Cármen Lúcia mandou decisão judicial de soltar Lula ser descumprida, dizem procuradores da Lava Jato em diálogos

Foto: Carlos Alves Moura/SCO/STF

Diálogos enviados pela defesa do ex-presidente Lula ao STF (Supremo Tribunal Federal) nesta quinta (4) mostram os procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato discutindo como evitar que o petista saísse da prisão por meio de habeas corpus concedido pela Justiça em 2018.

No dia 8 de julho daquele ano, um domingo, o desembargador Rogério Favreto, do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), atendeu a um pedido de advogados e determinou que Lula fosse solto.

Ele argumentou que o petista, embora condenado a mais de 12 anos de prisão, não tinha os direitos políticos cassados e por isso poderia fazer campanha eleitoral. Estaria ainda sendo submetido a constrangimento ilegal porque sua sentença ainda não tinha transitado em julgado. Favreto estava no plantão naquele dia.

A notícia foi recebida como uma bomba nos meios jurídicos e deu início a uma movimentação intensa dos procuradores e de magistrados para que a liberdade de Lula fosse evitada. Os diálogos revelam os bastidores das iniciativas tomadas por eles.

O desafio, naquele momento, era ganhar tempo até que a ordem de Favreto fosse revertida.

Por isso, a Polícia Federal foi orientada a descumprir a determinação do magistrado, mostram as conversas. E, de fato, a PF não soltou o ex-presidente.

O primeiro a se manifestar contra a soltura foi o então juiz Sergio Moro, que, embora de férias, deu um despacho afirmando que Favreto era autoridade “absolutamente incompetente” para se sobrepor à ordem de prisão, proferida pela 8ª Turma do TRF-4.

O desembargador Favreto derrubou o despacho de Moro e deu uma hora para que sua decisão fosse cumprida pela PF.

O desembargador João Pedro Gebran Neto, que relatava o processo de Lula no TRF-4, teria entrado no circuito para orientar a PF a manter Lula na prisão.

Nos diálogos, analisados pelo perito Cláudio Wagner e enviados ao STF pelo escritório Teixeira Zanin Martins Advogados, o procurador Deltan Dallagnol escreve aos colegas: “Orientação do Gebran è que a PF solte se não vier decisão do presidente do TRF” [a grafia foi mantida na forma original].

Dallagnol afirma ainda que ele mesmo tinha entrado em contato com os policiais: “Pedi pra PF segurar, mas predicávamos deneto dessa 1h ter sinal positivo. Pq eu dizer e nada não muda muito qdo tem ordem judicial”.

O procurador ainda afirma que “Moro tb não tem mais o que fazer​ “.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Luladrão seu lugar é na prisão

  2. Roberto disse:

    Esses jornalistas do PT querem livrar Lula é? é tão simples, mostrem pro Brasil e para o mundo que ele não roubou.

  3. Natalense disse:

    O STF e seus ministros foram usados covardemente pelos procuradores de Curitiba e o ex-juiz Sérgio Moro.

  4. Paulo disse:

    Quem deveria ter sido preso era esse desembargador. Que bom ficou desmoralizado.

  5. Santos disse:

    Frases que se correlacionam:

    "Acordo nacionalc om o supremo, com tudo." – Romero Jucá(mai 2015)
    "O supremo está acovardado"
    Lula da Silva(mar 2016)
    "Vai estar nos livros de história como 1 juiz que se corrompeu, como 1 juiz ladrão. É isso que vai estar nos livros de história”
    Glauber Braga(jul 2019)

  6. ZéGado disse:

    O Presidente Lula é maior que tudo isso.

Para 57%, condenações de Lula na Lava-Jato foram justas

Foto: Nelson Almeida/AFP

Estudo realizado pelo Paraná Pesquisas aponta que mais da metade da população brasileira acredita que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi justa. Essa é a opinião de 57% das pessoas ouvidas pelo instituto.

Ainda segundo a pesquisa, para 37,6% dos entrevistados a condenação do petista foi injusta.

Outros 5,4% não souberam ou preferiram não opinar.

Daqueles que acreditam que a condenação do ex-presidente foi justa, a maioria são homens representados por 59,5% das respostas. Seguidos por pessoas de 35 a 44 anos (59,5%); os que têm ensino superior (63%) e moradores do Sul do Brasil (63,8%).

Já no caso da condenação injusta, a maioria são mulheres representadas por 38,2% das respostas. Seguidas por pessoas de 60 anos ou mais (41,8%); os que estudaram até o ensino fundamental (43,3%) e moradores do Nordeste do país (47,9%).

Condenação

Lula foi condenado em duas ações penais decorrentes da operação Lava Jato.

Em 2017, foi condenado pelo então juiz federal Sergio Moro por conta do processo que investigou o tríplex no Guarujá (SP).

Em 2019, foi novamente condenado na 1ª Instância da Justiça Federal pelo caso do sítio de Atibaia.

Pesquisa

Para a realização da pesquisa foi utilizada uma amostra de 2.264 habitantes, sendo esta estratificada segundo sexo, faixa etária, escolaridade, nível econômico e posição geográfica.

O trabalho de levantamento dos dados foi feito por meio de entrevistas pessoais telefônicas com habitantes com 16 anos ou mais em 26 Estados e Distrito Federal e em 200 municípios brasileiros, de 16 a 19 de fevereiro de 2021.

A margem de erro é estimada em 2 pontos percentuais e o grau de confiança do estudo é de 95%.

Estado de Minas

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Celia disse:

    MEU PRESIDENTE
    LULA EU TE ❤

  2. Azevedo disse:

    Bandido tem que ser condenado mesmo, era para morrer trancafiado numa cela de presídio federal, pois estruturou a maior quadrilha de ladrões que opera até hoje no País.

  3. BRASIL! disse:

    Justíssima! Era pra tá preso e outros.

  4. olimpio disse:

    Ainda tem quem defende ladrão corrupto, o certo era pra tá preso cumprindo a pena dele.

  5. VA GA BUN DO disse:

    No mundo tem imbecil e doido para tudo, inclusive ter coragem para defender ladrão, se revoltar com um é normal, com um, depois três e o mundo todo é burrice ou esperança de viver da roubalheira.

  6. Lucianobrito disse:

    Em breve voltará a prisão.

  7. Mendes disse:

    Onde esta os 57% kkkk so o blog do bbbbbbbbbbbbbbbbbg

  8. AVELINO disse:

    SÓ NUM PAÍS COMO O NOSSO, UM CABRA DESSE APARECE NOS BLOGS, E NA IMPRENSA, RECLAMANDO O FALANDO ALGUNS PREETENÇÕES DE INTERESSE PROPRIO. FOI OU NÃO FOI CONDENADO PELA JUSTIÇA, FEZ OU NÃO FEZ, O QUE FOI APURADO, E AINDA TEM NEGO AI SEGUIDO A FIGURA .

  9. João Soares disse:

    A justiça cometeu um erro grave, porém esperado, compactua com ladrão e os solta ex: solto LULADRAO.

  10. Marquito disse:

    Se falando de Paraná não dar para confiar …..é claro que iria dar isso.

  11. Antonio Turci disse:

    JUSTÍSSIMA.

  12. ZéGado disse:

    Para mim, 100% das condenações são injustas.
    Mas Deus não dorme e o bom, é que o dia de amanhã chega para todos.

  13. Lula disse:

    O único erro nesse caso.
    Foi soltar.
    Era pra está preso.

  14. Motta disse:

    Acho que essa pesquisa foi feita dentro dos diretórios do PT.
    Onde que apenas 57% dos brasileiros acham que as condenações do ex presidente foram justas?
    Subtraíram aí, por baixo uns 23% que acham justas as condenações. Mas a esquerdalha pode acreditar na pesquisa, o sofrimento é menor.

  15. Pires disse:

    Se 80% desses que aprovam a condenação votam em Moro, tchau Papai. Rsrsrs

VÍDEO: “Quero ser deputado”, diz hacker que vazou conversas da Lava Jato

Walter Delgatti Netto ganhou notoriedade ao ser preso em julho de 2019 por ter invadido o Telegram da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba e vazado mensagens trocadas entre procuradores e o então juiz Sergio Moro.

Em entrevista exclusiva a VEJA, ele fala como é a sua vida com tornozeleira e sem internet e a pretensão de entrar para a política.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raphinha disse:

    Quanta burrice

  2. Jose disse:

    Manda esse bandido se filiar no PT!

  3. Jr disse:

    Já tá fazendo o estágio na cadeia posso praximo e a candidatura.

  4. João Juca Jr disse:

    Faz muito bem. Vai se sentir em casa rodeado de ladrões, corruptos, pilantras, vagabundos, canalhas, etc. Esse nojento tem sorte de não estar num país sério.

  5. AVELINO disse:

    HACKER, SERVE É BOM PARA SER DEPUTADO, SE APARECER PROBLEMAS NA INFORMATICA ELE TIRA DE LETRA. E MELHOR AINDA SE JÁ PUXOU CADEIA.

  6. João Soares disse:

    Roubou aqui no país, tem vez. Veja o caso de luladrao, o maior ladrão do mundo e foi presidente, pior, quer voltar novamente .

  7. Manoel F disse:

    Kkkkkkkkkk. Ele vai se sentir em casa assim, no meio dos parças! E periga ter mais esse bandido eleito na Câmara de deputados viu!

  8. Nando do oeste disse:

    Se tivesse invadido as entranhas dos governos petralhas, o mundo sentiria um odor insuportável de podridão, no entanto optou em invadir o lado positivo do Brasil, desde a República. Mesmo assim o que encontrou foi indivíduos probos, preocupados em defender o patrimônio financeiro do país, e enquadrar os criminosos aos rigores das leis, na verdade as leis pra combater a corrupção são cheias de brechas pra deixar escapar os corruptos, isso decorre dos legisladores do congresso serem na sua grande maioria, criminosos corruptos, logo legisla em causa própria, ou seja Sempre deixando uma brecha pra se safar; Entretanto a lava jato trabalhou com afinco e de precisão cirúrgica na movimentação processual, e assim não deixou que essa quadrilha escapasse da punibilidade da lei. Parabéns a lava jato, desbaratou o maior crime de corrupção que a humanidade tem notícias no mundo.

  9. Silva disse:

    PT , PSDB, PDT e PSOL, ele deve se encaixar em um desses partidos. Ou pode ir para o PSOLkids (MBL), fazer trio com Kim e Mamãe falei.

    Que decadência

  10. Eduardo disse:

    Com certeza consegue uma vaguinha no PT, pelos serviços prestados.

  11. ZéGado disse:

    Qual o estado que ele vai se lançar?
    Tenho que transferir meu título.
    #WalterDelgattiNetto2022

    • Rick disse:

      Esse sempre está do lado da escória desse país, luladrão e delgatt são sempre seu sonho de consumo e inspiração, por isso tem tanta credibilidade. Rsrsrs

Barroso afirma que ‘eventuais excessos’ da Lava-Jato não podem desviar o foco de ‘corrupção sistêmica’ no Brasil

Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso afirmou que “eventuais excessos” da Operação Lava-Jato, revelados nos supostos diálogos entre procuradores obtidos após um ataque hacker, não podem desviar o foco do combate a uma “corrupção sistêmica” que existe no Brasil.

