Bebianno revela que Bolsonaro trata filho Carlos como “um pitbull para deixar quieto”

O ex-ministro Gustavo Bebianno, que foi demitido após uma queda de braço com Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, revelou que o próprio pai trata um filho como um “pitbull para deixar quieto”.

Em entrevista à revista Veja, ao ser questionado sobre o conhecimento prévio da influência dos filhos na política do pai, ele foi taxativo ao afirma que sabia que eles tinham um papel e que chegou a conversar com Bolsonaro sobre isso.

“Eu sabia que existia, sim, um nível de influência, principalmente do Carlos, mas ela não chegou de fato a atrapalhar muito durante a pré-campanha e a campanha. Uma vez, no avião, perguntei ao presidente o motivo de o Carlos não parcipar de nada, de nunca estar presente, de se manter sempre alheio e à distância, e ele me respondeu que o Zero Dois era um pitbull para deixar quieto”, disse.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sandro disse:

    Auauau pitbull do mal q ficar no rio junto com leo indio para brincar no carnaval. Aguardando sentado o mp do rio denunciar a familicia toda por corrupção.

  2. Lucio disse:

    Carlos é o que tem um caso com o primo?
    Mas o hoje presidente fake não dizia que preferia um filho bandido do que um filho gay?
    Ah, com as revelações do esquema criminoso de Flávio e sua ligação com o para mal miliciano, da pra entender.
    Será que ele tem problema de preferência entre os filhos?

COMENTE AQUI