Política

FOTOS E VÍDEO: Escassez e miséria em Cuba gera revolta da população que pede “liberdade” e “abaixo a ditadura”

FOTOS: AFP | VIDEO: EPV/RAMON ESPINOSA / AP

As ruas de Havana e várias cidades de Cuba enfrentaram as maiores manifestações contra o Governo desde o maleconazo de 1994, os protestos massivos na capital cubana que marcaram a década de noventa. Mais uma vez, o estopim para a manifestação deste domingo ―em que participaram milhares de pessoas em todo o país e que resultou em centenas de detidos―, foi a grave escassez e miséria sofrida pelos habitantes da ilha, agravadas pelos efeitos da pandemia de covid-19. Gritos de “liberdade” e “abaixo a ditadura” puderam ser ouvidos na Havana Velha, coração da capital do país, e em outras partes de Cuba, amplificados pelas redes sociais, que nos últimos meses têm abalado o cenário político cubano.

Segundo depoimentos de jornalistas locais, vídeos e imagens difundidas nas redes sociais, centenas de cubanos saíram às ruas neste domingo por volta do meio-dia gritando “Liberdade, liberdade” e “Abaixo a ditadura” nos dois municípios, e rapidamente circulou o rumor de que outras cidades do interior do país começavam a aderir ao protesto.

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel fez um pronunciamento imediato na televisão, culpando os Estados Unidos e sua política de sanções pela piora da situação econômica e por incentivar os protestos. “Convocamos todos os revolucionários, todos os comunistas para que saiam às ruas e vão aos lugares onde acontecerão essas provocações”, disse.

A faísca dos protestos começou no domingo na pequena cidade de San Antonio de los Baños, em Havana, onde centenas de pessoas saíram às ruas para protestar contra os longos apagões de eletricidade e exigir que as autoridades as vacinassem contra a covid-19. Logo depois, no entanto, suas demandas se transformaram em gritos por “liberdade” e demandas por mudanças políticas. O protesto chegou ao Facebook em poucos minutos e foi transmitido ao vivo, gerando convocatórias para mais manifestações nas redes. Díaz-Canel foi a San Antonio de los Baños ao meio-dia e percorreu a cidade, falou sobre a difícil situação epidemiológica no país e os esforços do Governo para resolvê-la. Nos últimos dias, os casos positivos de covid-19 e os mortos pela pandemia se multiplicaram exponencialmente, colocando províncias como Matanzas à beira do colapso da saúde. Neste sábado a ilha registrou pelo terceiro dia consecutivo o maior número de novos casos e de mortos por covid-19: 6.923 infecções e 47 óbitos.

O presidente cubano advertiu que se “há pessoas com legítima insatisfação com a situação em que vivem e também revolucionários confusos”, ao mesmo tempo “há oportunistas, contra-revolucionários e mercenários pagos pelo governo dos Estados Unidos para organizar este tipo de manifestações”.

Foi então que afirmou que “não serão permitidas provocações” e pronunciou a famosa frase que era um mantra de Fidel Castro: “A rua é dos revolucionários”. “Aqui nenhum verme ou contra-revolucionário tomará ruas”, disse ele, e instou a parar “as campanhas da mídia” e que “o povo não se permita ser provocado”. Em outras palavras, os fiéis vão às ruas para lutar contra os protestos.

Logo surgiram na Internet notícias de manifestações simultâneas na cidade de Palma Soriano, em Santiago de Cuba, em Alquízar e em outros lugares, algo absolutamente inédito no país, e também houve uma chamada em frente ao Instituto Cubano de Rádio e Televisão (ICRT), no bairro do Vedado da capital, por alguns integrantes do 27-N, grupo de artistas que no final do ano passado se manifestou em frente ao Ministério da Cultura pedindo liberdade de expressão e o fim do assédio à oposição e criadores dissidentes. A manifestação do ICRT, da qual participaram dezenas de pessoas, produziu uma contramanifestação que culminou num ato de repúdio e detenção de todos os protestantes.

