“Escândalo da Mandioca”: TRF5 acolhe a unanimidade relatório de juiz federal potiguar convocado

O Tribunal Regional Federal da 5ª acolheu a unanimidade o relatório do Juiz Federal potiguar Ivan Lira de Carvalho, convocado para o TRF5, sobre o “Escândalo da Mandioca”, conhecido como o maior escândalo financeiro de Pernambuco. A decisão do Pleno elevou a pena dos 22 condenados.

O desembargador relator explicou que adotou o critério de valoração da penas em função da quantidade de crimes cometidos pelos réus e da relevância da repercussão financeira dessas condutas.

A ação penal trata do desvio de R$ 1,5 bilhão de cruzeiros (cerca de R$ 20 milhões em valores atuais) da agência do Banco do Brasil de Floresta, no sertão de Pernambuco, entre junho de 1979 e março de 1981. O dinheiro deveria ser destinado à agricultura, por meio do Proagro, programa de incentivo do Governo Federal, mas foi desviado para a aquisição de imóveis, automóveis e outros bens.