Disney vai demitir cerca de 28 mil funcionários dos parques temáticos


Foto: Scott Audette/Reuters

A Walt Disney anunciou nesta terça-feira que vai demitir cerca de 28.000 funcionários dos Estados Unidos em sua divisão de parques temáticos, conforme seus resorts enfrentam dificuldades com o público limitado e o fechamento contínuo da Disneylândia devido à pandemia de coronavírus.

Cerca de dois terços dos funcionários demitidos são trabalhadores de meio período, disse a empresa em comunicado. A Disney fechou seus parques temáticos ao redor do mundo quando o novo coronavírus começou a se espalhar no início do ano.

Todos, exceto a Disneylândia, foram reabertos gradualmente, embora a empresa tenha sido forçada a limitar o número de visitantes para permitir o distanciamento físico.

“Tomamos a decisão muito difícil de iniciar o processo de redução de nossa força de trabalho em nosso segmento de Parques, Experiências e Produtos em todos os níveis”, disse Josh D’Amaro, presidente da unidade de parques.

D’Amaro citou a capacidade limitada dos parques e a incerteza contínua sobre a duração da pandemia, que ele disse ter sido “exacerbada na Califórnia pela falta de vontade do estado em suspender restrições que permitiriam a reabertura da Disneylândia”.

Exame

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Elio Cesario disse:

    Eu tbm não ia mesmo…neeeem aí!!!

  2. Gregório de Matos disse:

    Viva o Pato Donald Trump!!!
    Viva o capitalismo Americano!
    Minha bandeira não é vermelha!

  3. Joaquim disse:

    Não, a culpa é de Bolsonaro

  4. Naldinho disse:

    Como diz o gado. A culpa é da governadora do RN.

  5. Tonhão disse:

    Culpa de Fátima

  6. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Vão dizer que é culpa do PT.

  7. Santos disse:

    No mínimo a culpa deve ser dos governadores do NE.

    • Luciana Morais Gama disse:

      Cadê os R$ 5 milhões de reais do RN?? Esse dinheiro é nosso!

    • Posto Ypiranga disse:

      O dólar a quase 6 reais, as empregadas domésticas que deixaram de ir passear na Disney todo ano.

    • Veralu disse:

      Não é , mas eles alimentam a desfaçatez do fique em casa!!!

    • Paulo disse:

      Vidas rm primeiro lugar.
      A economia a gente vê depois.

    • JAG disse:

      As domésticas, babás, motoristas particulares e afins estão desde o início da pandemia indo trabalhar diariamente nas casas dos pessoal do "fique em casa", pois esses patrões de forma alguma podiam ficar sem os seus serviçais. Isto é Brasil.

STF mantém absolvição de réu que confessou ter esfaqueado mulher por ciúme

Foto; Ricardo Moraes

A Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu hoje, por três votos a dois, manter a decisão do Tribunal do Júri de absolver um homem que confessou ter esfaqueado a mulher por suspeitar estar sendo traído. A vítima foi levada ao hospital e sobreviveu ao ataque.

O caso foi inicialmente julgado pelo Tribunal do Júri que, apesar de entender que a tentativa de feminicídio de fato foi praticada pelo acusado, decidiu absolver o réu.

O Ministério Público, responsável pela acusação no processo criminal, recorreu da decisão dos jurados e o TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) determinou que o réu fosse submetido a um novo julgamento pelo júri.

O TJ-MG entendeu que a decisão do Júri tinha sido tomada contra as provas do processo. Segundo informações do TJ, o réu chegou a confessar ter tentando matar a então companheira por suspeitar que estava sendo traído.

O ataque a faca ocorreu em 2016, no município mineiro de Nova Era, a 140 km de Belo Horizonte.

A defesa recorreu contra o novo julgamento ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), que rejeitou o recurso e manteve a decisão do Tribunal de Justiça. Em seguida, a defesa recorreu ao STF.

Na sessão de hoje, o debate na Primeira Turma do STF foi centrado sobre se o princípio da soberania dos veredictos do júri permitira recurso sob a alegação de que os jurados decidiram contra a prova dos autos.

O princípio da soberania dos veredictos, previsto na Constituição, estabelece que a decisão sobre a condenação ou absolvição cabe apenas aos jurados e que o mérito da decisão não pode ser revisto pelo Poder Judiciário.

O Tribunal do Júri é a instância responsável por julgar os crimes contra a vida, como feminicídio, homicídios e tentativas de homicídio.

O feminicídio é o homicídio, ou sua tentativa, motivado pelo fato de a vítima ser do gênero feminino.

Como votaram os ministros

Os ministros Marco Aurélio Mello, Dias Toffoli e Rosa Weber votaram pela manutenção da decisão do Tribunal do Júri que absolveu o réu.

Já os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso votaram a favor da realização de um novo júri para que o acusado fosse novamente julgado.

Em seu voto, Toffoli afirmou ser pessoalmente contrário ao julgamento de crimes contra a vida pelo Tribunal do Júri, mas ressaltou que, de acordo com as regras atuais, as decisões dos jurados devem ser respeitadas.

“Nós temos, enquanto isso não ocorrer, que respeitar a soberania do júri, seja para absolver, seja para condenar”, afirmou o ministro.

Já Barroso afirmou que a legislação permite que o Tribunal de Justiça reveja a decisão do júri para determinar a realização de um segundo julgamento.

“Não pode o Tribunal de Justiça, que é soberano na revisão dos fatos, reconhecer que ocorreu uma decisão contrária a prova dos autos e mandar realizar um novo júri? Se essa não é uma decisão contrária à prova dos autos, eu tenho dificuldade de saber o que é”, disse o ministro.

1ª Turma muda entendimento

A decisão representou uma mudança no entendimento da Primeira Turma sobre o tema.

Em março, o colegiado tinha decidido ser possível aos tribunais determinar a realização de um segundo julgamento pelo júri quando o primeiro veredicto for emitido contra as provas no processo.

A mudança foi possível com a saída do ministro Luiz Fux da Turma, ao assumir a presidência do STF, e com a chegada de Dias Toffoli ao colegiado.

No julgamento de março, Fux e os ministros Barroso e Alexandre de Moraes formaram maioria a favor da possibilidade de o julgamento ser refeito.

Com a chegada de Toffoli, que participou hoje de sua primeira sessão na Primeira Turma, o equilíbrio de forças mudou e o ministro compôs a maioria a favor da decisão do júri ao lado dos ministros Marco Aurélio e Rosa Weber.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    STF como sempre

  2. Maria Bernardes disse:

    Realmente a culpa deve ser da vitima! O acusado, agora legalmente inocente, poderá terminar o serviço incompleto com sucesso e com aval da justiça !!!! Já que se sente no direito de matar sua propriedade, no caso, a esposa.

Covid-19: Vacina da Moderna induz anticorpos em idosos, mostra estudo


Foto: Jakub Porzycki/NurPhoto/Getty Images

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório americano Moderna criou anticorpos neutralizantes em quantidades consideradas elevadas para a faixa etária acima de 56 anos. As informações, divulgadas nesta terça-feira por pesquisadores na revista especializada News England Journal of Medicine, mostraram também que o imunizante em desenvolvimento gerou sintomas toleráveis nos participantes dos testes durante as fases 1 e 2.

De acordo com a publicação, foram ministradas duas doses do imunizante em cada indivíduo. A vacina da Moderna consiste em usar um segmento de RNA, material genético do vírus, que dentro do organismo humano promove a produção de uma proteína do vírus que funciona como “antígeno”, a molécula que faz o sistem imune reconhecer o patógeno.

O estudo, voltado para idosos, teve a participação de 40 pessoas divididas em duas faixas etárias: de 56 a 70 anos e acima de 71 anos. O resultado foi a produção de anticorpos neutralizantes em quantidades elevadas. Segundo os dados, participantes com mais de 71 anos apresentaram resposta neutralizante ainda maior do que o grupo situado entre 56 e 70 anos.

Entre os efeitos colaterais mencionados estão fadiga, calafrios e dores de cabeça e no local da injeção. Os mais graves foram febre e cansaço, este último reportado no grupo acima de 71 anos. Devido às reações adversas, durante a fase 3 de testes, a Moderna optou por ministrar 50 microgramas do composto divididas em duas doses em um intervalo de quatro semanas.

— Vacinas como a da Sinovac, testada aqui em São Paulo, são produzidas com o vírus inativados, e costumam ser menos imunogênicas para pessoas acima de 50 anos. Este teste foi realizado justamente para verificar como a vacina da Moderna vai se sair nessa faixa etária. E os estudos mostraram que o grupo entre 56 e 70 anos teve resposta similar à dos grupos mais jovens, entre 18 e 56 anos, testados anteriormente. E que acima de 70 anos foi ainda maior a quantidade de anticorpos neutralizantes produzidos — destaca Jorge Kalil, professor titular de Imunologia Clínica e Alergia da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Para Kalil, que faz parte do grupo independente de especialistas que audita o estudo, chama a atenção o fato dos testes terem sido realizados com um grupo reduzido de participantes:

— É um estudo bem realizado, porém, pequeno, com quatro grupos de 10 pessoas, todos brancos, sem nergos ou latinos. A gente não sabe, mas pode ser que tenha diferença entre os indivíduos.

Em julho, o então ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, afirmou que o Brasil seguia em negociações com a Moderna para uma possível compra com prioridade da candidata a vacina desenvolvida pela empresa contra a Covid-19.

O Globo

Justiça suspende extinção de resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente que delimitavam as áreas de proteção de manguezais e restingas

Foto: Fátima Meira/Estadão Conteúdo

A Justiça Federal do Rio de Janeiro suspendeu hoje a extinção de duas resoluções do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente) — presidido pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles — que delimitavam as áreas de proteção permanente (APPs) de manguezais e de restingas do litoral brasileiro.

“Tendo em vista o evidente risco de danos irrecuperáveis ao meio ambiente, defiro antecipação dos efeitos da tutela para suspender os efeitos da revogação apreciada na 135ª Reunião Ordinária do Conama”, escreveu a juíza Maria Amélia Almeida Senos de Carvalho, da 23ª Vara Federal do Rio de Janeiro, na decisão.

A liminar atende a uma ação popular movida pelos advogados Juliana Cruz Teixeira da Silva, Leonardo Nicolau Passos Marinho, Renata Miranda Porto e Rodrigo da Silva Roma contra a União e Salles.

Eles argumentaram que a revogação das resoluções 302 e 303 “viola o direito constitucional a um meio ambiente ecologicamente equilibrado”, assegurado no artigo 225 da Constituição, bem como a Política Nacional do Meio Ambiente traçada na lei nº 6.938/81 e o Código Florestal (lei nº 12.651/12).

Ontem, ao explicar a extinção das normas, governo afirmou que essas resoluções foram abarcadas por leis que vieram depois, como o Código Florestal. Especialistas em meio ambiente apontaram, porém, que até hoje essas normas são aplicadas, porque são os únicos instrumentos legais que protegem, efetivamente, essas áreas.

UOL com informações de Estadão Conteúdo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão Decepcionado disse:

    Esse é o plano de Bolsonaro e sua trupe Theo. Não é aleatório e circunstancial. É pensado e dirigido.
    A destruição da natureza é parte do plano de Bolsonaro, diz o jornalista Fernando Brito.
    “A aliança com fazendeiros, garimpeiros, madeireiros e grileiros que se vai afirmando com o governo nas áreas florestais é, nas franjas litorâneas, com máfias turísticas e milícias”.
    Esse foi o grupo que o apoiou com esse compromisso mesmo. As queimadas, as invasões de áreas protegidas e áreas indígenas, etc, fazem parte desse acordo nefasto de destruição e morte sob o manto de Jesus visto no alto de uma goiabeira na terra plana onde os laranjais florescem e as rachadinhas são parte do negócio de família sob o silêncio de muitos "HOMENS DE BEM".

  2. Théo disse:

    Ainda bem q ainda existem pessoas sensatas e equilibradas na justiça. Pq se fosse depender dessa anta de presidente, desse imbecil do ministro do meio ambiente e mais uma boiada q existe por aí, o nosso meio ambiente já estaria só no barro e nada mais. E olhe lá se esses miseráveis ñ levassem tb o barro.

  3. Guto disse:

    Difícil ler certos comentários. Essas resoluções se tornaram inócuas após a aprovação do código florestal, e para saber como o governo está trabalhando nesse quesito basta acompanhar as ações do exército e do Ministério do Meio Ambiente na região da Amazônia Legal. Procura saber sobre as apreensões que aconteceram e sobre as prisões de pessoas que estavam contrabandeando nossas riquezas e destruindo a floresta. São números impressionantes.

  4. Antonio Turci disse:

    Mais um inconformado com o resultado das eleições de 2018.

  5. Santos disse:

    Graças a Deus, pq se depender desse governo do apocalipse, não vai sobrar pedra sobre pedra do Brasil.

Brasil registra 50 mil pacientes curados nas últimas 24h e passa de 4,1 milhões de recuperados da Covid-19


Foto: reprodução

O Brasil registrou nesta terça-feira (29), mais 50.906 pacientes recuperados do coronavírus, totalizando 4.135.088 pessoas curadas da doença.

A quantidade de pessoas curadas no Brasil já é sete vezes superior ao número de casos ativos (499.513), que são os pacientes em acompanhamento médico.

O registro de pessoas curadas já representa 85,6% do total de casos acumulados.

Senado aprova suspensão de dívidas de clubes de futebol até o fim do ano


Plenário do Senado Federal durante votação semipresencial em meio à pandemia de coronavírus em 22/set | Foto: Sérgio Lima/Poder 360

O Senado aprovou nesta terça-feira (29) projeto de lei que suspende o pagamento de parcelas do Profut (Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro) até o fim do estado de calamidade pública, que termina em 31 de dezembro de 2020. O texto volta para a Câmara dos Deputados.

O relator, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), alterou a proposta dos deputados. Ele retirou o trecho que alterava a artigo da Lei Pelé que acabava com a contribuição para a Faap (Federação das Associações de Atletas Profissionais) e para a Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol).

A 1ª entidade recebe 0,5% do salário mensal dos atletas e 0,8% do valor correspondente às transferências nacionais e internacionais. Já Fenapaf recebe 0,2% do valor correspondente às transferências nacionais e internacionais de atletas de futebol.

“A revogação do art. 57 da Lei Pelé fará com que essas entidades deixem de receber tais recursos, deixando milhares de atletas brasileiros desassistidos”, escreveu no relatório.

Outra mudança aceita é a de que só poderão usufruir do benefício da postergação das parcelas aqueles que mantiverem o nível de empregos de antes do estado de calamidade.

“Concordamos com o teor da emenda, que busca conciliar os benefícios concedidos pelo ente governamental com um mínimo de responsabilidade social por parte das entidades esportivas beneficiadas, sobretudo considerando que a medida protege os trabalhadores com salários mais baixos”, afirmou o senador.

Outro pontos

Além de postergar o pagamento das parcelas para depois da pandemia com o pagamento de juros, os recursos não gastos com a dívida devem ser utilizados para o pagamento dos empregados que ganhem até duas vezes o teto do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

O texto também determina que a interrupção da interrupção das competições por surtos, epidemias e pandemias que possam comprometer a integridade física dos atletas deverá ser aprovada pela maioria dos clubes participantes.

Já o prazo previsto para as ligas desportivas, as entidades de administração de desporto e as entidades de prática desportiva envolvidas em qualquer competição de atletas profissionais terão 7 meses a mais para apresentarem e publicarem suas demonstrações financeiras do ano anterior.

O relator afirmou que não há renúncia fiscal no projeto, já que este só prorroga o pagamento e não perdoa as parcelas.

Poder 360

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno disse:

    Quando a maré tá boa…
    O ABC agradece do fundo do coração.

Só 1 a cada 10 candidaturas a prefeito é de mulher; nenhum partido lança mais candidatas mulheres do que homens

Apenas 1 a cada 10 candidaturas para as prefeituras é de mulher. São 2.496 mulheres candidatas para o Executivo municipal num total de 19.141 candidatos (13% do total). Os nomes de mulheres na disputa a prefeito não são maioria em nenhum dos 33 partidos. É o que mostra um levantamento feito pelo G1 com base no repositório de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Esse percentual de mulheres concorrendo à prefeitura é o mesmo registrado nas eleições municipais de 2016 e 2012.

O baixo número de candidaturas de mulheres se repete na disputa para a Câmara Municipal. Nestas eleições, as mulheres são 34% dos candidatos a vereador. São 175.312 (de um total de 509.969 candidatos ao cargo). Em 2016, esse percentual era de 32%. Em 2012, 31%.

De forma efetiva, a cota de, no mínimo, 30% para candidaturas de mulheres passou a valer após a minirreforma eleitoral de 2009. Antes disso, a lei previa a reserva de 30% das vagas para as mulheres, mas os partidos deixavam essas vagas vazias.

Nestas eleições, as taxas mais altas de candidaturas a prefeito e vereador são, principalmente, de partidos à esquerda no espectro político, como PSTU, PSOL, PT e o nanico estreante UP. Na corrida por prefeituras, PCB e Novo lançaram menos mulheres. Para o Legislativo municipal, o PCO registrou o percentual mais baixo de mulheres, abaixo da cota: 21%.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos disse:

    Tá! E daí?
    A culpa só pode ser do Presidente! Kkkk

Bolsonaro sanciona lei que aumenta pena por maus-tratos a cães e gatos


O presidente Jair Bolsonaro sanciona lei Sansão em cerimônia no Palácio do Planalto | Foto: reprodução (29/09/2020)

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (29) durante cerimônia no Palácio do Planalto a lei para aumentar a pena por maus-tratos a cães e gatos.

O texto altera a lei de crimes ambientais, que prevê pena de três meses a um ano de detenção e multa para crimes contra todos os animais. O novo dispositivo prevê prisão de dois a cinco anos de detenção, multa e proibição de guarda para quem maltratar, ferir, abusar ou mutilar cães e gatos, especificamente.

“A partir de hoje, quem cometer [crime] contra cão e gato, vai ter o que merece: prisão”, disse o autor da proposta, o deputado Fred Costa (Patriota-MG).

O projeto foi aprovado pelo Senado no começo deste mês. Bolsonaro chegou a contestar a punição mais rigorosa durante uma live e disse que faria uma enquete nas redes sociais para consultar a opinião pública.

Durante a cerimônia, o presidente negou que tenha posto em dúvida a sanção da lei. “Demoramos 15 dias [para sancionar] porque passa pelos ministérios, não é por boa vontade minha”, disse. “Quem não demonstra amor por um animal como o cão, não pode demonstrar amor a quase nada nessa vida”, declarou.

O cachorro Sansão, que teve duas patas decepadas ao ser agredido e inspirou nome de lei que prevê pena maior para maus-tratos a animais | Foto: Reprodução/Instagram/Todos por Sansão

A legislação foi apelidada de lei Sansão, em homenagem ao cão pitbull que teve as patas traseiras decepadas.

Em entrevista à CNN, o deputado Fred Costa comemorou a aprovação e disse que a mudança é “uma quebra de paradigmas entre a impunidade e a pena restritiva de direitos”.

“Lamentavelmente, a lei não retroage e não terá efeito em crimes anteriores. No entanto, os novos crimes após a sanção será diferente. A lei entra em vigor e prevê prisão de até cinco anos de prisão. Para nós, esta lei é uma quebra de paradigmas entre a impunidade e a pena restritiva de direito”, afirmou.

CNN Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José aldomar disse:

    Até que enfim o presidente fez uma coisa boa infelizmente vou ter que dá os parabéns e dizer muito obrigado pelos animais

  2. Maria Bernardes disse:

    PARABÉNS ao Dep. Fred Costa/MG pela a iniciativa !👏🏼👏🏼👏🏼 Embora não acreditar que vá fazer muita diferença na prática, pois se nem quem mata pessoas fica mais preso…. que dirá quem matar um coitadinho de um animal.. 😿

  3. Pedro disse:

    Bem como vc Santos, que pena que vão ter que aguentar mais 06 anos. Rapaz na Venezuela, Cuba ou Angola é tão bom, não tem idiota, gado, tem muita fartura de liberdade, comida, escola, muda pra lá que aqui vai piorar.

  4. Santos disse:

    Boa, parabéns de animal ele entende bem, já de gente é zero!

COVID: Foram 863 óbitos e 32 mil casos nas últimas 24 horas no Brasil


Imagem: reprodução

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta terça-feira (29):

– Registro de 863 óbitos nas últimas 24h, totalizando 142.921 mortes;

– Foram 32.058 novos casos de coronavírus registrados, no total 4.777.522 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 4.135.088, com o registro de mais 50.906 pacientes curados. Outros 499.513 pacientes estão em acompanhamento.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Aqueles 800 mortos de covid 19 que o presidente, sabidamente, previu no ano 2020, morre por dia hj, isso com a pamdemia sob um certo controle.
    Aí vem um pessoal sem noção e fala que o presidente tinha razão.
    Çey naum!

    • RMS disse:

      Quem tinha razão era a equipe da desgovernadora fatima que disse, que iam morrer 11.000 no RN, torcer pela doença em troca de ideologia, loucura. #forafatão.

Pagamento do auxílio emergencial extra de R$ 300 começa na quarta-feira (30)

Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A Caixa vai iniciar os pagamentos das parcelas do Auxílio Emergencial Extensão para os beneficiários que não fazem parte do público do Bolsa Família nesta quarta-feira (30/09), juntamente com o início do Ciclo 3 de pagamentos. O pagamento das parcelas extras dos beneficiários do Programa Bolsa Família segue o calendário habitual. A primeira parcela extra teve início no dia 17 de setembro e finaliza o primeiro ciclo nesta quarta-feira (30), com o pagamento dos beneficiários de final de NIS 0.

Já foram pagos R$ 213,8 bilhões do Auxílio Emergencial para 67,2 milhões de brasileiros, em um total de 315,5 milhões de pagamentos. “O Auxílio Emergencial é o maior programa de transferência de renda da história do país e a CAIXA está ao lado dos mais humildes, que precisam com urgência do benefício, demonstrando que é o banco de todos os brasileiros”, destaca o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães.

O benefício criado em abril deste ano pelo Governo Federal foi estendido até 31 de dezembro por meio da Medida Provisória (MP) nº 1000. O Auxílio Emergencial Extensão será pago em até quatro parcelas de R$ 300 cada e, no caso das mães chefes de família monoparental, o valor é de R$ 600.

Não há necessidade de novo requerimento para receber a extensão do auxílio. Somente aqueles que já foram beneficiados e, a partir de agora, se enquadram nos novos requisitos estabelecidos na MP, terão direito a continuar recebendo o benefício

O calendário de pagamentos e de saques para o Auxílio Emergencial Extensão  e para a continuidade das parcelas do Auxílio Emergencial foi estabelecido pela Portaria nº 496 do Ministério da Cidadania de 28 de setembro de 2020.

A parcela da extensão, que será paga na abertura do Ciclo 3, será para os beneficiários que receberam a primeira parcela do Auxílio Emergencial em abril.

O Ciclo 3 contempla também pagamentos para beneficiários que ainda estão recebendo demais parcelas do Auxílio Emergencial. Além destes, o público que tenha feito o procedimento de contestação por meio da plataforma digital entre os dias 20 de julho e 25 de agosto e tenha sido considerado elegível receberá o crédito da primeira parcela do Auxílio Emergencial conforme o calendário do Ciclo 3.

No Ciclo 4, será a vez de começar a receber a parcela do Auxílio Emergencial Extensão aqueles que tiveram a ajuda pela primeira vez em maio.

Confira abaixo todo o calendário dos Ciclos 3 e 4:

Calendário do saque em dinheiro para os Ciclos 3 e 4:

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rui disse:

    Ôôô véi duro arrochado e bom.
    Mito pra vitalício já!!
    PT nunca mais.

Mulheres são maioria no eleitorado do RN, representam 52,8%; Menores de 18 anos são apenas 1%


Foto: reprodução

Com 52,8% dos registros, as mulheres são maioria do eleitorado no RN, enquanto homens representam 47,1% dos votantes, de acordo com o levantamento feito pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN).

Já na divisão por faixa etária, os mais jovens (entre 16 e 17 anos) representam apenas 1,12% do eleitorado. Vale lembrar que o voto é facultativo a partir dos 16 anos de idade, mas não é obrigatório antes dos 18 anos.

O número de eleitores com idade entre 18 e 24 anos representa 13,3% do total. Já os votantes que têm entre 25 e 34 anos são 22,01%. Aqueles entre os 35 e 44 anos, 20,87%. Entre 35 e 59 anos, o número representa 24,38%. Dos 60 aos 69, são 9,93%.

O eleitorado a partir dos 70 anos, quando o voto também se torna facultativo, representa 8,39%.

Eleitorado do RN cresceu 11% nos últimos dois anos


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Nos últimos dois anos, o eleitorado potiguar cresceu cerca de 11%. Enquanto nas Eleições de 2018 o estado teve 2.373.691 eleitores, em 2020, o número de pessoas aptas a votar nas Eleições Municipais é de 2.447.178, de acordo com dados levantados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN).

Maioria não completou fundamental

No RN, 9,1% dos eleitores têm Ensino Superior completo e 5% têm Ensino Superior incompleto, enquanto 24% têm até o Ensino Médio completo e 14,4% não completaram o Ensino Médio.

Apenas 4,2% só cursaram até o Ensino Fundamental e 25,6% não completaram o Ensino Fundamental. Outros 6,5% são analfabetos, enquanto 10,8% são considerados analfabetos funcionais.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eleitor disse:

    Informação incorreta. Pelos números apresentados na reportagem o aumento foi de 73.487 eleitores, que representa um aumento de apenas 3,09%.

Covid-19: Vacina da Johnson & Johnson induz resposta imune com dose única, indicam resultados preliminares

Foto: MARK RALSTON / AFP

A farmacêutica americana Johnson & Johnson publicou na última sexta-feira na plataforma de pesquisas medRxiv resultados preliminares das fases 1/2 de sua vacina candidata contra a Covid-19, desenvolvida pela sua subsidiaria belga Janssen Pharmaceuticals. De acordo com a pesquisa, submetida ao site ainda sem a revisão de pares, indica que a fórmula foi capaz de induzir resposta imune contra o novo coronavírus e se demonstrou segura no experimento randomizado. Os resultados passarão pelo teste final na terceira etapa dos ensaios, conduzida em vários países, inclusive o Brasil, e envolverá 60 mil voluntários.

Segundo a empresa, 796 pessoas participaram as duas primeiras fases, que foram conduzidas de forma simultânea. O terceiro, composto por 394 voluntários, englobou apenas idosos com mais de 65 anos. Os 402 restantes têm entre 18 e 55 anos e foram avaliadso entre 22 de julho e 24 de agosto. O estudo, do tipo duplo-cego, assegurou que nem os pacientes nem os pesquisadores tinham conhecimento de quem foi administrado com a vacina e quem recebeu o placebo. Diferentemente dos outros imunizantes tidos como líderes da corrida global por uma vacina, o produto da J&J é desenvolvido com base em apenas uma dose.

A companhia americana tem apresentado esse diferencial como um elemento importante na competição com as demais vacinas, uma vez que diminuiria pela metade a logística da distribuição de uma eventual vacina segura e eficaz contra o Sars-CoV-2. Foram testadas diferentes doses e a menor delas foi considerada eficaz, de acordo com os autores da pesquisa. A resposta imune por meio de anticorpos se mostrou estável entre adultos e idosos. Os efeitos colaterais, por sua vez, foram febre, dor de cabeça, dor no corpo e fadiga.

A Johnson & Johnson anunciou no último dia 23 o início dos testes da Fase 3 de sua vacina candidataA companhia informou que espera os resultados desta etapa dos testes até o fim deste ano ou no início de 2021.

Em agosto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já havia autorizado a companhia a desenvolver estudos clínicos no Brasil através de sua subsidiária belga. No país, a empresa deve recrutar sete mil voluntários maiores de 18 anos em sete estados e no Distrito Federal: Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia e Paraná.

O objetivo desta etapa de testes é verificar se a vacina pode prevenir a Covid-19 em estágios moderados e graves após a manipulação de uma única dose, bem como casos mais leves e doenças graves decorrentes da infecção que requerem intervenção médica.

A empresa planeja fabricar até 1 bilhão de doses em 2021 e aumentar a produção nos anos seguintes.

O Globo

Governo do RN retira da substituição tributária os setores de autopeças e vinhos

Foto: Sandro Menezes/ASSECOM/RN

O Governo do Estado retirou do regime de substituição tributária os produtos ligados aos setores de vinhos e peças automotivas. Com a alteração, esses produtos, que eram tributados na origem, passarão a ter a arrecadação escalonada dentro da cadeia comercial. A medida foi instituída através de decretos, publicados no Diário Oficial do Estado (DOE), e visam dar mais competitividade aos estabelecimentos comerciais do RN que operam com esses itens frente aos comercializados em outros estados. A mudança promove uma melhoria no fluxo de caixa das empresas e integra o pacote de medidas do RN Cresce Mais para acelerar o desenvolvimento da economia após a retomada.

A alteração no sistema de tributação trará um impacto positivo no comércio de vinhos e autopeças, tendo em vista que o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) será calculado sobre o valor real desses produtos, tornando o cálculo menos impreciso. Com isso, ganha também o consumidor, que pagará um preço mais justo. Atualmente, a base de cálculo para vinhos no Rio Grande do Norte é de 27% e a de autopeças, 18%.

De acordo com o secretário estadual da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, os próprios empresários pleitearam a alteração da tributação no setor de autopeças porque não conseguiam competir com empresas de outros estados. No entanto, a retirada da substituição tributária dará também condições de se atrair para o RN atacadistas de autopeças, principalmente de motopeças, já que as motocicletas são importante instrumento de trabalho e locomoção em Natal e no interior.

Mais competitividade

Com essas e outras medidas integrantes do programa RN Cresce Mais, a governadora Fátima Bezerra amplia a competitividade para os empresários locais, como é o caso do setor de vinhos. “Até então, era cobrado imposto por substituição tributária para comercialização dos vinhos. Na hora em que o consumidor comprava, já pagava o imposto embutido no preço da mercadoria. Agora, será possível adquirir estes produtos em condições mais favoráveis, tornando o produto mais competitivo no RN, incentivando que o consumidor não busque o mesmo produto em outros mercados”, explica o secretário.

Isso porque a margem dessa substituição tributária era de 55% a 70% do valor presumido da mercadoria. “O que acontecia era que empresas de outros estados com melhor condição tributária começaram a invadir o comércio potiguar fazendo vendas diretas para o consumidor final, mercado que chegou a 25% do negócio total de vinhos no Rio Grande do Norte”, argumenta.

O titular da SET explicou que o regime de imposto diferenciado para esses dois setores não se trata de isenção fiscal: “O Governo está retirando esse produto da substituição tributária para dar aos empresários potiguares uma condição de competição igual a de empresários de fora”. Ele informou que quando uma empresa daqui que for do Simples Nacional, vai comprar pagando só a diferença de alíquota, “não vai mais pagar aquele valor agregado naquele produto e vai conseguir vender mais barato e poder competir com essa empresa de fora, que vendia direto para o seu cliente”.

“É uma medida com a qual o Governo espera ter a volta dos empregos para esse setor de adegas, a reabertura de lojas e a população consumindo mais, proporcionando um ganho para todas as partes, inclusive, em arrecadação de impostos”, completou o secretário de Tributação. O decreto com todas as alterações de alíquotas para os setores de autopeças e de vinhos foi publicado na edição desta terça-feira (29) do Diário Oficial do Estado, que pode ser acessado na internet no endereço www.diarioficial.rn.gov.br.

RN Cresce Mais

Lançado pelo Governo do RN em 21 de setembro, o programa RN Cresce + abrange um plano multissetorial de incentivo à retomada e crescimento da economia com ações de curto, médio e longo prazo. As medidas envolvem as Secretarias de Estado da Tributação (SET), do Desenvolvimento Econômico (Sedec), do Turismo (Setur), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf-RN) e da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape) com ações nas áreas da agropecuária, turismo, mineração, indústria, geração de energia, transportes e comércio, e prevê incentivos fiscais, desburocratização, melhoria no ambiente de negócios e novos investimentos para a geração de emprego e renda.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. CNN disse:

    É uma importante mudança, pois os estados vizinhos possuem uma tributação menor, onde o imposto não é cobrado na fonte e algumas empresas que possuem um decreto e pagam menos imposto e acabam exportando para o RN, porém precisava aumentar essa nossa redução para outros itens, como exemplo: todas as bebidas alcoólicas pois as mesmas estão entrando por outros estados e o RN acaba perdendo.

  2. João disse:

    Vai ficar pior e mais caro.
    Segundo um contador consultado, o (des)governo retirou a ST, mas ao contrário dos outros estados que retiraram e não acresceram impostos, a daqui acresceu 40% de ICMS agregado, ou seja, piorou.

Globo só fará debates se partidos aceitarem limite de quatro candidatos

Em 2016, no primeiro turno, a Globo realizou debate com seis candidatos: Doria, Russomanno, Haddad, Erundina, Marta e Major Olímpio. Imagem: Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo

Por medidas de segurança, por causa da pandemia de coronavírus, a Globo decidiu limitar a realização de debates eleitorais no primeiro turno das eleições municipais. A emissora está informando que só realizará debates nas cidades onde haja acordo entre os partidos para que apenas os quatro mais bem colocados candidatos na pesquisa eleitoral mais recente (Ibope ou Datafolha) participem dos encontros.

A decisão, possivelmente, inviabilizará a realização de debates no primeiro turno.

“A Globo vai lutar por esse acordo”, disse Ali Kamel, diretor de jornalismo da emissora em comunicado interno divulgado nesta segunda-feira (21). O debate de segundo turno permanece com a data prevista (dia 27 de novembro).

Matéria completa AQUI via Coluna Maurício Stycer – UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antenado disse:

    É ótimo ver a esquerdopatia defendendo a Globo. Quem diria. Mas é bom lembrar que o seu ídolo, o nove dedos, quer ver o fim da globo.

  2. É isso aí!!! disse:

    O CORRETO É NÃO FAZER COM NENHUM CANDIDATO NO BRASIL INTEIRO.
    DEPOIS QUE A GLOBO LIXO QUEBROU VÁRIOS COMERCIANTES BRASIL A FORA, TÁ NA HORA DO FIQUE EM CASA SERVIR PROS CANDIDATOS.
    A GLOBO TEM QUE COMEÇAR COM A LADAINHA DO
    FIQUE EM CASA CANDIDATOS.
    QUE LOROTA É ESSA DE DEBATES??
    TÁ QUERENDO AUDIÊNCIA É??
    FIQUEM EM CASA.
    FIGUEM EM CASA.
    Estamos de olho.

    • Dilson disse:

      Tua TV tem controle? Muda o canal, bebezão!

    • José Quirino disse:

      Faliu é kkkk

    • E DAÍ??? disse:

      É só trocar o canal para o da Record do bispo Edir Macedo do programa A Fazenda que é bem educativo. Muito bom para os conservadores defensores dos bons costumes. Ou então bota no canal do Show do Milhão em Ritmo de Festa com muitos jogos da sorte que também é muito instrutivo.

    • Lote de jumentos batizados disse:

      Leia de novo pra entender babacas, quem é que está falando de controle aqui.
      Tá se falando do fique em casa.
      Bora globo lixo, faz uma campanha pros políticos não sairem de casa, só assim não enchem o saco do eleitor.
      Os primeiros que deveriam ficar trancado em casa são os esquerdopatas, esses passaram a pandemia toda junto com a globo lixo pregando o fique em casa pregando o caos e dessiminando o pavor, o pânico.
      Como querem ir pras ruas agora??
      Não!
      Tem que ficarem em casa.
      Entendeu derrotados??
      Mito via internet.
      2022 a 2026.
      Chupa!!!!

Caern informa paralisação de abastecimento para serviço em município da Grande Natal nesta quinta-feira

FOTO: CAERN/ASSECOM

Equipes da Companhia de Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) irão realizar um serviço de adequação na Estação Elevatória de Água Tratada Granja Recreio, que faz parte do abastecimento da cidade de Macaíba.

Com isso, haverá paralisação do bombeamento na estação pelo período de 5 a 6 horas da próxima quinta-feira (1), o que afetará o abastecimento de toda a zona urbana de Macaíba e também da população abastecida pela Adutora da Reta Tabajara.

Os serviços serão realizados em conjunto com a companhia de energia elétrica e visam se adequar às exigências do Mercado Livre de Energia.

Após a conclusão do serviço, o sistema de bombeamento será religado, mas a previsão para a normalização completa do fornecimento de água é de até 48 horas. A Caern recomenda que as famílias reservem água para uso no período.