Na mesma hora, vários milhares de pessoas também se reuniram no Parque da Fraternidad, próximo ao Capitólio, em Havana Velha. Os participantes viram a convocatória do protesto nas redes sociais. Em pouco tempo, vários milhares de pessoas, manifestantes, curiosos e grupos de defensores da revolução se reuniram ali. Alguns gritaram “Liberdade” e “Pátria e vida” —a canção composta por um grupo de artistas cubanos radicados em Miami e na ilha que desafiou o Governo de Havana. Os outros gritavam “Viva a revolução” e “Pátria e Fidel”.

Mais de cem foram detidos pela polícia, todos do primeiro grupo, exigindo mais liberdade. Veículos policiais foram agredidos quando alguém estava sendo levado embora, um fotógrafo espanhol da Associated Press (AP) foi atacado por policiais em meio à confusão. Em Cárdenas, uma das cidades mais afetadas pelo atual surto de coronavírus, uma patrulha policial foi derrubada. No pano de fundo, o grande descontentamento popular com a crise que atravessa o país, com filas de horas para comprar artigos de primeira necessidade e um quadro muito agudo de escassez de medicamentos.

Depois de percorrer as ruas de San Antonio de los Baños, Díaz-Canel foi à televisão cubana e falou sobre o que estava acontecendo. Afirmou que o fio condutor de tudo, para além das graves dificuldades derivadas da ineficiência da economia cubana, foi o ressurgimento do embargo norte-americano. “Começaram a intensificar uma série de medidas restritivas, de aperto do bloqueio, de perseguição financeira ao setor energético com o objetivo de sufocar nossa economia, e que isso provocasse a tão almejada revolta social que semeasse a possibilidade, com toda a campanha ideológica que se tem feito, de poder apelar a uma intervenção humanitária que culmina em intervenções e ingerências militares “.

Diáz-Canel mencionou a situação extremamente difícil da província de Matanzas, com uma taxa de mais de 1.300 infectados por 100.000 habitantes nos últimos 15 dias, o que levou à tomada de medidas de emergência, como o envio de membros da brigada médica Henry Reeve, que Cuba geralmente envia em missões internacionais quando ocorrem desastres humanitários. Tal brigada nunca havia sido implantada dentro do país antes. “De forma muito covarde, sutil, oportunista e perversa, a partir das situações mais complicadas que já tivemos em províncias como Matanzas e Ciego de Ávila, aqueles que sempre aprovaram o bloqueio e que atuam como mercenários nas ruas do bloqueio ianque, começam a aparecer com doutrinas de ajuda humanitária e corredor humanitário”, assegurou.

Reflexo da preocupação oficial que as manifestações de domingo suscitaram, após o discurso de Díaz-Canel, a televisão cubana transmitiu um programa ao vivo emitido em todas as províncias do país, com declarações de apoio à revolução e garantindo que tudo o que aconteceu foi produto de uma subversão incentivada pelos Estados Unidos e amplificada pelas redes sociais. À noite, nas ruas mais movimentadas de Havana, uma grande operação policial foi implantada.

El País

 

Opinião dos leitores

  1. É o povo Cubano se libertando da escravidão do socialismo imposto ao país e seu povo a várias décadas, liberdade para Cuba, viva a democracia.

  2. É lamentável que 60 anos de lavagem cerebral façam as pessoas acreditarem em toda essa baboseira ridícula sobre Cuba: a pobreza de Cuba é culpa do embargo dos Estados Unidos (mentira. Cuba pode fazer negócios com qualquer outro país do mundo, exceto empresas norte-americanas – inclusive uma empresa brasileira construiu o Porto de Mariel, já esqueceram disso?); a saúde em Cuba é a melhor do mundo (mentira. Os médicos cubanos ganham 20 dólares por mês – que tipo de incentivo é esse? Em 1993 eles começaram a usar cartilagem de tubarão para a cura do câncer. Pura picaretagem. O ditador Hugo Chávez preferiu se tratar em Cuba, em vez de procurar a medicina brasileira, muito avançada nesta área. Todos sabem o resultado); em Cuba não existe fome (mentira. As pessoas não tem o essencial – papel higiênico, absorventes, sabonetes, inclusive alimentos); Cuba é muito “segura” (a população foi desarmada no início dos anos 1960, e não há o que roubar, porque a população é paupérrima); o governo dos Estados Unidos está financiando os protestos (ridículo. Como se 60 anos de repressão total e miséria não fossem incentivos suficientes para os protestos). A propósito, porque milhares de cubanos enfrentaram e enfrentam os tubarões do mar do Caribe para fugir para os Estados Unidos, e porque não se tem notícia de milhares de pessoas querendo imigrar para o paraíso socialista? É estranho…

