Diversos

Precatórios: Assembleia na UFRN para definição sobre acordo acontece nesta sexta-feira; espera de 27 anos de docentes perto do fim

Após uma longa espera de 27 anos, os beneficiários do processo conhecido como Precatórios estão muito perto de ver uma resolução definitiva para a ação. Isso porque nesta sexta-feira(30) será realizada uma assembleia, às 14h, no auditório da reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), para que os docentes possam decidir pela realização de um acordo.

Desde o último mês de agosto o Tribunal Regional do Trabalho (TRT 21) decidiu suspender o andamento da ação e buscar junto à Procuradoria Geral Federal (PGF), com a banca de advogados que está à frente da execução do processo, um acordo que pudesse atender aos beneficiários.

Após uma série de reuniões em Brasília, na quarta-feira (21), a PGF sinalizou a possibilidade de efetivar um acordo até o final do ano de 2018, tendo por base a decisão que homologou os cálculos apresentados pela própria Procuradoria em 2015. Isso significa que, caso o acordo seja aprovado em assembleia, será pago a cada beneficiário os valores referentes aos atrasados no período compreendido entre julho de 1987 a outubro de 1989 (26,06% – Plano Bresser) e fevereiro de 1989 a abril de 1989 (26,05% – Plano Verão).

Segundo a assessora jurídica do ADURN-Sindicato, Andreia Munemassa, no acordo serão incluídos os 328 docentes que não constaram nos cálculos apresentados pela Procuradoria no processo. “Também solicitaremos a inclusão dos 38 professores que não estavam na lista originária, mas que comprovaram ter direito ao recebimento dos atrasados, pois eram celetistas na UFRN no período contemplado pela ação”, disse a assessora.

Ainda de acordo com Munemassa, o pagamento dos valores atrasados serão corrigidos e atualizados pelos índices utilizados pelo TST. Além disso, será negociado a proporcionalização do Imposto de Renda e exclusão do Plano de Seguridade Social (PSS), que corresponde a 11%.

Para o presidente do ADURN-Sindicato, Wellington Duarte, o acordo é a melhor via para a conclusão do processo, tendo em vista que a execução da ação pode se arrastar por tempo indefinido. “Há 27 anos os docentes esperam pelo recebimento desses valores que são deles por direito, nada mais justo que possam ter a opção de recebe-los com maior celeridade, levando em consideração que a esmagadora maioria dos beneficiários já tem uma idade avançada. Nesse sentido, o ADURN-Sindicato não tem medido esforços para viabilizar um acordo junto a Procuradoria Geral Federal, que possa atender às necessidades desses docentes, sem que seja necessário mais uma longa espera”, disse o dirigente.

Para embasar a posição do docente na assembleia agendada para o dia 30, entre os dias 26 e 29 de novembro, o ADURN-Sindicato irá disponibilizar a estimativa dos valores de cada beneficiário para consulta, presencialmente na sede do sindicato, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h. Somente o docente substituído na ação ou pensionista poderá realizar a consulta.

É importante ressaltar que os valores apresentados poderão sofrer variação, tendo em vista que o valor exato somente será fornecido pela PGF após assinatura do acordo. O edital de convocação da assembleia foi publicado na edição de sábado, 24, no jornal Tribuna do Norte. Veja abaixo:

Opinião dos leitores

  1. Esse povo enquanto não raspa o tacho até o fim não sossega. Pelo amor de Deus deixe pelo menos um restinho para saneamento.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Golpes e estelionatos têm aumento de 314% no RN

Foto: reprodução

O número de registros de estelionatos, golpes e fraudes disparou no Rio Grande do Norte em 2021. De acordo com dados enviados a pedido da Tribuna do Norte pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais da Secretaria da Segurança Pública (Coine/Sesed), até agosto deste ano foram registradas 12.388 denúncias de casos, contra 2.992 no mesmo período em 2020. O aumento é de 314%. Com relação a 2019, o aumento foi de 265%.

