Aumento, mas não invento: site pró-Donald Trump é sucesso na web

13139041_1711959239044413_2453685740638142110_nOs números de leitores fazem os olhos de Alexander Portelli brilharem. Cerca de dois milhões de pessoas visitam mensalmente seu site, o “Prntly”, dedicado a Donald Trump. Na página do site, um cenário caótico de imagens editadas com Photoshop e propagandas se mistura a manchetes em maiúsculas anunciado que “Trump lidera pesquisas”, ou que “Hillary está cada vez mais próxima da morte”.

— Nossos repórteres pegam uma notícia existente e a alteram de maneira que pareça que Trump tem algo a ver com ela — confessa Portelli, que afirma que gostaria de conduzir o blog de maneira mais profissional, “ainda que ele funcione melhor desta maneira”.

Portelli não revela números, mas afirma que tem ganhado um bom dinheiro com o blog, já que “muitos internautas não acreditam nos veículos tradicionais”. “A internet é o futuro”, diz ele. Muitas das notícias lançadas pelo site foram compartilhadas pelo próprio Trump, e algumas chegaram a ser divulgadas por outros veículos.

Apesar de reconhecer que seu popular site não reproduz notícias com a mais alta taxa de fidelidade aos fatos, Portelli se defende afirmando que, na verdade, não trabalha com informações falsas:

— Não é nada além de notícias distorcidas, como acontece com todos os veículos de informação — afirma, dizendo se sentir muito incomodado com a cobertura de redes como CNN e Fox News, que, na sua opinião, “perseguem Trump e deixam Hillary em paz”. — Há merda em ambas as partes. Meu blog busca o equilíbrio.

Apesar de seu site dedicado a Trump, ele afirma que seu candidato em novembro é o libertário Gary Johnson, e mantém um segundo site, o “Marshall Report”, dedicado ao democrata Bernie Sanders, derrotado nas primárias do partido por Hillary.

O Globo