  3. Bolsonaro resolve isso ligeiro demais. Basta um grito do capitão que a militância dos comuna fuge.

  4. Tem algo em Cuba que não tem em outros países, para comparar, como o Brasil, que dizem ser uma democracia. Não existe fome lá, muito embora, não seja um país agrícola e dependa de importação de quase tudo, já o Brasil tem uma das maiores área agricultáveis do mundo e temos 19 milhões passando fome e 120 milhões em risco alimentar; em Cuba não tem moradores de rua, aqui no Brasil, aumenta todos os dias os desabrigados; a educação em Cuba é totalmente gratuita e todos estudam em condições igualitárias e não tem analfabetos, já no Brasil quem tem dinheiro (a minoria) tem privilégios, enquanto a maioria depende de uma escola pública, intencionalmente, sucateada e grande quantidades d analfabetos; a saúde em Cuba é das melhores do mundo, totalmente gratuita e acessível a todos, com um dos menores índice de mortalidade do mundo, já no Brasil, é preciso pagar para ter um pouco de atendimento, embora tenhamos um dos melhores planos de saúde do mundo, o SUS, que criminosamente é atacado para enviar recursos para a saúde privada, a mortalidade no Brasil é de terceiro mundo e se morre de fome; Cuba não tem problemas de violência, assaltos, roubos, assassinatos e, consequentemente, de insegurança, aqui no Brasil mata-se 100 e deixa mais 100 encomendados para o outro dia, temos a milícia tomando conta do governo, assaltos a cada minuto, trambiques, estupros, violência contra mulheres, violência contra negros, lgbts, arrombamentos, assassinatos a cada segundo, sequestros. Sem falar que há cinquenta anos os EUA proíbe outros países de fornecerem alimentos, medicamentos, tecnologias e outras coisas para o povo cubano, numa criminosa perseguição para causar o caos no paìs. Outra coisa, o governo americano está bancando esse protesto. Cuba vai querer tornar-se um Brasil? O povo vai embarcar como o brasileiro embarcou na história de comunismo e estamos vendo bandidos tomando conta do país, a fome de volta, a miséria de volta, aumento dos moradores de rua, dos desempregados, dos subempregados, da violência, das mortes por irresponsabilidade de um governo fascista para termos meia dúzia de privilegiados bilionários? Cada povo tem o destino que merece. A nossa escolha foi essa miséria instalada no país, a do povo cubano…

    1. Cuba e Venezuela são países tão bons, o povo desfruta de um paraíso na terra, não sei porque fogem, deve ser pelo fato de ser sujo. Vc quer uma cangaia, burro leva, o povo deixou essa ideia idiota de ser esquerda faz tempo.

    2. Perdeu um certo tempo da sua vida, que nunca mais vai voltar, para escrever um monte de besteiras. Parabéns pela mediocridade.

  5. Xiola, nos primeiros anos de Fidel esse país prosperou, porém era apenas um pano de fundo e nos anos seguintes só chibata na população. Basta olhar os índices econômicos o quanto esse país foi enviado ao desastre. Torço para Cuba se livre dessa impinge desse governo e que a população Brasil não caia nessa loucura.

  6. Cuba era um pais próspero, paraíso turístico. Aí vieram os comunistas e iludiram o povo com promessas de vida no “paraiso”. O resultado foi a perda dos direitos do povo, o assassinato em massa de pseudos opositores, o atraso econômico e a escravidão, se não pertencer à minuscula cúpula dirigente. E há uma casta de sabichões, apoiados por uma legião de “idiotas úteis”, que defendem isso para o Brasil. Vejam também a destruição da Venezuela e o que está ocorrendo na Argentina. Também eram paises promissores.

