Diversos

43% dos brasileiros defendem a volta da intervenção militar, diz pesquisa

Pesquisa de opinião exclusiva feito pelo Instituto Paraná Pesquisas a pedido da coluna detectou que 43,1% dos brasileiros defendem a volta da intervenção militar provisória ao Brasil. 51,6% são contra e 5,3% não sabem ou não responderam.

A coluna encomendou o levantamento após perceber o apoio de internautas às declarações do general Antonio Mourão, que há duas semanas defendeu em palestra uma intervenção e não foi punido pela fala.

O resultado da pesquisa deixou o diretor do instituto, Murilo Hidalgo, surpreso com os números.

— Em 27 anos de pesquisas de opinião é o resultado que me deixou mais surpreso. Mas é importante lembrar que fizemos essa mesma pergunta em dezembro de 2016 e o apoio foi de 35%, então há um apoio crescente.

O apoio à volta da ditadura militar é maior entre os jovens de 16 a 24 anos, quando chega a 46,1% (numericamente empatado com os que se dizem contrários, que são 47,8%) e menor entre os mais velhos, de 60 anos ou mais, com 37,2% de apoio à volta da ditadura e 56,2% contrários. O motivo pode ser o fato de os mais jovens não terem vivido durante o regime militar.

— As pessoas que defendem querem ordem. O perigoso é que há uma parcela grande da população que não viveu a ditadura e não sabe como foi e tem uma sensação de que era melhor. Não pensa que em um regime militar eu e você estaríamos presos só de estar falando sobre isso, fazendo e divulgando a pesquisa.

Por escolaridade, o apoio à volta da ditadura é maior entre os menos escolarizados, com 44,4% de favoráveis à volta do regime e 38,9% de apoio entre os entrevistados de nível superior. Entre entrevistados que trabalham e os que estão desempregados não houve muita diferença: apoio de 43,6% entre os que estão no mercado de trabalho e 42,1% entre os que estão fora.

Já entre as regiões, Norte e Centro-Oeste concentram o apoio à volta da ditadura militar com 44,8%, seguido de Sudeste, com 43,2%, Nordeste com 42,9% e Sul com 41,1%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 25 e 28 de setembro de 2017 com 2.540 brasileiros de 16 anos ou mais por meio de questionário online. O grau de confiança de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para os resultados gerais.

Coluna do Fraga – R7

 

Opinião dos leitores

  1. Eu duvido que tenha só 43 % da população pedindo pela intervenção , ninguém aguenta mais a vida no Brasil cada dia acontece uma denuncia nova e roubo toda hora eu mesmo já tive esse ano 4 carros roubados só esse ano , e não aguento mais o que está acontecendo clamo pela intervenção se demorar mais pode ser tarde demais.

  2. O que muitos não sabem sobre o que foi chamado "Milagre Econômico" do governo militar e quais suas consequências?
    Ou melhor, a que preço nós aparentemente progredimos?

    Por meio de empréstimos vultuosos do Banco Mundial e do FMI, cujos objetivos eram, além de ganhar dinheiro com os juros da dívida gerada, nos manter em rédea curta, dominados. Pois a interferência americana em todos os setores da sociedade eram uma verdadeira invasão de privacidade e entrega da soberania nacional em forma de submissão a tudo que o Banco Mundial e o FMI diziam, recomendavam ou simplesmente receitavam.
    Nessa época era comum "missões" do FMI e do Banco Mundial aqui no Brasil dizendo como fazer ou não fazer, cobrando resultados e ditando normas.
    Qualquer semelhança com o RN SUSTENTÁVEL não é mera coincidência. E´assim que funciona, pois não existe almoço grátis e o que eles querem é entrar em nosso país e abocanhar as nossas riquezas nos convencendo que somos incapazes de cuidar dela sozinhos.

    O período da História do Brasil entre os anos de 1969 e 1973 foi marcado por forte crescimento da economia. Nesta época o Brasil era uma Ditadura Militar, governado pelo general Médici. O termo “milagre” está relacionado com este rápido e excepcional crescimento econômico pelo qual passou o Brasil neste período.
    Este crescimento foi alavancado pelo PAEG (Programa de Ação Econômica do Governo) implantado em 1964, durante o governo de Castelo Branco.

