Cerca do Parque das Dunas é cortada por invasores e impactos ambientais e preocupação com segurança aumentam

FOTO: ASCOM/IDEMA

Com o objetivo de fortalecer a segurança dos frequentadores do Parque Estadual Dunas do Natal “Jornalista Luiz Maria Alves” e preservar a Mata Atlântica, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema, ressalta a importância da utilização das trilhas oficiais por parte da população. A presença irregular nas áreas da mata tem provocado prejuízos aos cofres públicos, desequilíbrio e danos ao ecossistema, comprometendo a saúde da fauna e da flora local.

Na construção da nova cerca, entregue em dezembro de 2019, foram investidos R$ 849 mil, a fim de garantir a preservação da Unidade de Conservação da Natureza localizada na capital potiguar. “O papel do Idema está diretamente relacionado com a sensibilização das pessoas. O poder público fez o seu dever de efetivar a segurança do local, mas, com estas ações de depredação ao patrimônio e invasões na área do Parque, todos perdem”, destacou o diretor geral do órgão ambiental, Leon Aguiar.

O Parque das Dunas possui uma área de uso público com cerca de sete hectares, onde os visitantes podem realizar diversas atividades, desde caminhada e corridas em contato com a natureza, visita à sala de exposições, viveiro, unidade de mostra, piqueniques, até atrações culturais aos fins de semana. Além disso, o Parque oferece três trilhas oficiais que permitem uma maior interação com o ecossistema e funcionam como instrumento de educação ambiental, que visam despertar o visitante para questões como o respeito ao meio ambiente e o equilíbrio na relação entre homem e natureza. Por meio dessas trilhas é possível conhecer mais de perto a diversidade biológica existente no Parque.

Entretanto, na unidade de conservação, tem sido recorrente a prática clandestina de atividades físicas por grupos esportivos, trilheiros e assessorias de corrida. Além da prática esportiva irregular, o Parque também tem sido alvo de usuários de drogas, assaltantes e fugitivos da polícia.

As trilhas oficiais são realizadas de forma silenciosa, guiadas por orientadores turísticos e acompanhadas pela policia ambiental, a fim de que a atividade ocorra de maneira segura. A gestora do Parque das Dunas, Mary Sorage, afirma ser um desafio ter um parque em área urbana e ressalta a extrema importância em ter a sociedade como aliada para a preservação da Unidade.

“No momento em que um grupo adentra o Parque sem autorização está desrespeitando a legislação, causando uma série de impactos à Unidade de Conservação. As invasões tem vários impactos negativos. Observamos árvores e placas pichadas, uma grande quantidade de lixo e focos de incêndio. Tudo isso reflete nos processos erosivos e acaba comprometendo a saúde do solo. Além disso, os animais se afugentam a medida que as pessoas modificam o habitat deles. São questões sérias que refletem na saúde dos animais, na qualidade das plantas, solo e ar”, destaca Sorage.

Além dos impactos ambientais causados pela utilização indevida do Parque, a preocupação com a segurança da população é destacada pelo Comandante da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM), Major Alexsandro de Oliveira Soares. “A utilização de trilhas clandestinas é fator gerador de diversos riscos causados ao meio ambiente e para a segurança pessoal, tais como ataques de animais silvestres, picadas de serpentes, ataques de cães asselvajados, os quais circulam em matilhas pelo parque, bem como a possibilidade das pessoas se desorientarem e se perderem na mata, além de serem alvo de ações delituosas”, ressalta.

Trilhas

Para conhecer e fazer uso das trilhas, é necessário realizar o agendamento através do e-mail [email protected] ou diretamente na administração do Parque. O agendamento é realizado de segunda a sexta, das 7h às 14h.

Trilha Perobinha: Tem extensão de 800 metros (ida e volta) e duração de 40 minutos, aproximadamente. É indicada para crianças de idade igual ou superior a 6 anos, adultos com restrições físicas ou médicas e sedentários.

Trilha Peroba: Tem extensão de 2.800 metros (ida e volta) e com duração de aproximadamente 1h e 30 minutos. É indicada para adultos e crianças de idade igual ou superior a 10 anos.

Trilha Ubaia-Doce: Tem extensão de 4.400 metros (ida e volta) e duração de 2 horas e 20 minutos. É indicada para pessoas a partir de 12 anos que estejam em boa forma física, pois esta trilha é caracterizada por possuir acentuados aclives e declives. Não recomendamos esta trilha para pessoas com restrições a realização de atividades físicas.

*É necessário um grupo mínimo de 05 pessoas e máximo de 25 por trilha.

Entrada no Parque das Dunas: 1 real.
Acesso à trilha: 1 real (valor cobrado por pessoa)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sem noção mesmo! disse:

    Treino no parque das dunas e gosto do lugar, porém ali tem invasores constantemente, pessoas fumando maconha, esconderijos e etc, tenho que concordar no sentido deles ficarem sentados de bobeira, porém a bronca é maior ainda. O parque não é cercado, tem inúmeras falhas. Em todas as trilhas que fui, não são poucas, não vi nenhuma operação dos policias responsáveis.

    S/mais.

    • Sem noção?! disse:

      Mas se o senhor faz trilhas sem o acompanhamento de um agente do parque e um policial, o senhor está errado também… Qualquer um que utiliza as trilhas do parque sem autorização e acompanho está irregular.

  2. Sem noção disse:

    Cadê os 10…12 policiais que ficam o dia inteiro sentados no bosque dos namorados comendo e jogando conversa fora?? Que não colocam esses vagabundo pra correr ?

    • Chico cezar disse:

      Bom, muito bom tem que botar moral, estão invadindo as terras através desses grileiros aqui de natal.

    • Sem noção?! disse:

      O senhor tem certeza do que está falando? Tem conhecimento das missões diárias daqueles polícias? Das operações realizadas por eles? Resuma-se a comentar do que tens conhecimento de causa, pra não ficar por aí falando besteira.

    • Sem noção disse:

      Primeiramente vejo que o cidadão não tem a mínima idéia do que está falando. Pois a informação do quantitativo de polícias de serviço é restrita ao efetivo. Segundo foram feitas várias operações pra coibir este tipo de ação etodas elas foram relatadas a promotoria do meio ambiente. E terceiro antes de falar qualquer coisa, procure ter conhecimento do assunto pra não ficar foi pra você.

COMENTE AQUI