    1. Cuba era um antro de prostituição e da máfia. Governador por um ditador sanguinário, Fulgêncio Batista.
      Basta ler, pesquisar. Não dói.

    2. Vc estudou historia com quem, “cumpanhero”, com Zé Dirceu? Cuba hoje é o quê, um paraiso desenvolvido e democrata, onde o povo goza de liberdade e progresso e tem seus direitos respeitados? Vc sabe o que os ditos “revolucionários” fizeram por lá, como agiam Fidel Castro, Che Guevara e sua turma? Por que vc acha que estão sempre tentando fugir de lá? Vc se acha mesmo em condições de aconselhar alguém a pesquisar ou estudar? Essa geração Paulo Freire é hilária.

  7. O comunismo ou o Socialismo como queiram chamar é a ideologia de satanás, não existe família, casal hétero, Religião cristã, liberdade é zero, se não fosse o capitalismo não existiria empregos no mundo inteiro, tanto que a china, coreia do Norte e outros países comunistas adotaram o capitalismo, comunismo só é bom para a pequena turma que domina, o resto é só miseráveis.

  8. Há os sabichões, aqueles pouquíssimos que fazem parte da cúpula dirigente, e há “idiotas úteis”, “buchas de canhão” que servem apenas de massa de manobra nas mãos dos “donos” do país. No Brasil, por exemplo, tem o bandido de 9 dedos, o “Daniel” e os dirigentes do PT (foram quase todos presos Por corrupção) e de seus “puxadinhos”, e tem a vagabundagem sustentada com mortadela e esmolas. Vc é quem, caro “cumpanhero”? Ganhou o que do PT, um “empreguinho” que perderá após as próximas eleições? Crie vergonha e vá “ralar” e adquirir sua independência. Não seja capacho de bandido.

  9. Há muitos anos tiraram Fulgêncio Batista e assumiu Fidel Castro. Fidel ou Fidumaégua era assassino de gays e de qualquer um que reclamava dos novos ditadores, pois não estava preocupado com o povo, tanto que mataram Camilo Cientifuegos, lider admirado e preocupado com o povo. Na ilha falta tudo, principalmente liberdade. Em Cuba, taxista ganha mais que um médico.

  10. Meu professor de história e meu candidato do PT sempre me fizeram pensar que Cuba era um paraíso, de saúde e educação exemplares. Que era uma democracia do povo e que não faltava nada. Agora fiquei confuso…

    1. O povo pode ter até alfabetização, mas não há empregos compatíveis com a qualficação. Saúde lá não tem nada de especial, nem produção acadêmica relevante eles têm. Vc vai encontrar em termos de saúde um atendimento que vc encontraria em qualuer lugar SE chegar com as malas cheias de moeda forte (dólar, euro, ienes…). Se não, se vc não for do partidão, vai ter que levar até a água que usa.

    2. Meu professora de história também falava que Cuba era um paraíso.

  11. Podemos não pensar apenas em governo de esquerda. Que tal fazer um estudo em países que são governados por militares (Cuba, Coreia, Venezuela, etc) que querem se perpetuar no poder? Bolsonaro está se preparando para tal golpe. Tão ruim como a esquerda é a direita golpista.

    1. No Brasil, os governos militares foram responsáveis pelo período de maior crescimento da economia do país. Vivíamos em segurança, a educação e a saúde prosperaram e as pessoas viviam em liberdade detinham seus direitos preservados. Mas houve “prejudicados”: corruptos, bandidos, terroristas, vagabundos, traficantes, esses não tiveram moleza.

    2. Vivi essa época DIREITA Honesta. Tínhamos todos os direitos preservados. Direito de ser preso torturado, desaparecido.
      Quando eles saíram, a saúde, educação e Previdência estavam acabados. A inflação é dívida externa, nas alturas.
      Mas, na caserna, não faltava nada.
      É só ler e pesquisar.