Em uma entrevista ao historiador Marco Antonio Villa, exibida no último sábado, Barroso citou existir em curso uma “operação abafa” por meio da aliança de todos os setores para enterrar as ações de combate à corrupção.

— Não é esse o ponto, alguém ter dito uma frase inconveniente ou não. É que estão usando esse fundamento pra tentar destruir tudo que foi feito, como se não tivesse havido corrupção. O problema do Brasil foi a Lava-Jato e os seus eventuais excessos, não foi a corrupção — ironizou o ministro.

Barroso citou que um ex-gerente da Petrobras devolveu mais de R$ 100 milhões de propina desviada dos cofres da estatal e lembrou a apreensão de R$ 51 milhões em dinheiro vivo em um apartamento ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), dentre outros casos apurados na Lava-Jato. Citou também a existência de agentes públicos desviando recursos da saúde que deveriam ser usados no combate à pandemia.

—Então é claro que se tiver um excesso, ele deve ser objeto de atenção. Mas é preciso não perder o foco. O problema não é ter tido exagero aqui ou ali. O problema é esta corrupção estrutural, sistêmica, institucionalizada, que não começou com uma pessoa ou um partido, vem de um processo acumulativo que um dia transbordou. E o que a gente assiste hoje é a tentativa de sequestrar a narrativa como se isso não tivesse acontecido — afirmou o ministro.

— E um dos problemas é que no andar de cima no Brasil quase todo mundo tem um parente, um amigo, um parceiro que esteve envolvido com alguma coisa errada. E aí se forma um arco de alianças. O Brasil está polarizado de norte a sul, só há um consenso: varrer a corrupção pra baixo do tapete — concluiu.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos disse:

    Boca de veludo, Carmen Miranda, eita turminha de boiolas

  2. Clecio disse:

    Certíssimo!

    O fato da lava-jato ter sido um circo partidário montado com auxílio estrangeiro tendo como único foco a corrupção de um único partido não deve ser tirado de foco que ainda é preciso um combate expressivo à corrupção no Brasil.

    O que foi feito na Lava-Jato deveria ter sido feito em todos os outros partidos do Brasil. Mas resolveram que o pau que bate em chico fosse jogado no fogo…

    Lembrando que Bolsonaro era do PP, o partido com mais condenados pela Lava-Jato.

    • Manoel F disse:

      Você está errado! A lava jato teve a competência sobre crimes relacionados à Petrobras e outros desvios ocorridos no governo do PT e por tabela outros partidos que apoiavam esse governo e eram beneficiados nesse esquema. A lava jato não tinha nem tem competência sobre todos os demais escândalos de corrupção que envolvem outros partidos no Brasil. A corrupção existia antes do PT, durante o PT como Tb existe agora, eh óbvio. Mas se o PSDB, por exemplo, era oposição aos governos do PT, ele não teria como ter sido beneficiado nesse esquema, logo, a lava jato não o investigava. Sem contar a questão do foro privilegiado. Muitos envolvidos no esquema tinham foro privilegiado e a instância jurieciiianada lava jato mandava pro foro competente. Muitos desses processos estão "dormindo" no STF, por exemplo .

  3. Jlima disse:

    Infelizmente ministro o STF faz parte desse arco de aliança que eu prefiro chamar de quadrilha dos três poderes para salvar todos os delinquentes com dinheiro ou poder.

  4. Marquito disse:

    Isso Barroso, o que não pode é querer jogar a culpa toda pra Lula muitos que vc citou aí como gerdel foram 51 milhões e o Lula foi preso por uma relação de corrupção com mais de 40 anos de prisão, aí falar falar que o triplex é de Lula que sua pena cai rã 3 anos e em casa é com direito de gastar o dinheiro que roubou ….du sou a favor se mostrarem uma prova como Lula fazia parte que mostre o dinheiro encontrado na casa dele , não encotraral em todos os outros, agora querer jogar a culpa só em um cara e um partido, não me engana de jeito nenhum……tem gente muito mais sujo que Lula e está aí rindo atoa e curtindo com milhões de corrupção….o filho de temer de q0 anos tem um patrimônio maior que o de Lula será que esse menino é um prodígio.

  5. Cláudio disse:

    Verdade ministro,falta agora pegar a turma do bozo

“Quero entender como permitimos isso acontecer”, diz Gilmar Mendes, sobre ação que julga ‘parcialidade’ de Moro na Lava Jato

Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse nessa terça-feira (9), que a ação sobre a parcialidade do ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro pode ser julgada na semana depois do carnaval. A declaração foi dada em entrevista ao portal Jota.

“Estou com a expectativa de julgar isso ainda neste semestre e espero que se realize. Tenho a expectativa que deveríamos julgar esse caso em uma sessão presencial. No plenário por videoconferência há interferências e o debate é difícil. Só que agora estamos vendo que a volta para o plenário está sendo alongado. Estou pensando em julgar isso depois do carnaval”, afirmou.

Segundo Gilmar, são muitos graves as acusações. “Isso tudo indica uma fase do Brasil. A esta altura, quero entender como permitimos isso acontecer. Quanto mais a gente aprofunda, há dois dias parei de ler as coisas e me senti perturbado. São informações desorientadora. É uma avalanche. Quero saber o que fizemos de errado para que institucionalmente produzíssemos isso, um setor que cria sua própria constituição e opera seguindo seus sentimentos de justiça”, disse.

Com CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beto Araújo disse:

    O Ministro Kassio foi colocado onde está pelo centrão. Ou seremos inocentes de pensar que foi Jair que o colocou lá. Boa parte da quadrilha responde na lava-jato, vai ter que ter alguém no STF prá ajudar. Aguardemos!

  2. Tico de Adauto disse:

    Lula vem ai.

  3. Sérgio disse:

    Um comentário desse saindo de quem sai, não é para acreditar. GM e todo STF hj tem o intuito de defender só bandido, lealdade ao passa longe.

  4. Lorena disse:

    Grande credibilidade tem esse Gilmar Mendes e a Suprema Corte. Morriam de inveja do Moro . Grandes advogados de partidos políticos e políticos postos lá para continuar a defendê-los . Filhas de ministros da Suprema corte sem experiências nomeadas Pelo PT como desembargadoras , furando a fila literalmente tomando lugar de outros Experientes . E será que tem alguém com 2 neurônios Nesse país que ainda acredita nessa suprema Corte Da vergonha ? Verdadeiro Jogo de cartas marcadas . Esse país está difícil .

  5. SVigaro disse:

    Que democracia mequetrefe essa nossa: é feita só de ódio e ignorância. Duvido que os moralistas de plantão sigam as leis em suas vidas pequenas. Duvido que tenham lido meia página da CF. Duvido que atentem que o devido processo legal é um bem coletivo, uma alternativa ao autoritarismo que pode ferrar qualquer um se não for combatido… Triste nação de abestalhados somos nós!

  6. ZéGado disse:

    Nem vi essa valentia toda, quando o Min. Gilmar deu uma forcinha ao 01…
    Ficaram todos com os dedinhos quietos.

  7. Mucio disse:

    Pôxa como tem analfabeto comentando aqui no Blog, tbem , 14 anos de PT só aprenderam a mentir e acreditar num jegue ladrão.

  8. Delano disse:

    Verdade Gilmar Mendes, esse stf nunca condenou uma quadrilha de corruptos no Brasil, isso não era permitido. Entretanto, Moro conseguiu esse feito favorável aos cidadãos brasileiros, mas pelo andar da carruagem, estamos sentindo que pode haver retrocesso nesse avanço, e talvez, mais uma vez, a elite canalha desse país vencerá. A dúvida é se o povo dessa nação permitirá.

  9. Rodrigo Duarte disse:

    STF = Advogados de bandidos, e estão fazendo isso descaradamente, sem a mínima vergonha na cara.

  10. Olimpio disse:

    Em um país sério, luladrao ainda tava preso cumprido sua sentença.

    • ZéGado disse:

      Quais os crimes que ele cometeu?
      Prouni;
      Minha Casa Minha Vida;
      Construção dos IFs;
      Desemprego zero;
      Transformou o país na 6ª economia mundial;
      Etc.
      Escolha

  11. Luciano Brito disse:

    Os Deuses do Olimpo estão indignados com as mensagens roubadas, Será! Ah Se os cigilos do telefones dos ministros do STF vinhece a luz do dia, este pilar da República se desmoronava.

  12. Raimundo Moura disse:

    Ainda bem amigo Zumbi, esse Ze saiu avariado, existe tratamento para esse tipo de Noia, ele é aplicado em Cuba, Venezuela, China , e era perversamente aplicado na Alemanha de Hitler. Aqui eles ficam tentando, repetindo o mesmo discurso, com a finalidade de nos deixar iguais, vai morrer disso.

  13. Antonio Turci disse:

    Geografia, assino embaixo. Acrescento o óbvio: Moro e is demais componentes da Lava Jato trabalharam, e muito, pela moralização do Brasil.

  14. Antenado disse:

    Ou meu Deus. Que homem preocupado em fazer as coisas certas!! Que cidadão ímpar! Que exemplo de postura! Ninguém tinha percebido esse caráter ilibado do GM? Acho que agora vai.

  15. Geofla disse:

    Ele deveria tentar entender como ele chegou a ser um ministro do STF porque bandido é para esta na cadeia.

  16. João Soares disse:

    É muito massa, vê um bandido todo impoluto parece até que é serio e honesto. Kkkkkk
    E agora todos os PTralhas aplaudindo ele, muito bonito você vê que o crime compensa.

  17. Valeriano Alves disse:

    Em um país sério, esse tal de CALÍGULA não abriria nem a latrina para falar tanta MERDA…

  18. Handerson Lima disse:

    Esse bandido deve tá se referindo ao próprio STF.

  19. Calígula disse:

    Em um país sério Lula e seu bando já teriam ido para forca.
    E esses ministros do stf destituidos, isso sim.

    • Samuel Uel disse:

      O Bozo é um dos que quer acabar com a lava jato,mas o gado não querr enxergar……..
      Aliás, o Bozoloide não disse um pio em suas redes spciais imundas…….

    • Jeremias disse:

      Você não salvaria nem o Kassio, escolhido pelo BOZO, que com seu voto contribuiu para o acesso da defesa de Lula à provas roubadas, titia?

  20. ZéGado disse:

    Em um país sério, esse juizeco (morinho) e esses "deuses" procuradores de Curitiba, já estariam presos, julgados e condenados.

    • Zumbi disse:

      Sua deformação mental é caso de psiquiatria com remédio controlado, tratamento de choque e uso de camisa de força.

    • Tertu disse:

      País sério era antes, e pós moro; tempos que não existiam corruptos, e os poucos processados foram inocentados ou os crimes prescritos. Pensei nunca ninguém poderia chegar a essa conclusão, precisava vir de um idiota que todo dia comenta asneiras e miolo de pote nesse blog.

Lava Jato vê risco de ‘anulações em cadeia’ com uso de mensagens roubadas

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Procuradores da Lava Jato enviaram ofícios hoje ao STJ, à PGR e ao CNMP alertando para o “risco real de anulações em cadeia” de condenações da operação, com o uso das mensagens roubadas da força-tarefa.

“A divulgação dirigida das supostas mensagens no presente contexto, ilícitas e sem integridade aferida, para produzir falsas acusações sem base na realidade, faz parte, nos parece, de um evidente plano de comunicação para influenciar o julgamento da alegada suspeição do ex-juiz federal Sergio Moro e anular condenações bastante sólidas, já confirmadas inclusive pelo próprio Superior Tribunal de Justiça , gerando um risco real de anulações em cadeia que coloque por terra o relevante trabalho de todas as instâncias do Poder Judiciário na operação Lava Jato, que permitiu a responsabilização de centenas de criminosos e a recuperação de bilhões de reais”, diz o documento.

Os ofícios foram enviados na véspera do julgamento, na Segunda Turma do STF, da decisão de Ricardo Lewandowski que deu a Lula acesso a todo o material apreendido com hackers presos na Operação Spoofing, que desmantelou o esquema de invasão de celulares de autoridades.

Na semana passada, a defesa do ex-presidente começou a anexar no processo, que é público, partes dos diálogos. Um deles motivou o presidente do STJ, Humberto Martins, a pedir a Augusto Aras investigação sobre uma suposta tentativa dos procuradores de investigar informalmente ministros do tribunal.

Nos ofícios, os procuradores afirmam que é “absolutamente equivocada” a notícia sobre a investigação e que em todas as vezes em que foram encontrados indícios contra autoridades com foro, as autoridades competentes foram devidamente comunicadas.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio disse:

    Se o juiz fosse honesto, faria seu trabalho e condenaria com base nas provas, sem conluio. Mas preferiu os holofotes, a fama, o poder. Agora perdeu tudo, principalmente a credibilidade.

  2. João Juca Jr disse:

    O MECANISMO é muito forte, e os mega ladrões envolvidos nas investigações da Operação Lava Jato podem se livrar porque o Brasil é o país da impunidade. Esses canalhas, psicopatas ladrões de dinheiro público, são orientados pela fina flor do Garantismo Penal, defensores de bandidos do colarinho branco. Na Itália os corruptos mandaram matar dois juízes e oito policiais. Moro e Dallagnol que se cuidem.

  3. Antenado disse:

    Inversão de valores. Os bandidos sendo "inocentados" e os cumpridores da lei transformados em bandidos. Só no Brasil mesmo.

  4. olimpio disse:

    O Brasil perde perdão, só se for na cabeça dos militontos, dessa seita chamada PT.

  5. ZéGado disse:

    O mínimo que poderiam fazer, pedir desculpas a Lula.
    Mas o ❤️ do amigo e companheiro Lula não possui tamanho e o sobrenome dele é Perdão.
    A injustiça que fizeram com ele, com Dona Marisa, a morte do seu irmão, a morte do netinho Arthur e esse Homem suportou tudo isso, EU, não tenho dúvidas, Lula é INOCENTE!

    • Julio disse:

      Zé gado, qual é o tamanho do teu chifre ? Não entendeu nada da reportagem, deve ser um esquerdopata alienado / cego.

    • ZéGado disse:

      Está menor que a sua🤘! Você não consegue nem entrar em casa mais, a galhada não deixa. Engancha.

  6. Jodaly disse:

    Muitos erros e crimes!

  7. Carlos Alberto disse:

    Lula o BRASIL TE PEDE PERDAO

    • Dantas disse:

      Leia de novo a matéria.
      Tem um trecho aí que fala de recuperação de bilhões.
      *******Se devolveram é porque roubaram.********
      Não se engane, a quadrilha do Petista capitaneado por Lula, roubou e deixaram roubar
      Alguma dúvida?

  8. Jr disse:

    Se estão com esse receio é porque sabem que cometeram erros graves capazes de anular os processos.

  9. ZéGado disse:

    Com fé em Deus e Nsa. Sra. Santana, o castelo de areia da vaza-jato irá desMOROnar.

    • Brasil disse:

      Você comedor de MERDA , acha que o ladrao do maior roubo da história da humanidade Lula, é inocente??? Todo o dinheiro devolvido e recuperado é tudo MENTIRA??? Você só deve comer MERDA

Lava Jato pagou R$ 3,8 milhões em diárias e passagens a só 5 procuradores

Da esquerda para a direita, de cima para baixo: os procuradores Antonio Carlos Welter, Januário Paludo, Orlando Martello Jr., Carlos Fernando Lima e Diogo Castor de Mattos. Foto: MPRS/Divulgação/IDL-Reporteros/Divulgação/MPSP

A operação Lava Jato de Curitiba, enterrada nesta semana, gastou R$ 7,5 milhões em diárias e passagens ao longo dos 7 anos que durou. Os dados foram obtidos pelo Poder360 via LAI (Lei de Acesso à Informação). No total, foram pagas 5.864 diárias ao longo desse período.

O valor pode parecer baixo para o tempo de duração da operação. O detalhe, porém, é que R$ 3 milhões foram pagos em diárias a somente 5 procuradores –além dos salários, que estão na faixa de R$ 30.000 por mês.

Além disso, esses mesmos procuradores somaram mais R$ 734.812,03 em passagens –40% do total. Esses valores se referem, em sua maioria, a deslocamentos –e permanência– em Curitiba, que era a base da operação. Esses procuradores foram deslocados de seus Estados de origem para atuar junto à equipe de Deltan Dallagnol. E receberam em paralelo por isso.

RANKING

O procurador que mais recebeu diárias foi Januário Paludo, com R$ 712.113,87 em 699 diárias. A esse valor, somam-se R$ 165.142,75 pagos em passagens, sejam elas aéreas, de ônibus ou pagas para ele usar seu automóvel próprio no deslocamento. Segundo a assessoria de imprensa do MPF (Ministério Público Federal), todos esses gastos foram autorizados pela portaria 41 de 2014.

Na sequência aparecem Antonio Carlos Welter (R$ 667.332,31 em 645,5 diárias e R$ 246.869,51 em passagens) e Orlando Martello Junior (R$ 609.396,56 em 604,5 diárias e R$ 154.147,25 em passagens). O 4º é Diogo Castor de Mattos, R$ 545.114,53 em 596 diárias e R$ 25.054,49 em passagens. E o 5º, Carlos Fernando dos Santos Lima, teve 524 diárias totalizando R$ 505.945,81 e R$ 143.598,03 em passagens. Ele aposentou-se em março de 2019.

Foto: Reprodução/Diário do Poder

ANOMALIA GERENCIAL

Os 5 procuradores que ganharam essa bolada se beneficiaram de uma decisão que dificilmente se vê na iniciativa privada. Eram requisitados de outras cidades para trabalhar na Lava Jato. Muitos nunca se mudaram para Curitiba. Ficaram anos ganhando hotel, roupa lavada, refeições e passagens aéreas.

Foto: Reprodução/Diário do Poder

VIAGENS: EUA E FRANÇA

Foram 49 idas ao exterior, com 13 viagens a cada 1 desses 2 países. A Suíça foi o destino de 6 viagens. Até 2020 foram 2.585 deslocamentos nacionais e internacionais.

FORÇA-TAREFA É ENCERRADA

O MPF anunciou que a operação em Curitiba “deixou de existir” na 2ª feira (1º.fev). Foi incorporada ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Em quase 7 anos de atuação, foram 79 fases e 278 condenações. Eis a íntegra do anúncio.

A Lava Jato em seu site oficial diz ter recuperado R$ 4,3 bilhões para os cofres públicos.

OUTRO LADO

O MPF do Paraná disse que os gastos estão de acordo com as regras do órgão. É verdade. Mas o MPF não explica por que alguns procuradores passaram anos deslocados, sem se mudar definitivamente para a cidade em que estavam trabalhando.

Poder 360

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João luis disse:

    Não tem crime nesse fato, se eles são de fora tem direito a passagens e diária, mesmo com o salário de 30mil. Pode ser imortal mais não ilegal .
    Tem de mudar a lei…. pq vc acha quê todo polícial quer ir pra força Nacional… e essa tal.de diária operacional.

    Não é só na lava jato… todo sistema público está assim.

    Na minha opinião deveria mudar a norma.

  2. Costa disse:

    Muito pouco pelo que fizeram ao BRASIL, podeiram ter investido mais. Isso sim e investimento em combate a corrupção.

  3. Marcelo Gama disse:

    Parabéns aos procuradores pelo resultado da missão .
    O sistema venceu ao desmontar essa equipe que abalou a estrutura de corrupção no Brasil.
    A população deveria sair às ruas pedido novas lavajato e o combate à corrupção . Os ptralhas estão conseguindo evitar as investigações .

  4. Ivan disse:

    Custou 0,1% do q recuperou…ô povo burro é esse povo adorador de corrupto e inimigo da operação que mais combateu corrupção na história da humanidade!!!!

  5. Sérgio disse:

    Quem tem interesse em acabar com a Lava-Jato? Bolsonaro, o Centrão, o PT e o PSDB. Vocês defensores de corruptos, também…

  6. Biro Biro disse:

    Esse barulho tem nome.
    Estão querendo tornar sem efeito as sentenças do Moro no caso do maior ladrão do mundo.
    Eles acham que lula tem condições de derrotar Bolsonaro.
    Kkkkkk
    Que venha pra ser desmoralizado nas urnas.

  7. Handerson Lima disse:

    Valeu a pena.
    Se depender de mim, continuamos pagando.

  8. LEO disse:

    So em ter acabado com a Quadrilha Petista,Parabéns á Lava-Jato !!!!!

  9. VALMIR MELO DA SILVA disse:

    Importante mesmo é saber quanto no total custou a Lava Jato durante o período de sua existência. Certamente, mais que os 4,3 bilhões recuperados. Se assim for, a pergunta que não quer calar é: em todos os processos de produção e derivando para esse caso de investigações, existem perdas, as quais beiram os 30% daquilo que se produz, então, se os 4,3 bilhoes não superar os gastos com a lava jato, teria sido melhor deixar os caras corromper e ser corrompindos. Pelo menos obras teriam sido feitas.

    • Jeremias disse:

      Certamente você não entende nada meu chapa. Os ladroes sendo flagrados, o fruto do roubo recuperado e você diz que o custo foi maior. E que melhor seria deixar roubar? Me arrisco a dizer que você é petista ou bolsonarista.

    • Augusto disse:

      Jeremias, acredito mesmo é que esse ai tenha de alguma forma participado desses esquemas. Kkkk

  10. João Soares disse:

    Esqueceram propositadamente de colocar os valores recuperados pela operação, mais de QUATRO BILHOES outros tantos em processo de devolução, estanqueidade do roubo e da corrupção pelos envolvidos, condenacao e prisao de mais de uma centena de bandidos de todas as espécies, foi escancarado como funcionava todo o sistema de corrupção, principalmente dentro e utilizando a empresa Petrobrás como suporte, entre tantos outros benefícios para o país, agora isso tem custo, ninguém trabalha de graça tem q pagar os salários, as viagens, as diárias, as refeições……o problema é que querem endemonizar todos os que estavam a procura dos maiores corruptos e bandidos do nosso país, aí vão procurar chifre em cabeça de cavalo, não tem mais vão dizer que sim. Aqui sempre o bandido, o corrupto, o ladrão tem mais direito que a policia, a justiça e o ministério público. Pq será que somos essa merda de pais? Por esses e outros motivos.