    Principais características deste período:

    Aspectos positivos:

    – Crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) entre 7% e 13% ao ano;

    – Melhorais significativas na infraestrutura do país;

    – Aumento do nível de emprego proporcionado, principalmente, pelos investimentos nos setores de infraestrutura e indústria.

    – Significativo desenvolvimento industrial, alavancado pelos investimentos nos setores de siderurgia, geração de eletricidade e indústria petroquímica. O setor foi puxado, principalmente, pelo crescimento e fortalecimento das empresas estatais.

    Aspectos negativos:

    – Inflação elevada. No período, a inflação ficou entre 15% e 20% ao ano.

    – Aumento da dívida externa. O desenvolvimento econômico foi bancado, principalmente, com empréstimos no exterior. Esta dívida prejudicou o desenvolvimento do Brasil nos anos futuros, pois criou uma dependência com relação aos credores e ao FMI (Fundo Monetário Internacional), além de comprometer uma significativa fatia do orçamento para pagamento de juros da dívida.

    – Embora a economia tenha crescido consideravelmente, não houve distribuição de renda e, portanto, aumentou ainda mais as desigualdades sociais no país com o aumento da concentração de renda nas mãos dos mais ricos.

    Ao final do período, estávamos tão endividados, a desigualdade social tão absurda e a inflação tão alta, que não foi mais possível segurar a "onda pela democracia" representada pela luta pelas "DIRETAS JÁ".
    Será que já esquecemos porque lutamos tanto e queremos voltar pro cativeiro?

    1. Depois da ditadura veio o grande "sarney", inflação de 85% ao mês e o começo da ROUBALHEIRA desenfreada dos ditos "democratas das diretas já", essa corja de políticos não a um que preste são todos desavergonhados, tomaram o País de ASSALTO. Abaixo todos eles e seus defensores.

    2. Você misturou as coisas. A pesquisa é pela INTERVENÇÃO MILITAR e não DITADURA MILITAR. Leia novamente.

    3. WEB, que garantia você dá de que uma coisa não leve a outra?

  3. Pessoal, intervenção militar já está acontecendo agora no Rio de Janeiro, como também já teve em Natal, portanto, tá passando da hora de ter no Brasil como todo, até colocar ordem nesse cabaré que tá bagunçado de mais da conta em todos os sentidos.

  4. O texto é tendencioso. O apoio é pela INTERVENÇÃO MILITAR, e não pela Ditadura militar. O texto começa falando que a população apois a intervenção. Aí, no 5° parágrafo muda o termo para ditadura. Disto só podemos concluir que quem o escreveu agiu de má fé. Ou seja, é uma pessoa mal intencionada.

  5. Você, quê tá falando em democracia, me diga onde está o compromisso, o respeito, desses políticos corruptos e bandidos com o povo Brasileiro, me diga onde está o STF que é prá impor a ordem jurídica no pais? eu digo a vocês, tá defendendo a corrupção no pais, porquê? porquê todos quê estão lá foram colocados por políticos. se o STF não devesse favores a esses bandidos já estavam todos presos, Militares no poder não é ditadura não, é moralizar um país de corruptos, Militares fechem senado, câmara de deputados, STF, esses são o câncer do país, o remédio é as FORÇAS ARMADAS.

    1. Excelente comentário, essas pessoas vem falar de democracia em um país que esta claro que não existe (democracia).
      Poderes corrompidos, leis frageis, juizes com interpretações ridiculas, bandidos que fazem todo tipo de atrocidades soltos, desemprego, saude, educação e segurança uma bosta…

  6. Perguntar não ofende , os defensores de regime militar, respondam me , "Qual a nação do mundo que se desenvolveu sob o domínio de uma ditadura militar?" Gente, Democracia se faz com participação, compromisso,Liberdade, Respeito fiscalização e educação…. Estes são os princípios da democracia, nós Brasileiros reduzimos a democracia ao simples fato de votar…. Pergunto novamente , EM QUEM VOCÊ VOTOU NA ÚLTIMA ELEIÇÃO PARA DEPUTADO E SENADOR? Você acompanha , cobra , vai atrás… passa email? fiscaliza? você delega sua representação e depois não cobra, não vai atrás, espera que o seu representante faça aquilo que você não faz…. Agora com relação a MILITAR NO PODER, só se for pelo voto, já que estão bem nas pesquisas, não será difícil vencer as eleições é só candidatarem um MILITAR .