    3. Quase tudo que temos no Brasil foi criado nos governos militares. Não conheço ninguém que tenha sido torturado ou tenha desaparecido, talvez porque não tenha convivido com os grupos que citei acima. O que vejo hoje são muitos aproveitadores recebendo gordas pensões do Estado brasileiro e muitos ex-exilados (??????), que estão muito bem de vida, gozando de plena saúde e continuam conspirando contra a democracia brasileira. Se os militares tivessem feito tudo o que gente como vc diz, muitos canalhas não estariam trabalhando hoje contra o Brasil. Vc está bem? Foi perseguido por quem? O que fazia nessa época?

  12. Potiguar, Santa Cruz e Caligula. Vcs falam das ditaduras de “extrema”esquerda (e concordo com vcs), mas não esqueçam das ditaduras de “extrema direita” direita…e é aqui que se encaixa Jair Bolsonaro. Provas de que ele que instalar uma ditadura: AI-5, ameaçar processo eletivo, ser o único dono da verdade… Não adianta falar do rabo sujo do outro (PT no caso) sem olha pro próprio rabo imundo e fedorento que se tem. Extremismo é sempre extremismo, não importa se de direita ou esquerda, pro cima ou pra baixo. Já passou da hora de ter politico de estimação meu povo, até pra ser idiota, tem hora que chega num limite. Ou vcs acham que Bolsonaro é muito diferente de Donald Trump, Vladimir Putin, Viktor Orban oui Fidel Castro. Saiam da merda do grupo de whats da familia e vão lavar uma louça que vcs crescem mais intectualmente viu!

    1. Não sei que aspirante a ditador é esse que tá tentando desregulamentar a economia (isso é liberdade para as pessoas não dependerem de Estado, zé mané!) o mais que pode, tendo que enfrentar todo o tipo de resistência.

    2. O ‘fascismo’ imaginário ATRIBUÍDO a Bolsonaro X o chavismo aberto e DECLARADO de Lula. Tá aí para quem quiser ver.

  13. É aqui que o vagabundo do lula foi se tratar, na casa dos seus amiguinhos.
    Eu não sei o que diabos tem esses militontos pra defender essa gente.
    É imoral!!
    Querem esse modelo pro nosso povo, domínio total trocado por apenas um prato de comida.
    Bando de cabeças de pastel de vento.
    Imoral!!
    A vida é muito mais que um PF.
    Absurdo.

  14. Fico imaginando o que os esquerdistas brasileiros pensam a respeito dessa repressão aos direitos humanos nessa Ilha tão linda chamada de Cuba. Um lugar maravilhoso, um povo muito bom que infelizmente é governado por uma ditadura que os trata pior do que os animais que lá existem. PT nunca mais.

    1. Podemos não pensar apenas em governo de esquerda. Que tal fazer um estudo em países que são governados por militares que querem se perpetuar no poder? Bolsonaro está se preparando para tal golpe. Tão ruim como a esquerda é a direita golpista.

  15. O povo Brasileiro já entendeu que estes partidos de esquerda querem para o Brasil, são bastantes claros em suas posições só não ver quem não quer. São todos comunistas.

  16. É isso que os partidos de esquerda, querem implantar no Brasil.
    Que Deus nos livre dessa praga.

    1. Calma caligulinha.
      Realmente os 14 anos de pt a gente vivia matando cachorro pra comer, faltava tudo, Eu lembro de tudo isso.

    2. Meu amor, vc conhece Honduras ou Guatemala? eu conheço. Conheço Cuba também. E posso te afirmar, Cuba é um paraíso comparado com essas duas republiquetas famintas, que seus cidadãos só pensam em pular o muro e migrar para os EUA, igual a muitos cubanos. Vai lá bebê, p vc ver.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

MP de Bolsonaro garante pagamento de Auxílio Brasil de R$400 já nesta sexta-feira

O presidente Jair Bolsonaro assinou medida provisória, nesta terça-feira (7), que viabiliza o pagamento de R$400 do Auxílio Brasil já a partir desta sexta (10).

A informação havia sido antecipada pelo ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) durante entrevista, sábado (4), aos jornalistas Agostinho Teixeira e Cláudio Humberto, no programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes. Ele contou que havia conversado com o ministro João Roma (Cidadania), que o informou da decisão de editar a MP.

