Cidades

Que beleza: Em tribunais de contas pelo país, 23% dos conselheiros respondem ações na Justiça

Os Tribunais de Contas dos Estados (TCEs) são responsáveis por examinar os gastos dos agentes públicos, apontar irregularidades e superfaturamentos em obras e serviços, e tentar evitar que recursos governamentais sejam desperdiçados. Com o advento da Lei da Ficha Limpa, esses órgãos passaram a ter uma responsabilidade ainda maior, uma vez que lhes compete encaminhar aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) a relação de administradores que tiveram as contas com parecer negativo — o que pode impedi-los de se candidatar a cargos eletivos. Mas toda essa austeridade para o público externo nem sempre se verifica entre os próprios conselheiros.

A maior parte deles é escolhida por critérios políticos; muitos têm parentes importantes, e há pelo menos dez casos em que a Justiça os afastou da função após descobrir irregularidades, proibindo-os em alguns casos até mesmo de passar a menos de 100 metros da instituição que deveria zelar pela boa aplicação do dinheiro público. São esses tribunais e conselheiros que cuidarão das contas dos 27 governadores eleitos neste ano e das Assembleias Legislativas, que, juntas, têm 1.080 deputados estaduais. Embora não avaliem as contas individuais desses parlamentares, os conselheiros são responsáveis por aferir os gastos do Legislativo, além dos Tribunais de Justiça e dos Ministérios Públicos.

Pesquisa realizada pela ONG Transparência Brasil aponta que 44 conselheiros (23%) respondem a ações na Justiça ou até tiveram contas rejeitadas. Além do subsídio de R$ 26.589 e da vitaliciedade no cargo, os que obtêm uma cadeira em um tribunal de contas têm direito a carro com motorista, diárias, e, em alguns casos, verba para aluguel e até 14º e 15º salários.

A Transparência Brasil demonstrou, no mesmo levantamento, que essas máquinas custam caro ao contribuinte. Há situações, de acordo com a pesquisa, em que os gastos com os tribunais correspondem a 87% do orçamento da Assembleia Legislativa do estado. É o caso, por exemplo, do Rio de Janeiro. O orçamento para 2014 desta é de R$ 681,5 milhões, e o do TCE, R$ 593 milhões. O Amazonas vive situação semelhante. Enquanto a Assembleia tem gasto estimado em R$ 222,8 milhões, o TCE tem uma verba de R$ 185,6 milhões (83%).

Os 27 TCEs mantêm 189 conselheiros — 2/3 indicados pelo Legislativo, e 1/3 pelo Executivo. O Tribunal de Contas da União (TCU) tem nove ministros e cuida da prestação de contas do presidente, do Congresso e da administração direta e indireta. A maior parte dos indicados para os tribunais de contas é de ex-deputados, ex-secretários ou parentes. Por imposição constitucional, somente 54 são indicações mais técnicas, de servidores de carreira dos próprios tribunais e do Ministério Público.

Cientes das críticas que parte da sociedade dirige aos TCEs, a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon) se reúne no mês que vem, em Fortaleza, para discutir propostas de mudanças no funcionamento desses tribunais. Uma das ideias é exigir a aplicação da Lei da Ficha Limpa para os novos conselheiros e que haja quórum qualificado para a votação dos indicados — hoje, isso ocorre por maioria simples.

 Apesar de a Constituição de 1988 exigir dos candidatos a conselheiros “idoneidade moral”, “reputação ilibada”, “notórios conhecimentos jurídicos, contábeis, econômicos e financeiros ou de administração pública”, o que se nota é que essas atribuições são letras mortas nos momentos das indicações. Entre os que ocupam cargo nos TCEs, há um condenado por homicídio — que já cumpriu a pena —, acusados de corrupção passiva, falsidade ideológica, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e por aí vai. Esse currículo, que impediria a posse de qualquer candidato ao serviço público, nem sempre é levado em consideração quando o escolhido para o cargo de julgador das contas públicas é um político, amigo de poderosos.

Em Alagoas, por exemplo, segundo o levantamento do Transparência Brasil, o conselheiro Luiz Eustáquio Toledo foi condenado a seis anos de prisão por matar a própria mulher. No Rio, os conselheiros José Gomes Graciosa e Jonas Lopes de Carvalho Júnior respondem a ações penais no Superior Tribunal de Justiça (STJ) por corrupção passiva. Em Rondônia, o ex-deputado estadual Francisco Carvalho da Silva, o Chico Paraíba, foi pego na Operação Dominó, da Polícia Federal, que acusou diversos parlamentares do estado, em 2006, de desviarem R$ 70 milhões dos cofres da Assembleia Legislativa por meio de contratos falsos.

DECISÃO JUDICIAL AFASTA CONSELHEIROS

Os problemas com a Justiça não ficam apenas na tramitação fria dos processos. Em alguns casos, os indícios de irregularidades são tão flagrantes que os conselheiros foram afastados de suas funções e proibidos de pisar no TCE. O Amapá é o caso mais notório. Cinco dos sete conselheiros titulares permanecem em casa, por ordem judicial. O ex-presidente da instituição, José Júlio de Miranda Coelho, além de ser apontado pelo Ministério Público Federal como um dos responsáveis por desvios milionários dos cofres do próprio tribunal, também foi flagrado em conversas telefônicas nas quais negocia com uma mulher encontros sexuais com a filha dela, de 14 anos.

No Mato Grosso, o conselheiro Humberto Melo Bosaipo foi afastado do cargo por decisão judicial. Ele responde a pelo menos oito ações penais no Superior Tribunal de Justiça (STJ) por peculato e lavagem de dinheiro. Um outro membro do tribunal, o conselheiro Sérgio Ricardo de Almeida, é acusado de comprar a vaga de outro colega, pagando R$ 4 milhões por isso. Ele nega.