    1. Eu respondo o BRASIL
      Só pode falar do regime militar "ditadura" quem tem mais de 60 anos os mais novos só sabem por
      Lucros e quem escreveu esses livros eram todos que queriam ganhar no mole como hoje seria os políticos

  7. Acredito que na atualidade as pessoas nao querem uam DITADURA, a intervenção militar teria que ser apenas para banir os políticos do poder, até pq nos tempos atuais, em plena era digital, os militares não teriam como controlar, por exemplo, a liberdade de expressao, a ideia atual de intervenção nao esta associada a DITADURA, com excessos de proibições, principalmente relacionado ao povo.
    Os militares devem assumir, única e exclusivamente para dar jeito nos tres poderes, q estao podres.

    1. Quem dar jeito é votando correto e nao eleger representantes de empresas.

    2. Brother, na moral, quantas pessoas votaram naqueles que elas julgavam uma pessoa idônea e no final o canditado foi pego envolvido em algum caso de corrupção?
      Antes já era dificil, pelo menos para mim, acreditar na classe polítca, atualmente entao piorou.
      Não adianta votar, presidente nao governa só, a podridao do país não é so no legislativo e excutivo, existe o judiciário tbm.

    3. Melhor votar em empresario do que em pelego ou servidor publico que so pensa no proprio bolso.. pelo menos o empresario tem gerado emprego, enquanto o sindicalista-pelego tem gerado desemprego e muito imposto pra o povo pagar. Metade do país é sustentado pela outra metade que produz.. isso é ridículo.

    4. Quem colocou um "OPERÁRIO " no poder que roubou tanto ele é sua turma que quebrou o Brasil

  8. Só quem tem medo que a casa seja posta em ordem são os políticos (CORRUPTOS). As pessoas de bem não tem o que temer, pois , pior do que está com certeza não ficará.

  9. O brasileiro e sua mania de querer um "salvador da pátria" para resolver seus problemas… Até parece que nunca existiu corrupção no seio da caserna! O máximo que conseguiríamos com um novo golpe é carimbar o país definitivamente com o rótulo de República das Bananas, que sempre são retratadas nos filmes americanos como governadas por ditadores militares corruptos. Não existe saída viável que não seja pela democracia, embora os "falsos profetas" da internet digam que a intervenção militar é a solução!

    1. E o sr. acredita que exista democracia?
      Isso é o que querem que pensemos.
      Tudo é controlado por quem domina o capital mundial.
      Alem do mais ja esta mais q provado q o povo brasileiro é pessimo quando se trata de escolher seus representantes e tambem é um povo acomodado que nao luta por seus direitos.

  10. Estamos prontos pessoal, acreditem em nós, vai ser melhor para nossa nação.

    Avante BRASILLLLLLLLLL.

  11. Não entendo porque o Brasil passando por uma enorme crise de moral e ética, com uma inversão de valores inconcebíveis, onde a palavra honestidade não mais existe na cabeça dos corruptos e ladrões desse país, ainda tem gente com medo do regime militar, será que acreditam que a impunidade deve continuar? seria uma coisa benéfica prá quem?, duvido que um "HOMEM DE BEM" tenha sido punido com o então Regime Militar.
    Basta assistir TV e depois refletir.

    1. E vc inocente acha q nao houve/há corrupção e bandidos no exército Tá "serto". O povo tem o poder nas mas mas só vota em representantes de empresas.

  12. BG
    O regime Militar só foi ruim para BANDIDOS, COMUNISTAS e VAGABUNDOS. Hoje temos uma "democracia" faz de contas com ladrões do dinheiro público em todos os três poderes, foram criados no serviço público (justiça comum, Federal e do Trabalho, ministérios públicos estaduais e Federal, fiscais de estado e de prefeituras só para citar alguns) verdadeiras castas onde se ganha ABSURDOS e não se respeita a LEI que determina o limite máximo que é o supremo (para Inglês Ver) e fica o País sem a menor estrutura hospitalar, de segurança, educacional e muitas outras necessidades básicas ao ser humano. Isto tem que acabar e logo, nós Cidadãos já fomos TOLERANTES demais com essas praticas. Só um regime de força e com o apoio da população vai conter essa BANDALHEIRA do Oiapoque ao Chui.

