Polícia apresenta acusado de matar funcionária da deputada Larissa Rosado

A Delegacia da Defesa da Mulher de Mossoró apresentou na tarde desta quinta-feira um homem identificado como Francisco Teixeira Lira e Filho, de 27 anos, acusado de matar a empregada doméstica Cristiana Barreto Viana, de 36 anos, no último dia 26 de fevereiro. Cristiana era funcionária da casa da deputada estadual Larissa Rosado (PSB).

As investigações sobre o caso foram conduzidas pelo Delegado Regional de Mossoró, Clayton Pinho, pela Delegada da Defesa da Mulher Cristine Magalhães e pelo Delegado Odilon Teodósio da Divisão de Polícia do Oeste. O acusado estava preso desde o último dia 17, mas foi mantido em sigilo.

Cristiana Barreto foi encontrada morta num terreno baldio no bairro de Santo Antônio, zona Oeste de Mossoró, o local é conhecido como “Estrada do Óleo”. O corpo da vítima apresentava quatro perfurações provocadas por disparos de arma de fogo na região do ombro e nas costas.

De acordo com Clayton Pinho, Francisco Teixeira tinha uma relação amorosa com a vítima. “O casal mantinha um relacionamento às escondidas há oito meses, já que o acusado era casado. E ele atribuiu o fato da sua esposa ter ficado sabendo da traição através de Cristiana, e isso o teria levado a cometer o crime”, revela o delegado. ”

Ainda segundo o delegado, Francisco Teixeira, será autuado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e com surpresa à vítima. Ele está preso do Centro de Detenção Provisória de Mossoró aonde aguarda decisão da Justiça, finaliza.

Dn Online