O texto publicado em edição extra do “Diário Oficial da União” estabelece “benefício extraordinário” para complementar o Auxílio Brasil até atingir o mínimo de R$ 400 prometido pelo governo.

Diário do Poder

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Número de leitos de UTI Covid cai 59% no Rio Grande do Norte

Foto: Alex Regis/TN
O número de leitos críticos para tratamento da covid-19 no Rio Grande do Norte foi reduzido pela metade em praticamente seis meses, de acordo com dados da plataforma Regula RN. O número de instalações chegou a 415 em junho deste ano, mas parte dessa estrutura foi revertida para leitos gerais, enquanto outra parte foi desativada. Atualmente, a rede pública conta com 170 leitos para tratar casos graves da doença. Em comparação a junho, a redução é de 59%.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN), cerca de 100 leitos passaram por reversão. A pasta informou, no entanto, não ter ciência de quantas instalações foram encerradas. A maioria das desativações aconteceu em contratos privados, feitos por meio de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), conforme explicou a Sesap, que alega um alto custo para manter as instalações, especialmente porque elas estavam ociosas.

Atualmente, além dos 170 leitos críticos, o Estado possui 146 instalações clínicas para tratamento da covid-19, totalizando 316 leitos. Segundo a Sesap, esse quantitativo deve ser mantido para 2022.

Tribuna do Norte

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Natal tem a quarta maior alta na cesta básica de alimentos no País

O preço médio da cesta básica aumentou 3,25% em Natal. A alta foi a quarta maior do País, segundo a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em 17 capitais brasileiras. Em 2021, a variação acumulada é de 13,58% e, em doze meses, de 14,41%. Os dados apontam elevação de preços em nove cidades no mês passado, com maiores altas em cidades do Norte e do Nordeste. Recife lidera o ranking, com um aumento de 8,13%, e uma cesta ao custo de R$ 524,73.

Na capital potiguar, os produtos com alta de preço médio em relação a outubro foram o tomate (40,92%), café (1,93%), óleo (1,48%), pão (1,22%), manteiga (0,67%) e açúcar (0,51%). Apresentam redução de preço médio em relação a outubro, a carne (-2,75%), banana (-1,69%), feijão (-0,99%), farinha (-0,55%), arroz (-0,39%) e o leite (-0,20%). Segundo o Dieese, a jornada necessária para comprar a cesta básica é equivalente a 104 horas e 13 minutos.

A pesquisa mostra ainda que, em Natal, o trabalhador está comprometendo 51,21% do salário mínimo líquido para comprar os doze produtos da cesta básica de alimentos. Com base na cesta mais cara que, em novembro, foi a de Florianópolis, o Dieese estima que o salário mínimo necessário deveria ser equivalente a R$ 5.969,17, o que corresponde a 5,42 vezes o piso nacional vigente, de R$ 1.100,00. O cálculo é feito levando em consideração uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças.

Tribuna do Norte

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Estudante de medicina do RN viajará de moto de Santa Cruz de la Sierra até Jardim do Seridó

O jovem Alex Marcel, estudante do curso de medicina em Santa Cruz de la Sierra na Bolívia, iniciou nesta terça-feira, dia 7, o que ele denominou de Expedição Seridó. Serão aproximadamente 4.200 km de distância com um tempo estimando entre 8 a 10 dias de viagem até a cidade de Jardim do Seridó no Rio Grande do Norte.

A bordo de uma moto Honda 160 cilindrada, o estudante realizará um sonho de cruzar o Brasil em duas rodas. Desde pequeno Alex Marcel gosta de aventura e nesta data, iniciou na manhã de hoje na Bolívia, a concretização deste sonho. Serão dias de aprendizado, emoção e muita adrenalina. Toda viagem será devidamente registrada e compartilhada na Internet.