  13. EU MOLEQUE COM MEUS 15 ANOS…FUI AS RUAS PEDINDO DIRETAS JA….FUI UM GRANDE ERRO. COMO DISSE O PRESIDENTE ERNESTO GEISEL…..UM DIA O POVO BRASILEIRO VAI SENTIR SAUDADES DOS MILITARES. SABIO PRESIDENTE GEISEL…SAUDADES.

  14. Eu era contra até o final do ano passado, mas cansei. Hoje eu peço que haja essa intervenção e que a situação do país seja enfrentada como ele deve ser: estado de exceção e tudo mais que isso implica. Toque de recolher, tolerancia zero para crimes, alteração de leis,nova constituinte e tudo mais.
    Nós estamos em guerra, se convençam disso.

    1. Como vai ter toque de recolher se existem vários comércios e serviços que funcionam à noite?

    2. Toque de recolher é exegeiro, coloquem uma coisa na cabeça, os militares so devem assumir para por ordem nos poderes, e nao no povo (exceto as facçoes criminosas e etc)

  15. Quem é contra o Regime Militar é a favor da desordem que se encontra a atual conjuntura desta nação. Vive em pleno Regime Militar e estou vivo, já no civil apenas Deus, só Deus sabe até quando continuaremos vivendo…

    1. Ou é alguém que tem um mínimo de entendimento da república, e entender que força militar tem seus propósitos (e deveria deixar de ser sucateada), ajuda no desenvolvimento da ciência, mas deve deixar os civis governarem.

      Militar que quiser mudar o país internametne, se candidate ou vá para outras esferas do serviço público.

    2. Cabral, já que você viveu o tempo do Golpe Militar, deve estar lembrado do desmonte do ensino público do país (antes as escolas públicas tinham qualidade, pergunte a qualquer um que estudava na época), das obras faraônicas que nos deixaram como legado uma enorme dívida externa ( Usinas Angra I e II, Transamazônica etc), da hiperinflação (que só conseguiu ser domada nos anos 90), da censura dos meios de comunicação (haja receita de bolo nos jornais), do atraso tecnológico criado pela proibição das importações…

    3. Rómulo não minta
      Ou você é mentiroso ou você não viveu no regime militar vice deve saber isso por livro escrito pelos esquerdista

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Ano eleitoral vai exigir “prudência” e “calma das instituições”, diz Fux

O ministro Luiz Fux, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), disse que as eleições de 2022 vão exigir “prudência” e “calma institucional”. O magistrado fez um balanço de seu 1º ano como presidente da Corte. Assumiu o posto em 10 de setembro de 2020.

“Nós estamos ingressando num ano muito importante que é o ano eleitoral. Esse ano eleitoral exige prudência, ele exige calma das instituições, de sorte que eu acho que essa prudência vai ser mantida exatamente com foco na preocupação nas eleições. Eu citaria, por exemplo – muito embora tenha sido uma manifestação expressiva – nós nos preparamos e não houve incidentes graves nem levemente graves em relação àquele movimento de 7 de Setembro”, afirmou, em referência aos atos pró e contra o presidente Jair Bolsonaro no feriado da Independência.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Média móvel de mortes por covid no RN é considerada estável

A média móvel de mortes por covid-19 está em trajetória de alta em 11 Estados brasileiros e no Distrito Federal. No RN, os números mostram uma queda de 5,2%.

Esse percentual de queda mostra um quadro de estabilidade, segundo dados do Poder 360.

A média móvel é calculada do seguinte modo: soma-se as mortes notificadas pelas secretarias estaduais de saúde na última semana e o resultado é dividido por 7 (o número de dias na semana). Desse modo, eventuais variações abruptas são matizadas. Essas oscilações são comuns nos fins de semana, quando há menos funcionários públicos para reportar e compilar os dados.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF recupera vinhos furtados do Itamaraty e avaliados em R$ 57 mil

Foto: divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) recuperou duas garrafas de vinho avaliadas em R$ 57.618 que foram furtadas de uma adega mantida pelo Ministério das Relações Anteriores.

