Bolsonaro planeja decreto para autorizar atividades de autônomos


Foto: Hugo Barreto/Matrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que pensa em editar um decreto tornando essencial toda atividade que sirva como meio de subsistência. Após retornar de um passeio por Ceilândia e Taguatinga neste domingo(29/03), ele afirmou que passou a pensar no assunto após conversar com os comerciantes e ambulantes.

“Tive a ideia agora e eu estou pensando em fazer um decreto desse, pra ver se cabe. Eu acho que é justo. Se o cara que corta grama não cortar grama, ele não vai ter dinheiro pra comprar arroz, feijão, leite pras crianças. Ele vai cortar grama, pô. Vai deixar a molecada morrer de fome?”, questionou.

Atualmente, apenas algumas modalidades de comércio estão autorizadas a funcionar, como supermercados, açougues, farmácias, padarias e veículos de comunicação. “Essencial é tudo aquilo que sirva para o homem e a mulher levar o leite para as crianças em casa. Levar o arroz e o feijão pra dentro de casa. Se não conseguir fazer isso, ele vai ter problema seríssimo de fome, subnutrição, inanição, talvez até morte”, destacou.

Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tony disse:

    MARGINAL, ASSASSINO

  2. Antonio Turci disse:

    Certíssimo, Presidente. Os humildes agradecem. Economia tem que girar.

  3. Sousa disse:

    Sergio Batista29/03/2020 às 07:53
    Verdade é que o Presidente Bolsonaro nunca desceu do palanque, encerrando a campanha e começando a governar com seriedade.
    Isso é fato!
    Nesse processo, vive criando e alimentando conflitos (Com a ajuda do Gabinete do Ódio e seus fiéis robôs teleguiados), dando caneladas em praticamente todo mundo que discorda ou ousa pensar diferente, além de atacar continuamente quem está no seu caminho, mesmo os que estão do lado dele e começam a brilhar mais do que ele.
    Isso é outra verdade!
    A divisão do país e a permanente batalha decorrente desses dois fatos citados acima é na maior parte de responsabilidade do Presidente, dos seus filhos aloprados e da milícia digital ativa (Até ameaçando de morte pessoas que se posicionam contra).
    Não poderíamos esperar outra coisa dessa situação, senão um Estado desunido, dividido e em constante conflito.
    Depois vem todo o contexto político com suas diversas nuances e particularidades, que não vamos entrar em detalhes aqui e agora por questão de espaço e tempo.
    E por último, a posição da ciência, dos cientistas, pesquisadores, além do exemplo do mundo inteiro.
    E nesse quesito, não podemos deixar de perceber o risco enorme e iminente sobre todo o continente, que as posturas insanas do Presidente Bolsonaro tem assumido indo na contramão dos principais organismos e instituições científicas do mundo.
    É nesse campo que consigo vislumbrar que os governadores, independente de partidos, a imprensa independente do governo em geral e a sociedade civil, por meio dos diversos meios, tem se posicionado corretamente PELA PREVENÇÃO. E só por isso a coisa ainda não está pior do que poderia e vai ficar se ele não for parado e continuar com essa insanidade de continuar dando exemplos contrários a tudo e todos que se baseiam na Ciência e na necessidade da Prevenção
    Não podemos ignorar a sabedoria popular nessa hora, quando diz que "É MELHOR PREVENIR DO QUE REMEDIAR"!

  4. Giba disse:

    Só os inbecis liberais que concorda, tomara se esses liberais nunca retome sua atividades, por seguir esse idiota.

  5. Marcelo disse:

    Aproveita e manda uma emenda complementar para criar o imposto sobre grandes fortunas. A "molecada" trabalhou muito nos últimos 100 anos para enricar os bilionários no Brasil. Tá na hora deles contribuírem com a sociedade.
    Afinal, com a COVID, já estamos percebendo que a principal riqueza de uma nação, são os trabalhadores! Sem eles, não há produção, não há consumo, não há lucro, não há capital! Não há nada!

  6. Ricardo lúcido disse:

    Pronto ! Agora vai ! O sr presidente , voltei nele e me arrependo , é uma verdadeira máquina de criar confusão . Intempestivo ele abdica de um pronunciamento em rede nacional , onde poderia tranquilizar a população para fazer politicagem rasteira . Pense numa mercadoria vencida .

  7. Zanoni disse:

    Qual é a atividade econômica que não sirva como meio de subsistência? Vai levar outra porrada da Justiça!

  8. Gustavo Ferreira disse:

    INTERESSANTE BATMAN!
    O homem usa máscara para gravar entrevista e anda nas ruas sem nenhuma proteção.
    Onde está a lógica, a coerência e a racionalidade dessas ações completamente opostas?

COMENTE AQUI