Bolsonaro sanciona lei da Liberdade Econômica

Foto: Alan Santos/PR

Em seu primeiro evento público desde a cirurgia realizada no último dia 8, Jair Bolsonaro assina agora a MP da Liberdade Econômica.

O texto reduz burocracia para facilitar o funcionamento de empresas e muda regras trabalhistas. O governo prevê que a nova lei gere 3,7 milhões de empregos em 10 anos.

“Eu vejo a esquerda potencializando a questão de direito, nada de deveres. Falei com o Paulo Guedes, devemos estudar um projeto, a minha primeira empresa. Quem cria emprego não é o governo, nós queremos dar meios para as empresas terem confiança de abrir um negocio e, se der errado lá na frente, desistir e não ter que fugir da polícia para não ser preso. Não temos outro caminho. Temos de fazer o que estamos fazendo, deixar que o Estado pare de atrapalhar quem produz.”

O Antagonista