Bolsonaro reforça promessa de ‘Lava-Jato da Educação’; Ministério fez acordo com Justiça, PF, CGU e CGU para investigar gestões anteriores

Foto: Alan Santos/Presidência

O presidente Jair Bolsonaro reforçou nesta sexta-feira que o seu governo quer fazer uma “Lava-Jato da Educação”. Na quinta, o Ministério da Educação anunciou um acordo com a pasta da Justiça para investigar indícios de corrupção e desvios na pasta e suas autarquias nas gestões anteriores. Bolsonaro acrescentou que a Polícia Federal (PF), a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU) também farão parte da iniciativa.

“Muito além de investir, devemos garantir que investimentos sejam bem aplicados e gerem resultados. Partindo dessa determinação, o Ministro Professor Ricardo Vélez apurou vários indícios de corrupção no âmbito do MEC em gestões passadas. Daremos início à Lava Jato da Educação!”, escreveu Bolsonaro em uma rede social, acrescentando que esse é “apenas o primeiro passo”.

Vélez se reuniu na quinta com os ministros Sergio Moro (Justiça), Wagner Rosário (CGU) e André Mendonça (AGU). De acordo com Bolsonaro, o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, também estava presente.

Na nota divulgada na quinta, o MEC afirmou que teria identificado “exemplos problemáticos” com favorecimentos indevidos no Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fagner disse:

    E nada de governar. Só enrolação.

  2. Medeiros disse:

    E o Laranjal ???

  3. disse:

    Chegar na UFRN, vai precisar inaugurar um novo presídio. Podem aguardar.

Moro diz que repasses a candidatos do PSL serão investigados; ministro destaca que pedido foi do presidente, Jair Bolsonaro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante painel no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça Foto: World Economic Forum / Ciaran McCrickard

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse nesta quinta-feira, 14, que serão investigadas suspeitas de repasses de recursos do Partido Social Liberal (PSL) para candidaturas de fachada. Segundo ele, essa foi uma determinação do presidente, Jair Bolsonaro.

“O senhor presidente proferiu determinação e ela está sendo cumprida. Os fatos vão ser apurados e eventuais responsabilidades após investigações vão ser definidas”, disse Moro, sem especificar que casos exatamente serão foco das apurações.

Na quarta, 13, em entrevista à TV Record, Bolsonaro informou que determinou à Polícia Federal a abertura de inquérito para apurar suspeitas de desvios de recursos do Fundo Partidário destinados ao PSL por meio de candidaturas laranjas nas eleições de 2018.

Reportagens nesta semana mostraram que o PSL teria abastecido com verba pública candidaturas laranjas em Pernambuco e em Minas Gerais nas eleições 2018. Repasses teriam sido autorizados pelo então presidente da sigla, Gustavo Bebianno, hoje ministro da Secretaria-Geral da Presidência.

“Se (o Bebianno) estiver envolvido e, logicamente, responsabilizado, lamentavelmente o destino não pode ser outro a não ser voltar às suas origens”, disse Bolsonaro, acrescentando que Moro tem ‘carta branca’.

O caso virou um foco de crise com apenas 1 mês e meio de governo. O filho do presidente, Carlos Bolsonaro, atacou Bebianno nas redes sociais negando que o ministro tenha conversado com Bolsonaro sobre o tema. Bebianno disse ontem ao ‘Estado’ que não iria pedir demissão.

Estadão

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fagner disse:

    Conta outra Moro!

  2. Observador disse:

    Será que o Queiroz tb será investigado ou Bebiano será o boi de piranha?

  3. José Dantas disse:

    Tem que investigar tudo,se provado e condenado, não tratar como herói nacional…

  4. Manoel disse:

    É muita encenação. Só idiotas acreditam nesses bandidos!

  5. Medeiros disse:

    Faz-me rir !!!!
    Kkkkkkkkkkkkkkk

Bolsonaro é “Personalidade do Ano” da Câmara de Comércio Brasil-EUA

Jair Bolsonaro: Presidente foi escolhido por buscar boas relações entre o Brasil e os EUA (Adriano Machado/Reuters)

O presidente Jair Bolsonaro foi nomeado nessa segunda-feira (11) como Personalidade do Ano de 2019 pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos em Nova York. O anúncio foi feito pela revista Forbes, mediadora do prêmio, pelo Twitter.

O presidente receberá a homenagem no dia 14 de maio em uma cerimônia no Museu Americano de História Natural, em Nova York.

Todos os anos, a premiação homenageia duas personalidades, uma brasileira e outra norte-americana, que tenham contribuído para o desenvolvimento das relações financeiras e diplomáticas entre as duas nações.

O atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, foi escolhido para a homenagem no ano passado, quando ainda era o juiz responsável pela Operação Lava Jato. Em 2017, o então prefeito de São Paulo e hoje governador paulista, João Doria (PSDB), recebeu o prêmio. Ambos foram à premiação.

Exame

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Adriana disse:

    Só terá meu respeito o presidente que não for covarde, ao invés de reformas ou firulas, começar a cobrar os impostos devidos dos bancos, dívidas de previdência de empresas milionárias que não pagam, do PSDB , PT, e agora PSL, já podemos ver que não tiveram essa coragem. Fracos. Sabem tirar dos pobres para dar aos ricos. Reformas que trazem privilégios aos ricos, sem méritos nenhum

  2. realmadriddepiumgenerico disse:

    O bobo da corte.

  3. ricardo disse:

    Depois de entregar as reservas do pré-sal sem os EUA gastar nenhuma bala, ele pode e deve receber vários prêmios. kkkkkkkkkkkkkk

    • Tico meu disse:

      Deveria entregar o dinheiro público pra Cuba construir mais porto? Pra Venezuela fazer metrô… Panamá, peru, el salvador. Ditadores Áfricanos… Aí sim, tá certo?

  4. Ilo Jose aranha disse:

    Qual o serviço que esse bolso tem no país foi deputado a 32 anos não fez nenhum projeto pelo a amor de deus !

  5. mauricio disse:

    parece que o seu "jorge" prefere que entregue o brasil a cuba, venezuela, paises que nada tem de bom para o BRASIL

  6. Jorge disse:

    Claro que tem que ser recompensado ( não reconhecido) , está entregando o país aos ianques….

    • V M disse:

      Esperneia ESQUERDALHA!! É sóbole começo. E q falácia de esquerDIOTA , entregar o Brasil aos AMERICANOS!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, quanta sapiência!!

    • João Bolsonaro disse:

      Melhor prós ianques do que para os corruptos, sinicos, palhaços dos socialistas pelo menos nos status existe leis o povo lá trabalha

    • Jose Lucio de Azevedo disse:

      Ainda bem que não entrega a Cuba, Coreia do Norte ou outras merdas

  7. JCabral disse:

    A negada piraaa…

  8. marcus disse:

    PARABÉNS PRESIDENTE!

    • paulo disse:

      Vamos em frente Presidente, não temos tempo a perder na recuperação da Nação Brasileira.

Bolsonaro diz que deve ter alta nesta semana ‘se Deus quiser’

Foto: Reprodução/Instagram

O presidente da República, Jair Bolsonaro , afirmou que “se Deus quiser” deve ter alta nesta semana. Bolsonaro falou por telefone ao vivo na TV Bandeirantes. Ele entrou em contato com a emissora para se solidarizar pela morte do jornalista Ricardo Boechat . O presidente disse que deveria já ter recebido alta se não tivesse adquirido uma “pequena pneumonia” na semana passada.

— Estou recuperando, tive problema de ter adquirido uma pequena pneumonia uma semana atrás. Se não fosse isso podia estar de alta já, mas se Deus quiser essa semana terei alta — afirmou o presidente.

Ele destacou a dificuldade do procedimento cirúrgico a que foi submetido, afirmando que seu intestino estava “totalmente destruído”. Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia no dia 28 de janeiro para a retirada da bolsa de colostomia. O presidente estava com a bolsa desde que sofreu um atentado em setembro, ainda durante a campanha eleitoral. Bolsonaro destacou que o atendimento recebido por ele no hospital Alberto Einstein “pouca gente podia ter” e disse que há como melhorar o Sistema Único de Saúde (SUS).

— Eu falei esses dias que estava aqui, que sabia que pouca gente podia ter o atendimento que estou tendo, mas por outro lado sabendo que nosso SUS não pode continuar tão mal como se encontra, temos como melhorar sim — disse Bolsonaro.

Ele fez elogios a Boechat e afirmou que mesmo quem era criticado pelo jornalista não ficava chateado.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Valdemir disse:

    Mourão agora tomou no f**** junto com a petralhada. Rsrsrs

    • Amo os Minions disse:

      Mourão e petralhada juntos? Qual foi o entorpecente que você usou? Mourão defende os interesses e dos seus apoiadores, vá se iludir lá Minionlândia.

Bolsonaro lamenta morte de Boechat em acidente trágico: “colega que sempre tive muito respeito”

Através do microblog Twitter, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, lamentou a morte do jornalista, e destacou respeito ao profissional Ricardo Boechat.

