E OS DELATORES? “Lava Jato tem coisas que foram verdade, tem pessoa que confessou. Se o cara confessou que roubou, o cara é ladrão”, diz Lula

FOTO: RICARDO STUCKERT/DIVULGAÇÃO

De dentro de sua cela solitária na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde está preso há mais de 500 dias, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acompanha a mudança de ares no Supremo Tribunal Federal (STF) quanto aos resultados da Operação Lava Jato.

Na terça-feira, véspera da entrevista concedida por Lula a BBC News Brasil e BBC News, a Segunda Turma da Corte anulou, por três votos a um, a condenação do ex-presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine, por entender que o então juiz Sergio Moro (hoje Ministro da Justiça) não lhe garantiu o amplo direito à defesa ao dar a ele e a delatores o mesmo prazo para alegações finais no processo.

O caso pode servir de precedente para anular a condenação no caso do sítio de Atibaia em primeira instância, retrocedendo em algumas etapas o processo que já está em análise do Tribunal Regional da 4ª Região. O presidente aguarda ainda julgamentos de recursos que podem cancelar todos os seus processos originados na Justiça de Curitiba, caso o STF considere que Moro e/ou os procuradores da força-tarefa da Lava Jato agiram de forma parcial.

Apesar do cenário mais favorável, o petista não bradou vitória antecipada, ao ser questionado pela BBC News Brasil se estava mais esperançoso sobre o julgamento dos seus recursos no Supremo. Ele cobrou “seriedade” da Corte para analisar cada processo, e avaliar quem é culpado ou inocente com base nas provas.

Questionado se achava que toda a Lava Jato deveria ser anulada, respondeu: “Não, eu acho que a operação Lava Jato tem coisas que foram verdade, tem pessoa que confessou. Se o cara confessou que roubou, o cara é ladrão”.

A entrevista, solicitada à Justiça em maio, foi autorizada no início de agosto. O presidente falou por uma hora ao repórter britânico da BBC News Will Grant, em entrevista para o público internacional, e por uma hora à repórter da BBC News Brasil Mariana Schreiber com foco na audiência brasileira.

Lula, que passa 22 horas por dia sem conversar com ninguém, fica visivelmente feliz ao conceder entrevista e se ressente quando o tempo estipulado pela PF se esgota.

“Pede uma concessão para ele de um minuto, p*”, brinca com o chefe de escolta e custódia da superintendência da PF, Jorge Chastalo, que acompanha a entrevista a curta distância do condenado. É ele que frequentemente mede o índice de glicemia no sangue de Lula, que é pré-diabético.

Confira aqui entrevista completa à BBC News Brasil, em que Lula responde a críticas a ele e ao PT sobre Belo Monte, fake news, alta do desemprego, Venezuela, entre outras.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Hulkenberg disse:

    AÍ É QUE EU QUERIA SABER.
    E SE O CARA CONFESSOU QUE PAGOU PROPINA PRA VC LULA, VC É O QUÊ???
    LADRÃO??
    Rsrsrs

  2. Ivan disse:

    Em Alcaçuz e na carceiragem da PF em Curutiba, todos dizem que são inocentes…kkkkk

  3. Qual a razão disse:

    É impressionante saber que depois de 500 dias preso, a mídia brasileira ainda dá total visibilidade a um condenado que responde a 10 processos por diversos tipos de crimes.
    Qual a razão de não dar a mesma visibilidade a Fernandinho Beira Mar?
    Qual a razão de não divulgar semanalmente as opiniões dos chefes do PCC sobre nossa segurança pública?
    Porquê a imprensa não divulga o que pensam os chefões do crime organizado sobre nossa polícia?
    Onde estão os direitos iguais tão pregado e cobrado pela esquerda?
    Qual a razão da imprensa não dá voz ao que Eduardo Cunha tem a revelar ou suas opiniões?
    Por outro lado testemunhamos que Sérgio Cabral foi preso bem depois do ex presidente e já tem 11 condenações, enquanto o ex presidente tem apenas 02 e os demais processos se arrastam leeeennnntamente.
    Ficamos sabendo pela imprensa que existem incontáveis pedidos de HC no STF aguardando julgamento, mas os feitos em nome do ex presidente, são julgados em 24 horas. O que dizer desse tratamento privilegiado da justiça a um condenado específico?
    São apenas questionamentos, não estou julgando nada, nem ninguém, mas estamos vendo que a igualdade na justiça só funciona para beneficiar um lado específico, que não é o povo e a imprensa dá tratamento extraordinariamente diferenciado aos condenados.

    • Rômulo© disse:

      A imprensa entrevista quem ela acha interessante entrevistar. Não cabe a você, nem a ninguém reclamar da liberdade de imprensa. E a resposta a suas perguntas está no seu próprio texto. Porque Lula tem o assédio da imprensa para ser entrevistado? Por que foi presidente deste país por dois mandatos consecutivos e saiu com mais de 80% de aprovação, goste você ou não. Coisa que o BolsoNero nem nascendo de novo vai conseguir!

    • Zanoni disse:

      Rômulo fake news, deixa de falar bobagem. Papai está preso e acabado.

    • Remo disse:

      Calma Rômulo, você não precisa destilar todo esse ódio, as colocações são muito pertinentes. Não teve acusação, nem futurologia, apenas colocações baseadas na realidade.
      Seu líder, hoje condenado, saiu do governo com “80%” de aprovação segundo os institutos Datafolha e Ibope que foram financiados pelo governo do PT com milhões. Zero de isenção, nada de credibilidade. Por sinal os mesmos institutos que previam a vitória de Haddad na última campanha eleitoral.
      Seu líder tem visibilidade por ter distribuído recurso público para pagar aos jornalistas e manter a 'articulação" a seu favor, recurso esse que hoje não é mais graciosamente distribuído. Foi só Dilma sair do governo e o teto de vidro de seu líder quebrou.
      Hoje ele é réu em 10 processos criminais por corrupção, goste você ou não!
      Hoje seu líder tem 02 condenações e caminha para terceira devido as provas existentes, goste você ou não!
      Hoje os ex ministros escolhidos por seu líder são investigados e todos os ex ministros da casa civil foram condenados, goste você ou não! Não são ilações ao vento, são fatos!

  4. joaozinho disse:

    kkkk. Entao podem soltar todos os ladroes do Brasil.. pq mesmo pegos no flagra, eles costumam negar e dizer que sao inocentes.

  5. Dilma disse:

    De bandido CANALHA, agora passou pra ministro do STF. Só num país desmoralizado se escuta um escória dessa espécie. Também um STF que tem gilmar mendes, tofoli, Levandovisk, marco aurélio, qualquer trombadinha tem as mesmas sentença no repertório.

COMENTE AQUI