Economia melhora a partir do 4º trimestre, diz presidente do Banco Central


Foto: Cristiano Mariz

Pelas previsões do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, a economia brasileira, baqueada pelo avanço do coronavírus, vai começar a melhorar a partir do quarto trimestre deste ano.

“O último trimestre vai mostrar melhoras. Obviamente de uma base muito baixa. Agora a dúvida é o terceiro trimestre, o quanto vai ser impactado”, diz Campos Neto.

O chefe do BC é o entrevistado do domingo no programa Poder em Foco, do SBT, que vai ao ar logo após o Programa Silvio Santos.

No programa, Campos Neto foi questionado sobre a projeção do Fundo Monetário Internacional que aponta retração de 5,3% da economia do Brasil neste ano. Ele disse que o banco apresentará sua estimativa, em breve, em comunicado oficial e que tudo vai depender da extensão da parada da economia nessa quarentena.

“Eu acho que as pessoas que hoje fazem conta de quanto vai ser o crescimento brasileiro elas estão estimando quanto tempo vai ficar parado e como vai ser essa parada. Eu acho que nunca esteve tão difícil fazer previsão de crescimento, porque é um fenômeno muito diferente, muito novo, a gente não viu”, analisou.

Campos Neto observou que em alguns lugares a movimentação começou a voltar e apostou que a economia voltará aos trilhos e aos projetos econômicos da agenda liberal do Governo.

“É muito importante deixar claro para as pessoas que a gente está fazendo um desvio, não só o Brasil como o mundo inteiro, que é um desvio necessário. E nós entendemos que é importante garantir emprego, a renda das pessoas, que as empresas não quebrem. Mas, acho que o quanto mais nós conseguirmos comunicar que é um desvio, mas a gente vai voltar para os trilhos rapidamente, menor é o efeito maléfico dele”, diz.

Na entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, o presidente do Banco Central também discorre sobre a taxa de câmbio e sobre segurança do sistema financeiro no país. Ele tranquiliza a população e garante que é absolutamente seguro manter o dinheiro na poupança e na conta corrente e que ninguém precisa correr para fazer saques.

Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Parabéns pelo otimismo, mas se o PIB de 2019, sem pandemia e em plena retomada de crescimento como afirma o governo através do PG e do presidente, foi imferior ao de 2018 e agora com pandemia? Deus tenha piedade de cada um de nós.

  2. Ojuara disse:

    Também só tem quatro semestre e já estamos no segundo, ou seja se melhorar só no final do ano. Esse ano tá perdido.

  3. Raimunda disse:

    Também podera, com papai Bolsonaro no governo, vai.
    Tem gente que nunca viu R$ 600. Na mão.
    Nos próximos dois meses ainda vão ter.
    Total de R$ 1800 por pessoa.
    Aí papai o presidente PORRETA!!!
    PAPAI
    BOLSO
    NARO!!!
    MITO MITO MITO MITO MITO MITO, eu não votei, mas agora voto.
    Me acudiu na hora da precisão.
    😘😘😘😘🤗🤗😍😍

  4. Rico disse:

    Agente não sabe nem se vai tá vivo.

COMENTE AQUI