O Petrus Pomerol Grand Cru da safra de 1980, avaliado em R$ 25.750, e o Domaine de La Romanee-Conti La Tache Grand Cru Monopole da safra de 1995, avaliado em R$ 31.868, foram doados ao Itamaraty.

As garrafas foram recuperadas durante busca e apreensão realizada na 6ª feira (24.set.2021). A PF batizou a ação de “Operação Borgonha”, em referência a uma região da França em que estão localizados diversos vinhedos.

O furto foi constatado em agosto deste ano, depois de uma conferência na adega do Itamaraty. A PF passou a investigar o caso e encontrou o autor do crime.

O homem, que não teve o nome revelado, disse que tinha vendido as garrafas e indicou o comprador, que foi encontrado em São Paulo junto com as garrafas.

Poder 360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Sem sessão há dois anos, Conselho de Ética do Senado tem 23 denúncias paradas


Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado Federal completa, neste sábado (25/9), exatos dois anos desde a realização de sua última sessão, ocorrida em 25 de setembro de 2019 e destinada a definir a composição do colegiado, que nunca atuou.

Na ocasião, os membros do colegiado elegeram Jayme Campos (DEM-MT) e Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) para a presidência e vice-presidência. Ocorre, no entanto, que os senadores nunca chegaram a presidir uma sessão, em função da inatividade do conselho.

Mesmo sem terem presidido sessão alguma, os dois precisarão entregar as cadeiras do comando do colegiado, uma vez que a composição só é válida por dois anos – prazo que expira neste sábado (25/9). A falta de sessões para deliberar sobre representações contra senadores, fez com que os pedidos fossem empilhados e, atualmente, 23 ainda aguardam deliberação do conselho.

A inoperância do Conselho de Ética se manteve mesmo diante do retorno gradual das comissões do Senado, que tiveram os trabalhos interrompidos em decorrência das medidas adotadas pela presidência da Casa para mitigar os riscos de contágio pelo novo coronavírus no Parlamento.

Se em 2020 o cenário foi de paralisação total das atividades dos colegiados e de sessões remotas, este ano o panorama mudou, principalmente após a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, que “puxou a fila” das comissões, ao ser a primeira a retomar as atividades de forma presencial após a paralisação promovida pela pandemia. Hoje, apenas o Conselho de Ética não voltou efetivamente, nem mesmo no formato híbrido (presencial e remoto).

Representações que aguardam andamento

De 2019 até a presente data, 23 representações contra senadores aguardam andamento do Conselho de Ética. Do total, o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) lidera as manifestações, sendo alvo de oito pedidos – a maioria de autoria do senador Luiz do Carmo (MDB-GO).

Na sequência, estão os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Styvenson Valentim (Podemos-RN) e Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), com dois processos contrários cada.

Flávio também é autor de uma representação contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL). No pedido, o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) alega que o emedebista cometeu “abuso de autoridade” durante os trabalhos investigativos da CPI da Covid-19.

Nem o presidente do Conselho de Ética escapou das representações. O senador Jayme Campos é alvo de manifestação interpelada pelo Partido Republicano da Ordem Social (Pros).

O pedido decorre de confusão em que o parlamentar se envolveu na reinauguração de uma praça em Várzea Grande (MT). Na ocasião, o senador agrediu manifestantes.

“Sem qualquer justificativa e de maneira cavilosa (por trás), [o senador] agrediu um munícipe que intentava gravar uma entrevista com a prefeita da cidade, Lucimar, então esposa do representado. Inobstante tenha sofrido um soco seguido de empurrão do representado, o munícipe ainda continuou sendo agredido por um secretário municipal (Breno Gomes) e por um segurança do representado”, narram os autores do pedido.

Impasse regimental

O senador Jayme Campos (DEM-MT) defendeu ser regimental o impasse para retorno dos trabalhos.