A pandemia de coronavírus, que obrigou os potiguares a passar mais tempo em casa com as medidas restritivas, fazendo maior uso do celular e o computador, pode ter sido um dos fatores que fizeram com que esses números crescessem tanto em 2021, segundo especialistas, investigadores e vítimas. Matéria completa na Tribuna do Norte.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gastronomia

Confira as receitas de Chambaril, Camarão Alho e Óleo e Tulipa de Frango na Brasa do Papo de Fogão Raiz

PRATO 1

Chambaril

1 kg de chambaril

1 ½ tomate picado

1 cebola roxa

1 cebola branca

1 pimentão pequeno

1 maço de coentro

3 dentes de alho com um pouco de alho

2 batatas inglesas descascadas e inteiras

1 cenoura em pedaços grandes

½ repolho

Sal e pimento do reino a gosto

2 colheres de sopa colorau

Modo de preparo:

Aqueça bem a panela de pressão.

Acrescente o alho e deixe dourar um pouco.

Adicione as cebolas, o pimentão, o tomate e deixe refogar por uns 5 minutos.

Coloque a carne sobre o refogado.

Acrescentar o sal, o colorau e a pimenta do reino.

Acrescente a água, mexa um pouco, feche a panela e deixe pegar pressão e  por uns 30 minutos.

Deixe sair a pressão, abra a panela e coloque a cenoura e deixe cozinhar por uns 10 minutos, acrescente a batata, refogue por 5 minutos e acrescente o repolho. Feche a panela e deixe por 5 minutos.

Acrescente o coentro na hora de servir.

Pirão

Ingredientes:

1 litro do caldo

Farinha de mandioca o quanto baste para dar o ponto.

Coentro e cebolinha a gosto.

Modo de preparo:

Misture a farinha com o caldo cuidadosamente, deixe dar o ponto do pirão.

Desligue o fogo e acrescente o coentro e a cebolinha.

Sirva em seguida acompanhado de arroz.

 Tempo de preparo: 20 min

Tempo de cozimento: 40 min

DICA RÁPIDA 1

Camarão no Alho e Óleo 

Ingredientes:

300g de camarão inteiro

Sal a gosto

3 cabeças de alho picada

Óleo para fritar

Modo de preparo:

Tempere o camarão com sal a gosto.

Em uma frigideira coloque um fio de óleo e deixe ficar bem quente.

Acrescente o camarão e deixe ficar rosado de um lado, em torno de 3 minutos.

Acrescente o alho, misture, vire os camarões e deixe por mais 2 a 3 minutos.

Retire e sirva em seguida.

Tempo de preparo: 3 min

Tempo de cozimento: 7 min

DICA RÁPIDA 2

Tulipa de Frango na Brasa

Ingredientes:

1/2 k de tulipa de frango(meio da asa)

Sal e pimenta do reino a gosto.

Modo de Preparo

Acenda a churrasqueira e deixe o braseiro bem quente, sem ter labareda.

Tempere as tulipas apenas com sal e pimenta do reino.

Coloque no espeto para churrasco, 3 por espeto.

Coloque na churrasqueira e a cada 5 minutos vire de lado, até ficar bem assada.

Sirva com farofa e vinagrete.

Tempo de preparo: 3 min

Tempo de cozimento: 25 min

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Rogério Marinho diz que Ricardo Noblat “falta com a verdade” em publicação que atribuiu ao ministro fala sobre Bolsonaro

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro Rogério Marinho fez críticas ao jornalista Ricardo Noblat e disse que o profissional “falta com a verdade” após publicação feita por ele em seu blog afirmando que Marinho, durante um almoço em Brasília, teria dito que está “difícil sustentá-lo”, referindo-se ao presidente Jair Bolsonaro.

VEJA MAIS: Rogério Marinho diz que “está difícil sustentar Bolsonaro”

“Não disse e nunca diria tal bobagem”, escreveu Marinho em seu perfil no Twitter. E também questionou “a que interesses servem esse tipo de conduta?”.

 

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Luto

Potiguar José Xavier Cortez, fundador da Cortez Editora, que morreu aos 84 anos, foi plantador de algodão e lavador de carros antes de ingressar no mercado editorial

Foto: J. F. Diorio

O editor José Xavier Cortez, fundador da Cortez Editora, que morreu na sexta-feira (24) aos 84 anos, devido a um câncer em estágio avançado, foi militar da Marinha, plantador de algodão e lavador de carros antes de começar sua carreira no mercado editorial. O ponto de partida foi uma banca de livros na PUC-SP, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde se matriculou no curso de economia em 1966.

“Comecei a levar uns livros que os professores indicavam para vender aos alunos da faculdade. Em cima disso, eu ganhava uma comissão”, relatou ele numa entrevista à Folha de 2008. Com o tempo, os pedidos tanto da turma de economia como dos alunos de outros cursos aumentaram, daí a banca. “Era conhecido como o ‘sacoleiro do livro”‘, disse na mesma ocasião.

Natural de Currais Novos, município do interior do Rio Grande do Norte, ele viu o negócio crescer ao oferecer títulos censurados pela ditadura militar que outras editoras temiam publicar. Fidelizou, assim, o público universitário intelectual que encontrava na instituição, parte fundamental da identidade da editora que viria a fundar em 1980.

A Cortez Editora surgiu, assim, especializada em textos de serviço social e de educação. Com um catálogo de mais de 1.300 títulos, ela atualmente tem uma grande quantidade de obras escritas por professores, pesquisadores e intelectuais brasileiros.

Com passagem pela direção da Câmara Brasileira do Livro, a CBL, Cortez teve a vida retratada no documentário “O Semeador de Livros”, dirigido por Wagner Bezerra.

“Sua trajetória profissional e o seu empenho como grande incentivador do livro e da leitura é o expressivo legado que nos deixa, e foi com esse sentimento que a Cortez Editora cresceu, e é exatamente com esses valores que continuaremos a contar essa história”, diz a nota de falecimento que a Cortez Editora publicou nesta sexta.

FolhaPress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Bolsonaro testa negativo para a Covid-19

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) testou negativo para a Covid-19 neste domingo (26). O diagnóstico molecular (RT PCR), considerado um dos mais precisos para a identificação da doença, foi realizado nesta manhã no Palácio da Alvorada, em Brasília. O presidente permanece isolado cumprindo a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após retorno de viagem aos Estados Unidos.

Três integrantes da comitiva presidencial que compareceram à Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) testaram positivo para a doença, incluindo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, um diplomata e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente.

Queiroga permanece em Nova York e trocou de hotel na sexta-feira (24).

Nesta semana, outros dois ministros do governo Bolsonaro tiveram o diagnóstico confirmado para a doença: o advogado-geral da União, Bruno Bianco, e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Após 32 dias preso injustamente, idoso infarta e morre ao sair da cadeia

Foto: Arquivo pessoal

Um homem de 63 anos infartou e morreu em frente ao Presídio de Segurança Máxima I, em Maceió (AL), nessa sexta-feira (24/9). Cícero Maurício da Silva estava preso há 32 dias e tinha sido liberado da cadeira após a Justiça de Alagoas reconhecer que a detenção era indevida.

De acordo com texto publicado pelo jornal O Globo, ele morreu logo antes de entrar em um carro de aplicativo para ir embora. Ele teve um ataque cardíaco, que a família alega ter sido causado pela ansiedade para deixar a prisão.

O homem foi preso em 23 de agosto, ao tentar tirar um novo documento de identidade. Desde então, ele não teve contato com a família ou advogados, por conta da greve dos policiais penais de Alagoas que impedia visitas ao presídio.