FOTO: Bolsonaro registra “prazer em voltar a comer”, fala em felicidade, e sente falta do pão com leite condensado

“Nas últimas horas tive o prazer de voltar a comer. Ontem pela noite um caldo de carne e hoje uma boa gelatina. Estou feliz, apesar de não ser aquele pão com leite condensado”, postou o presidente na manhã desta sexta-feira(08), nas redes sociais.

Presidente segue internado se recuperando de cirurgia de reconstrução do intestino, após retirada da bolsa de colostomia que precisou ser usada em decorrência de facada em atentado sofrido em setembro do ano passado, cometido por militante do PSOL. Capitão ainda trata uma pneumonia.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fagner disse:

    E Queiroz?

  2. Potiguar disse:

    Força pneumonia!!! Você é maior que essa doença.

  3. Antonio disse:

    Que Deus restabeleça a sua saúde, Capitão. O Brasil espera seu retorno à Presidência para tentar restabelecer a ordem no país, acelerar o crescimento econômico, combater a violência e diminuir a desigualdade social. Tarefa difícil, mas não impossível. Qualquer avanço positivo, já estaremos no lucro. PT nunca mais.

  4. MITO E PRA BOIOLA disse:

    Louvar a Deus por um TORTURADOR…..

    • Waldemir disse:

      Cafajeste petista você vai ter que trabalhar a mamata acabou ou vai passar fome vai ser torturado pelo estômago se Deus quiser

  5. Capitão caverna disse:

    Louvado seja Deus. Ele ouviu minha prece.

Bolsonaro se reunirá com Trump em março na Casa Branca

O chanceler Ernesto Araújo e o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, em reunião na Casa Branca, nos EUA. FOTO: EFE/ERIK S. LESSER

O presidente Jair Bolsonaro se reunirá com seu homólogo dos Estados Unidos, Donald Trump, em meados de março na Casa Branca, segundo afirmou nesta terça-feira (5) o chanceler Ernesto Araújo.

Em entrevista à imprensa, Araújo disse que a visita de Bolsonaro aos Estados Unidos foi um dos temas que centrou sua reunião em Washington com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

“Em meados de março, ainda estamos determinando a data”, afirmou Araújo, que explicou que, durante sua visita, Bolsonaro abordará tantos temas econômicos como assuntos relacionados com a segurança e a diplomacia na América Latina.

A crise na Venezuela foi o outro assunto que centrou a reunião de Araújo e Pompeo, assim como o encontro que o chanceler brasileiro teve com o assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton.

Em mensagem no Twitter, Bolton detalhou que ambos falaram sobre a “logística” para oferecer ajuda humanitária ao povo venezuelano, assim como sobre seu “apoio mútuo” ao líder do parlamento, Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente em exercício da Venezuela e ganhou o reconhecimento, entre outros, de EUA e Brasil.

Os EUA já começaram a enviar pacotes de ajuda humanitária com alimentos e remédios para o povo venezuelano, segundo informou no sábado à Agência Efe um porta-voz da Casa Branca.

Neste final de semana, Guaidó anunciou que tinha sido formada uma “coalizão nacional e internacional” de assistência humanitária para a Venezuela com pontos de armazenamento de comida e alimentos na Colômbia e no Brasil, assim como em uma ilha do Caribe não especificada.

A entrada de ajuda humanitária através de um corredor humanitário poderia requerer a presença de tropas, fossem americanas ou de algum outro país latino-americano.

O Grupo de Lima, integrado entre outros pelo Brasil e pela Colômbia, decidiu na segunda-feira não considerar a opção militar para forçar a saída da presidência de Nicolás Maduro, que tomou posse do seu cargo em 10 de janeiro após a realização de eleições questionadas por parte da comunidade internacional.

R7, com Agência EFE

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fagner disse:

    Sei não. Acho mais fácil Mourão ir.

  2. Barata disse:

    Será q vai?

  3. Quirino disse:

    Eita que vai subir a catinga de c% no gabinete de Trump! kkkk

  4. Zé Mané disse:

    Eita, agora o Brasil vai ser os EUA 2. Hehehe

Bolsonaro diz que está em “plena evolução” e “feliz”

Reprodução: Twitter/Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira(5) que está em “plena evolução” e “feliz” em compartilhar este sentimento com todos. Em mensagem, postada na sua conta no Twitter, o presidente desejou um “excelente” dia para todos. Nesta terça-feira, ele completa 11 dias de internação após a cirurgia para reconstrução do trânsito intestinal.

“Há um gigantesco diferencial entre informar com imparcialidade e fazer militância maldosa. Meu estado de saúde neste momento encontra-se em plena evolução e estou feliz em compartilhar este sentimento com todos! Um dia de cada vez! Uma excelente terça-feira a todos”, disse.