Pelas redes sociais já é possível ver a saída do estudante de medicina do seu lar na Bolívia e uma parada para o almoço em Roboré, cidade que está localizada a 406,7 km do ponto de partida. A sua expectativa é celebrar esse feito no II Jardim Moto Fest que acontecerá entre os dias 17 e 18 de dezembro. Alex é filho do médico Dr. Anchieta. Um profissional com grandes serviços prestados na região Seridó.

Blog A Fonte

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

José Dias diz que mensagens do governo Fátima atingem com “violência o interesse do povo” e cobra atenção dos deputados

O deputado estadual José Dias (PSDB) usou o horário das lideranças para reforçar o pedido de atenção aos colegas parlamentares na apreciação das mensagens do Governo Estadual que estão chegando na Casa. Durante a sessão plenária desta terça-feira (7), que marcou o retorno do parlamentar aos trabalhos de modo presencial, José Dias agradeceu a acolhida. O deputado de 82 anos de idade estava participando das atividades legislativas de forma online desde 2020.

“Estou imitando Câmara Cascudo quando dizia que mesmo se a mentira fosse favorável, ele agradecia. Eu sei que amigo meu não mente, mas exagera. Mas quero dizer que apesar de achar que os votos de boas-vindas são exagerados, alimentam meu coração e minha alma. É uma grande alegria voltar para o convívio desta Casa e ter essa receptividade carinhosa e amiga”, disse agradecendo.

O retorno, anunciado pelo parlamentar após tomar a terceira dose da vacina de Covid-19, representa, segundo José Dias, a “preocupação e importância da votação do Orçamento do Estado”.

Sobre as mensagens do Governo do Estado enviadas à Assembleia do RN, José Dias voltou a criticar o número excessivo. “Ontem recebi uma relação de 47 mensagens do Executivo. Apesar de não ter tido tempo de me aprofundar em todas, adianto que há muita mensagem que atinge com muita violência o interesse geral do povo do RN. Por isso, faço um apelo a todos os nossos companheiros, principalmente aos que estão nas Comissões para terem o mais absoluto cuidado. E não nos deixarmos levar pela intenção de zerar a pauta”, disse.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

[FOTOS] Árvore cai e provoca estrago em estacionamento de condomínio em Natal; pelo menos três carros foram atingidos

Um galho de uma árvore apodrecida caiu em cima do estacionamento do condomínio Porto das Dunas, em Natal, e atingiu pelo menos três veículos que estavam no local.

Os moradores alegaram que tomaram um susto com a queda da planta e com o impacto nos carros. Apesar dos danos, ninguém ficou ferido.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro é escolhido ‘personalidade do ano’ da revista Time

O presidente Jair Bolsonaro venceu a votação popular da revista americana Time como a personalidade do ano de 2021. O brasileiro ficou com 24% do total dos nove milhões de votos destinados por usuários. O ex-presidente americano Donald Trump ficou em segundo lugar, com 9% dos votos. Os resultados foram divulgados ontem pela revista e precedem o principal anúncio das pessoas mais influentes, escolha dos editores, a ser divulgado no dia 13.

O resultado da votação dos dois primeiros colocados contrasta com os ranqueados nas posições seguintes e com o resultado da eleição popular de 2020.

O nome será definido no dia 13; por enquanto, apenas uma pessoa brasileira está na lista da Time: a empresária Luiza Helena Trajano, dona da Magalu.

Estadão Conteúdo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

TRF anula condenações de Henrique Alves e Eduardo Cunha da Operação Sépsis

O TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), no Distrito Federal, anulou nesta terça-feira (7) o processo que condenou o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ) à sua maior pena criminal, e enviou os autos à Justiça Eleitoral.

Além de Cunha, também havia sido condenado no mesmo processo o ex-ministro e ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (MDB-RN).

Saiba mais: Henrique Alves livre, leve e solto após anulação de condenação

Cunha havia sido condenado em 2018 a 24 anos e dez meses de prisão pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara em Brasília, que o havia considerado culpado pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e violação de sigilo funcional.

A acusação era de que houve desvios na Caixa Econômica Federal. A denúncia do Ministério Público Federal, baseada na Operação Sépsis, apontava um suposto esquema de pagamento de propinas milionárias ao grupo de Cunha, por parte de grupos empresariais, em troca da liberação de aportes do Fundo de Investimentos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), gerido pela Caixa.

