Justiça manda prender Adriana Ancelmo 19 dias após o marido Cabral

adriana-ancelmoAdriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral – Ricardo Moraes / Reuters

Acusada de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa pela força-tarefa da Lava-Jato no Rio, a ex-primeira-dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo é alvo nesta terça-feira de um mandado de prisão expedido pela Justiça Federal.

A prisão de Adriana acontece 19 dias após a do marido Sérgio Cabral, apontado como líder do grupo que desviou ao menos R$ 224 milhões em obras com diversas empreiteiras como a reforma do Maracanã e o Arco Metropoliltano, em troca de aditivos em contratos públicos e incentivos fiscais.

A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo é investigada pela Operação Lava-Jato por suspeita de usar seu escritório de advocacia para receber propina.

Somente sete dos dez maiores contratos do escritório de Adriana Ancelmo somam 27 milhões de reais.

O esquema com empreiteiras bancou uma vida de luxo para Cabral, Adriana e outros envolvidos.

O dinheiro de propina pagou viagens internacionais, idas a restaurantes sofisticados, uso de lanchas e helicópteros e compras de joias.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Val Lima disse:

    E agora madame??!!

  2. vera disse:

    Agradeço a Deus por ser pobre, viver honestamente do meu trabalho, e botar a cabeça à noite no travesseiro e dormir o meu sono tranquilo. será que eles conseguem?

  3. ALEX disse:

    UM DIA A CASA CAI….
    QUERO VER COMPRAR JOIAS LÁ DENTRO

COMENTE AQUI