“A primeira coisa que precisa ser dita é que o Conselho de Ética já foi instalado fora de época, era para ter sido em fevereiro, e a instalação só ocorreu em setembro, e temos a resolução da Mesa Diretora que suspendeu a realização das reuniões presenciais por causa da pandemia”, explicou.

O democrata afirma que, mesmo sem sessões, o conselho continuou funcionando. “A minha parte eu fiz e de forma regimental: todo processo que chegou ao nosso conhecimento foi encaminhado para a Advocacia do Senado e, inclusive, recentemente fiz um expediente encaminhando providências à advocacia”, assinalou.

O senador diz não saber se o colegiado terá os trabalhos retomados ainda neste ano. “Isso é com a Presidência do Senado”, resumiu. Questionado sobre a vontade de voltar a presidir o conselho, Campos respondeu: “Não faço nenhuma questão”.

 

Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

A FAZENDA: Nego do Borel é expluso de reality show da Record após acusação de estupro

Imagem: reprodução/PlayPlus

O cantor Nego do Borel foi expulso do reality show “A Fazenda 13” na tarde de hoje. A informação foi confirmada pela assessoria do artista, que afirma estar em contato com a equipe da RecordTV para apurar a situação.

Ele está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo por suspeita de estupro de vulnerável contra Dayane Mello na madrugada de hoje. Segundo informações recebidas pelo UOL, a pressão dos patrocinadores e a consulta com o jurídico da emissora pesaram na decisão.

A equipe jurídica de Dayane registrou a ocorrência na Delegacia de Itapecerica da Serra (SP), local onde acontece o reality. De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), o advogado apresentou imagens para justificar a ocorrência, além de relatar os fatos.

As primeiras informações sobre um registro na polícia sobre o fato vieram no Twitter. Após os acontecimentos da noite passada, em que Nego do Borel deitou ao lado de Dayane Mello, visivelmente bêbada, a equipe da peoa informou que seus advogados estavam na porta do reality. Dayane, inclusive, foi chamada pela produção do programa e saiu pelo portão da sede.

Em nota enviada ao UOL antes da confirmação da abertura do inquérito, a assessoria de Nego do Borel afirmou que “os fatos estão sendo devidamente apurados por uma equipe multidisciplinar disponibilizada pela própria produção do programa, que se pronunciará sobre o caso hoje à noite”. Questionada novamente, afirmou que “nada foi provado ainda”.

Mais cedo, a equipe de Dayane, ex-participante do “Gran Fratello Vip” disse que todas as providências seriam tomadas, pois ela estava completamente inconsciente.

Após a produção apagar as luzes da sede, não foi possível ver a cama em que Nego do Borel e Dayane estavam deitados, mas era possível ouvir alguns comentários da participante. Em diversos momentos, ela pediu que o cantor ‘parasse’: “Para com isso, Nego”.

Nesta manhã, em conversa com a fazendeira da semana, Erika, Day disse não se lembrar dos acontecimentos da noite anterior. Nas redes sociais, ela recebeu apoio inclusive de ex-BBBs.

UOL

Opinião dos leitores

  1. Eh assim que a gente descobre como tem gente que tem como ídolo gente que não presta, muita vezes um criminoso! E amanhã, tenha certeza, ele terá ganho mais seguidores pq o brasileiro adora gente que não presta.

  2. Essa sem vergonha também andava dando mole. Não pode beber que a cebola esquenta. Não defendendo o Negro, longe disso.

    1. Independente do fenotipo de pele do criminoso, nao se deve defender quem comete crimes.. as imagens sugerem um crime em andamento, na qual houve conivência da empresa Record. Forneceram bebidas com a finalidade de causar problemas sociais aos integrantes. O crime deve ser evitado e nao permitido por omissao, ou estimulados, pra depois ser analisado quando nao é mais possível remediar. O mais vergonhoso é o pensamento das pessoas acharem que podem abusar das outras por estarem drogadas ou alcoolizadas, fora de si, achando que estao gostando por estarem apagadas e sem reação. Isso é patologico.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Brasil registra 537 óbitos e 15 mil novos casos nas últimas 24h

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste sábado (25):

– O país registrou 537 óbitos nas últimas 24h, totalizando 594.200 mortes;

– Foram 15.688 novos casos de coronavírus registrados, no total 21.343.304.

O Ministério da Saúde calcula que mais de 20,3 milhões de pessoas já se recuperaram da covid-19.

A Média Movel de Casos(16.140) está em queda de -53,15% em relação a 7 dias atrás(34.452) e alta de +1,51% em relação a 14 dias atrás(15.900). Já a Média Móvel de Óbitos(527) está em queda de -6,56% em relação a 7 dias atrás(564) e alta de +15,32% em relação à 14 dias atrás(457).

Embora tenha havido inconsistências dos dados enviados nas últimas semanas por instabilidade que os estados enfrentam no e-SUS Notifica (que reporta casos leves e moderados), houve redução de diagnósticos e mortes nesta semana, em comparação com a semana passada. Mas muitas informações continuam represadas, segundo gestores locais.

Com informações de R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN tem 13 mil pessoas à espera de uma cirurgia eletiva

Foto: reprodução

A fila de cirurgias eletivas no Rio Grande do Norte é de até 13 mil procedimentos, isto é, de pacientes que aguardam uma cirurgia na rede pública do Estado. O levantamento é da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap-RN).

Um dos fatores que justificam essa espera por parte dos potiguares é a pandemia de coronavírus, que paralisou, por duas ocasiões, as cirurgias no RN. Em 2021, segundo a Sesap, foram feitas 982 cirurgias no Estado.

O período pandêmico em 2020 fez com que o Estado tivesse uma queda de 26% em procedimentos ambulatoriais em relação a 2019, segundo dados do Conselho Federal de Medicina (CFM).

De acordo com o CFM, o Rio Grande do Norte deixou de fazer 348.061 procedimentos médicos ambulatoriais ambulatórios pelo Sistema Único de Saúde. Em 2020, foram 985.905 procedimentos contra 1.333.970 em 2019.

Em comparação aos 16 estados do Norte Nordeste, o RN foi o 10º mais afetado com a situação. Só o Amapá e Distrito Federal apresentaram superavit entre todos os estados.

Para reduzir essa fila, a Sesap anunciou, em julho deste ano, a reativação do programa “Mais Cirurgias, Mais Saúde”, com o objetivo de realizar pelo menos 10 mil procedimentos cirúrgicos até o fim do ano nas 8 regiões de saúde do Estado. Veja a matéria completa na Tribuna do Norte.

Opinião dos leitores

  1. A pandemia está o motivo das cirurgias não serem realizados, fico admirado com tanta ideia da governadora, minha amiga vamos tirar esse bumbum da cadeira e trabalhar, essa conversando não cola mais. O problema que essa governadora só pensa em Lula e esqueceu do povo potiguar.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Natal vacina adolescentes de 12 anos contra a Covid a partir de segunda-feira (27)

Foto: Joana Lima/Prefeitura de Natal

Na segunda-feira (27), a Prefeitura do Natal inicia a vacinação dos adolescentes com idade de 12 anos, residentes na capital. Com isso, o município termina a aplicação da primeira dose em toda população vacinável, uma vez que até o momento não há liberação da Anvisa ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para vacinar pessoas abaixo dos 12 anos.

As pessoas dessa faixa etária podem procurar um dos pontos de vacinação para receber a primeira dose do imunizante contra a Covid-19, mas devem ir acompanhadas dos pais ou representantes legais, sendo necessário o cadastro prévio no RN+Vacina, através do registro de seus responsáveis na plataforma, e levar comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacina.

A SMS Natal reforça que as pessoas acima de 12 anos, que ainda não foram tomar a primeira dose, se dirijam a um dos drives de vacinação para serem atendidas. A lista com as Unidades Básicas e os pontos de drives e grupos em vacinação, podem ser acessados através do https://vacina.natal.rn.gov.br/ .

SEGUNDA DOSE
CORONAVAC
As pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac podem procurar as UBS do município ou qualquer drive-thru.

OXFORD
UBS do município e todos os drives estarão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou até o dia 17 de julho.

Grávidas que tomaram a D1 de Oxford
As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer e em todas as UBS do município ou qualquer ponto de aplicação.

PFIZER
A segunda dose da Pfizer está disponível nas UBS do município ou nos drives Nélio Dias, Palácio dos Esportes, Via Direta e SESI para quem tomou a primeira dose até 06 de agosto.

TERCEIRA DOSE
Pessoas com 90 anos e mais que tenham completado o esquema vacinal, com duas doses, de qualquer imunizante (Coronavac, Oxford ou Pfizer) há pelo menos seis meses, estão aptas a receber a D3. Para isso, as pessoas devem levar o cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal em qualquer ponto de aplicação da cidade.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministério da Saúde distribui mais 5,2 milhões de doses da Pfizer e da AstraZeneca neste sábado (25)

Foto: DENIS BALIBOUSE/ATHIT PERAWONGMETHA/REUTERS

O Ministério da Saúde distribui, a partir deste sábado (25), mais 5,2 milhões de vacinas contra a Covid-19. As doses são destinadas para o reforço dos grupos prioritários, adolescentes e para completar o esquema vacinal. As vacinas da Pfizer e da AstraZeneca devem chegar aos estados e Distrito Federal nos próximos dias.

No total, 4,1 milhões de doses da Pfizer serão destinadas para dose de reforço dos idosos acima de 70 anos, para vacinação de adolescentes grávidas e puérperas, privados de liberdade e para completar o esquema vacinal de quem já tomou a primeira dose da vacina. De acordo com o ministério, o intervalo entre as doses da Pfizer é de 8 semanas.

Nesta distribuição, também serão enviadas 1,1 milhão de doses da AstraZeneca. De acordo com o planejamento do ministério, as vacinas devem ser aplicadas como segunda dose, para completar o ciclo vacinal dentro do prazo recomendado, de 12 semanas.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

[VÍDEO] ÓDIO DO BEM? Militante do PCB prega contra patrões, Congresso e ministros do STF: “Tem que odiar, xingar, ter raiva e vontade de cuspir”

O militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB), Jones Manoel, prega o ódio ao que ele chama de representantes da burguesia brasileira em discurso durante um evento do Sindicato da Construção Civil de Fortaleza (CE). “Uma das tarefas fundamentais da gente é estimular o ódio de classes”, diz Jones no vídeo que ele mesmo publicou na sexta-feira (24).

“A gente tem que acordar todo dia querendo esfolar o patrão. Tem que acordar todos os dias querendo pegar pelos cabelos cada um daqueles ministros do STF, se puxar do Fux sai a peruca, o presidente da Câmara dos Deputados e o presidente do Congresso”, disse Jones Manoel. “Tem que odiar, xingar, ter raiva, vontade de cuspir. Tem que odiar a burguesia brasileira e todos os seus representantes”, completou.

Imagem: reprodução/Twitter

Opinião dos leitores

  1. O ódio faz parte do DNA do comunismo. Lênin já pregava o ódio em todos os relacionamentos humanos, inclusive o ódio dos filhos contra os pais. Odiar é natural para os comunistas.

  2. Esse modelo tem feito muito sucesso. Vejam que essa fórmula elegeu o ex presidente dos Estados Unidos e elegeu o nosso atual presidente.

    1. Vc quis dizer que esse discurso elegeu LULADRAO, que fez pior dos que eram acusados de roubo. Esse papo não engana mais ninguém, só os troxas ou os ladrões semelhante a eles é que acreditam nessa conversa pra boi dormir.

    2. DEIXA DE SER IMBECIL BOLSONARO NUNCA PREGOU ODIO A NADA
      SE ELEGEU PREGANDO LIBERDADE FAMILIA E DEUS
      ODIO QUEM PREGA R VCS ESQUERDOPATA

    3. Pelas postagens notamos que realmente só existem ódio nos que não apoiam Bolsonaro. A turma do NARISMO só prega a paz e o amor.

  3. Esses radicais da política me dá asco, tantos os Lula-Livre e pior ainda os mitosdoentes. É um povo raivoso, esse gado prega o extermínio de todos os petralhas(seres humanos) e no domingo vão à missa rezar.

  4. Ele apenas expressa o pensamento da esquerda marxista e ateia. Neste mundo não há espaço para o morno: ou se está à direita ou à esquerda. Não tem prá onde correr.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *