Michelle Bolsonaro vai processar quem divulgou que ela tinha caso extraconjugal

Foto: Evaristo Sá/AFP

A primeira-dama Michelle Bolsonaro decidiu processar jornalistas, publicações e todas as pessoas que disseminaram o boato de que ela estava tendo um relacionamento extraconjugal com o ex-ministro da Cidadania Osmar Terra.

O defensor afirma que apresentará uma queixa-crime contra o jornalista Germano Oliveira, diretor de redação da revista Isto É. Em outra ação judicial, pedirá indenização ao profissional e à revista. E ainda solicitará a abertura de um inquérito para “descobrir quem ajudou a propagar ofensas à honra, à dignidade e ao bom nome de Michelle Bolsonaro”.

“As pessoas terão a oportunidade de se desculpar com ela. Caso contrário, serão processadas”, afirma Bialski. “Ela [primeira-dama] é uma mulher religiosa e correta. Está indignada [com as insinuações].”
Na semana passada, o nome de Osmar Terra foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter por causa do suposto relacionamento. A notícia repercutiu também em outras redes sociais. O ex-ministro se manifestou afirmando que se tratava de uma mentira.

“A matilha se superou, também me agredindo e àquilo que tenho de mais sagrado: a minha família e a minha integridade moral. É o lixo da esgotosfera nas redes e em setores da imprensa. Não conseguirão me constranger”, escreveu ele no Twitter.

O jornalista Germano Oliveira sustenta que em momento algum escreveu que Michelle Bolsonaro tinha uma relação extraconjugal e diz que não pode se responsabilizar por comentários feitos na internet a partir de seu texto. Ele afirma que os advogados da Isto É vão exigir retratação de veículos de internet que fizeram a interpretação.

A nota publicada por Oliveira dizia o seguinte: “Michelle Bolsonaro, de 37 anos, demonstra certo desconforto no casamento. Foi sozinha à festa de casamento da deputada Carla Zambelli, na sexta-feira, 14. Na véspera de Natal, resolveu fazer uma cirurgia nos seios, e o marido viajou para a praia na Bahia. Nos últimos meses, viajava sozinha pelo país com o ministro Osmar Terra, que acaba de cair. Agora, Bolsonaro resolveu vigiá-la de perto e instalou-a na Biblioteca do Planalto”.

MÔNICA BERGAMO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    Vejam o nível dos comentários dos esquerdopatas por aqui. Moleques, gente sem qualquer decência, impróprios para o convívio humano. Lixo.

  2. ARAMANDO disse:

    Para os petistas; E mulher de Lulinha??? KKKKKKKK

  3. Ceará-Mundão disse:

    É assim que deve ser feito. Mentiu, caluniou, Só falou… Processo e pedido de indenização. Um dia esses vagabundos esquerdopatas (desculpem a redundância) param com essa canalhice.

  4. Getro disse:

    ESSES ESQUERDOPATAS SÃO IGUAL A BOI CHUI….TEIMOSOS E NÃO QUEREM SOLTAR O OSSO.

  5. Pedro disse:

    Fábio, que tal vc começar a usar calçinha, mostrar a musculatura malhada, a barba bem aparada e tentar entrar na fila do molusco de nove dedos? Olha só: Miriam, Marisa Leticia, Rose, Janja, a fila é interessante, depois, quem sabe vc não se torne uma ronaldinha.

  6. Pedro disse:

    Essa turma (doutrinada) tem que pagar por seus devaneios e mentiras, o JORNALISMO deve ser livre. Porem, as mentiras não combinam com seriedade e honestidade. Acredito que, como todas as profissoes o jornalismo deve ter um limite ético a ser respeitado, tocar a honra de alguem é complicado, existem famílias envolvidas nesse processo, e poderia ocorrer com qualquer um, se disse mesmo com insinuaçoes, como no caso, as provas devem ser apresentadas, sob pena de punição. Agora esse jornalista quer passar a batata quente para terceiros, mais uma demonstração de péssimo carater.

  7. Fábio disse:

    Todo bolsominion é corno

  8. Hugo disse:

    Tem que processar mesmo, jornalista sem escrúpulos fdp.

  9. Getúlio disse:

    Kkkkkkk, vai ser uma grana preta

    • Fernando disse:

      Ômi, tão falando que vão pegar grana dos petralhas que fizeram comentários nos blogs, wz, Instagram e Facebook. Vão ficar bilionário igual a famíglia mafiosa luladrão da silva.

COMENTE AQUI