O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, informou que Bolsonaro foi submetido a tratamento com antibióticos após apresentar elevação da temperatura – 37,3 °C – e alteração de alguns exames laboratoriais, o que pode indicar processo infeccioso.

Prevista para esta semana, a alta médica foi adiada em sete dias. Exames de imagem mostraram uma “coleção líquida” ao lado do intestino na região da antiga colostomia, segundo o último boletim médico.

O presidente está internado em unidade de cuidados semi-intensivos. Ele permanece em jejum oral, com sonda nasogástrica e nutrição parenteral (endovenosa) exclusiva.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Que "evolução", a patrimonial?
    Nem adianta os xeleléus de plantão tentar responder. Esta tarefa destina-se ao Tempo, o único que tem legitimidade para fazê-lo.

  2. Fagner disse:

    Sei não ….. Acho q já vi esse filme.

Bolsonaro tem febre, passa a tomar antibiótico e alta é adiada, diz porta-voz

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro foi submetido a tratamento com antibióticos de amplo espectro após apresentar elevação da temperatura – 37,3 °C – e alteração de alguns exames laboratoriais, com aumento de leucócitos, na noite de ontem. Esse aumento pode indicar processo infeccioso, segundo o porta-voz da presidência Otavio do Rêgo Barros.

Devido a isso, a previsão de alta foi adiada. Como os antibióticos devem ser ministrados por sete dias, ele deve permanecer no hospital por mais este período, segundo o porta-voz.

Exames de imagem mostraram uma “coleção líquida” ao lado do intestino na região da antiga colostomia, segundo boletim médico divulgado há pouco. Ele foi submetido à punção guiada por ultrassonografia e permanece com dreno no local.

O presidente está internado em unidade de cuidados semi-intensivos do Hospital Israelita Albert Einstein e, no momento, está sem dor e sem febre. Ele permanece em jejum oral, com sonda nasogástrica e nutrição parenteral (endovenosa) exclusiva.

Uma evolução nos movimentos intestinais foi citada no boletim médico, que informou dois episódios de evacuação do presidente.

Bolsonaro segue realizando exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular no quarto. Por ordem médica, as visitas permanecem restritas, ele está acompanhando da esposa Michelle e do filho Carlos Bolsonaro.

O presidente cotinua em descanso e tem sido evitados despachos, de acordo com Barros. Nos próximos dias, não estão agendados compromissos oficiais. Por enquanto, não há estudos sobre afastamento de Bolsonaro da presidência, deixando o vice na função.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joaquim disse:

    #ASSUMEMOURAO

  2. Joaquim disse:

    O Brasil está sem comando por mesquinhez. Pode isso Arnaldo?

  3. Luiz disse:

    Se não tomar cuidado, vai virar o próximo ex presidente. Tancredo está pairando na sombra de BOLSONARO.

  4. Everton disse:

    Seria Mourão um novo Sarney?

  5. Pedro disse:

    Lembrei de Tancredo

  6. Francisco ferreira de souza disse:

    ta parecendo o caso de Tancredo Neves

Bolsonaro deve ter alta até quinta-feira, diz assessoria

FOTO: EFE/Fenando Bizerra/ direitos reservados

O presidente Jair Bolsonaro teve a previsão de alta mantida para entre quarta-feira (6) e quinta-feira (7) desta semana, informou a assessoria de imprensa da presidência da república. Ele se mantém nesta segunda-feira (4) em repouso, sem compromissos e com visitas restritas.

Bolsonaro, que está internado há oito dias no Hospital Israelita Abert Einstein, na capital paulista, passou por avaliação médica esta manhã, que não apontou alterações no seu quadro de saúde. Ele continua usando a sonda nasogástrica para retirada do acúmulo de líquido.

No sábado, o presidente apresentou náuseas e vômitos, o que, de acordo com a assessoria da presidência, já era esperado, uma vez que Bolsonaro passou por três cirurgias de grande porte em apenas quatro meses.

Segundo a assessoria, a tomografia feita no domingo (3) mostrou que o presidente não teve complicações cirúrgicas e descartou a necessidade de nova cirurgia. A esposa Michelle Bolsonaro e o filho Carlos Bolsonaro continuam na companhia do presidente.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joaquim disse:

    Vai não. Apareceu febre e início de infecção. O homi tá no antibiótico. Parece q já vi esse filme.

A mensagem de Bolsonaro ao Congresso: “Previdência mais humana, mais justa, que não retire direitos e restabeleça o equilíbrio fiscal”

Jair Bolsonaro enviará mensagem ao Congresso, a ser lida no dia 7, na qual defenderá uma Previdência “mais humana, mais justa, que não retire direitos e restabeleça o equilíbrio fiscal, que garanta que nossos filhos e netos tenham um futuro assegurado”.

Segundo o porta-voz do governo, Otávio do Rêgo Barros, no texto vai também propor projeto de combate ao crime organizado e corrupção “atacando o fim da impunidade”.

Na infraestrutura, informou que vai trabalhar para acabar com gargalos logísticos. Outra proposta “imediata” será a revisão da lei de segurança das barragens.

O Antagonista

Bolsonaro diz que desastre em Mariana deveria ter servido de alerta para o Brasil

O presidente Jair Bolsonaro participa de reunião com o presidente da Colômbia, Iván Duque, em Davos, na Suíça Foto: Alan Santos/Presidência

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), deveria ter servido de alerta para o Brasil, e lamentou que o país tenha registrado nesta sexta-feira uma tragédia semelhante com o rompimento de outra barragem dessa vez em Brumadinho, também em Minas Gerais. O desastre em Mariana, ocorrido em 2015, foi a maior tragédia ambiental da história do país, com 10 mortos.

— Acionamos um gabinete de crise aqui em Brasília e ficaremos antenados 24h por dia para prestar informações para a população, de que modo que nós possamos minimizar mais essa tragédia, depois da Mariana. Esperávamos que não tivesse uma outra, até por uma questão de servir de alerta aquela. Mas, infelizmente, temos esse problema agora — disse Bolsonaro à rádio Regional FM, de Brumadinho.

De acordo com Bolsonaro, essa situação “não tem nada a ver com o governo federal”, a quem cabe, segundo ele, apenas a fiscalização.

— Se bem que a questão da Vale do Rio Doce não tem nada a ver com o governo federal, apenas cabe a nós a fiscalização, por parte do Ibama, que é um órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, e buscar meios para se antecipar a problemas. Mas esses meios partem primeiramente da empresa que executa a obra, e só em Minas são 450 represas parecidas, como essa, e no Brasil todo são quase 1.000.

O porta-voz da Presidência, Otávio Regô Barros, afirmou que Bolsonaro tem a intenção de ir na manhã de sábado para Brumadinho. Bolsonaro tem uma cirurgia marcada para segunda-feira em São Paulo. A previsão inicial era de que ele viajasse no domingo. De acordo com auxiliares, a cirurgia está mantida mesmo com a possível viagem para Minas Gerais.

Os ministro do Meio Ambiente (Ricardo Salles), Desenvolvimento Regional (Gustavo Canuto) e Minas e Energia (Bento Albuquerque), além do Secretario Nacional de Defesa Civil (Alexandre Lucas), também estão indo para a região.

De acordo com a Defesa Civil, há possíveis vítimas, e os moradores que moram na parte mais baixa da cidade estão sendo retirados de suas casas. A Vale informou que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. O acidente ocorre três anos após a tragédia de Mariana, o maior desastre ambiental do país, que deixou 19 mortos.

Segundo informações preliminares, a barragem que se rompeu é usada para recirculação de água da planta e contenção de rejeitos em eventos de emergência. No site da Vale, consta que ela tem cerca de um milhão de metros cúbicos. Em Mariana, foram 43,7 milhões de m³ de lama.

Defesa Civil

Uma equipe da defesa Civil Nacional se desloca na tarde de hoje para a região de Brumadinho. O secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), coronel Alexandre Lucas, já fala inclusive em uma possível atuação no resgate de vítimas.

– Todo governo Fderal está mobilizado para atuar no socorro e na resposta ao rompimento da barragem. Uma equipe da defesa Civil Nacional, chefiada por mim, já está se deslocando para região para apoiar as ações do estado e do município.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, acompanhado pelo coronel Alexandre Lucas, também chegam hoje à noite a Belo Horizonte para acompanhar e apoiar os trabalhos. A prioridade, neste momento, é o socorro e assistência à população afetada.

Em nota, Canuto disse que a mobilização e o apoio do Governo Federal iniciaram logo após o rompimento da estrutura. O ministro conversou por telefone com o presidente Jair Bolsonaro, que reforçou a importância de disponibilizar todo o apoio necessário ao estado e município.

“Equipes do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) estão em frequente contato com representantes da prefeitura e governo do estado para orientar nas primeiras ações de resgate às possíveis vítimas e demais necessidades emergenciais”, diz a nota.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Chico disse:

    Não serviu de exemplo porque. não existe seriedade no governo petralha, era um governo de encenação, tudo com intuito de roubar

  2. Walsul disse:

    O ministro do meio ambiente é um Condenado por favorecer mineradoras. E os Bolsomiions acreditam que ele vai proteger as pessoas dessas tragédias. Faz arminha ai. Enquanto isso , mais um crime cometido contra a vida e o meio ambiente que ficará impune. Isso não foi acidente, foi crime.

  3. Manoel disse:

    Esse idiota q foi pego pescando em área proibida, é contra os órgãos ambientais e agora vem falar [email protected]?

  4. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Vir dizer que a culpa desse desastre é somente da empresa, pense num falastrão essa figura que é nossa presidente. Mesmo assim ainda fala "cabe a nós a fiscalização"…

    Pense num despreparo

BRUMADINHO: Bolsonaro quer ir a Minas neste sábado

O porta-voz do governo, general Otávio Rêgo Barros, disse que Jair Bolsonaro tem a “intenção” de chegar neste sábado(26), às 8h, na região afetada pelo rompimento de uma barragem da Vale na região de Brumadinho (MG).

“O presidente da República lamenta eventuais perdas de vida”, disse o porta-voz. Informou que o presidente determinou o imediato estabelecimento de gabinetes de crise acompanhar a evolução da situação, tanto no Planalto, quando no Ministério do Meio Ambiente.

Também foram acionados as pastas de Minas e Energia, Desenvolvimento Regional e Defesa para auxiliar o estado.

O Antagonista

Bolsonaro se pronuncia sobre rompimento de barragem: “maior preocupação neste momento é atender eventuais vítimas”

O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO DURANTE VISITA AO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA (STJ). (FOTO: ANTONIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL)

O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou, em sua conta no Twitter, a respeito do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. “Lamento o ocorrido em Brumadinho-MG. Determinei o deslocamento dos Ministros do Desenvolvimento Regional e Minas e Energia, bem como nosso Secretario Nacional de Defesa Civil para a Região”.

O presidente afirmou que a prioridade nesse momento é atender eventuais vítimas.

Uma barragem da mina de Feijão, da Vale, se rompeu no início desta sexta-feira (25) na região de Brumadinho, em Minas Gerais, atingindo a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco, informou a mineradora em nota à imprensa.

Ainda não há confirmação se há feridos no local, disse a mineradora. A prefeitura pediu que os moradores fiquem longe do leito do Rio Paraopeba.

Em seu discurso no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, Bolsonaro disse que o Brasil é o país “que mais preserva o meio ambiente”. “Nenhum outro país do mundo tem tantas florestas como nós. A agricultura se faz presente em apenas 9% do nosso território e cresce graças a sua tecnologia e à competência do produtor rural. Menos de 20% do nosso solo é dedicado à pecuária. Essas commodities, em grande parte, garantem superávit em nossa balança comercial e alimentam boa parte do mundo”, afirmou.

Época

Em Davos, na Suíça, Bolsonaro diz que abrir economia é compromisso do país; veja íntegra do discurso do presidente no Fórum Econômico Mundial

Reprodução

Em seu discurso inicial no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (22) que “o Brasil ainda é uma economia relativamente fechada ao comercio internacional, e abri-la é um compromisso desse governo”.

A fala inicial de Bolsonaro durou menos de dez minutos. Nela, Bolsonaro também falou sobre a necessidade de “diminuir a carga tributária, simplificar as normas, facilitando a vida de quem deseja produzir, empreender e criar empregos”.

“Gozamos de credibilidade para fazer as reformas que precisamos e que o mundo espera de todos nós”, disse o presidente à plateia, composta em boa parte por políticos e investidores.

Em seguida, o presidente brasileiro foi questionado pelo presidente do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, sobre temas como primeiros passos das reformas econômicas, corrupção, sustentabilidade e integração da América Latina.

Ele disse que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, também presente no evento, “tem todos os meios para seguir o dinheiro no combate à corrupção e ao crime organizado”, além de defender melhorias e mudanças na atual legislação.

Schwab pediu que Bolsonaro compartilhasse “detalhes sobre a agenda de sustentabilidade” do Brasil.

O presidente argumentou que “o meio ambiente tem que estar casado com o desenvolvimento”.

“A parte da agricultura ocupa menos de 9% do território nacional, a pecuária, aproximadamente 10%. Hoje, 30% do Brasil são florestas. Então, nós damos exemplo para todo mundo.”

Bolsonaro acrescentou que o Brasil procurar estar “sintonizado” com o mundo nas metas de redução de carbono.

Sobre a integração com os vizinhos sul-americanos, o presidente brasileiro voltou a defender “aperfeiçoamentos” no Mercosul, além de criticar o que chamou de “América bolivariana”.

“Estamos preocupados em fazer uma América do Sul grande, que cada país mantenha sua hegemonia local. Não queremos uma América bolivariana, como há pouco existia no Brasil em governos anteriores. Essa forma de interagir vem contagiando esses países da América do Sul e mais mais gente de centro e centro-direita tem se elegido presidente. Creio que isso seja uma resposta de que a esquerda não prevalecerá nessa região.”

Leia a íntegra do discurso de Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial:

Boa tarde a todos!

Muito obrigado, professor Schwab!

Agradeço, antes de mais nada, o convite para participar deste fórum e a oportunidade de falar a um público tão distinto.

Agradeço também a honra de me dirigir aos senhores já na abertura desta sessão plenária.

Esta é a primeira viagem internacional que realizo após minha eleição, prova da importância que atribuo às pautas que este fórum tem promovido e priorizado.

Esta viagem também é para mim uma grande oportunidade de mostrar para o mundo o momento único em que vivemos em meu país e para apresentar a todos o novo Brasil que estamos construindo.

Nas eleições, gastando menos de 1 milhão de dólares e com 8 segundos de tempo de televisão, sendo injustamente atacado a todo tempo, conseguimos a vitória.

Assumi o Brasil em uma profunda crise ética, moral e econômica.

Temos o compromisso de mudar nossa história.

Pela primeira vez no Brasil um presidente montou uma equipe de ministros qualificados. Honrando o compromisso de campanha, não aceitando ingerências político-partidárias que, no passado, apenas geraram ineficiência do Estado e corrupção.

Gozamos de credibilidade para fazer as reformas de que precisamos e que o mundo espera de nós.

Aqui entre nós, meu ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o homem certo para o combate à corrupção e o combate à lavagem de dinheiro.

Vamos investir pesado na segurança para que vocês nos visitem com suas famílias, pois somos um dos primeiros países em belezas naturais, mas não estamos entre os 40 destinos turísticos mais visitados do mundo. Conheçam a nossa Amazônia, nossas praias, nossas cidades e nosso Pantanal. O Brasil é um paraíso, mas ainda é pouco conhecido!

Somos o país que mais preserva o meio ambiente. Nenhum outro país do mundo tem tantas florestas como nós. A agricultura se faz presente em apenas 9% do nosso território e cresce graças a sua tecnologia e à competência do produtor rural. Menos de 20% do nosso solo é dedicado à pecuária. Essas commodities, em grande parte, garantem superávit em nossa balança comercial e alimentam boa parte do mundo.

Nossa missão agora é avançar na compatibilização entre a preservação do meio ambiente e da biodiversidade com o necessário desenvolvimento econômico, lembrando que são interdependentes e indissociáveis.

Os setores que nos criticam têm, na verdade, muito o que aprender conosco.

Queremos governar pelo exemplo e que o mundo restabeleça a confiança que sempre teve em nós.

Vamos diminuir a carga tributária, simplificar as normas, facilitando a vida de quem deseja produzir, empreender, investir e gerar empregos.

Trabalharemos pela estabilidade macroeconômica, respeitando os contratos, privatizando e equilibrando as contas públicas.

O Brasil ainda é uma economia relativamente fechada ao comércio internacional, e mudar essa condição é um dos maiores compromissos deste Governo.

Tenham certeza de que, até o final do meu mandato, nossa equipe econômica, liderada pelo ministro Paulo Guedes, nos colocará no ranking dos 50 melhores países para se fazer negócios.

Nossas relações internacionais serão dinamizadas pelo ministro Ernesto Araújo, implementando uma política na qual o viés ideológico deixará de existir.

Para isso, buscaremos integrar o Brasil ao mundo, por meio da incorporação das melhores práticas internacionais, como aquelas que são adotadas e promovidas pela OCDE.

Buscaremos integrar o Brasil ao mundo também por meio de uma defesa ativa da reforma da OMC, com a finalidade de eliminar práticas desleais de comércio e garantir segurança jurídica das trocas comerciais internacionais.

Vamos resgatar nossos valores e abrir nossa economia.

Vamos defender a família e os verdadeiros direitos humanos; proteger o direito à vida e à propriedade privada e promover uma educação que prepare nossa juventude para os desafios da quarta revolução industrial, buscando, pelo conhecimento, reduzir a pobreza e a miséria.

Estamos aqui porque queremos, além de aprofundar nossos laços de amizade, aprofundar nossas relações comerciais.

Temos a maior biodiversidade do mundo e nossas riquezas minerais são abundantes. Queremos parceiros com tecnologia para que esse casamento se traduza em progresso e desenvolvimento para todos.

Nossas ações, tenham certeza, os atrairão para grandes negócios, não só para o bem do Brasil, mas também para o de todo o mundo.

Estamos de braços abertos. Quero mais que um Brasil grande, quero um mundo de paz, liberdade e democracia.

Tendo como lema “Deus acima de tudo”, acredito que nossas relações trarão infindáveis progressos para todos.

Muito obrigado.

R7 e G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Amon Carlos de Oliveira disse:

    Os trouxinhas que setiram saudade de Dilma são os mesmo que ajudaram a afundar o pais , ela mentiu para o mundo quando esteve em Davos, já Bolsonaro disse o que pretede fazer em poucos minutos, ou seja só verdades.

  2. Marcelo disse:

    Como sempre muito franco. Só é forte no mundinho dos Bolsominions! Não consegue responder nenhuma pergunta sobre os problemas do Brasil. Só entende de armas e milicia.

    • Ceará-Mundão disse:

      É claro que vcs, preferiam o presidiário analfabeto e a ensacadora de ventos, né? Esses dois, sim, faziam vcs babarem com suas demonstrações de erudição e sapiência? Acho que vc deve ter múltiplos orgasmos ouvindo gravações (vc deve tê-las) da voz do seu bandido de 9 dedos pronunciando "triprex" ou falando do "grelo duro" das mulheres do PT, ou dizendo que a cidade de Pelotas era "exportadora de viados" ou qualquer uma das incontáveis asneiras que o analfabeto dizia. E fico imaginando vc se deleitando com as inúmeras locuções da mulher que, além de saudar a mandioca, falava tantas outras coisas importantíssimas e inteligentes. Ora vá arrumar o que fazer, cabra. Durma-se com uma besteira dessa.

    • João disse:

      Ceará-Mundão, eu tenho vergonha de ler os seus comentários.
      Cara, defenda seu ponto de vista sem envolver o PT. O fato de alguém criticar seu presidente dos sonhos, não significa apoiar os desmandos do governo anterior. Mas quando você insiste nessa retórica, só corrobora com a sua visível incapacidade de rebater as alegações dos demais com critérios objetivos e utiliza esse subterfúgio vazio para contra-argumentar.
      Há tempos atrás, você utilizava esse mesmo blá blá blá para defender o Aécio, nesse mesmo blog. Não se pode cobrar justiça quando se demonstra tamanha parcialidade! Sua bandeira não parece ser contra a corrupção, mas apenas a corrupção da esquerda!
      Abraço.

    • paulo martins disse:

      Defender Aécio, o indefensável? Eitcha que decepção! E eu pensando que ele fosse bolsominion desde criancinha…

  3. Dida disse:

    O Brasil poderia estar com um presidente brilhando em Davos em vez dessa vergonha mundial. Se o Moro não tivesse condenado Lula sem provas.

    • Carlos Ustra disse:

      Dida, deixa de falar asneira. tu deveria era tomar vergonha na cara e deixar de defender bandido e ladrão. aceita que doí menos.

    • Carlos Ustra disse:

      Lula foi condenado por uma tonelada de provas documentadas. Que discurso vazio de petista que tem bandido de estimacao. E ainda vai ser condenado novamente.

    • Esquerda mi mi mi disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Cê tá de sacanagem!!!
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkklkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Brasil é verde e amarelo disse:

    Os vermes PTralhas choram ….o seu ladrao condenado Lula preferia entregar o NOSSO dinheiro para países DITADORES E DEPOIS POR TRÁS PEGAR O DINHEIRO COMO PROPINA

  5. Manoel Medeiros disse:

    Esse eo presente que eu votei Deus te abençoe sempre Capitão

  6. Pedro Lobo disse:

    Vergonha internacional!
    Discurso fraco e genérico.
    Não conseguiu responder as perguntas do Klaus Schwab.
    Zero!

    • Rômulo disse:

      Ao assistir, me deu saudade da Dilma! Ela era mais autêntica!

    • marcosart disse:

      Despreparado total. Não sabe reais problemas do país, não tem proposta de nada. Vergonha mundial… parabéns aos que se acham representados.

Bolsonaro vai despachar do hospital

Jair Bolsonaro vai despachar de dentro do hospital Albert Einstein depois da cirurgia que marcou para retirar sua bolsa de colostomia, marcada para 28 de janeiro, informa Igor Gadelha em Crusoé.

Ele deve viajar a São Paulo no dia 27 e ficar internado por até dez dias.

Veja a reportagem:

Bolsonaro vai despachar do hospital

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Moa disse:

    Pq ele não vai para hospital pelo SUS. E o vice presidente não assume. Oxente, Bolso tá com medo de seu vice kkkkkk