FOTOS: Presa, professora que fez sexo com aluno diz que escola também é culpada: “Eles sabiam”

20160727113848dpjJX0TJP9 2016072711385480BdAXbsbRPresa, na última sexta-feira (22), por manter relações sexuais com um aluno de 17 anos, a professora Mary Beth Haglin, de 24 anos, disse que parte da culpa é da direção da escola, que preferiu manter o caso em sigilo para não manchar a imagem da instituição.

“Eles provavelmente sabiam desde fevereiro, quando me questionaram pela primeira vez”, disse ela, segundo o Mirror. “Todas essas pessoas sabiam o que estava acontecendo, mas fingiram não ver porque queriam proteger a escola e não queriam colocar isso no centro das atenções”, acrescentou.

Segundo o jornal “The Gazette”, a professora e o aluno começaram a ter relações sexuais em outubro de 2015. Embora a direção da Washington High School, em Cedar Rapids, no estado de Iowa (EUA), tenha ficado ciente do envolvimento, em fevereiro deste ano, e chegado a substituir a professora, a polícia não foi acionada para investigar o caso. Assim, Mary só foi presa após denúncias feitas por uma pessoa sem ligação com a instituição.

Às autoridades, a norte-americana ainda disse que também culpa relacionamentos anteriores e o ambiente escolar pelo envolvimento com o estudante. Embora alegue tantas justificativas, ela diz que não pretende fugir das acusações: “Eu não vou fugir disso. Eu estou enfrentando a cabeça erguida”.

Mary será julgada por exploração sexual de um menor. Caso seja condenada, ela pode pegar até dois anos de prisão e ter o nome incluído na lista de agressores sexuais por até dez anos.

UOL, via RedeTV