Bolsonaro demite secretário da Casa Civil por viagem em voo da FAB: “É inadmissível o que aconteceu. Ponto final”

FOTO: GABRIELA BILó/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (28) que o secretário-executivo da Casa Civil, José Vicente Santini, está destituído por ter usado um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar à Índia.

Santini, que estava como ministro interino devido a período de férias do titular da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, participou da programação da viagem oficial de Bolsonaro à Índia, onde apresentou a carteira de investimentos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) a investidores.

De acordo com a Casa Civil, a utilização de aeronave da FAB “seguiu os critérios definidos na legislação vigente”, mas Bolsonaro considerou a medida um ato inadmissível.

“Questão do avião da Força Aérea. Inadmissível o que aconteceu. Já está destituído da função de executivo do Onyx, decidido por mim. Vou conversar com o Onyx, ver quais outras medidas podem ser tomadas contra ele”, disse Bolsonaro em entrevista no Palácio da Alvorada após desembarcar da viagem à Índia.

“É inadmissível o que aconteceu. Ponto final. O cargo de secretário-executivo está perdido, outras coisas virão depois que eu conversar com Onyx”, acrescentou.

Antes de viajar à Índia, Santini também esteve em Davos, na Suíça, para o Fórum Econômico Mundial, onde também se encontrou com investidores externos para apresentar possibilidades de negócios no Brasil, de acordo com a Casa Civil.

Reuters

Mourão, sobre Bolsonaro: “Ele não é nenhum perigo para o sistema democrático”

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Em entrevista ao Estadão, Hamilton Mourão disse que o governo de Jair Bolsonaro não é totalitário nem representa qualquer “perigo” para a democracia brasileira.

“Desde que o presidente foi eleito, se procurou apresentá-lo como alguém desmedido, que atenta contra os princípios democráticos. Ele não é isso, em absoluto. Ele não é nenhum perigo para o sistema democrático. Outros, muito mais perigosos, passaram por aqui e eram aplaudidos”, disse o general.

Mourão também falou sobre a escolha de Regina Duarte para a Secretaria Especial da Cultura.

“Só um governo totalitário controla a cultura. Aqui não existe governo totalitário. A cultura é um segmento onde você procura sedimentar valores, tradições e raízes. Nesse sentido, é uma discussão secundária para um país com 12 milhões de desempregados, desigualdades absurdas e uma economia que ainda não avançou.”

O Antagonista e Estadão

Bolsonaro manda apurar se erro no Enem foi “falha ou sabotagem”

Foto: Sérgio Lima/Poder360

Jair Bolsonaro mandou apurar se os erros no Enem foram causados por falha do governo ou sabotagem:

“Enem: está complicado. Eu estou conversando com Abraham Weintraub, para ver se foi alguma falha nossa, falha humana, sabotagem, seja lá o que for. Temos que chegar no final da linha e apurar isso. Não pode acontecer isso. E nós sabemos que tudo está na mesa. Eu não quero me precipitar dizendo o que deve ter acontecido com o Enem. Acho que todas as cartas estão na mesa. Não quero dizer que é isso, está certo, para querer se eximir, talvez, de responsabilidade que seja nossa. Não sou dessa linha. Eu quero realmente é apurar e chegar no final da linha para falar com propriedade. Se for nossa, assume. Se for de outros, mostrar com provas o que houve.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mário Soares da Silva Correira disse:

    Bom mesmo é ver todos os sindicatos do sistema educacional tomados pela esquerda
    Bom mesmo era quando o ministro da educação era um pau mandado que não sabia nada do ensino e recebia ordem de um mestre sem curso superior
    Bom mesmo era quando as verbas na educação eram destinadas a alimentar um partido e sua ideologia em sala de aula
    Bom mesmo foi ver o país ficar entre os últimos colocados na qualidade do ensino público no mundo
    Bom mesmo é quando todo ano se faz concurso para professor, aumentando a massa de manobra eleitoral e a qualidade do ensino é decadente
    Bom mesmo é usar o sistema educacional e não ensinar as matérias, e sim, doutrinar jovens e adulto com a ideologia partidária da esquerda
    Alguma dúvida para que serve e como foi utilizada a educação nos últimos 20 anos?
    "O pior cego não é o que não vê, é o que ideologicamente se corrompe e foge da realidade"

  2. Ceará-Mundão disse:

    A educação e cultura do país foram totalmente aparelhadas pela esquerda (PT à frente) e essa turma faz TUDO que estiver ao seu alcance para sabotar o governo que está acabando com suas "boquinhas". E vejam que o governo Bolsonaro está sendo o melhor governador que o RN já teve. Mas esses esquerdopatas não querem saber da coletividade, só cuidam dos seus próprios interesses. Por isso o Brasil chegou a esse ponto. Mas o país está melhorando. E o RN? O que esse (des) governo caótico do PT está fazendo pelo estado?

    • Diogo disse:

      Você é apaixonado pelo PT, só pode.

    • Ceará-Mundão disse:

      Quase todas as dificuldades que o nosso país enfrenta fora decorrentes dos descalabros dos governos do PT. E no RN, estamos vivendo de mentiras e da incompetência desse (des) governo petista. Uma pessoa sensata (não esquerdopata) jamais apoiará esse partido, que mais se assemelha a uma ORCRIM, conforme as inúmeras decisões judiciais já externadas.

  3. Santos disse:

    Incêndio na Amazônia e Pantanal=SABOTAGEM
    Vazamento de Óleo no litoral brasileiro=SABOTAGEM
    ENEM Ferrado =SABOTAGEM…
    é MUITA SABOTAGEM p/ um governo repleto de sumidades.

  4. Nono Correia disse:

    Alguém já reparou que para esse governo de lunáticos e incapazes as tragédias que se sucedem nunca são responsabilidade deles? É sempre da esquerda, do PT, do Seu Madruga, do Coringa, mas nunca desses incompetentes.

    Sorte desse desgoverno que conta com uma legião de bovinos que acreditam em mamadeira de piroca e em "conspirações."

  5. Henrique Baltazar disse:

    Se foi sabotagem vão empurrar a culpa em outro(s) e descer o cacete. Se foi incompetência ficam caladinhos.

  6. Curiosa disse:

    Esse governo é uma vergonha, para piorar eles tem uma mania de perseguição que beira a loucura. Vão trabalhar e parem de querer "Mitar"

  7. Antonio Turci disse:

    Esse povo do PT ainda não acordou. A campanha eleitora de 2018 já passou; o MITO (que vocês detestam porque não e ladrão) é o Presidente da República. Não é perfeito, mas procura acertar SEM ROUBAR como fizeram os do PT, PMDB e caterva.

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Eu é que não boto a minha mão no fogo por político NENHUM desse nosso Brasil varonil. Não esqueça que muitas maracutaias de gente bastante próxima ao Presidente começam a aparecer……

  8. JegueDegue disse:

    INCOMPETENTES. ISSO SIM..CAVALOS BATIZADOS.

  9. PAULO disse:

    Sabotagem?? Homi, vai governar o país! Aproveita e manda esse ministro embora…

  10. Jose Gabriel disse:

    A CULPA JÁ TEM NOME E SOBRENOME DEPOIS DESSA FALA DO BOZO:
    A CULPA É DO PT TÁ OK! KKKKKKKKKK

  11. Júnior Laranjeiras disse:

    O mesmo blá blá blá de sempre…… sabotagem de pessoas da esquerda infiltradas, de perseguição política, mas acho que esse caso tá mesmo para uma história mal contada, aliás um mito de verdade a "mula sem cabeça"…enquanto isso os estudantes e seus pais sofrem com esse show de falta de competência desse governo.

Moro resume 2022: “Já falei um milhão de vezes. Daqui a pouco, vou tatuar na testa. Sou ministro do governo, vou apoiar o presidente Bolsonaro”

Foto: REUTERS/Adriano Machado

No programa da Jovem Pan, Sergio Moro disse que apoiará a reeleição de Jair Bolsonaro:

“Já falei um milhão de vezes. Daqui a pouco, vou tatuar na testa. O presidente já apontou que pretende disputar a reeleição. Sou ministro do governo, vou apoiar o presidente Bolsonaro.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antônio disse:

    SIMPLISMENTE RIDÍCULO ….ESSA COISA DEVERIA TER VERGONHA DAS PALAVRAS…UM IMBECIL OPORTUNISTA $$$$$$$, CADA VEZ MAIS FICA CLARO A QUADRILHA QUE ESSE MORO implantou dentro do MP…ACREDITAR NESSE VERME..
    E NO INFAME DO BOSTANARO…CADEIA PARA ESSES BANDIDOS…
    .

    • Eduardo RR disse:

      Esse antonio deve ser no minimo um mamador… ou de teta ou de maranhao kkkkk

  2. Bento disse:

    Por isso que o Ministro Sérgio Moroni é o nosso Herói Nacional.

  3. paulo disse:

    Inteligente, sabe que na de 2026 ele é imbatível, e ganha no primeiro turno, vai ser ministro por 8 anos, vai fazer um belo trabalho.

    • Brasil e RN acima de tudo disse:

      Sabe de nada inocente, o objetivo dele é ser ministro do STF.

VÍDEO: Moro diz que Bolsonaro deve ser reeleito e que ‘gostaria’ de vaga no STF

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou, em entrevista ao Pânico nesta segunda-feira (27), que o presidente Jair Bolsonaro deve ser reeleito nas eleições de 2022.

Moro explicou que Bolsonaro é o candidato do governo e, por isso, irá apoiá-lo. “Vou apoiar o presidente Jair Bolsonaro, ele quer a reeleição”, afirmou. “O presidente está dando apoio às políticas da pasta [de Justiça e Segurança Pública]. Ele está honrando o compromisso que assumimos juntos”, continuou.

O ex-juiz ironizou as críticas a Bolsonaro que o colocam como uma ameaça à democracia e disse que elas continuarão mesmo quando ele terminar um possível segundo mandato, em 2026. “Ele vai terminar o mandato, provavelmente vai ser reeleito, vai terminar o outro mandato, e a democracia vai continuar igual”, previu. “A imprensa podia dar uma folguinha e destacar o lado positivo do governo.”

Com o apoio declarado ao presidente, Moro descartou qualquer possibilidade de concorrer ao cargo em 2022. Ele também não quer ser vice da chapa de Bolsonaro, indicando que o atual vice-presidente, o general Hamilton Mourão, é o nome ideal. Para o ministro, essas especulações de que ele pode disputar as eleições de 2022 querem enfraquecer o governo. “Tem muita gente querendo enfraquecer o governo me tirando de lá. Eu, como ministro do governo, tenho de evidentemente apoiá-lo [Bolsonaro], não tem outra alternativa”, disse.

Sergio Moro, no entanto, vê com bons olhos a possibilidade de ir para o Supremo Tribunal Federal (STF). Neste mandato, o presidente Jair Bolsonaro poderá indicar dois nomes para a Corte, e o ministro é um dos cotados. “É uma perspectiva interessante e natural na minha carreira”, disse. Ele defendeu que Bolsonaro só tomará a decisão na hora, mas admitiu que “gostaria” de ser um dos indicados.

Lula, números e Pacote Anticrime

Ainda na entrevista, Sergio Moro falou sobre a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado por ele. O ministro lamentou o fato de Lula não estar mais na prisão.

“O correto era ele ter saído depois de ter cumprido a pena. A revisão da segunda instância foi um retrocesso”, afirmou, citando a decisão do STF que possibilitou que presos condenados em segunda instância pudessem deixar a cadeia, como foi o caso do ex-presidente. Moro disse que vai trabalhar para que o Congresso passe uma lei que mude esse entendimento. “Se você fez algo errado ou cometeu um crime, tem que pagar nessa vida.”

Moro também fez uma avaliação sobre o primeiro ano à frente da pasta da Justiça e Segurança Pública, enfatizando que os indicadores de violência no Brasil caíram em 2019.

Ele, no entanto, reconheceu que a situação ainda não é boa. “Os números caíram, mas eram muito ruins”, admitiu. “Os números remanescentes ainda são altos. Até as pessoas terem uma percepção maior [de segurança], vai levar um pouco mais”, disse, culpando “decisões equivocadas” de governos anteriores pelo cenário.

O ministro também rechaçou a ideia de que a sanção do Pacote Anticrime tenha sido uma derrota dele, uma vez que o projeto passou com coisas que Moro não aprovava, entre eles o juiz de garantias.

“A lei Anticrime tem muita coisa importante, não é uma derrota do Moro”, disse. “Inseriram questões que não eram da minha concordância. Mas tem coisas que são contornáveis por interpretação do juiz”, avaliou. “Essa é uma lei importante para o país que tem mais avanços do que retrocessos.”

Moro comemorou as decisões do STF que suspenderam partes do Pacote, principalmente a do ministro Luiz Fux contra o juiz de garantias. “Você não pode aprovar uma legislação que mude tanto o processo penal sem fazer isso com segurança, tem que ter um planejamento”, disse. “Para que funcione, precisaria de uma nova lei no Congresso para corrigir equívocos graves”, indicou o ministro da Justiça.

Jovem Pan

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antônio disse:

    Malandro TEU lugar é na cadeia…lobo mau….pantera cor de Rosa…lalau ….

  2. Delano disse:

    A contribuição que esse cidadão pode dá ao Brasil, como presidente da república será inestimável. Lamento perdermos pra o stf. No stf, pra efetivar suas convicções dependerá dos outros membros.

“Me critiquem quando eu realmente errar. Se eu errar, desce o cacete”, diz Bolsonaro aos apoiadores

Presidente Jair Bolsonaro grava vídeo dentro de um carro na Índia Foto: Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro pediu “calma” aos seus seguidores nas redes sociais, em vídeo publicado na manhã desta sexta-feira, e solicitou que eles não “potencializem” as discordâncias que tenham com o governo. Bolsonaro ainda pediu para ser criticado quando “realmente errar”, e não por ideias “em fase de gestação”. As declarações ocorrem após reações de apoiadores do governo à ideia de recriar o Ministério da Segurança Pública, o que enfraqueceria o ministro da Justiça, Sergio Moro, que atualmente é responsável pela área.

— Não espere que eu esteja 100% contigo, nem no casamento dá 100%. E aqui tem coisa que a gente destoa. Agora, não potencializem isso. E me critiquem quando eu realmente errar. Se eu errar, desce o cacete. Enquanto está em fase de gestação, discussão, estudo, calma, pessoal, calma aí, senão, não vai dar certo — disse Bolsonaro no vídeo, feito dentro de um carro, em Nova Délhi, na Índia.

Apesar de não se referir ao debate sobre o Ministério da Segurança, Bolsonaro afirmou que acompanha as redes sociais “apesar da internet no avião ser muito fraca”, indicando que estava tratando de uma discussão que ocorreu enquanto ele viajava para a Índia. Ele ainda atribuiu a derrota eleitoral do ex-presidente da Argentina Mauricio Macri a críticas semelhantes a que ele recebe:

— Faço um apelo ao pessoal do Brasil, a gente acompanha o que acontece, apesar de a internet no avião ser muita fraca, é impressionante como as pessoas escrevem coisas da cabeça, assim, sem qualquer fonte, sem qualquer origem, e partem de forma agressiva nos comentários. Calma, pessoal. O povo da Argentina tratou o Macri de forma semelhante. Olha quem voltou para lá, a turma da Kirchner, turma da Dilma, do Lula, turma do Foro de São Paulo.

Durante a quinta-feira, Bolsonaro foi criticado por apoiadores por ter dito que estudava a recriação do Ministério da Segurança Pública. O presidente rebateu várias dessas reclamações, respondendo a comentários feitos em publicações suas no Facebook. Em muitos desses comentários, Bolsonaro publicou um texto do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, que dizia que a proposta não é de Bolsonaro e pedia que os apoiadores confiem no presidente. A mesma mensagem já havia sido publicada no perfil de Bolsonaro.

Em outros comentários, Bolsonaro deu respostas diferentes. A uma pessoa, que questionou por que Moro não participou de uma reunião com secretários de Segurança Pública organizada na quarta-feira no Palácio do Planalto, o presidente ironizou: “Quase todo o dia recebo médicos, logo deveria sempre chamar o ministro da saúde, ok?”. A outro apoiador, que reclamou da proposta apresentada pelos secretários de recriar o ministério, Bolsonaro disse receber “dezenas de propostas por mês” e afirmou que “essa foi mais uma”.

O presidente também fez referência à derrota de Macri ao responder a um seguidores que disse para ele não dar “munição” para seus inimigos. “Simples. Está aí a Argentina”, limitou-se a escrever. Bolsonaro ainda mandou “um abraço” a uma pessoa que apontou para outros apoiadores que ele foi eleito sem o apoio de Moro.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Everton disse:

    Só faz merda!

  2. Ilo disse:

    Metal o cassete ele erra todos os dia

  3. Bento disse:

    Não resta a menor dúvida que deste uma canelada.
    Mas continuamos te apoiando

  4. Chicão disse:

    Foi assim com o coaf, com o juiz de garantias, com o projeto anti Corrupção do moro, com o fundo partidário e agora essa nova retaliação contra o Moro, poderia já ter se aliado ao pt, e tentar combater o nosso herói. Tenha uma certeza, quem for vontra o Moro, terá que lutar com mais da metade do país

  5. Tete disse:

    Valeu Mito, estamos com você. O Brasil do bem está com você.

Bolsonaro diz que está descartado aumento de imposto sobre cerveja, cigarro e itens com açúcar

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (24) que está descartado aumento de imposto sobre cerveja, cigarro e itens com açúcar.

“Paulo Guedes, desculpa, você é meu ministro, te sigo 99%, mas aumento de imposto para cerveja não”, afirmou Bolsonaro ao desembarcar em Nova Délhi, na Índia.

A mudança na tributação foi aventada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (23).

Guedes está em Davos, na Suíça, onde participa do Fórum Econômico Mundial. Lá, em entrevista à GloboNews, o ministro afirmou que o governo avalia uma cobrança de tributos sobre cigarros, álcool e produtos com açúcar numa eventual proposta de reforma tributária a ser apresentada pela equipe econômica.

De acordo com ele, o sistema tributário de vários países prevê a cobrança do “imposto do pecado” para diminuir o consumo de cigarros, álcool e produtos com açúcar.

“Não tem nada definido, tem um grupo fazendo a reforma tributária. Fala-se de tributos e impostos e existe esse conceito de tributar coisas que fazem mal para a saúde”, disse Guedes.

Porém, Bolsonaro disse nesta sexta ser contra a proposta. “Não tem como aumentar, não consegue mais aumentar a carga tributária no Brasil. Todo mundo consome algo de açúcar todo dia, não da pra aumentar”, complementou o presidente.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    É óbvio
    Quem tem interesse de tumultuar é quem perdeu as eleições.
    Esses partidos vivem disso até quando estavam no poder não rram diferentes.

  2. Nildo disse:

    Aiiiimm tem gente enganando o povo…
    Quando Bolsonaro decretou o fim do DPVAT quem foi a justiça pedir que o imposto continuasse? O PSOL o maior puxadinho do PT.
    Só lembrando a "turma do quando pior melhor" pra eles:
    Menor taxa de juros do cheque especial;
    Geração que 640 mil novos empregos;
    Deixou em ZERO alíquota para importação de equipamento médico;
    Sancionada lei da liberdade econômica;
    Governo ZERA imposto de IMPORTAÇÃO de 532 produtos;
    Extinção 27 mil cargos federais sem servidor ocupando que servia como cabide de emprego;
    Vem muito mais por aí… aguardemmmmm.
    A vocês resta a mentira, a falácia e o desespero em ver um governo fazendo pelo povo.

  3. Carlos Medeiros disse:

    Quem tá de kaô nessa história?..alguém tá blefando, né ?

  4. Nando disse:

    Tudo combinado: vc levanta a bola e eu chuto a Gol. Cri uma babozeiras no imposto que proíbo. …entenderam otarios? Sem pré jogando pra arquibancada.

  5. Anderson disse:

    Muitos crimes e contravenções estão associadas ao consumo do álcool. Deveria ser taxado parte para a saúde (doenças relacionadas) e segurança (crimes relacionados).

Bolsonaro ajuda a aproximar Relógio do Juízo Final do apocalipse, noticia Folha de São Paulo

Reprodução/TV UOL

A humanidade está mais próxima da aniquilação em 2020 do que em qualquer outro momento desde 1947, quando um grupo de cientistas americanos criou o famoso Relógio do Juízo Final.

Pela primeira vez, o Brasil é citado como colaborador da situação, devido à política ambiental do governo Jair Bolsonaro.

O dispositivo teve seu horário acertado nesta quinta (23), passando de dois minutos para a meia-noite para apenas 100 segundos da hora fatal —as 12 badaladas indicariam o apocalipse, na metáfora criada pelo prestigioso Boletim dos Cientistas Atômicos.

Historicamente, o Relógio mede o risco de uma guerra nuclear, mas desde 2007 ele também contempla a mudança climática e seus efeitos. Avanços tecnológicos perigosos também entram na conta, como neste ano.

Os dois minutos para a meia-noite, ​em vigor desde 2018, eram o pior nível histórico, só registrado antes em 1953, após Estados Unidos e União Soviética testarem suas bombas de hidrogênio.

“A humanidade continua a enfrentar dois riscos existenciais simultâneos —guerra nuclear e mudança climática—, que são ampliados por uma multiplicador de ameaças, a guerra cibernética de informação, que mina a habilidade da sociedade em responder”, diz o comunicado.

Ao listar os problemas na área ambiental, o Boletim citou nominalmente o Brasil. “No ano passado, alguns países agiram para combater a mudança climática, mas outros, incluindo os Estados Unidos, que deixaram o Acordo de Paris, e o Brasil, que desmantelou políticas que protegiam a floresta amazônica, deram vários passos para trás.”

A questão ambiental é um nó para a imagem externa do Brasil desde que Bolsonaro assumiu, prometendo acabar com reservas indígenas e facilitar a exploração promovida pelo agronegócio. Na conferência das Nações Unidas sobre o clima, em Madri, o governo trabalhou para o fracasso de iniciativas conservacionistas.

Além disso, incêndios de grandes proporções na temporada de seca na Amazônia acabaram sendo usados como munição por países como a França para acusar o Brasil de ser o grande vilão no setor no mundo. A despeito de exageros de lado a lado, a imagem colou.

Investidores têm questionado a política de Bolsonaro para a área, e o ministro Paulo Guedes (Economia) acabou sendo obrigado a falar sobre ambiente durante um debate econômico no fórum de Davos (Suíça), nesta semana.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júnior disse:

    Povo ignorante dessa folha , bando de vagabundos que mamaram dinheiro público , desde que o mundo é mundo catástrofes ambientais acontece . Um vulcão pode acabar com o planeta , climas podem ser mudados com decorrer dos tempos e não adianta ser ecologicamente correto isso acontece e ponto final .

  2. AVELINO disse:

    E DA AUSTRÁLIA O ENTENDIDOS NÃO DISSERAM NADA NÃO, ENTÃO TÁ HAVENDO SACANAGEM COM O GOVERNO BRASILEIRO. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  3. Bento disse:

    A foice sendo foice
    Caiu o padrão de jornalismo
    Quanta acusação leviana e sem sentido.

  4. Neto disse:

    Que materiazinha sem futuro é essa, BG? Muita apelação!

  5. heim? cuma? disse:

    #teuc*

  6. Pedro Alves pinheiro disse:

    e muita mentira nao sabem mais o qui inventar que ja viu falar neste tal relogio do apocalipsis qui vergonha!

  7. Mariano Medeiros disse:

    Os envolvidos com o Titanic também debocharam da possibilidade de naufrágio……….

  8. Daniel disse:

    Essa folha de são paulo não aprende nunca, é muita apelação, chega a ser hilário, esses comunistas da foice de são paulo tem que aceitar que a nossa bandeira nunca será vermelha, apesar deles tentar tingir-la, mas nao consiguiram, aceitar ta difícil, só um recadinho pra esse bando de abutres, o povo abriu os olhos e agora vocês coministas jamais chegarão no poder, por que o povo não quer!!!

  9. Bruno disse:

    Nova lema do jornal folha:
    O QUE A FOLHA DIZ, NÃO SE ESCREVE.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  10. Curitiba já disse:

    Eu já vi apelação, mais já estar passando dos limites, só falta dizerem que a quantidade de baitola cresceu por causa dele

  11. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    É muita apelação!
    É muito desespero!
    Homi Foice de São Paulo VTNC.

    • Amauri disse:

      Ei sua burrice tem cura ou é fanatismo mesmo? Como chamar a folha de são Paulo de COMUNISTA se ela apoiou integralmente o impeachment de Dilma e sempre desceu a lenha nos governos do PT? Ah, mas não pode falar mal do meu mito, meu capitão miliciano pq aí eu dou xilique em rede social e peço o boicote a ela, né minion? Iguais aos lulistas vocês. Ow povo burro….kkkkkkkkk

  12. Manoel disse:

    KKKKKKKK Rindo muito aqui! Então o incêndio na Austrália que é quase SEIS vezes maior que o que houve na Amazônia deve ter adiantando esse "relógio" quanto???

FOTO – Bolsonaro após almoço com Regina Duarte: ‘Noivado continua’

Foto: Reprodução

Após receber Regina Duarte nesta quarta-feira para um almoço em Brasília, Jair Bolsonaro compartilhou no Instagram uma foto com a atriz. Na legenda, o presidente afirmou que “o noivado continua”. Até agora, Regina ainda não definiu se aceitará o convite para ser Secretária da Cultura.

Regina Duarte chega a Brasília para encontrar o presidente Jair Bolsonaro Foto: Jorge William / Agência O Globo

Regina chegou a Brasília por volta das 12h. Ao desembarcar, disse que o convite para almoçar com Bolsonaro teria surgido ainda durante o voo à capital federal.

Questionada sobre se já havia aceitado o convite para assumir a pasta, ela usou a metáfora sobre casamento e noivado utilizada por Bolsonaro ao falar sobre o assunto.

— Hoje, não. Noivado é noivado. Tem que ter um tempo. — disse a atriz —Vou continuar conversando. Noivando, noivando.

Questionada sobre a possibilidade de recriação do Ministério da Cultura, Regina Duarte desconversou.

— Não sei e não acho que é importante falar disso neste momento — disse.

Encontro no Planalto

A atriz almoçou no Palácio do Planalto com o presidente, o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o jornalista e youtuber Alexandre Garcia e assessores técnicos da Presidência.

Depois do almoço, Regina participou de reunião com os ministros Luiz Eduardo Ramos, Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência) e Marcelo Álvaro Antônio (Turismo), ao qual a secretaria está vinculada, para conhecer a estrutura da pasta.

“A atriz Regina Duarte esteve no Palácio do Planalto, onde almoçou com o presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, foi debatida a possibilidade de a atriz assumir a Secretaria Especial da Cultura”, informou o perfil oficial do Palácio do Planalto.

Exoneração

A Secretaria Especial da Cultura confirmou a exoneração do secretário-adjunto José Paulo Soares Martins. Ele ocupava o cargo de secretário interino desde a saída de Roberto Alvim.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anderson da Fé disse:

    Casal perfeito! Sinhozinho Malta e Viúva Porcina para acabar com a corrupção…

  2. Aprígio disse:

    Vai dar tudo certo!
    Vai dar tudo certo!
    Kkkkkkkk
    Chegando mais uma brasileira de verdade, pra cortar devez a boquinha dos petralhas, esquerdopatas, viciados no dinheiro público.
    Kkkkkkkkk

  3. Silvia disse:

    Mais uma chegando para acabar com o Brasil.

Irmão de Bolsonaro faz intermediação de verbas do governo federal, e nega receber vantagens; não há irregularidade quando não remunerado, diz especialista

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O comerciante Renato Bolsonaro, irmão do presidente da República, Jair Bolsonaro, tem atuado como mediador informal de demandas de prefeitos do estado de São Paulo interessados em verbas federais para obras e investimentos.

A Folha identificou a participação do irmão do presidente na liberação de dinheiro para ao menos quatro municípios do litoral e do Vale do Ribeira, região de origem da família Bolsonaro.

Sem cargo público, Renato participa de solenidades de anúncio de obras, assina como testemunha contratos de liberação de verbas, discursa e recebe agradecimentos públicos de prefeitos pela ajuda no contato com a gestão federal comandada pelo irmão.

Ao todo, após a atuação de Renato, foram mais de R$ 110 milhões repassados para construção de pontes, recapeamento asfáltico e investimento em centros de cultura e esportes nas cidades de São Vicente, Itaoca, Pariquera-Açu e Eldorado, município onde moram familiares do presidente.

Renato nega ser pago nesse trabalho e não responde se alguém custeia seus gastos, que incluem viagens pelo estado de São Paulo.

Filiado ao PSL, ele tem apoiado a criação do novo partido de Bolsonaro, a Aliança pelo Brasil, mas, por ser irmão do presidente, enfrenta restrições legais para se candidatar a prefeito nas eleições deste ano.

Renato mora em Miracatu, município de pouco mais de 20 mil habitantes, também no Vale do Ribeira, que desde a posse de Bolsonaro tem recebido a visita de altos funcionários do governo federal.

Estiveram por lá no ano passado os secretários da Pesca, Jorge Seif, e de Assuntos Fundiários, Luiz Antônio Nabhan Garcia, além do ministro da AGU (Advocacia-Geral da União), André Luiz de Almeida, e do presidente da Embratur, Gilson Machado.

O irmão de Bolsonaro também fez o caminho contrário e procurou diretamente as autoridades para essa intermediação por recursos federais.

Em São Vicente, por exemplo, atuou em meio a um jogo de empurra entre prefeitura e governo do estado sobre quem deveria custear as obras de recuperação da Ponte dos Barreiros, que liga as áreas continental e insular da cidade litorânea. A ponte corria risco de colapso e foi interditada por determinação da Justiça, no final de novembro do ano passado.

O impasse sobre quem financiaria as obras acabou graças a Renato, que convenceu a gestão federal a pagar a conta. O irmão do presidente foi pessoalmente no dia 30 de dezembro anunciar um convênio de R$ 58 milhões de verba federal para a cidade.

Ele posou para fotos ao lado do prefeito da cidade, Pedro Gouvêa (MDB), cunhado do ex-governador Márcio França (PSB). Na frente das câmeras, assinou, como testemunha, o contrato entre governo federal e Prefeitura de São Vicente.

Em entrevista ao jornal A Tribuna, de Santos, Renato disse que ajuda quem quer ter acesso facilitado ao seu irmão.

“Estou doando meu tempo, porque naturalmente sou muito procurado pela questão de relacionamento familiar. Não tenho poder de decisão. A única coisa que faço é fazer chegar mais rápido ao presidente aquilo que acho viável. Mas ele é que tem poder de análise e decisão. Eu faço a ajuda, encurto a distância”, disse.

Além de Renato, as prefeituras também dizem que nunca pagaram nada ao irmão do presidente nem custearam viagens para que ele fosse pedir verbas.

Também no final do ano passado, Renato anunciou um convênio milionário para obras na cidade de Pariquera-Açu, no Vale do Ribeira. Desta vez, foi um pacote de benfeitorias.

Além de R$ 14 milhões liberados para a construção de uma ponte, ele divulgou que foram destinados R$ 1 milhão para obras de pavimentação, R$ 764 mil para a canalização de um centro de eventos e outros R$ 550 mil a serem investidos em um centro esportivo de artes marciais.

Dez dias antes, ele havia sido a estrela da solenidade de entrega de 21 casas do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, na cidade de Eldorado, onde ele e seu irmão Jair cresceram.

Ele também anunciou a liberação de R$ 11,4 milhões de verba federal para a construção de uma ponte sobre o rio Ribeira de Iguape, no distrito de Barra do Batatal, que pertence a Eldorado, e R$ 292 mil para asfaltar ruas da cidade.

Em Itaoca, também no Vale do Ribeira, Renato ajudou na liberação de R$ 24 milhões para a construção de uma ponte que liga a cidade ao município vizinho de Adrianópolis. Na página oficial da prefeitura consta um agradecimento do prefeito ao irmão do presidente da República.

O diretor da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, Floriano Peixoto de Azevedo Marques Neto, especialista em direito do estado, diz que, “se ele não for remunerado para isso”, não há irregularidade na atuação de Renato ao pedir verbas federais.

“Mas para a liberação de verbas acontecer as prefeituras têm que preencher os requisitos formais exigidos para a destinação voluntária de recursos da União”, diz Marques Neto. “E há um problema político. Ele está postulando verba no lugar de um agente público. A princípio, este é um trabalho que deveria ser feito por um parlamentar, por exemplo”, afirma.

Renato comemora os convênios em vídeos nas redes sociais. “Ta certo, é um dia importante, prefeito. São 14 anos, então, na luta? Em menos de um ano a Presidência da República conseguiu a liberação [de verbas para restauro da ponte]”, disse ele, sorrindo em evento na prefeitura. ​

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lucian disse:

    Pode apurar!
    No final é fake news.
    Lembram da Mansão de bolsonaro, foram atrás quebraram a cara.
    O capitão é honesto.
    Não apreendeu na cartilha do PT.
    E a norte da vereadora?
    E a rachadinha da Alerj?
    Tentaram jogar pra Bolsonaro, outra vez deram com os burros n'agua.
    Não tem jeito.
    O presidente é honesto.
    Defende a família.
    É contra a corrupção.
    Condena ideologia de gêneros.
    Ama o Brasil.
    Etc etc etc etc.etc.
    Por tanto o Brasil no rumo certo!
    É melhor Jair se acostumando.
    Rsrsrs!

  2. Sérgio disse:

    Antes ele recebia (17 mil) sem trabalhar. Agora, trabalha sem receber.
    E o gado mugindo atrás.
    Volta Jesus!

  3. Marcelo disse:

    Gente entendam, essa é a nova política…… só que não é LOB mesmo…… não muda nunca…..decepcionado.

  4. Bento disse:

    Esses perseguidores da família do excelentíssimo Presidente Jair Messias bolsonaro deviam arrumar uma lavagem de roupa.
    Ah bandos de FDP ficam procurando pele em ovo.
    Querem levantar coisas erradas procurem Lula Dilma Aécio Dirceu, a amante o dracula de Pe pezao ecetc…

    • Joel disse:

      Bento .. já tá noite, hora dos burros e do gado voltar pro. Curral…muuuuuuu

  5. Gabriel Fernandes disse:

    Acho que aí demonstra um cidadão bem intencionado que encurta distâncias e sem receber por isso, de boa fé, se o Brasil cortasse os deputados e substituissem por pessoas de bem estaríamos bem melhor. Sem interesses partidários ou políticos.

Pesquisa CNT/MDA: Aprovação de Bolsonaro melhora e chega a 34,5%; consideram regular – 32,1% e ruim ou péssimo – 31%

FOTO: MICHAEL MELO/METRÓPOLES

O governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é aprovado por 34,5% da população brasileira, revela pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) em parceria com o instituto MDA.

O levantamento mostra, por outro lado, que 31% dos participantes consideram o governo “ruim” ou “péssimo”. Para completar, 32,1% avaliam a gestão do mandatário da República como regular e 2,4% não souberam ou não responderam. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (22/01/2020).

A sondagem aponta melhora na avaliação dos rumos ditados por Bolsonaro ao governo brasileiro. Em agosto, a pesquisa mostrou que a gestão do presidente era aprovada por 29,4% da população nacional. O levantamento mostrava também que 39,5% dos participantes consideravam o mandato “ruim” ou “péssimo”.

Em fevereiro, quando foi feita a primeira pesquisa da série, a aprovação era de 38,9%. O governo era visto como regular por 29% dos entrevistados. E 19% dos participantes não achavam a gestão ruim.

Para esta terceira rodada, foram realizadas 2.002 entrevistas, de 15 a 18 de janeiro de 2020, em 137 municípios de 25 unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Pesquisa da CNT sobre o governo de Jair Bolsonaro:

Ótimo ou bom – 34,5%
Regular – 32,1%
Ruim ou péssimo – 31%
Não sabe / Não respondeu – 2,4%

Imagem pessoal

A pesquisa revelou, também, que a imagem pessoal de Bolsonaro teve melhora no período analisado. Um total de 47% dos entrevistados afirmou desaprovar o desempenho do chefe do Executivo. Por outro lado, 47,8% aprovam e 5,2% não souberam ou não responderam.

Em agosto, 53,7% dos entrevistados afirmaram desaprovar o desempenho do capitão da reserva à frente do governo. Por outro lado, 41% aprovavam e 5,3% não souberam ou não responderam.

Em fevereiro, 57,5% diziam aprovar a conduta do titular do Palácio do Planalto e 28,2% desaprovavam. Outros 14,3% não souberam ou não responderam à pesquisa.

Para 40,1%, já é possível perceber melhorias em relação aos governos anteriores, enquanto 24,7% afirmam perceber pioras em relação aos governos anteriores.

Com informações do Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fora bolsotralhas disse:

    Os marketeiros estáo a todo vapor$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ 💰💰💰💰💰💰tentando mudar o quadro DESSA encenação brasileira do caminho certo, é a contramão da desgraça implantada por está BOSTA DE PRESIDENTE🐴😂

  2. Otavio de Medeiros lima disse:

    Olha ter esse percentual sem abastecer o caixa das empresas de pesquisa com dinheiro público não é fácil, o capitão está bem na fita.
    Até 2016 tinham institutos de pesquisa, devidamente financiados que davam como certa a derrota de Bolsonaro na eleição e a popularidade de um determinado condenado em 180%.
    O povo começa a entender o quanto foi manipulado por anos e anos através de instituto de pesquisas, jornalistas, emissoras de tv todos devidamente pagos e agraciados com os recursos públicos para iludir, enganar, distorcer e ludibriar o povo.

CNT/MDA: Bolsonaro tem 29,1% das intenções de voto em pesquisa para presidente

Reprodução

Combate à corrupção, economia e segurança pública são as áreas do governo do presidente Jair Bolsonaro com melhor avaliação entre a população, aponta pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) com o Instituto MDA divulgada nesta quarta-feira, dia 22.

Os setores com melhor desempenho na pesquisa são aqueles comandados pelos ministros Sérgio Moro e Paulo Guedes na administração. De acordo com a mesma pesquisa, tanto a avaliação positiva do governo quanto o desempenho pessoal do presidente Jair Bolsonaro subiram nos últimos cinco meses.

Para 30,1% dos entrevistados, o combate à corrupção é a área com melhor desempenho no governo. Em seguida, aparecem economia (22,1%) e segurança pública (22%). Outros setores tem uma avaliação inferior entre a população: reformas (9,2%), infraestrutura (7,4%), relações internacionais (7,2%), privatizações (6,5%), educação (6,%) e saúde (5,4%).

O meio ambiente é o setor com pior desempenho no governo. Apenas 2,6% das pessoas avaliam a gestão na área ambiental como a melhor dentro do governo.

A pesquisa foi realizada dos dias 15 a 18 de janeiro deste ano. De acordo com o instituto, foram realizadas 2.002 entrevistas em 137 municípios de 25 Unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BC3331986GAC disse:

    B 38 2022, é melhor Jair Se acostumando.

VÍDEO: “Como sou acusado de agredir a imprensa com entrevistas, a solução é não dar mais entrevistas”, diz Bolsonaro, sobre porta do Palácio da Alvorada


Jair Bolsonaro acaba de postar um vídeo no Twitter em que anuncia que não dará mais entrevistas na porta do Palácio da Alvorada, como costuma fazer todas as manhãs.

“Eu quero falar com vocês, mas na situação em que está o jornalismo, quando eu falo, eu agrido vocês. Como eu sou uma pessoa da paz, não vou dar entrevistas”, diz Bolsonaro no vídeo.

Ele também escreveu no post: “Como sou acusado de agredir a imprensa com entrevistas, a solução é não dar mais entrevistas. Bom dia a todos!”.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. LOL disse:

    o melhor mesmo é trabalhar calado e deixar os resultados falarem por si…

  2. Bento disse:

    O nosso Presidento JMB cada dia nos orgulha mais é isso mesmo Presidento suas respostas são as nossas.
    Parabéns Presidento JMB.

  3. natalsofrida disse:

    Essa petralhada vai endoidar.
    Um ano sem roubo e corrupção.
    Chora covil de bestas, o Brasil é cristão, vocês que defendem demônios, aguardem, o que é bom tá guardado.

  4. Observando. disse:

    Perfeito. Joga o sofá fora.

  5. Rivanaldo disse:

    O governo Bolsonaro fez o BNDES gastar R$ 48 MILHÕES de dinheiro público em uma auditoria com uma empresa estrangeira na busca por suposta corrupção. Nenhuma irregularidade foi encontrada. A caixa-preta do BNDES era como a mamadeira de piroca, outra fakenews da última eleição.

    • Jorge disse:

      Mas tinha q fazer né meu patrão. Lavar a roupa suja que o PT deixou

    • Bolsominion disse:

      Lavagem cara da gota.

    • joão carlos disse:

      estão reclamando aqui que não acharam nada no BNDES… como se alguém fosse deixar um excel com todas as propinas escritas, por favor né?
      foram bilhões emprestados a governos de outros países e nunca foram pagos, isso é óbvio!

    • joão carlos disse:

      Imbecili quem contrato foi TEMER em 2018 seu IDIOTA

    • Minion alienado disse:

      Gastou dinheiro com intuito de provar o que não existia hahaha Ato ideológico infantil como outros.

    • Bil disse:

      Fake???
      Viram apenas a JBS friboi.
      Calma isso ainda vai render.
      O roubo da Odebrecht, e o desvio para países governado por ditadores vc agredita ne? Ou não?
      Venezuela, Cuba e Nicarágua se vc não sabe, vai dar um trambique de milhões de dólares no dinheiro dos brasileiros sabia?
      Dinheiro saiu do BNDES viu, petralha derrotado.

    • Claudio Carvalho disse:

      Estás enganado. A consultoria foi contratada em 2018, portanto, no governo anterior. O que se vê a cada dia que passa é uma parcialidade cada vez mais descarada da imprensa em tentar denegrir o governo atual. Estão sentindo muita falta do dinheiro público de outrora…

    • Ceará-Mundão disse:

      Mais um esquerdopatas usando a costumeira má fé e as mentiras sem limites para atacar o governo Bolsonaro. "Cumpanhero", essa auditoria foi encomendada no governo Temer que, como vc bem sabe, foi o vice do PT por duas eleições seguidas e foi, juntamente com sia turma do PMDB, comparsas das roubalheira petistas. A propósito, ele está cumprindo prisão domiciliar.crie vergonha e aprenda a falar a verdade, sujeito.

    • Bento disse:

      É Ribamar mais caros foram " 7 " toneladas de feijão que Dilma mandou para cuba.
      Colica aí nessa conta o Porto de Muriel, o mais médicos e por aí vai… ops quer dizer iam roubando com força

  6. Anti-Político de Estimação disse:

    O Presidente está se comportando como uma pessoa mimada e imatura, que não sabe conviver com cobranças e críticas. Todos os outros Presidentes do Brasil passaram pelo mesmo, por que ele não pode ???