Essas liberações, segundo a acusação, eram manipuladas por aliados de Cunha na Caixa, entre eles o ex-vice presidente do banco Fábio Cleto, primeiro a fechar acordo de delação premiada sobre o caso.

Por unanimidade, a terceira turma do TRF-1 acolheu pedido da defesa que afirmava que a Justiça Federal era incompetente para julgar o processo. Com isso, a ação foi anulada e os autos enviados à Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte. O relator é o juiz federal do TRF-1 Ney Bello.

Folhapress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Prescrição no caso tríplex antecipa embate entre Lula e Moro para 2022

O pedido de arquivamento do processo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do tríplex de Guarujá (SP), emitido nesta segunda-feira (6) pelo MPF (Ministério Público Federal) sob o argumento de prescrição, paradoxalmente serve a discursos rivais na corrida presidencial de 2022.

Além do próprio Lula —que ganha mais um elemento para a narrativa de perseguição pela Operação Lava Jato e de inocência após a anulação de suas condenações pelo STF (Supremo Tribunal Federal)—, o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) vê chance de reavivar a bandeira de combate à corrupção.

Moro disse, em evento em São Paulo na noite desta terça-feira (7) para lançar seu livro “Contra o Sistema da Corrupção”, que a decisão do MPF o entristece e voltou a chamar de “erro judiciário” as anulações no STF.

As reações iniciais à decisão reforçaram nesta terça o antagonismo entre os dois, no momento em que o candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), eleva o tom contra o ex-aliado Moro, em esforço para estancar a perda de eleitorado à direita para seu ex-ministro da Justiça.

No front petista, o tom de comemoração dominou falas e postagens em redes sociais de parlamentares e apoiadores do ex-presidente. Lula se limitou a reproduzir a manifestação de sua defesa, na linha de que o processo foi “inventado pela Lava Jato” e comprova a parcialidade do ex-magistrado.

Folhapress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CCJ da Câmara aprova anistia para candidaturas ‘laranjas’ de mulheres

Foto: Billy Boss/Câmara dos Deputados

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que anistia partidos que tenham descumprido o mínimo de verba eleitoral para mulheres.

Desde 2018, diversos partidos respondem a processos por candidaturas “laranjas” de mulheres, cuja verba foi desviada para eleger homens. A PEC 18, apreciada pela CCJ, diz que “não serão aplicadas sanções de qualquer natureza” a essas siglas.

A PEC estabelece ainda que não serão punidos partidos que não cumpriram a quantidade mínima de candidatas mulheres ou que não fizeram repasses proporcionais ao percentual de candidaturas de negros.

Em 2018, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que no mínimo 30% da verba eleitoral deve ser utilizada para financiar campanhas de mulheres, o que também é o número mínimo de candidaturas femininas. Se houver mais candidatas, a verba deve ser maior, proporcionalmente.

No projeto aprovado no Senado, é fixado o mínimo de 30%, sem a regra de que o valor deva aumentar conforme o número de mulheres. Também é determinado que 5% do fundo partidário seja usado em “criação e manutenção de programas de promoção e difusão da participação política das mulheres”.

Essa última previsão é flexível, já que a proposta determina que essa verba possa ser usada em eleições futuras em candidaturas de mulheres e acumulada “em diferentes exercícios financeiros”, sem determinar punição para o descumprimento da regra.

Na prática, a PEC altera o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o assunto, flexibilizando a regra para anos futuros e acabando com a punição para irregularidades nas eleições anteriores.

“Não serão aplicadas sanções de qualquer natureza, inclusive de devolução de valores, multa ou suspensão do fundo partidário, aos partidos que não preencheram a cota mínima de gênero ou de raça ou que não destinaram os valores mínimos correspondentes a essas finalidades em eleições ocorridas antes da promulgação desta Emenda Constitucional”, diz o texto.

O projeto, de autoria original do senador Carlos Fávaro (PSD-MT), ainda precisa ser analisado no plenário da Câmara dos Deputados para ser aprovado em definitivo.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *