O Marketingue do desastre continua sua odisseia

O pombo correio aposentado pelo marquetingue e revoltado por ter sido o responsável pela condenação do ministro e senador Garibaldi Alves Filho e do deputado federal Henrique Alves, por propaganda irregular feita por ele e considerada abusiva e grosseira pela Justiça, volta suas baterias contra a Assembleia Legislativa. É um pombo correio que se auto-manipula.

Em sua inconsequência bem programada e silenciosa, cai em contradição gritante. Poderia responder, com clareza, porque não se manifestou contra a reeleição no Ministério Público, no Senado, onde manda o peemedebista José Sarney, ou mesmo na Câmara Municipal, onde o vereador Edivan Martins articula abertamente a sua continuidade na presidência?  Por que tanta raiva da Assembleia tão repentina?

Duas razões aparentes fazem o pombo correio sem causa estrebuchar nas mídias sociais e na blogosfera. A primeira é a intenção de agradar o patrão, cada vez mais distante e sem lhe dar o menor prestígio. A segunda é o troco por não ter ficado entre as três agências de propaganda que cuidam da verba publicitária do Legislativo. A raiva do pombo correio, contra tudo o que contraria seus próprios interesses, não é contra a especulada reeleição da Mesa Diretora.

É porque não está usufruindo da verba publicitária. É só prestar atenção no tratamento diferenciado dado ao Governo do Estado, que é seu cliente. Nenhuma notícia contra. Ainda mais porque haverá nova concorrência e não é bom desagradar o poder. Se ele perder, aí nem Rosalba vai escapar. A sanha do pombo correio é tão grande que ele não leva em conta familiares de índole bem diferente. O problema é que o pombo correio até que faz. Mas nunca acontece.

Em tempo: O BlogdoBG é contra toda e qualquer reeleição na sociedade civil organizada.

Com diria Morais Moreira num trecho da canção Pombo Correio:

“Pombo correio se acaso um desencontro
Acontecer não perca nem um só segundo
Voar o mundo se preciso for
O mundo voa mas me traga uma notícia boa
Pombo correio voa ligeiro”