Internautas tentam filiar presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao PT após divulgação de dados

Internautas preencheram ficha de filiação de Bolsonaro ao PTInternautas preencheram ficha de filiação de Bolsonaro ao PT | Reprodução/Twitter

Após o presidente Jair Bolsonaro ter sido alvo do grupo Anonymous na noite de segunda-feira, internautas divulgaram nas redes sociais uma ficha virtual de filiação de Bolsonaro, atualmente sem partido, ao Partido dos Trabalhadores (PT), usando dados pessoais do presidente que foram divulgados. Na manhã desta terça, o perfil do PT no Twitter se manifestou sobre a tentativa de filiação de Bolsonaro: “Indeferido”, disse a legenda.

Os dados divulgados de Bolsonaro, como CPF, número de telefone e título de eleitor, na verdade já eram públicos – eles ficam disponíveis em sistemas da Justiça Eleitoral toda vez que qualquer pessoa lança candidatura em eleições. Antes de se eleger presidente, Bolsonaro foi deputado federal por sete mandatos.

O preenchimento da ficha de filiação do PT, partido de oposição ao governo Bolsonaro, é feito pela internet. O PT informa em seu site que “qualquer homem ou mulher que se disponha a lutar por uma sociedade democrática, plural e solidária pode se filiar ao PT”, desde que cumpra requisitos legais como ter mais de 16 anos e não estar filiado a nenhum outro partido político.

Bolsonaro está sem partido desde o fim de 2019, quando deixou o PSL para fundar o Aliança pelo Brasil, legenda que ainda não conseguiu sua homologação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para que a filiação seja validada, no entanto, é necessária a aprovação do próprio partido, que cadastra a ficha do novo filiado no TSE. Em suas redes sociais, o PT já informou que não fará isso com a suposta filiação de Bolsonaro, preenchida na verdade por internautas.

Em seu sistema de filiação, o PT também informa que, antes de concluir o processo, o partido apresenta “a história e o programa do nosso partido, além dos direitos e deveres dos filiados e filiadas”. “Sua filiação só será concluída depois que você considerar que não há mais nenhuma dúvida”, diz o site.

Também circulam nas redes sociais prints de tentativa de filiação de Bolsonaro ao Partido da Causa Operária (PCO).

Sonar – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Usar os dados, seja de quem for, sem consentimento ou autorização é um crime gravíssimo, ainda mais se a vítima for presidente da república.
    Nada justifica.
    Lamentável.

  2. Pedro disse:

    Isso amigo Ricardo, o outro concorrente a esse pódio, graças a deus, foi eliminado da história (nove dedos).

  3. Az disse:

    É parece que não é só ele.

  4. Ricardo disse:

    O coronavírus era para ficar na história como o mal do século. Mas o Bolsonaro é muito competitivo.

    • Dinho disse:

      O que tem a matéria com essa crítica odiosa? Perdeu alguma teta, ou é daqueles esquerdistas…

COMENTE AQUI