Governo Bolsonaro já expulsou 119 servidores do funcionalismo público por corrupção

Foto: O Dia

Cento e dezenove servidores foram expulsos do funcionalismo público nos últimos sete meses pela prática de atos relacionados à corrupção.

Além desses, de acordo com a Controladoria-Geral da União, outros 111 agentes públicos foram punidos por abandono, negligência, inassiduidade, acumulação de cargos e participação em gerência ou administração de sociedade privada.

As sanções incluem cassações de aposentadorias e destituições de ocupantes de cargos em comissão. Desde 2003, mais de sete mil pessoas foram expulsas do serviço público.

Entre os demitidos, estão dois servidores envolvidos nas investigações da Operação Carne Fraca, deflagrada pela PF em 2017: Daniel Gonçalves Filho, ex-superintendente federal de Agricultura do Paraná e Maria do Rocio Nascimento, ex-chefe do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal.

As investigações revelaram diversos recebimentos de vantagens indevidas provenientes de frigoríficos sujeitos à fiscalização pelo Ministério da Agricultura no Paraná. Os servidores demitidos estão proibidos de voltar a exercer qualquer cargo público federal.

Coluna Esplanada

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Altieres Junior disse:

    Ainda tem muito pra descobrir, foram muitos anos de um governo corrupto que só destruiu nosso país. Brasil só vai começar a levantar depois de muitos anos, mas isso se continuarem a combater esse câncer que está sendo tratado.

  2. Neto disse:

    Falta expulsar o Moro.

  3. Patricia disse:

    Expulsou algum político próximo? Ou mandou arquivar as denúncias?

  4. Irany Gomes disse:

    Pode ir atrás que são todos Petralhas, são um praga que vai ser difícil de exterminar do serviço público!💩💩👹👹

  5. Bento disse:

    Tem mais gente é só aguaardar.

COMENTE AQUI