Após queda nas pesquisas Bolsonaro pede empenho aos eleitores e neutralidade nas disputas estaduais e foco na presidencial

Uma leve piora para Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas fez com que a campanha mudasse a estratégia. O candidato decidiu aparecer mais e cobrar foco de aliados que estão envolvidos em campanhas estaduais.

A decisão foi tomada depois que levantamento feito pelo Ibope, de terça-feira (23), mostrou que o candidato oscilou de 59% dos votos válidos para 57% em relação ao levantamento anterior, do dia 15.

Houve também piora na rejeição, que subiu de 35% para 40%, enquanto Fernando Haddad (PT) teve melhora no indicador, com queda de 47% para 41%.

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (25) também mostrou uma piora no desempenho de Bolsonaro, que passou de 59% para 56% dos votos válidos. Haddad apareceu com 44%, contra 41% da pesquisa anterior.

A rejeição do candidato do PSL passou de 41% para 44% e a do petista oscilou de 54% para 52%, segundo Datafolha.

Até a semana passada, a cúpula do PSL trabalhava com a ideia de ‘jogar parado’. Falar o mínimo possível já que o que cenário é favorável. Em visita à Superintendência da Polícia Federal no Rio, na semana passada, Bolsonaro chegou a falar que estava “com a mão na faixa”.

Essa piora, na visão de aliados do capitão reformado, pode ter ocorrido pela denúncia de que empresas estariam pagando por pacotes de distribuição de conteúdo, via WhatsApp, para difamar o PT, em favor de Bolsonaro.

Pesou também negativamente o fato de ter circulado um vídeo do filho do presidenciável o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), falando em fechar o STF (Supremo Tribunal Federal).

Isso fez com que Bolsonaro fizesse uma transmissão ao vivo no Facebook, na noite de quarta (24), e pedisse para que seus aliados não se desmobilizassem e se concentrassem na eleição nacional, deixando de lado as disputas por governos dos estados.

Nesta quinta, a campanha convocou a imprensa para uma entrevista coletiva, que foi precedida da entrega de uma faixa-preta de jiu-jítsu ao candidato pelo lutador Robson Gracie.

Na entrevista, Bolsonaro reforçou que a eleição não está garantida e cobrou empenho de aliados para somar votos até a votação de domingo (28).

“Do nosso pessoal, eu quero é mais empenho do que eles estão demonstrando”, afirmou, ao responder pergunta sobre a pesquisa em São Paulo, que mostrou Haddad à frente, com 51% dos votos.

“Em São Paulo, por exemplo, a preocupação número um não é eleger candidatos ao governo do estado, mas sim somar votos para a minha candidatura”, completou.

A campanha de Bolsonaro tem defendido a neutralidade nos estados, segundo o candidato com o objetivo de centrar esforços na campanha presidencial.

“A questão da neutralidade é justamente porque não está garantida minha eleição no próximo domingo. E a questão mais importante, eu tenho dito para quem está do meu lado, é a minha eleição.”

Bolsonaro pediu aos eleitores que “não aceitem provocações” antes do pleito de domingo. “Estamos disputando final de campeonato e o que está em jogo é o destino do Brasil”, comentou.

Com informações da Folhapress e do Notícias ao Minuto

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Curiosa disse:

    Graças a Deus as pessoas estão acordando! É só assistir alguns videos e declarações que ele cai ainda mais, totalmente despreparado para o cargo.

  2. Transflor disse:

    Ele mesmo tá fazendo por onde, fugiu do debate mais aguardado, o Povo gosta de assistir debate.

    • Ceará-Mundão disse:

      Perdão, mas vejo apenas os eleitores do "Andrade" insistindo na participação do Bolsonaro nesses debates fajutos, que servem apenas para candidatos sem propostas tentarem denegrir a imagem dos seus adversários. Os eleitores do capitão, que NUNCA mudarão seus votos para votar no PT, não fazem questão desses debates. A enorme diferença entre os dois, demonstrada até mesmo em pesquisas manipuladas como as do IBOPE e do Datafolha, comprova o que digo.

  3. Ceará-Mundão disse:

    Acreditar em pesquisa do IBOPE e do Datafolha pode ocorrer por dois motivos: extrema ingenuidade ou má fé (nesse caso, a pessoa estará apenas pensando em interesses particulares). Esses dois institutos já erraram muito, tanto nessa quanto em eleições passadas. Erros grotescos. Duas pesquisas divulgadas hoje (sexta) estarão mais próximas do resultado do 2º turno. A da Crusoé/Paraná Pesquisas, aliás, foi a que mais se aproximou do resultado do 1º turno. Confiram. A internet foi uma bênção que está nos livrando das manipulações a que estávamos sujeitos antigamente. Por isso os esquerdopatas a odeiam e sonham em censurá-la. Bolsonaro está chegando e iniciará a grande mudança no nosso Brasil.

  4. Rômulo disse:

    A virada está chegando! O povo está acordando e vendo quem é realmente o Bolsonaro, que agrega em si o que há de mais perverso neste país!

  5. Carlos Bastos disse:

    Está chegando a hora da virada, as viúvas do Aécio ainda não estão confirmadas Haddad Presidente.

  6. Bader disse:

    Lembrando que a pesquisa referida foi em São Paulo capital e não no estado.
    Pessoal respeitem o Bruno, ele tem feito postagens sem escolher lado. Nós como leitores temos o direito e o dever de questionar mesmo, mas não vejo parcialidade da parte dele.

    Abraço BG.

  7. Fabio disse:

    Espero que quando abrirem as urnas esse Blog venha se redimir………..vai ser a maior lavagem da história.

    • bruno disse:

      Redimir de que Fábio? Da eleição presidencial? Tb acho, Bolsonaro vai ter uma diferença de voto grande para Haddad.

    • Minha Opinião disse:

      Espero também Fabio pois está muito tendencioso pro lado do Pt aqui no estado!

    • Rômulo disse:

      Este são os bolsominionseguintes, Bruno. Eles começam a atacar quem quer ser imparcial e não reza pela cartilha deles!

COMENTE AQUI