    • Mortadela disse:

      Aiiimmm Bolsonaro é mimado…
      Mas se referir a CONDENADO como CONDENADO, não pode!
      Mas se referir a CORRUPTO como CORRUPTO, não pode!
      Mas se referir a BANDIDO como BANDIDO, não pode!
      Mas se referir a CACHACEIRO como CACHACEIRO, não pode!

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Calma caro leitor, quem aqui elogiou ou sequer falou sobre Lula ou sobre o PT. Nem todo mundo é apaixonado e cego por políticos não .

  7. JUNIN disse:

    NAO SEI PORQUE, MAS ESSE HOMEM SÓ ME LEMBRA O SR SEVERINO CAVALCANTE QUE FOI PRESIDENTE DA CAMARA DOS DEPUTADOS E ERA DE UM PARTIDO NANICO, ALIÁS ESSE NEM PARTIDO TEM MAIS…..!!! O CERTO SERIA ALGUÉM DIZER PRA ELE : CALA BOCA MAGDA…!!!!

    • Fernando disse:

      Pelo menos fez e está se propondo fazer reformas econômicas, além de ter um ministro da justiça dinâmico, apesar do congresso boicotar suas propostas com maiores alcances na luta contra criminosos, ao mesmo tempo que avança extraordináriamente em infraestrutura. Com tudo isso, se o governo se manter sem Corrupção nos seus ministérios e autarquias, iremos avançar enormemente. Pode falar m**** a vontade, taokei

  8. Nando disse:

    De paz?

Bolsonaro anuncia criação de Conselho da Amazônia e de Força Nacional Ambiental coordenados pelo vice-presidente Mourão

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta terça-feira (21), por meio de uma rede social, que determinou a criação do Conselho da Amazônia e de uma Força Nacional Ambiental, que atuará na “proteção do meio ambiente da Amazônia”.

Bolsonaro informou na publicação que o vice-presidente Hamilton Mourão será o coordenador do conselho, que deverá organizar ações entre ministérios para “proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia”.

“Determinei a criação do Conselho da Amazônia, a ser coordenado pelo Vice Presidente @GeneralMourao, utilizando sua própria estrutura, e que terá por objetivo coordenar as diversas ações em cada ministério voltadas p/ a proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia”, escreveu Bolsonaro.

“Dentre outras medidas determinadas está também a criação de uma Força Nacional Ambiental, à semelhança da Força Nacional de Segurança Pública, voltada à proteção do meio ambiente da Amazônia”, acrescentou.

Bolsonaro não detalhou, por exemplo, quantos e quais homens vão compor essa Força Nacional para a área ambiental, nem de onde virão os recursos para viabilizar a sua operação. O G1 procurou o Planalto e a Vice-Presidência para obter mais informações e aguarda resposta.

Força Nacional

A Força Nacional atua mediante o pedido feito por governadores ou, em casos pontuais, em apoio à Polícia Federal ou a outros órgãos federais.

A tropa costuma ser utilizada em ações de policiamento ostensivo, de combate a crimes ambientais, bloqueios em rodovias, ações de defesa civil em caso de desastres e catástrofes e ações de polícia judiciária e perícias.

Nos últimos anos, por exemplo, a Força Nacional foi empregada para reforçar a segurança em estados, como o Rio Grande do Sul. A Força Nacional ainda foi empregada, em apoio aos militares das Forças Armadas, em operações de garantia da lei e da ordem (GLO).

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lourdes Siqueira disse:

    Vão já entrar com ação no STF para proibir esse Conselho e essa Força Nacional. Para os que torcem contra o Brasil, tudo que o presidente faz é "ilegal, é imoral ou engorda" como dizia o Rei Roberto.

    • Arthur disse:

      Já existiam órgãos que faziam isso (com ajuda de dinheiro estrangeiro), mas Bolsonaro acabou. Agora vamos financiar os militares com o dinheiro do contribuinte. Stonks, SQN.

  2. Ivan disse:

    Macron Chilique e Greta Mimada vão pirar!!! A retomada da Amazônia começou, agora a "tocada" é outra…

  3. Quero saber disse:

    Eita e as ONGs donas do Amazonas vão deixar? As ONGs financiadas por países europeus vão aceitar? A câmara e o senado vão deixar? O STF vai permitir?

Governo vai ao CNJ contra juiz que atacou Bolsonaro e ministros

Foto: Agência Brasil

O advogado-geral da União, André Mendonça, vai pedir ao CNJ a abertura de um processo administrativo disciplinar contra o juiz trabalhista Jeronimo Azambuja Neto, de São Paulo, informa Helena Mader na Crusoé.

Na decisão de um processo, ele usou termos pejorativos para se referir ao governo, a ministros e a Jair Bolsonaro.

Para André Mendonça, “o linguajar utilizado na sentença, característico de um militante partidário, não de um juiz, foge da técnica jurídica e claramente viola o Código de Ética da Magistratura”.

O Antagonista, com Crusoé

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. olho vivo disse:

    Muito pior é um juiz exercer sua profissão em conluio com uma das partes do processo. E mais, controlar as ações de promotores de justiça.

  2. Victor disse:

    So falou a verdade e uma merdocracia mesmo.

    • Bento disse:

      Muito deselegante para uma autoridade travestido de juiz.
      Sobra deselegância e falta autoridade.
      É partidário parcial e deve adorar corruptos como p mor cachaça

  3. Paulo cesar disse:

    protesto mesquinho contra o governo que acabou com os privilégios dos agentes públicos que recebem salários acima do teto constitucional, enquanto a maioria dos servidores publicos estao com salários atrasados…

  4. Joanilson disse:

    O juiz só falou verdades

  5. Zanoni disse:

    Sem domínio próprio, não deve continuar com julgador!

  6. Bolsominion disse:

    Merdocracia neoliberal neofacista. Descreveu muito bem o Brasil atual. 🎯

    • Seven disse:

      O ministério do trabalho pelo qual ele tem o privilégio de fazer parte é uma merdocracia de quê?

    • Marcelo disse:

      Não existe mais Ministério do Trabalho….. E o antigo MTE é do executivo, e o magistrado é do judiciário, são totalmente independentes……
      É bom comentar com propriedade.