!

    • Bento disse:

      Esse Ministro é nota dez.
      Muito criativo
      Vai deixar a ptzada nervosa
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Força Brasil🇧🇷 disse:

    Parabéns ministro, antes só tínhamos covardes q se abriam pra China. Agora temos um presidente macho, e uma equipe de ministros honestos e não se curvam pra ditaduras.

    • Ciro Jobson disse:

      Nossa veja o nível intelectual dessa criatura e o respectivo defensor….Olhe nada é a toa neste País.
      Para essas pessoas o Mandetta "é um completo desqualificado" e o poderoso "Weintraub" é a referência de competência…a que ponto chegamos…Senhor livrai-nos desses malucos.

    • Luiz Antônio disse:

      Não tem noção do que fala

    • mauriciio disse:

      sqn, faz isso só p puxar o saco mesmo, ou vc acha q ele é macho p falar de Trump tb?

    • Jr disse:

      Kkkkkkkkk!

    • Hebert disse:

      Olha na sua casa se não tem mais de 10 produtos com o dedo da China amigo.

    • Waldemir disse:

      Parabens pelo comentario

    • Sergio disse:

      Turquia, e Arábia Saudita.
      Se informe!

    • Mpj disse:

      Que coisa, né? Dar uma de invocado, pra depois pedir desculpas. Sabe que a China é o maior parceiro comercial do Brasil e que no momento , todos dependem deles, dos chineses, pois são os maiores fabricantes de EPIs e respiradores . Podendo ficar calado, prefere copiar o chefe e os filhos do chefe , falando o que não deve.

    • Chicão disse:

      Comentário perfeito amigo, acrescento mais, a polêmica da Amazônia comparado ao que a china provocou nessa pandemia para o mundo, é uma verdadeira gota d'água no oceano. entretanto os dirigentes mundiais não reage proporcionalmente contra a china, como orquestraram na tentativa de tirar a legitimidade da Amazônia brasileira. Quero ver a esquerdalha e ambientalistas mundiais propor qualquer represarias contra a China. A esquerdalha vai é lamber os morcegos, ratos, cachorro e gatos mortos pelos chineses. Bandos de fdp.

COMENTE AQUI