  11. claudio disse:

    Esse blog do bg e brincadeira VIVA MORO VIVA LAVAJATO

  12. Acorda Brasil disse:

    R$4,3 BILHÕES RECUPERADOS. Sem mais. 6 anos de trabalho. Jornalismo porco descontextualizando pra criar falsas impressões.

  13. Vitor disse:

    Temos que aprender a diferenciar operação lava jato de lavajatismo. Lavajatismo esse, que o marreco pratica atualmente.

  14. ZéGado disse:

    Quadrilha!

    • CIÇO disse:

      Quadrilha comandada por nove dedos !!!

    • Higino disse:

      Quadrilha não, desde o Brasil República, foi a única operação que desvendou as entranhas da engrenagem da corrupção nesse país, coisa de mais de um trilhão de reais em desvio, os membros da operação prenderam os envolvidos diretamente, canalhas como ex presidentes, ministros, lideres de governo e partidos, tesoureiros e políticos de todos os partidos, ex governador do psdb de MG, a casta dos maiores conglomerados empresariais do país, gerentes administrativos de autarquias, enfim, os responsáveis por deixar o país com um povo miserável numa nação riquíssima. Toda essa engrenagem era azeitada pela distribuição de migalhas aos humildes e desavisados. Deixando-os Sempre na dependência de auxílios e favores governamentais, onde seriam usados como arma na perpetuação do poder, impedindos da independência financeiro, alijados de produzir seu próprio sustento, tanto que qualquer mudança de governo, todos são carreados pra sarjêta da miséria.

  15. Marcelo disse:

    Tá muito clara a intenção deste Blog, em desqualificar os funcionários públicos e a operação Lava-jato, todos os dias sai algo mostrando só o lado ruim da parte. BG, quanto a Lava-jato recuperou aos cofres públicos? Tens idéia do quanto deixou de sangrar só nos cofres da Petrobras, Transpetro e Petrobras Distribuidora?
    À propósito, o salário do Presidente da Petrobras, que você divulgou em matéria anterior R$ 3.000.000,00, saiba que um executivo de grande empresa no Brasil, ganha em média mais de 4 milhões por mês.

  16. Jorge disse:

    Investimento mínimo para o trabalho desempenhado. Diferente de deslocamentos de outros agentes públicos, que sempre levam uma comitiva de parasitas junto em cada viagem.

  17. Cris disse:

    Tudo legal, tudo lícito.
    A recuperação do montante desviado demonstra o quanto foi importante para o Brasil a lava jato e o trabalho incansável dos nobres procuradores.
    O resto é mimimi

  18. Cris disse:

    Cumpriram a missão que foi delegada.

  19. Cris disse:

    Relevantes serviços prestados à nação.
    Querem endominizar o trabalho gigantes dos procuradores.
    Bravos profissionais.
    Orgulho para nós.

  20. Ana Paula M. Morais disse:

    Enquanto a população acha que a lavajato é a salvadora da pátria – os maiores escândalos estão na própria justiça – como se sentem DEUSES e intocáveis nada acontece.
    Um verdadeiro absurdo que exercem o poder do cargo para massacrar – acham-se superiores a tudo e a todos.

    • Calixto Silva disse:

      Falou a viúva do Lula, saudosista dos tempos em q se roubava e ninguém descobria nada. Mulher, deixa de ser mimizenta, se tá achando errado, vai pra rua fazer protesto gritar Lula 2022. Pega os teus 30 reais e o teu pão com mortadela.

Gilmar Mendes diz que Moro chefiava Lava Jato e critica procuradores

Foto: Reprodução/CNN Brasil

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta sexta-feira (5) que o ex-juiz Sergio Moro – quando ainda atuava na 13ª Vara Federal de Curitiba – era o chefe da Operação Java Jato. Ele defendeu que a incorporação dos membros da força-tarefa ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Paraná vai permitir o restabelecimento de relações.

“Esses fatos revelados indicam que a Lava Jato estava em outra estratosfera. Sequer pertencia ao Ministério Público, você não vê ninguém da Procuradoria Geral da República (PGR), nenhum corregedor. Quem é o chefe/coordenador da Lava Jato segundo esses vazamentos, esses diálogos? É o [Sergio] Moro, que eles [procuradores] chamavam de russo”, disse Gilmar, em entrevista exclusiva à colunista da CNN Basília Rodrigues e ao âncora Rafael Colombo.

“Eles diziam até seguir o Código de Processo Penal (CPP) da Rússia. Isso é sintomático de um total descolamento institucional. Daí talvez a importância desse regresso ao Brasil. Eles talvez tenham que estabelecer relações via Gaeco”, completou.

O ministro avaliou ainda que a operação teve altos e baixos, com méritos inegáveis no combate. “Mas tudo indica que a própria PGR detectou uma desinstitucionalização (…) Veja, nós já não tínhamos mais agentes públicos atuando dentro da esfera de suas competências, tínhamos transgressores da lei e isso é extremamente grave e lamentável”,continuou.

“Um colega de vocês da imprensa escreveu que a lava jato não morreu, foi assassinada. Eu diria que ela cometeu suicídio.”

Ainda na temática da operação, o ministro afirmou que espera julgar ainda no primeiro semestre de 2021 a suspeição de Moro no habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Vamos nos posicionar nessa questão que é básica: saber se o juiz que julgou um dado réu era independente, imparcial em relação a ele”, disse Mendes, ressaltando que a corte pode declarar nulo o julgamento, mas que a decisão valeria apenas para o caso do tríplex no Guarujá.

Lei da Ficha Limpa

O ministro também comentou sobre a Lei da Ficha Limpa. Ele disse que o texto tem boas intenções, mas que precisa de ajustes em alguns de seus pontos..

“A lei da Ficha Limpa é cheia de boas intenções – mas o cemitério também está cheio de boas intenções. Ela foi feita de maneira muito rápida para valer no pleito de 2010, [então] acho que alguma coisa precisa ser feita, ou o próprio Congresso precisa fazer esses ajustes”, disse Gilmar.

Ele se referia à decisão do também ministro do STF Kássio Nunes Marques, em dezembro, que suspendeu um trecho da lei para evitar que a sanção de inelegibilidade dada a condenados políticos ultrapasse o prazo de 8 anos após a condenação.

“Ao invés de criar a inelegibilidade com o trânsito em julgado ela passou a exigir que bastava decisão de tribunal colegiado, portanto, com a decisão de 2º grau já haveria a inelegibilidade. As pessoas continuavam a recorrer até esperar o trânsito em julgado, então, essas inelegibilidades iam sendo somadas. Foi isso que o ministro disse: ‘qual desses 8 anos eu respeito’”, apontou.

Ele ainda brincou e disse que em determinado momento afirmou, mas depois retirou a frase de que a Leia da Ficha Limpa parecia ter sido feita por bêbados. “Uma associação de bêbados me escreveu e reclamou dizendo que eles fazem outras coisas, mas não leis tão mal feitas.”

Combate à pandemia

O ministro também avaliou a atuação do governo durante o combate à pandemia do novo coronavírus e disse que, como um observador, considera que o desempenho poderia ter sido melhor – ainda que se trate de uma tarefa difícil e que poucos países tenham se saído bem.

“Especialmente no aspecto da vacina, acho que claudicamos bastante. Não somos capazes de produzir as vacinas, não temos os insumos, nos demos ao luxo de brigar com a China naquele momento em que precisávamos de insumos, não compramos vacinas de outros países”, disse o ministro.

“Portanto, iniciamos de maneira muito incipiente a vacinação. Mas faço todos os votos para que rompamos essas barreiras e possamos avançar na vacinação. Eu mesmo disse ao presidente [Jair Bolsonaro] que, diante das dificuldades para o isolamento social – e o presidente, vocês sabem, não concorda com o isolamento –, é a da vacinação em massa que nós precisamos.”

Por fim, ao comentar sobre a relação entre Executivo e Legislativo, o ministro afirmou que membros do governo “tomaram tento” depois do inquérito das fake news e dos ato antidemocráticos.

“Aqui ou acolá acontece um rompante no Executivo ou no Legislativo, mas tudo tem sido tratado dentro dos marcos constitucionais. E essa é minha expectativa com esse novo governo, vamos chamar assim, com a mudança nas duas Casas, com a eleição dos presidentes Arthur Lira e Rodrigo Pacheco.”

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Macena disse:

    Gilmar Mendes, vergonha nacional. João Macena.

    • João Juca Jr disse:

      Concordo com você, João. Infelizmente o combate à corrupção no Brasil é um caso perdido. O pior de tudo é saber que existe gente do povo que é contra o combate à corrupção, apenas para defender políticos criminosos.

  2. Radi disse:

    Esse tá doidinho pra levar um esculacho do Moro.
    Poderia lavar a boca pra falar de quem é decente.
    Eu já tou ligado no que esses cafajestes estão planejando.
    Ja mudaram o entendimento pra soltar o ladrão, agora estão querendo que o poste mije no cachorro.
    Querem aquele ladrão de volta, querem que ele seja candidato.
    Kkkkkkkk
    Só queria vê aquele ladrão candidato, pra ser facilmente desmoralizado nas urnas.
    Estamos ON viu boca de fole.

  3. Cris disse:

    Será que o ministro GM já sabe quantos bilhões foram recuperados pela lava jato?

  4. João Macena disse:

    Gilmar Mendes, vergonha nacional. João Macena.

  5. Expedito Junior disse:

    Gilmar Mendes é uma vergonha, Sérgio Moro é um homem de bem.

    • Cidadão Indignado disse:

      O comentário mais ridículo dos último tempos….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Cidadão Indignado disse:

      Pouquíssimos podem ser chamados de "homens de bem" nesse País. Em Brasília, quase nenhum!

    • ZéGado disse:

      Companheiro Lula, Homem de bem e injustiçado.
      Mas Deus não dorme e nada melhor que um dia após o outro.

  6. Marcelo disse:

    Agora é só esperar absolvição. No Brasil para provar falcatruas de gente rica, é quase impossível, um exemplo é a escuta telefônica, até acho que deveria haver punição para quem faz escuta sem autorização, mas, nunca deveria invalidar as provas por conta disto.

  7. ZéGado disse:

    Já falei e repito, essa lava-jato, conhecida também como "FAZ DE CONTA", foi responsável por quebrar muitas empresas, desempregar milhares de trabalhadores, apenas para alimentar a vaidade de certas pessoas que quando não se achavam Deuses, tinham certeza!!!
    Acabou em nada, vão todos para o esquecimento.

  8. Neco disse:

    Incrível como Moro fica caladinho quando apanha do STF.
    (sim, e cadê as provas de interferência do PR na PF?).

    • Fabio disse:

      E moro vai dizer o que? O que vc diria se fosse com vc? Esses 11 elementos são os donos do Brasil, que é Gilmar Mendes para criticar Moro? Moro presidente!

    • Neco disse:

      Dá para responder de forma 'institucional'. Ou arregaçar mesmo.
      Falar que tá havendo prejulgamento. Que o STF foi casuísta ao rever a prisão em segunda instãncia. Ele não é mais juiz. Tá comprando Moro? Já sabe o que ele pensa sobre corte de gastos? Sobre tamanho do Estado? Sobre politica externa? Sobre drogas e aborto? Para mim Moro é só um corporativista que fez um trabalho certo. Seletivo, mas certo.

    • Ciro disse:

      Será que ninguém ainda não entendeu as pretensões do marreco mouro? Eram apenas duas: Tirar o cachaceiro do poder, pra abrir caminho pra tucanada e se promover, com intuito de virar ministro do STF ou até Presente da República. Só que não soube fazer o negócio direitinho. Comeu corda do calça colada, se ferrou.

  9. Antenado disse:

    Esse cidadão não pode ser levado a sério. Impossível.

  10. Calígula disse:

    Esse é o maior priziaca do Brasil.

Força-tarefa da Lava Jato no Paraná ‘deixa de existir’, e procuradores passam a integrar o Gaeco, diz MPF

 Foto: Reprodução/TV Globo

A força-tarefa da Lava Jato no Paraná ‘deixou de existir’ desde segunda-feira (1º), de acordo com o Ministério Público Federal informou nesta quarta-feira (3).

A mudança acontece após a publicação de uma portaria da Procuradoria-Geral da República em dezembro de 2020, que estendia as atividades da força-tarefa no Paraná até outubro de 2021, mas com uma nova estrutura.

De acordo com o MPF, cinco dos 15 integrantes da força-tarefa passaram a integrar o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e darão continuidade aos trabalhos da operação.

Outros dez membros que compunham a força-tarefa permanecem designados para atuação em casos específicos ou de forma eventual até 1º de outubro de 2021, segundo o MPF, mas sem integrar o Gaeco e sem dedicação exclusiva ao caso.

Segundo o MPF, os procuradores que passam a integrar o Gaeco são:

Alessandro José Fernandes de Oliveira

Laura Gonçalves Tessler

Lucas Bertinato Maron

Luciana de Miguel Cardoso Bogo

Roberson Henrique Pozzobon

Os demais procuradores continuarão com contribuições eventuais, específicas ou acumularão suas funções nas investigações com o ofício de origem:

Alexandre Jabur

Antônio Augusto Teixeira Diniz

Athayde Ribeiro Costa

Felipe D’Elia Camargo

Filipe Andrios Brasil Siviero

Joel Bogo

Leonardo Gonçaslves Juzinksas

Paulo Henrique Cardozo

Paulo Roberto Galvão de Carvalho

Ramiro Rockenbach da Silva Matos Teixeira de Almeida

Lava Jato no Paraná

A Operação Lava Jato começou em 2014. Ao todo, até o momento, foram 79 fases. De acordo com o MPF, foram apresentadas 130 denúncias contra 533 acusados, e 174 pessoas foram condenadas pela Justiça.

De acordo com o MPF, mais de R$ 4,3 bilhões foram devolvidos aos cofres públicos.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Oswaldo disse:

    Anotem, já já Lula sai absolvido e nos braços da galera, inclusive de Bolsonaro, e vai viver na história como um injustiçado de um MP inquisitor! Infeliz do homem, eu me incluo, que votou em Bolsonaro achando que ele sereia o diferente!

  2. FAL$OS ME$$IAS disse:

    Ufa! Ainda bem. Já estava começando a ficar arriscado para os meus ídolos.

  3. Anderson disse:

    Acertaram com o supremo e com tudo, como disse Jucá

  4. Calígola disse:

    Se gritar pega centrão…

  5. Carla disse:

    Quem diria, que o Bolsonaro acabaria com a Lava Jato !
    Traidor !!!

    • Silvio. disse:

      A polícia Federal está nas ruas.
      Ontem e hoje.
      Leia o Blog, deixe de mimimi, vcs perderam tá??

  6. Jeremias disse:

    Grande obra do presidente que prometeu, para se eleger, apoiar o combate à corrupção. Será lembrado sempre por isso, a história é implacável.

    • Paulo disse:

      Falou o eleitor de Lula, que fala mal da lavajato e de Sérgio Moro…
      Esquerdista é cara de pau mesmo…

  7. Antonio Turci disse:

    Sei que parece impossível, mas arrisco dizer também: volta SÉRGIO MORO. Todo cidadão de bem reconhece os méritos do Grande Juiz Paranaense.

  8. Fernando disse:

    Nesse país o que avança mesmo é a impunidade e a corrupção, volta Sérgio Moro. Pior que o centrão chegou com sangue nos zói, a saudade dos tempos de luladrão era demais.

Força-tarefa da Lava Jato quer disponibilizar R$ 550 milhões recuperados em operação para compra de vacina contra covid-19

Foto: Reprodução

Atualmente, os processos decorrentes da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro mantêm custodiado, em contas judiciais vinculadas ao Juízo da 7ª Vara Federal Criminal, o valor total de R$ 552.574.264,16, com expectativa de que esses valores aumentem substancialmente nas próximas semanas, em virtude do cumprimento de outras obrigações decorrentes de acordos de colaboração premiada e de leniência já celebrados.

“Consultamos a União se há interesse em realizar o levantamento antecipado dos valores custodiados em contas judiciais, com a finalidade específica de aquisição de vacinas para a imunização contra a covid-19, o que se justificaria dada a situação de emergência na saúde pública e a urgente necessidade de imunização da população”, explica o ofício assinado pelos membros da força-tarefa.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Japiense disse:

    Ótima iniciativa!

  2. Fazenda Gado Feliz 🙃 disse:

    Essa lava pano é uma piada, quebrou centenas de empresas, desempregou milhares de trabalhadores…
    Os que usam argola de ferro na venta acreditam nessa balela..

    • Getúlio disse:

      É, melhor terem continuado a roubalheira, mais de um trilhão de reais desbaratado e uns 40 bilhões recuperados não é positivo. Melhor terem reforçado o poder da quadrilha e não ter recuperado nada. Com roubalheira o país tem mais futuro. Foi assim com os países de 1o mundo, roubalheira grande e os países se desenvolveram. Excelente raciocínio, parabéns zênio!

    • Fazenda Gado Feliz 🙃 disse:

      Prezado Getulio, em um país sério, essa operação teria ido adiante sim! Só que, não é necessário fechar as empresas como se fez no Brasil.
      Se afasta a diretoria, prende quem tiver que prender e a empresa continua viva e mantendo os empregos.
      Entendeu ou precisa que desenhe?

    • Neco disse:

      A Odbrecht ou a OAS foram fechadas?

    • Minha Opinião disse:

      Devia era usar para recuperação dos empregos dos pais famílias, que eles com essas operações sem do nem piedade deixaram milhares de pais de famílias desempregados por vários anos principalmente da construção civil, deixando claro que não concordo com roubo, mas com a preservação e geração de empregos e renda.

  3. Zegado bafo de rohla disse:

    Não gaste esse dinheiro com vacina, luladrão vai provar sua inocência, esse dinheiro vai ser devolvido aos seus legítimos donos. Temos que aniquilar com o lavajatismo e compensar os que foram injustiçados.

    • Ivan Macedo disse:

      Umas perguntas simples:
      De onde o ex presidente teria ganho ou recebido esses milhões? Qual a origem?
      Se juntar tudo que ele recebeu oficialmente, durante toda vida, não chaga a 10% do montante, então explique como ele conseguiu toda essa grana?

  4. Ivan disse:

    Bora lavajatoooo…Tirou dos vagabundos e vai nos devolver em vacinas….Com essa os amantes do vírus e adoradores de corruptos não contavam…haverá chiliques coletivos…kkkkkk

PGR inicia transição para fim das forças-tarefas da Lava Jato sob argumento de precariedade do modelo

Foto: Reprodução

Sete anos após o início da Lava Jato, o modelo de forças-tarefas deve deixar de ser utilizado nas investigações da operação ainda em 2021, sob entendimento da PGR (Procuradoria-Geral da República) de que ele é instável, frágil institucionalmente e pode produz suspeitas sobre os investigadores.

A ideia é que a partir deste ano as decisões sobre as equipes que tocarão as investigações oriundas da operação fiquem mais descentralizadas, geridas nos próprios estados, e menos dependentes da chefia do Ministério Público Federal em Brasília.

Na prática, a extinção dessas forças-tarefas também pode diminuir a eficiência das apurações ligadas à Lava Jato e a abertura de novos flancos nas investigações, cujo ritmo já vem reduzindo no último ano.

Procuradores que integram os grupos têm dito que o modelo das forças-tarefas e a dedicação exclusiva foram essenciais para desvendar esquemas complexos de crimes de colarinho branco e para a recuperação em escala inédita de dinheiro desviado dos cofres públicos.

No entanto, a PGR tem avaliado que a manutenção dessas equipes de procuradores por um longo tempo pode ser institucionalmente prejudicial ao Ministério Público Federal e tenta restabelecer uma organização similar ao período pré-2014.

Primeiro, porque considera que o formato tem precariedades. A forças-tarefas têm tempo e estruturas pré-determinadas e acabam dependendo do procurador-geral para serem adiadas ou expandidas.

Por isso, há a avaliação de que elas poderiam atuar de maneira artificial, incorporando investigações diversas, para estender o seu período de atuação. A intenção é evitar que conjuntos de procuradores com o objetivo de atuar em apurações específicas acabem quase virando setores próprios dentro do MPF.

Além disso, parte dos integrantes que compõem as forças-tarefas são procuradores lotados originalmente em municípios de pequeno ou médio porte, que se voluntariam e podem acabar desfalcando seus locais de trabalho. Os sucessivos adiamentos de investigações pode atrasar o retorno desses procuradores.

Outro argumento é que procuradores insatisfeitos podem renunciar às suas funções nas forças-tarefas sem ter concluído seus trabalhos, o que criaria mais instabilidade ao modelo.

A PGR tem avaliado ainda que os constantes esforços para manter as forças-tarefas atuando pode implicar em desconfiança dos acusados sobre o trabalho do Ministério Público Federal —por exemplo, se estão sendo acionados porque os procuradores têm convicção das acusações ou só querem justificar a manutenção das forças-tarefas.

Essas insatisfações têm aparecido tanto em despachos como em declarações públicas do procurador-geral da República, Augusto Aras, como do vice-procurador-geral, Humberto Jacques de Medeiros.

Paulatinamente, as investigações sobre crimes de colarinho branco que estão sob a responsabilidade das forças-tarefas serão absorvidas por Gaecos (grupos de atuação de combate ao crime organizado), estruturas de investigação permanentes.

Normalmente, os procuradores que atuam nesses Gaecos não têm exclusividade nas investigações, embora isso possa acontecer em casos excepcionais. A decisão para isso, porém, fica mais ligada ao comando do MPF nos estados do que à PGR.

As forças-tarefas, por outro lado, têm afirmado repetidamente que conseguiram produzir resultados inéditos no Ministério Público Federal e que suas investigações podem acabar nas mãos de procuradores que só querem “sanear o estoque” —ou seja, se livrar das investigações mais complexas sem fazer análise profunda delas.

O modelo atual começou a ser esvaziado após Aras se tornar procurador-geral da República, em 2019, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Bolsonaro rompeu uma tradição que vem desde 2003, de escolha de um PGR que conste na lista tríplice votada pela ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República), da qual Aras não fazia parte.

Em 2020, as forças-tarefas da Lava Jato e também da Greenfield, que atua em Brasília e investiga desvios bilionários em fundos de pensão, começaram a serem esvaziadas.

Em São Paulo, uma mudança interna levou à implosão da Lava Jato no estado, que investigava principalmente suspeitas de irregularidades em governos do PSDB no estado.

A saída do grupo aconteceu por insatisfações com uma colega, a procuradora Viviane Martinez. Apesar de ser oficialmente a titular do setor que cuida dos casos da Lava Jato (chamado de 5º Ofício), ela não fazia parte da força-tarefa e não trabalhava nas investigações relacionadas à operação.

No entanto, os procuradores disseram que ela vinha interferindo nos trabalhos.

Os procuradores esperavam apoio da PGR para que pudesse haver a troca de Viviane por outro procurador, mais alinhado às investigações, o que não ocorreu. Eles pediram desligamento da força-tarefa e não foi formado um novo grupo para analisar os casos que ficaram pendentes.

Em Curitiba, a força-tarefa original da Lava Jato teve os seus trabalhos estendidos até outubro de 2021, mas foi retirada a exclusividade da maioria dos procuradores que atuam no caso.

Apenas 3 dos 13 continuam se dedicando integralmente à operação e os demais acumularão funções. Na avaliação de procuradores, isso é prejudicial às apurações em curso. A Lava Jato do Paraná investiga casos relacionados à Petrobras e foi responsável pelas acusações que levaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à prisão.

No Rio, principal desdobramento da Lava Jato, que entre outras investigações desmontou uma rede de doleiros que atuava no país, a força-tarefa foi prorrogada até 31 de janeiro.

Já em relação à Greenfield, a coordenação da força-tarefa passou a ser do procurador Celso Três, após Anselmo Lopes se afastar do cargo, justificando que havia falta de apoio de Aras.

Ao assumir, Três enviou uma proposta à PGR que na prática encerraria as investigações em andamento e concentraria os casos na Polícia Federal, segundo o jornal O Globo. Na proposta, ele disse que não estava lá “para trabalhar muito” —depois justificou que era uma ironia.

Folha de São Paulo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcus disse:

    Uma pena acabar com A lava jato , pois foi muito importante para nosso país. Dia triste.

  2. Maria Bernardes disse:

    Hummm!
    CHEIRO DE PIZZA NO ARRRR…..

  3. Fthiago disse:

    Quem foi que disse que vai acabar??
    Leiam direito a matéria.
    Oxa lá se Lula não voltar pra cadeia com esse novo modelo.
    Esperem!
    Vcs vão vê.

  4. Tonho da Lua disse:

    Não precisa de Lava Jato mais não. Acabou a corrupção no Brasil. Com o Centrão no comando a vida vai melhorar. Só tem homem honesto no centrão.

  5. Oswaldo disse:

    Viva ao mito! Agora só falta Lula sair nos braços da galera como o homem mais injustiçado da nossa história!
    Eita país escroto!

    • OBAMA!! LULA É LADRÃO disse:

      Homi já foi recuperado milhões de dólares pela lava jato, e tu ainda tá com essa conversinha de injustiçado.
      Escutar!!!!
      Lula roubou e deixou roubar o país.
      Ponto final.
      Até OBAMA deixou escrito tá?

  6. Mgil disse:

    Finalmente estamos vendo a esquerda falar sobre corrupção. Que coisa boa. Quero ver todos dizendo #corruptos na cadeia ou então #lugar de corrupto é na cadeia. Vamos lá pessoal.

    • Flávio Costa disse:

      E a prisão em segunda instância? Quem de direita ou esquerda ou centro, é a favor?

  7. Lourenço disse:

    Tamanho disparate é um tiro certeiro na sociedade brasileira, os corruptos vão ficar euforicos, voltamos a estaca zero contra a corrupção que nos sufoca e mata, as tungadas e desvios constantes, propiciam mais desigualdade e miséria. O Brasil foi e é o paraíso dos ladrões.

  8. Anti-Politico de Estimação disse:

    Tá tudo dominado…..

  9. Bolsonaro genocida disse:

    Kkkkkkkkk
    Nao me digam que o Aras, aquele colocado pelo genocida que nao listava nem na lista tríplice, está acabando com a Lava Jato?
    Booooorrraaaaa mmmmuuuggggirrr gado: mmmmuuuuuuuuuuuummmm!!!!

  10. Antenado disse:

    Quero lembrar aos idiotas úteis que somente tem direito de fazer qualquer reclamação contra o Mito são os eleitores dele. Além disso, a decisão é da instituição MPF não cabendo ao Presidente interferir. Por fim, parem de chorar que ninguém aguenta mais esse chororô.

  11. João Soares disse:

    Os bandidos não se cansam, a corrupção não para, bem diferente da justiça , do MP e da PGR que entregaram os pontos. Era só o que a bandidagem queria, agora é festa que não acaba mais, todos os bandidos vão voltar ao seu serviço, o seu tipo claro, roubar. E nós mais uma vez, sociedade, vamos pagar a conta. A PTralhada hoje comemoram até cair.

    • Anti-Politico de Estimação disse:

      Oxi, e o petê ainda está no poder ????????????

    • João Soares disse:

      Ante político tu é burro é? Poder é ter o STF nao mãos, metade dos senadores e deputados e alem de vários governadores com toda sua s estruturas, tu acha pouco é? Se liga, os corruptos estão em toda parte e não é facil acabar com eles não, e era só o wue eles queriam, acabar lava jato, diminuir poder do MP, PGR, PF….

  12. Bruno disse:

    Lógico só serviu pra tirar o PT do poder e deixar as coisas como sempre foram, cadê os palhaços 🤡 que era contra corrupção….

  13. gusthenrique disse:

    Parabéns, |Bolsonaro. Nem o PT conseguiu ser tão bom para os corruptos!

    • Manoel disse:

      Perfeito! Bolsonaro é bom mesmo (pros corruptos)! O cabra é bom em acabar com forças tarefas e enfraquecer as instituições! Pense !!! Se ele foi reeleito então, vai acabar com mais o que?

    • Kleber Eustáquio de Oliveira disse:

      Graças ao estelionatário que chegou à presidência prometendo combater a corrupção e depois desmontou a estrutura existente para salvar o filho se juntando aos maiores corruptos da república, antes cúmplices do PT e agora seus principais aliados. #Fora Bozo

FOTOS: Após assaltar lava-jato em Natal, roubar clientes e balear proprietário, homem em fuga é surpreendido por populares e é morto a tiro

Fotos: cedidas

O portal G1-RN noticia nesta quarta-feira(25), que um homem foi morto a tiro durante a tarde após assaltar clientes de um lava-jato, na Avenida Jaguarari, em Natal. De acordo com o subcomandante da Guarda Municipal, Carlos Cruz, o criminoso entrou no lava-jato, atirou no proprietário e roubou pertences de uma senhora e do filho dela que estavam no local. Na fuga, o assaltante tentou levar o cliente como refém, mas pessoas que passavam pelo local reagiram. Houve luta corporal e o assaltante foi baleado com a própria arma, e morreu no local.

Segundo o G1-RN, quando a Guarda Municipal chegou ao local a arma havia sido levada e ninguém soube informar quem atirou. O dono do lava-jato foi levado para o hospital com um tiro na perna.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aof disse:

    Felizmente as coisas tão mudando. Para melhor!

  2. José Macedo disse:

    Menos um para trazer desgraça nas famílias.
    Alô autoridades, vamos arquivar este processo o mais breve possível, é um caso encerrado.

  3. João Juca Jr disse:

    Se tivesse sido preso, seria solto na "audiência de custódia", para continuar a praticar crimes.

  4. Meniques disse:

    Mais um CPF cancelado o capeta recebeu de braços abertos agora vai Dançar da forma a música são os verdadeiros demônio querem destruir roubar e matar mais veio um pra resolver essa situação aplausos para esse guerreiro tirou um de circulação

  5. Carlos disse:

    Parabéns ao sujeito que levou mais um bandido para o colo do satanás.

  6. Brasil Acima de Todos disse:

    Menos uma verme para atormentar o sossego dos Natalenses. Agora essa praga está falando com o capeta!

  7. Klyber Macedo disse:

    Maravilha!!!!!!!!!! Aplauso pra quem despachou esse FDP!!!
    Excelente notícia!!!!!!!!
    Muito chumbo qunte no rabo dessa canalha!!!

  8. Paulão disse:

    Ô maravilha.

    Esse não faz mais nada.
    Espero que a pessoa baleada por esse demônio, fique curada.

STF trava processo de Lula na Lava Jato e crimes podem prescrever em dezembro

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Um dos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato está travado em Curitiba por causa de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Com isso, parte dos crimes imputados ao petista pode prescrever em dezembro, levando à impunidade.

Nessa ação penal, Lula é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro (mais de uma vez) através da compra de um terreno para construção de uma nova sede para o Instituto Lula e do aluguel de um imóvel em São Bernardo do Campo (SP). Nesta semana, o Ministério Público Federal (MPF) pediu que o processo seja retomado, alegando que a decisão do Supremo já foi cumprida.

Em agosto, a Segunda Turma do STF concedeu acesso à defesa de Lula ao acordo de leniência firmado pela Odebrecht com autoridades brasileiras. A decisão fez com que o processo, que estava pronto para sentença, voltasse à fase anterior à apresentação das alegações finais.

Já em setembro, o ministro Ricardo Lewandowski ordenou ao juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba que garantisse à defesa acesso ao acordo. Segundo os advogados do petista, o juiz Luiz Antônio Bonat pediu manifestações do MPF e da própria Odebrecht antes de liberar acesso aos anexos em que Lula é citado.

Lewandowski escreveu em seu despacho que a 13ª Vara de Curitiba “parece afrontar” decisão do Supremo. O ministro do STF também determinou que não seja aberto prazo para as alegações finais antes de a Corte julgar o mérito da reclamação apresentada pelos advogados de Lula, o que ainda não tem data para acontecer no STF.

O MPF argumenta que as informações já foram repassadas à defesa. Mas a ação penal está travada por causa da decisão de Lewandowski.

Todos os réus ainda vão precisar apresentar suas alegações finais — último argumento antes da sentença — para que só após o fim desse prazo Bonat possa tomar uma decisão. Como o ex-presidente tem mais de 70 anos, os crimes de lavagem de dinheiro prescrevem em dezembro deste ano. Nesse caso, ele continuaria a responder apenas pelo crime de corrupção.

Processo de Lula terá fase de alegações finais três vezes

O processo sobre a compra do terreno para o Instituto Lula é marcado por um vai e vem de decisões judiciais. O caso chegou à fase de alegações finais — última etapa antes da sentença — pela primeira vez em 2018.

Após a decisão do STF que determinou prazos diferentes para entrega de alegações finais quando há réus delatores no processo, a ação penal contra Lula retornou a esse ponto no início de 2020.

Mais uma vez, quando o processo estava pronto para sentença, a Segunda Turma determinou que a defesa tivesse acesso aos documentos do acordo de leniência da Odebrecht, atrasando mais uma vez a conclusão do caso.

Entenda o caso

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, entre 2010 e 2014, o executivo Marcelo Odebrecht prometeu uma propina no valor de R$ 12,4 milhões para o ex-presidente Lula, paga na forma da aquisição de um terreno para a construção de uma nova sede para o Instituto Lula.”

O MPF afirma que, para receber a propina, Lula contou com o auxílio de um seus advogados, Roberto Teixeira, e também do ex-ministro Antonio Palocci. O terreno foi comprado por Glaucos da Costamarques e pela DAG Construtora, que agiram como “laranjas” da Odebrecht. A construção da nova sede do instituto, porém, nunca ocorreu.

No mesmo processo, o MPF também denunciou Lula, Glaucos e Teixeira por lavagem de dinheiro no valor de R$ 504 mil, realizado através da aquisição em favor de Lula de um apartamento em São Bernardo do Campo. O imóvel foi mantido no nome de Glaucos, mas foi adquirido com recursos da Odebrecht por intermédio da DAG.

Gazeta do Povo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Val Lima disse:

    Pense numa dívida de gratidão q não acaba nunca, essa do leviano….

  2. Jonatas Calaça dos Santos disse:

    Este é nosso STF. Ótimo para ladrões do colarinho Branco. Fora STF.

  3. GCF disse:

    Se Luladrão escapar de um processo por prescrição, será condenado em qualquer um dos outros que responde. São tantos…
    Mas do julgamento do povo e de Deus ele não escapa!

  4. GUEDES disse:

    afinal esse stf serve para que?? alem de soltar bandidos,se esse stf tivesse um fim sinceramente não faria falta alguma e não ser os bandidos

  5. JUSTIÇA AMADA BRASIL!!! disse:

    Monobras para salvar quem ofereceu a denúncia e quem condena. As manobra não visam salvar o denunciado.

  6. Murilo disse:

    Os togados vendidos querem livrar de vez o ladrão Mor "9 dedos" para não serem denunciados caso o molusco volte pra cadeia .
    José Dirceu, solto, Renan Calheiros , ninguém toca, Aécio , processo na gaveta, enfim, quem escapa no STF ??????

  7. José Nilton da Silva disse:

    Antonio , acomselho-o a se informar melhor sobre algo que queira comentar, dessa forma voce evitar passar por situacoes ridículas iguais a essa. Se é que você se respeita, algo que duvido muito. Os processos contra FHC, e Aécio tramitaram na justiça de São Paulo, passaram longe da Comarca de Curitiba. Tenha amor próprio, deixe de vociferar asneiras.

  8. Augusto disse:

    O ladrão, rindo feito um condenado

  9. Antônio Soares disse:

    É pra isso que serve essas estâncias, só pra proteger os ratos graúdos. Quando não é assim é escolhendo qual ministro criminoso, quer que seja o julgador do seu processo. Vai dando baixa até chegar no que aceita a velha grana por baixo do tapete, como aconteceu com o rap, depois cada um pega sua parte da bufunfa, e tá resolvido o caso.

  10. Alex disse:

    O STF é a vergonha do país,Porém os deputados superam

  11. Daniel disse:

    Nada mudou. Mesmo condenado fica em liberdade!

  12. Antonio disse:

    E o FHC que não foi processado por conta das prescrições , favorecido por Moro e sua republiqueta de CUritiba .

    • De olho👀 disse:

      Favorecido como? Era Moro o juiz? A causa corria em Curitiba? Deixe de repetir o que você ouve por aí e apresente argumentos, por favor.

  13. Antonio Turci disse:

    A sociedade poderia se mobilizar quanto a este assunto.

VÍDEO. Promotor Augusto Azevedo faz crítica dura a Lava Jato: “Usou atos inconstitucionais e antijurídicos”

Em entrevista ao Jornal das Seis, da 96fm, promotor de Justiça Augusto Azevedo, com anos de atuação do Tribunal do Juri, criticou ações que embasaram condenações da Lava Jato, apesar de reconhecer a importância “cultural” da operação.

Via 96 FM e Blog Gustavo Negreiros

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Macena disse:

    Dr.Augusto Azevedo, sempre foi um ótimo comentarista. Esse faz parte da elite do judiciário. Casta elitista, distante do judiciário, quê precisamos. João Macena.

  2. Oswaldo disse:

    Ummmmm…depois que prenderam um e depois que outro virou presidente agora a Lava Jato virou um engodo! Eita país escroto, quer dizer, foi interessante até um certo ponto!

  3. Emerson disse:

    O Dr. Augusto Azevedo tem o respeito da sociedade potiguar. Independentemente dessas colocações sobre a LJ, Augusto sempre se mostrou um Promotor ilibado, muito qualificado e, acima de tudo, sensato em muitas atuações.

  4. Francisco disse:

    Na visão do promotor, deixou claro, pra prender bandidos corruptos é nescessário refazer a constituição, a lei, agora, porquê ele não se levanta ou protesta contra essa lei que não consegue punir. Ora se somente a lei consegue punir, e desde o descobrimento do Brasil a corrupção e o desmando dos poderosos são ilimitados, então tem que ser feito algo. A lava jato conseguiu provas, teve confissão, teve devolução de dinheiro, pra um país que o objetivo de fazer justiça não é suficiente, e sim, a forma, e essa ao longo das centenas de anos não teve exito, devemos fazer o que, inocentar o criminoso? Inutilizar provas de crime? Devolver os bilhões recuperado? Se um promotor de justiça corrobora para inocentar criminosos que disseminaram miséria, violência, caos social pela pratica de seus atos, vão fazer jus a um auxíliozinho moradia que representa 5 vezes o salário de um trabalhador que trabalha 8 horas por dia no mês inteiro, pra sustentar toda sua família de tudo. Talvez essa seja a justificativa da defesa.

  5. Emmanoel disse:

    Augusto Azevedo sempre lúcido e competente. Concordo plenamente

  6. Lopim disse:

    Está na hora do MP-RN., agir com as responsabilidades que a situação "clama" e parar de fazer de conta que está correndo tudo bem

Ex-PM que dava ordens em ala com presos da Lava Jato é um dos presos pela PF em Natal, destaca reportagem

O Agora RN destaca nesta terça-feira(13) em reportagem que o ex-policial militar paranaense Emerson Rodes Marques, apontado em um livro que narra o cotidiano de ricos e poderosos presos em uma ala para investigados da operação Lava Jato, é um dos quatro suspeitos presos no início do mês por tráfico de drogas no Porto de Natal.

Rodes, como é conhecido, teve a sua prisão em flagrante convertida em prisão provisória pelo juiz federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª vara federal em Natal. Pelo fato de ser ex-policial, o magistrado determinou que ele seja transferido para a carceragem da superintendência da Polícia Federal, em Natal. Leia todos os detalhes aqui em texto na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Braulio Pinto disse:

    Já já Marco Aurélio Melo, com base em modificação da lei proposta por Bolsonaro, manda soltar.

Deltan Dallagnol interferiu para colocar juiz aliado no lugar de Sergio Moro na Lava Jato, diz The Intercept Brasil

Foto: Reprodução/The Intercept Brasil

Os procuradores da Lava Jato no Paraná atuaram nos bastidores para interferir na sucessão do ex-juiz Sergio Moro nos processos da operação em primeira instância. A força-tarefa do Ministério Público Federal fez lobby num outro poder, o Judiciário, para garantir que o novo escolhido para a cadeira do então recém-nomeado ministro do governo de Jair Bolsonaro fosse alguém que agradasse aos investigadores.

As articulações estão explícitas em duas mensagens de áudio do então coordenador da força-tarefa, o procurador Deltan Dallagnol. Nelas e em várias mensagens de texto trocadas pelo Telegram em janeiro de 2019, ele elenca os principais candidatos à vaga de Moro, elege os preferidos da força-tarefa e esboça o plano em andamento para afastar quem poderia “destruir a Lava Jato”, na opinião dele.

Quando Moro abandonou a carreira de juiz, em novembro de 2018, logo após a eleição de Bolsonaro, deixou vaga a cadeira de responsável por julgar os processos da Lava Jato na primeira instância. A sucessão ou substituição de um magistrado é um processo comum no poder Judiciário, que tem autonomia para decidir – obedecendo a um regimento interno.

O que é no mínimo incomum, nesse caso, é a pressão e a interferência de um órgão externo, o Ministério Público Federal. Em mensagens de texto e áudio, Dallagnol também pede a colegas familiarizados com o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o TRF4, responsável pela Justiça Federal do Paraná, que tentassem “advogar” junto a ele por uma solução que agradava à força-tarefa.

A ideia compartilhada por Dallagnol e por juízes federais do Paraná era colocar três magistrados na posição de assessores de um quarto, o veterano Luiz Antônio Bonat, num esforço para convencê-lo a disputar a vaga de Moro. “Ele colocou ali o nome dele por amor à camisa”, narrou Dallagnol. “Então a gente tem que conseguir um apoio. A ideia talvez seria de ter juízes assessores ali designados junto a ele”.

A Lava Jato considerava que Bonat, um juiz com 64 anos e de perfil extremamente discreto (jamais deu palestras ou entrevistas desde que assumiu o comando da operação, há quase dois anos), precisaria de ajuda para dar conta das dezenas de processos que corriam no Paraná. Assim, Dallagnol e equipe buscaram uma forma de garantir que nem todo o trabalho da operação cairia sobre ele.

O plano articulado para montar o time de juizes acabou por não sair do papel, mas o principal foi feito: Bonat foi convencido a disputar a vaga. “Aí ontem os juízes estavam preocupados e conseguiram fazer, conseguiram convencer o número 1 da lista, o que é ótimo para nós, assim, simbolicamente, a aceitar o desafio de ir para a 13ª”, celebrou Dallagnol, em áudio.

E, como era previsto pelos procuradores, Bonat herdou a cadeira de Moro por ser o mais antigo juiz federal em atividade na jurisdição do TRF4.

Nas conversas, fica claro que o juiz resistiu a entrar na disputa e que ele foi convencido a concorrer por colegas e procuradores que “estavam preocupados” com a vitória iminente de alguém visto com desconfiança pela Lava Jato: Julio Berezoski Schattschneider, um juiz que atuava em Santa Catarina. Procurados, nenhum deles quis dar entrevista.

A candidatura de Bonat surpreendeu a comunidade jurídica. Magistrado com 25 anos de carreira, à época, ele estava afastado da área criminal havia 15 anos. Até um juiz federal que atua na região do TRF4, e que falou ao Intercept sob a condição de anonimato, diz ter estranhado: “Era uma vara difícil, cheia de trabalho, daquelas que habitualmente ninguém quer pegar e acaba sobrando nas mãos de um juiz mais novo. E aí aparece um monte de gente mais antiga [na disputa]”, ele observou.

‘Vou convidar quem puder pra irmos estimular rs’

Sergio Moro foi o primeiro grande nome confirmado por Bolsonaro para seu governo após a vitória nas urnas. A adesão do então juiz ao político de extrema direita se deu meros três dias após o segundo turno: ele viajou ao Rio, visitou Bolsonaro em sua casa na Barra da Tijuca, ouviu o convite para ser ministro da Justiça e Segurança Pública e disse sim poucas horas depois.

Com a entrada formal na política, Moro foi obrigado a passar o bastão dos processos da Lava Jato. Temporariamente, a operação passou a ser conduzida pela juíza substituta Gabriela Hardt até que um novo magistrado assumisse a vaga de titular.

Pelas regras de funcionamento da justiça no Brasil, os processos seguiriam com a 13ª Vara Federal de Curitiba. Com a saída de Moro, a vaga de titular dessa vara entrou em disputa. Qualquer juiz da 4ª região da Justiça Federal – que abrange Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná – poderia disputar o posto. O escolhido seria quem tivesse mais tempo de carreira entre os inscritos, seguindo o regimento do TRF4.

No dia do anúncio de Moro, procuradores da Lava Jato já especulavam no Telegram quem sucederia o magistrado. Mas a interferência da força-tarefa no Judiciário só ganhou forma em janeiro de 2019, quando Dallagnol fez um comunicado aos colegas:

Dallagnol parecia obcecado. No dia seguinte, o então coordenador da força-tarefa apresentou aos colegas um prognóstico sobre os potenciais postulantes, endereçado especificamente a Januário Paludo, um dos veteranos da força-tarefa e com quem Dallagnol contava para ajudá-lo no lobby:

Ali Dallagnol expôs o primeiro alvo da força-tarefa e uma estratégia para tirá-lo da disputa. Tratava-se do juiz Eduardo Vandré, que trabalhava numa vara federal de Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul. Ele ocupava o sexto lugar na lista de antiguidade, mas “seria péssimo” para a Lava Jato, segundo o coordenador.

Os motivos para a desconfiança foram descritos por Paludo, que afirmou na mesma conversa, mais tarde, que Vandré era “pt e não gosta muito do batente”.

Com isso em mente, Dallagnol buscava fazer uma espécie de seguro: garantir a candidatura de um dos cinco juízes mais antigos, de forma que Vandré ficasse sem chances na disputa. Paludo detalhou o plano pouco depois:

Os comentários mostram que Paludo e Dallagnol viam Bonat (o juiz federal com mais tempo de serviço em toda a região Sul) como um instrumento para impedir que um nome indesejável ficasse com a vaga de Moro. Mas havia um problema: justamente pela idade, achavam que ele não teria “pique” para assumir os processos da Lava Jato. Por isso, Dallagnol aventou a possibilidade de que Bonat fosse escolhido, mas deixasse outros “trabalharem por trás” dele, como juízes assessores.

O assunto voltou ao Telegram quase uma semana depois, em 16 de janeiro. Dallagnol encaminhou aos colegas a mensagem de um juiz que chamou de “nosso preferido” para ocupar a cadeira de Moro: “estou avaliando, sim….temos até segunda…. Conversei com o Malucelli ontem e ele me disse que conversou com Bonat, e ele disse que não vai pedir e que nem cogita”, escreveu o magistrado, segundo o relato de Dallagnol.

A mensagem não deixa claro quem era o “preferido”, mas as tratativas nos dias seguintes indicam tratar-se do juiz Danilo Pereira Júnior, que já atuava noutra vara federal de Curitiba. Malucelli é o juiz Marcelo Malucelli, então diretor do foro da Seção Judiciária do Paraná – na prática, o administrador da unidade.

Àquela altura, Eduardo Vandré já desistira de concorrer, mas a Lava Jato tinha outra preocupação. O nome dela era Julio Berezoski Schattschneider, que trabalhava em Santa Catarina, outro a receber a alcunha de “péssimo” na lista de Dallagnol.

O chefe da força-tarefa afirmou ter conversado sobre o assunto com a juíza Gisele Lemke, de uma vara federal de Curitiba, e narrou aos colegas o que foi discutido:

Segundo o áudio, Schattschneider havia informado o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, instância máxima da Justiça Federal no Sul do país, que desejava ser transferido para Curitiba, mas não fazia questão de ficar com o lugar de Moro. Assim, a Lava Jato planejava convencê-lo a aceitar outra posição que não fosse a de Moro. Se ele não topasse, haveria um problema: por ser mais antigo, Schattschneider teria preferência sobre Danilo Pereira Júnior, o favorito da Lava Jato. O juiz Bonat continuava decidido a não concorrer.

Esse quadro permaneceu até 21 de janeiro de 2019, último dia para inscrição dos interessados. A força-tarefa estava tensa porque o desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, então presidente do TRF4 (que ironicamente foi cotado para suceder Moro no ministério de Bolsonaro por ser próximo aos militares), havia anunciado que os dois nomes preferidos da Lava Jato estavam impedidos de entrar no páreo.

A razão era um item do regimento do tribunal que vedava a transferência de juízes para uma vara com a mesma especialidade daquela em que já atuam.

Dallagnol se afligiu e pediu lobby sobre Thompson Flores:

O clima só desanuviou quase dez horas da noite. Januário Paludo avisou ao grupo que Luiz Antônio Bonat havia mudado de ideia e decidido se inscrever. No dia seguinte, o TRF4 divulgou a lista dos inscritos com ele na cabeça. Se Bonat não mudasse de ideia até a meia-noite do dia 24, dali a três dias, a vaga seria dele. Mas Schattschneider vinha na segunda posição. Por isso, a articulação continuou para que Bonat não desistisse.

As mensagens indicam que procuradores da Lava Jato trataram pessoalmente desse assunto com a cúpula da Justiça Federal do Paraná. Eles mencionam um encontro em 22 de janeiro, um dia após o encerramento das inscrições. Ao final da reunião, Dallagnol fez um resumo aos colegas:

Em viva voz, o procurador faz duas grandes confissões. Juízes federais alinhados à Lava Jato “estavam preocupados” com a possibilidade de que Schattschneider ficasse com a vaga de Moro, segundo Dallagnol, e, por isso, conseguiram convencer Bonat a se inscrever de última hora, “por amor à camisa”.

Esses magistrados, que não são identificados por Dallagnol no áudio, lançam uma suspeita sobre Schattschneider: a de que ele havia tentado iludir a corregedoria da Justiça Federal sobre sua intenção de suceder Moro. Procuramos Schattschneider em seu gabinete para que comentasse a suspeita levantada pela corregedoria, mas ele não respondeu às tentativas de contato.

Para manter o interesse de Bonat no cargo, os juízes e o MPF decidiram tentar algo que Dallagnol havia sugerido em 10 de janeiro: transformar o magistrado numa espécie de líder de um grupo de três outros juízes que ajudariam a dar agilidade aos processos. Segundo o áudio de Dallagnol, quem estava à frente desse plano era o juiz Marcelo Malucelli, mas a cúpula do TRF-4 já tinha se manifestado contra a ideia.

Procuramos Malucelli para que comentasse a declaração de Dallagnol, mas o juiz disse não saber que Bonat foi convencido de última hora e não esclareceu se articulou ou não o plano de designar juízes assessores para ele. “Várias medidas de auxílio foram tomadas pela corregedoria do TRF4 para a 13ª Vara de Curitiba, antes e depois da saída do juiz Moro. À direção do foro incumbe apenas cumpri-las”, respondeu.

A preocupação dos procuradores se dissipou no dia seguinte, 23 de janeiro, quando eles ficaram sabendo que Schattschneider havia desistido da vaga. No fim das contas, Bonat assumiu a 13ª Vara no dia 6 de março.

Entregamos a transcrição integral dos áudios e um resumo cronológico detalhado das mensagens de texto ao TRF4, à Justiça Federal do Paraná e ao MPF. Aos órgãos do Judiciário, perguntamos se eram verdadeiras as afirmações de Dallagnol de que os juízes só convenceram Bonat a concorrer à vaga de Moro de última hora porque “estavam preocupados” com a chance de vitória de Schattschneider e de que a direção do tribunal discutiu nomear três juízes assessores para “dar um apoio” ao magistrado veterano à frente da Lava Jato.

Também perguntamos se o tribunal não considera que as conversas narradas por Dallagnol são uma interferência indevida no Judiciário e fizemos o mesmo questionamento à força-tarefa da Lava Jato. Ao MPF, perguntamos se os procuradores chegaram a visitar candidatos para a vaga de Moro, como disse Dallagnol, e se o órgão não considerava inadequado o lobby sobre os juízes para viabilizar os nomes de sua preferência e, depois que esse plano falhou, para garantir que Bonat não desistisse da vaga.

Todas as questões ficaram sem resposta. Além de não se manifestar institucionalmente, o TRF4 não emitiu posicionamento de nenhum dos juízes citados nas conversas, aos quais direcionamos perguntas específicas. O MPF também preferiu não se manifestar.

The Intercept Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Macena disse:

    Concordo com o seu comentário, cara Renata Bastos. Os corruptos podem conversar, pessoas do bem, não podem! João Macena.

  2. Braulio Pinto disse:

    Intercept já publicou algum vazamento do PT? E de Bolsonaro? E da AGU ou STF? Porque só dos integrantes da lava jato. Esse blog não deveria nem existir mais, e Greenvalda deveria estar presa ou expulsa do país.

  3. Manoel disse:

    O ódio ideológico realmente é uma mer$@!
    O presidente desses que detonam o intercep falou com todas as letras: ACABEI O LAVA JATO, e nao causou tamanha indignação.
    Agora o intecept Brasil divulga áudios, conversar autênticas sobre os desmandos do lava jato e a mesma turma se volta contra o intercept.
    Realmente ser gado é nao ter caráter.

  4. Antonio Turci disse:

    IntercePT não tem credibilidade. Se duvidar, faz parte da ORCRIM.

  5. Boi Da Cara Verde & Amarela disse:

    Quadrilha. Se fizessem isso com a milícia do planalto, os ruminantes estariam espumando pela boca que nem cachorros.
    Raça desprezível.

  6. Chicó disse:

    O intercept não tem credibilidade alguma ! É a mesma coisa que um risco na água.

  7. Deco disse:

    Nada demais!!
    Só preocupação para que a lava jato não sofresse descontinuidade…
    Corretíssimo!!
    Só aplausos para esse funcionário publico pelo empenho e comprometimento com a instituição.

    Estranho é se ele estivesse combinando alguma coisa com Lula, Zé Dirceu , Marcelo Odebrech e outras figurinhas que estavam chafurdando na lama da corrupção.

  8. Toim disse:

    Tenho um lençol, choradeira pouca é bobagem. Mimimi do Caraí

  9. RENATA BASTOS disse:

    E daí??!
    Chega de hipocrisia! Os bandidos se unem, mesmo de ideologias diferentes e o cidadão de bem, não pode fazer nada em prol do bemmm!

  10. Samuel Uel disse:

    Esse é só um jornalzinho dos vermelhinhos, só eles ligam pra choradeira do jornal……tudinho revoltadinho pq Moro colocou o Pinguço Trambiqueiro na cadeia.

  11. Lobinha disse:

    Qual o problema de ter um aliado que defendam causas nobres e do coletivo? Se grampeassem todos dos poderes nas nomeações de cargos comissionados e de confiança sairiam coisas bem piores, interesses econômicos e manutenções de esquemas escusos é a toada. E na hora de inserir essa emenda que soltou o cabeça do PCC?