Acusação e defesa

Silva foi preso por conta de um processo por estelionato que começou a tramitar em 2010. O documento com a ordem de prisão afirmava que ele havia vendido um terreno para mais de uma pessoa.

Mas, de acordo com a defesa do idoso, ele era inocente. O advogado Gilmar Francisco Soares Júnior afirmou no pedido de habeas corpus que o homem era analfabeto e não sabia sobre a acusação.

Soares afirmou também que a prisão era um “constrangimento ilegal”, isso porque se houvesse condenação, ela seria em regime aberto ou semiaberto. Porém, o crime já estava prescrito e isso foi reconhecido no último dia 22 pelo juiz Thiago Augusto Lopes de Morais.

“Infelizmente o Brasil é um país que prende muito e prende mal. Ele não sabia o porquê de estar preso e nem eu, como advogado, tampouco a família, conseguimos ter acesso a ele para explicarmos que houve uma confusão”, relatou o advogado ao jornal carioca. Ele pontuou ainda que alertou sobre os problemas de saúde e idade do homem, mas que não foi ouvido.

Antes do alvará de soltura, Cícero Maurício da Silva teve dois habeas corpus negados pelo Tribunal de Justiça de Alagoas e um pelo Superior Tribunal de Justiça.Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Essa é a injustiça que funciona nesse país de justiça troupe fraca, é absolutamente injusta e inoperante é vergonhosa à justiça desse país , agora cabe à justiça lutar por uma reparação milionária que o estado seja responsabilizado de forma correta pela prática desse assassinato. Absurdo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Rogério Marinho diz que “está difícil sustentar Bolsonaro”

Foto: Adriano Machado/Reuters

No Lake’s Restaurante, em Brasília, a feijoada de sábado atraiu o ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, sua mulher, parentes e amigos.

Provocado por um amigo, Marinho confessou baixinho: “Está difícil sustentá-lo”. Referia-se ao presidente Jair Bolsonaro. A mulher de Marinho queixava-se de ninguém ali a reconhecer.

Foi-se o tempo em que autoridades e consortes se empenhavam em ser reconhecidos em locais públicos. A moda agora é o contrário para escapar de eventuais atos hostis.

Marinho é candidato ao Senado no Rio Grande do Norte. Está com o caixa gordo para fazer face às despesas de campanha.

Blog do Noblat – Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Ano que vem vai dizer que é o senador de Bolsonaro e se eleger pendurado no saco do presidente, mais um…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTOS: Bandidos roubam cabos de alta tensão e equipamentos de mineradora em Bodó e causam prejuízo de R$ 400 mil

A Bodó Mineração na cidade de mesmo nome foi alvo de um roubo de cabos de alta tensão e outros equipamentos no último dia 23 deste mês.

Segundo a empresa, o prejuízo causado é de cerca de R$ 400 mil. A empresa que atua na exploração de scheelita na cidade acionou a polícia que já investiga a ação criminosa.

Opinião dos leitores

  1. O combate e repressão, para esses crimes é só a famosa conversa de “miolo de pote” um faz de conta desgraçado. Vamos agir mesmo atipicamente!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Cid Gomes freta avião para viajar de Fortaleza a Salvador e pede reembolso de R$ 54 mil ao Senado

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Em março deste ano, o senador Cid Gomes (PDT) pediu o reembolso de uma viagem feita por ele de Fortaleza a Salvador. O parlamentar escolheu fretar uma aeronave para fazer o deslocamento, ao invés de usar voo comercial, como fez em outros meses. A viagem custou R$ 54.552,00 aos cofres públicos, a mais alta solicitação feita entre os senadores para este tipo de despesa este ano.

Em voo comercial para os mesmos trechos, comprando a passagem com antecedência, o valor fica em torno de R$ 600, para ida e volta. Comprando de última hora, de um dia para o outro, o voo comercial salta para R$ 4 mil, de acordo com pesquisa feita pelo R7 em sites de companhias aéreas — quase 13 vezes menos do que o valor do fretamento de aeronave.

No documento anexado pelo senador no pedido de reembolso ao Senado Federal, o detalhamento diz que a viagem seguiu o trecho Fortaleza, do aeroporto Pinto Martins, a Salvador, voltando para Fortaleza, no dia 16 de março. A nota foi emitida pela empresa aérea no dia 31 de março.

A solicitação de reembolso foi apresentada pelo senador ainda no mês de março. O valor solicitado por Cid Gomes não teve glosa. Ou seja, ele foi ressarcido no valor cheio apresentado — R$ 54.552,00. A nota não tem detalhes de quem viajou na aeronave. A descrição do serviço prestado ficou limitada a “transporte de pessoas”.

Foto: reprodução/site do Senado

O ressarcimento no Senado é regulado por atos internos que disciplinam o uso da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores (Ceaps). O ato nº 5 do primeiro-secretário da Casa, de 2014, estabelece procedimentos para controle e ressarcimento das despesas. O artigo 2º do documento diz que o valor mensal da cota corresponde ao somatório do valor mensal da verba indenizatória pelo exercício da atividade parlamentar e do valor mensal da verba de transporte aéreo, que varia dependendo do estado pelo qual cada senador foi eleito.

Avião oficial

Quando era governador do Ceará, em 2008, Cid Gomes fretou um avião para uma viagem oficial de 10 dias na Europa. Os custos ficaram, só com a aeronave, em aproximadamente R$ 388 mil para os cofres públicos. Mas ele não foi sozinho. A mulher dele e a sogra também estavam a bordo da aeronave, além de um secretário de Estado e um assessor de Cid, com as respectivas esposas. O grupo passou pela Espanha, Escócia, Irlanda, Alemanha e por Londres.

Com a repercussão negativa da viagem, Cid divulgou uma nota à época dizendo que a viagem foi para a participação em eventos sobre turismo e fruticultura e pediu “desculpas pelo constrangimento”. Ele alegou que “não houve nenhum custo ou despesa extra para o estado. O voo é cobrado por quilômetro e não pelo número de passageiros.”

À época governador, Cid Gomes justificou ainda o gasto com o que era feito pelos seus antecessores. “Pelo menos 20 governadores dos 27 estados brasileiros adotam esta prática de voar em aviões fretados ou próprios do estado. Todos os governadores do Ceará, nos últimos 20 anos, contrataram aviões executivos para suas viagens, com uma diferença: antes, a aeronave vinha de Recife, incluindo-se no valor pago a ida e a volta para a capital pernambucana.”

O R7 entrou em contato com a equipe do senador na tarde de sábado (25) e até o momento da publicação não houve retorno.

R7

Opinião dos leitores

  1. Tem que ser assim mesmo, tô torcendo pra Lula voltar e fazer pior que da última vez. Bota pra lascar nesses eleitores que dizem espertos.

  2. Uma sociedade que cobra seus políticos, se desenvolver e próspera
    Uma sociedade que idolatra seus políticos, só eles prosperam as custa do povo.

  3. Doí na alma ver um parlamentar usar o dinheiro público desta forma, esses privilégios tem que acabar.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

AVISO DE MAU TEMPO: Marinha faz alerta para ventos de até 61 km/h e ondas de 2,5m no litoral sul do RN

Foto: reprodução

A Marinha do Brasil emitiu um Aviso de Mau Tempo alertando para ventos de até 61 km/h e ondas de até 2,5m de altura na área costeira que vai de Maceió (AL) até Natal (RN). O alerta feito com base em previsões meteorológicas da Capitania dos Portos é valido das 21h deste sábado (26) até as 21h do domingo (27).

O órgão recomenda que durante este período as embarcações de pequeno porte “evitem a navegação” e que as demais redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Opinião dos leitores

  1. alguma notícia sobre a temperatura? está um inferno de quente em natal e não vejo uma notícia sobre isso!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *