‘Não compre, plante!’: Movimentos convocam Marcha da Maconha em Natal

Foi convocada para o dia 31 de maio em Natal a Marcha da Maconha, evento cuja bandeira, anuncia-se na divulgação, é pela legalização da erva.

Com os dizeres “A proibição mata; o cultivo salta” e ainda “Não compre, plante!” o evento está marcado para ter concentração às 12h ao lado da faculdade Estácio de Sá na Avenida Roberto Freire, em Ponta Negra.

A saída está marcada para as 16h20 em direção ao deck da praia de Ponta Negra, conhecida região que congrega jovens nos fins de semana que fazem uso da droga.

O evento tem o apoio do Diretório Central de Estudantes da UFRN; Liga Canábica; Movimento Lombra Eterna; Cabeças Feitas Produções; Amonati; Casa da Ladeira, dentre outros.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz Moreira disse:

    Liberar significa também regulamentar, criar um ambiente onde se discuta cada aspecto do uso, seja medicinal seja recreativo. Educação dá de dez em proibição cega.

  2. Roberto Araujo disse:

    Vários estudos comprovam os benefícios da maconha, logo, logo será legalizada!

  3. Roberto Araujo disse:

    Esses eleitores de Bolsonaro apresentam um QI acima da média! Basta ler seus argumentos.

  4. Marcio Fonseca disse:

    Pau nessa cambada de maconheiro. Só o MITO pra acabar com essa cambada de vagabundo!!!

  5. ÉdoBrasil disse:

    Apologia às drogas não é mais crime???????

  6. Observador disse:

    Vagabundagem não… a muléstia!

  7. ANTI-XELELÉU disse:

    alô PM!!!!

    já sabem onde estará essa cambada de maconheiros…

    é só levar uns 15 camburões .

    • Mortadela com pão disse:

      Sua cervejinha vc nao dispensa no fim de semana, nené hipocrita?

    • . disse:

      Tomar Cerveja não é proibido. Concorda?

    • Luiz Moreira disse:

      Se peoibissem bebida, você deixaria de beber??

    • Jaeci Neto disse:

      O paradoxo entre a proibição da maconha e a liberação do álcool faz parte do atraso dessa nação de primeiro mundo chamada Brasil.

  8. Alceu Cicco disse:

    Código Penal: Art. 287. Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:
    Pena – detenção, de 3 (três) a 6 (seis) meses, ou multa.

  9. Joel disse:

    Fazer uma pós, mestrado etc ninguém quer, mais apologia a maconha fazem uma festa eita país chibata.

COMENTE AQUI