Aprovado projeto de lei que cria espaço para eventos de som automotivo

Por unanimidade, a Câmara Municipal de Natal aprovou durante a sessão ordinária desta terça-feira (22) o Projeto de Lei nº 102/2016, de autoria do vereador Sandro Pimentel (Psol), que estabelece a criação de espaço destinado a desenvolver encontros e exposições de veículos com som automotivo alto. A matéria retorna ao plenário hoje para ser votada em segunda discussão.

De acordo com o vereador Sandro Pimentel, atualmente os amantes de som automotivo se reúnem semanalmente para encontros sociais e competitivos, sendo que na ausência de um local adequado para essas atividades acabam indo para outros municípios.

“A existência de um local apropriado e regulamentado pelo Executivo vai permitir o desenvolvimento das exibições em eventos abertos ao público, que atrairá diversos investimentos privados incentivando lazer e renda, sem qualquer transtorno para a população e sem transgressão à legislação existente. Isso já acontece em diversas cidades brasileiras, que dinamizam suas economias a partir da geração de emprego nas equipadoras, marcenarias e fábricas de equipamentos”, defendeu Sandro.

Em seu discurso, a vereadora Eudiane Macedo (SD), que subscreveu o texto, falou que a iniciativa vai garantir mais um espaço de entretenimento para a juventude natalense. “Tudo dentro da legalidade, com estrutura e conforto. É um setor que cresce no mundo todo, inclusive existem muitas equipes de som automotivo formadas no Brasil, compostas por jovens que montam os sons de seus carros, um ajudando o outro. Isso tudo movimenta o mercado”.

O vereador Preto Aquino (PEN) também apoiou a proposta. “Que o brasileiro é apaixonado por carro todo mundo sabe, Porém, além da paixão pelo carro existe o fascínio pelo som do automóvel. Essa atração justifica os inúmeros encontros, campeonatos e competições que acontecem no país”, pontuou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão disse:

    CMN=Cada Merda… Nam

    Essa cidade vai longe com essa qualidade de vereador

  2. Rafael disse:

    Na caça aos votos, vale tudo!

  3. Rafael disse:

    Só faltava essa!
    Já não basta os pagodeiros a solta por aí. Mas o mau que vem pro bem, pelo menos quando o vizinho ligar a potência máxima, com aquele pagode nojento, digo a ele: vá lá pro Pimentelzão. Rsrsrs

  4. Eduardo Pete disse:

    E onde irão colocar um espaço desses em Natal que não perturbe os moradores?? Precisaria de pelo menos 1Km ao redor sem habitantes. Isso não existe em Natal. Aí vão fazer no estacionamento do Arena pertutbando com mais um evento os vizinhos que já sofrem muito durante o ano com barulho.

  5. OSWALDO disse:

    Impressionante a qualidade dos vereadores de Natal!

  6. Carlos disse:

    Rapaz, seria interessante se a prefeitura comprasse inúmeros fones de ouvidos e distribuísse entre os amantes do som alto, assim o alto investimento pra fazer zuada ficaria apenas nos tímpanos dos competidores.

  7. Val Lima disse:

    Rapaz eu fico imaginando a "valorização" dos imóveis próximos a esse futuro espaço…

  8. gilberto disse:

    Acredito ser um Projeto de Lei que vá na contra-mão da Legislação Federal quanto ao abuso dos decibéis. Realmente é um projeto que não irá beneficiar a saúde e nem a educação. será reunião de pessoas que sem noção vão perder a audição e que a mesma jamais será recuperada. fora os casos de bebidas e outras coisas que prejudicarão a segurança.

  9. Juvenal disse:

    Nossa Câmara Municipal está de parabéns! Ontem vimos que a vereadora Ana Paula conseguiu aprovar seu projeto para obrigar as farmácias a medirem a pressão da população gratuitamente. Hoje vem a notícia de que o vereador Sandro Pimentel vai conseguindo a aprovação desse projeto para que o Município crie o "Espaço Paredão". Esse povo só pode não ter o que fazer mesmo!

  10. Só olhando disse:

    É cada projeto sem futuro que sinceramente não sei de onde esses vereadores tiram tanta inspiração.

  11. Carlos Teixeira disse:

    Não creio que cabe à Câmara Municipal "estabelecer a criação de espaço destinado a desenvolver encontros e exposições de veículos com som automotivo alto".
    Se existem entusiastas ou empreendedores interessados em promover encontros de som alto, eles deveriam comprar ou alugar um espaço, elaborar um estudo de impacto ambiental e abrir um processo de licenciamento ambiental na SEMURB, de preferência com o acompanhamento da Promotoria de Meio Ambiente.
    Se o licenciamento for aprovado, obedecendo a todas as condições estabelecidas na legislação, os encontros poderão ser realizados sem problema, para desfrute dos "apaixonados por carro" e sem incomodar quem não tem nenhum interesse pelos eventos.
    Difícil vai ser encontrar, dentro dos limites do município de Natal um local que atenda a estas condições.

  12. Emmanuel Klenylson disse:

    Bela iniciativa! Estão todos de parabéns! Almejamos esse espaço há tempos… Só assim poderemos curtir nossos sim sem a preocupação de a qualquer momento vim uma operação da polícia e prender nosso alto investimento.

    • Pato disse:

      Se organizem e construam um espaço, diminuam o investimento no som e economizem para ter um espaço. O dinheiro público não precisa ser investido para favorecer grupos abastados que gastam dinheiro a toa.

COMENTE AQUI