Carlos Eduardo volta a figurar como opção para o governo

Após a declaração do prefeito Carlos Eduardo (PDT) de que não seria candidato a governador do estado, o nome dele passou a ser excluído das pesquisas de opinião e do noticiário político.

No entanto, com a dificuldade do PMDB de achar um nome para concorrer à sucessão da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), Carlos Eduardo, que não é do partido mas é da família Alves, voltou a ser cogitado.

De acordo com informações extraoficiais, Carlos Eduardo já olha para a ideia com simpatia. A composição ainda agregaria na chapa a deputada federal Fátima Bezerra (PT) como concorrente ao Senado.

A preferência maior dos peemedebistas pelo nome de Carlos é o fato de, concretizada sua candidatura, a vice-prefeita Wilma de Faria (PSB), que assumiria o Executivo, ficar de fora da disputa.

Wilma lidera todas as pesquisas de opinião pública para o governo. O PMDB não quer apoiá-la, mas sabe que concorrer contra ela, neste momento, é difícil. Por isso, o partido tenta viabilizar o nome de Carlos Eduardo para os Alves voltarem ao governo e a líder pessebista não atrapalhar os planos.

O xadrez eleitoral começa a se movimentar novamente.