Arena da Baixada ameaçada: OAS diz que Fifa fez consulta para Arena Grêmio substituir Curitiba

fotoFoto: Eduardo Moura

A Fifa fez uma consulta na semana passada à OAS Arenas, que administra a Arena do Grêmio, sobre a possibilidade de o estádio receber jogos da Copa do Mundo caso a Arena da Baixada, em Curitiba, não fique pronta a tempo para o evento. Quem fez a revelação foi Carlos Eduardo Paes Barreto, diretor-superintendente da OAS Arenas, no último sábado, em conversas com jornalistas  na véspera do primeiro evento-teste da Arena das Dunas, em Natal.

Segundo Paes Barreto, no entanto, é muito difícil que isso aconteça por questões logísticas, sendo a saída mais simples para substituir Curitiba espalhar as quatros partidas previstas para o estádio do Atlético-PR pelas outras sedes (são outras 11 no total).

– Realmente a Fifa nos procurou para uma consulta, coisa informal, porque temos um bom relacionamento. Porém, acho que é uma opção bem remota. O estádio está pronto para isso, mas a logística toda seria complicada agora – declarou o diretor da OAS, que administra a própria arena gremista, a nova Fonte Nova e a Arena das Dunas – estas duas últimas receberão partidas do Mundial.

Outro fator que dificulta a presença do estádio tricolor no Mundial é a obrigatoriedade da assinatura de um ‘Stadium Agreement’ entre as partes. Este acordo regulamenta o uso dos estádios e define as obrigações entre os envolvidos.Tendo em vista o tempo que falta para o evento, esta operação praticamente já se inviabilizaria apenas por esta razão.

A operação fica ainda mais complicada considerando que teria de haver um acordo sobre as estruturas temporárias exigidas pela Fifa para a realização da Copa.

Por mais que o estádio gremista seja de alto padrão, ele não contou com a supervisão da Fifa desde o início de sua construção. Isto poderia demandar ainda adequações extras para instalações que atendam os padrões determinados para áreas de circulação, de imprensa, transmissão de TV, dentre outras.

Os atrasos nas obras da Arena da Baixada têm sido alvo de preocupação da Fifa. O estádio é um dos que não cumpriram o prazo determinado pela entidade que comanda o futebol mundial para serem entregues (dezembro de 2013). O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, deu um últimato aos responsávelis pela arena no último dia 21 de janeiro. O cartola afirmou que se não houver avanços até 18 de fevereiro, data em que está prevista nova visita ao local, a cidade poderá ser eliminada do torneio.

O temor com a situação da sede é generalizado. Em entrevista recente ao LANCE!Net, Mario Celso Cunha, secretário estadual da Copa em Curitiba, admitiu:

– Do jeito que está, a Arena da Baixada não fica pronta a tempo da Copa do Mundo.

A Arena Grêmio, por sua vez, foi inaugurada em dezembro de 2012 com um amistoso entre Grêmio e Hamburgo (ALE). Desde o ano passado sedia as partidas do clube tricolor. Vale lembrar que Porto Alegre já será sede da Copa com o Beira-Rio, cujas obras ainda estão na reta final. Para o estádio do Internacional estão previstos cinco jogos, um deles pelas oitavas de final.

A tabela do Mundial prevê que a Arena da Baixada receba os seguintes confrontos do Mundial: Irã x Nigéria (16 de junho, às 16h), Honduras x Equador (20 de junho, às 19h), Austrália x Espanha (23 de junho, às 13h) e Argélia x Rússia (26 de junho, às 17h).

Lancenet