Bebê potiguar sobrevive a grave cardiopatia graças a Amico

Paulo-HenriqueA história de Paulo Henrique poderia ter um final muito triste, como o de várias outras crianças que nasceram com hipoplasia do coração esquerdo e faleceram antes de completar 1 ano de idade. Mas graças a Associação dos Amigos do Coração da Criança, a Amico, Paulinho é o primeiro bebê potiguar a sobreviver a essa grave cardiopatia.

Logo nos primeiros dias de vida, ele foi operado no Incor/Promater, num procedimento inédito no RN e que garantiu a sobrevida de Paulinho. Há poucos dias, ele foi submetido a um segundo procedimento realizado pela equipe de cirurgia cardíaca infantil mais experiente do Brasil, no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo. Tudo conquistado pela equipe da Amico, que em SP contou também com a ajuda da ONG Pequenos Corações. Sem essas intervenções, Paulo Henrique não teria sobrevivido.

Nesta quarta-feira (18), aos 9 meses de vida e bem de saúde, Paulinho retorna de São Paulo para Natal. Ele continuará em observação na casa da Amico, recebendo todo o acompanhamento necessário para sua plena recuperação. Para dr. Madson Vidal, diretor da Amico, o momento é de muita alegria. “Hoje é um dia muito especial para a Amico, pois estamos comemorando a vida de Paulo Henrique. Sem a generosidade de muita gente, essa história seria muito triste. A medicina e a solidariedade salvam vidas”, disse.