Também em Alagoas, a vice-presidente do TCE, Rosa Maria Ribeiro de Albuquerque, é irmã do vice-presidente da Assembleia Legislativa, Antonio Albuquerque (PTdoB). O Ministério Público aponta o deputado como o chefe da organização criminosa que teria desviado recursos públicos da assembleia. Rosa Maria trabalhou com o irmão, que também empregou outros parentes na Casa, e por pouco não foi beneficiada por um ato dele. O deputado tentou tornar definitivas as nomeações dos parentes, inclusive de Rosa Maria, que se tornariam funcionários efetivos sem concurso público, mas uma ação do Ministério Público impediu a manobra.

Os conselheiros vivem num mundo onde podem dizer o que é certo e o que é errado na ação de terceiros. Não raras vezes, menosprezam os trabalhos realizados por técnicos, que apontam superfaturamento de preços ou outras irregularidades, e acabam decidindo politicamente. Embora não tenham o poder de condenar ninguém — a palavra final sobre a rejeição de contas é sempre do Legislativo —, eles equiparam-se a magistrados, sendo beneficiados pela Lei da Magistratura.

A transparência, que deveria ser regra básica nos sites dessas instituições, na verdade é exceção. Em São Paulo, por exemplo, nem mesmo o currículo dos conselheiros se pode consultar. No Rio, não é possível consultar a folha de pagamento nominal para saber quanto cada um recebe. No Tocantins, os relatórios anuais sobre a vida financeira do TCE pararam em 2011. Em Alagoas, se o cidadão quiser saber dos gastos com diárias dos membros do tribunal de contas, terá de recorrer à Assembleia Legislativa.

Fonte: O Globo

Opinião dos leitores

  1. Será que existe indicação meramente política para os TCEs sem a observação da idoneidade moral, reputação ilibada e notório conhecimento para o exercício do cargo?
    Existe a necessidade de dar um "reset" na maioria das instituições existentes no Brasil.
    As que são inúteis tem que extintas.
    Congresso Nacional, Assembleias Legislativas, Câmara Legislativa do DF e Câmaras Municipais e alguns tribunais estaduais tem que ser fechados para readequação de salários, gratificações, vantagens, passagens aéreas, planos de saúde vitalícios, cargos em comissão, auxílio moradia e despesas gerais para acabar com salários vultosos e gastos desnecessários da instituição.
    Também tem que ser revisto os critérios para que alguém possa se candidatar a algum cargo eletivo.

  2. Há poucos meses foi apresentada uma reportagem onde, por meio de um livro, um Juiz dizia que no Congresso havia parlamentares que desviavam recursos públicos e nos TCEs havia quem fingisse que não via.
    Parece que ele estava certo, apesar da gritaria de Suas Excelências que ainda se esforçam para fingir honestidade.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

ABIN: servidores anunciam início de “operação padrão” e classificam gestão Lula de “governo do desmonte”

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Os servidores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) anunciaram o início de uma “operação padrão” a partir desta segunda-feira (22). O comunicado é da União dos Profissionais de Inteligência de Estado (Intelis) que, por meio de nota, ainda chama a gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente da agência de “governo do desmonte”.

Operação padrão é um termo utilizado quando servidores públicos, em forma de protesto, passam a executar minuciosamente normas e procedimentos. A ação, embora não interrompa, tem intenção de diminuir o ritmo do trabalho. Isso, na prática, prejudica a eficiência e a produtividade, o que causa atrasos e dificuldade nas operações.

Segundo a Intelis, a operação padrão pode comprometer a realização do Concurso Nacional Unificado (CNU), também chamado de Enem dos concursos, e a reunião do G20, grupo que reúne governos das principais economias do mundo.

“Às vésperas da realização de eleições municipais, CPNU [Enem dos Concursos], reunião do G20 e desintrusão de terras indígenas, eventos críticos e do interesse de agentes adversos, o governo do Brasil decide abrir mão da sua agência de inteligência e escolhe deliberadamente tomar decisões à base do improviso”, afirmou a Intelis por meio de nota.

A instituição explicou à CNN que, além de trabalhar na proteção de terrorismo, espionagem e contraespionagem, a Abin também executa atividades em outras áreas que podem sofrer prejuízos.

Uma delas é a realização do Enem dos Concursos. A agência é um dos órgãos responsáveis por apontar itinerários para o transporte de provas e fiscais em regiões de difícil acesso, como na Amazônia.

A Intelis explicou ainda que, entre as atividades que podem ser prejudicadas, estão as nomeações para o governo federal, uma vez que a Abin investiga indicações feitas para cargos públicos. A agência também atua diretamente no trabalho de identificação de atividades ilegais e retirada de intrusos de terras indígenas.

Recomposição Salarial

No comunicado, os servidores da Abin reivindicam recomposição salarial e alegam que foram “completamente ignorados” pelo governo federal.

Argumentam que não tiveram propostas oferecidas pelo Ministério de Gestão e Inovação (MGI), comandado por Esther Dweck. “O MGI chegou a nos oferecer humilhantes zero por cento de recomposição em 2025 para a base, punindo a única carreira que já possui 20 padrões desde 2004”, consta na nota da entidade.

Também explicam que, para o topo da carreira, foi repetida a proposta de 9,5% em 2025 e 5% em 2026, o que consideram inviável.

Sem citar diretamente o caso da Abin paralela, os servidores ainda afirmaram que viveram o “governo do desvio”, durante o mandato do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). E, agora na gestão Lula, vivem o “governo do desmonte”.

A CNN procurou a Casa Civil, mas não obteve retorno. A reportagem também procurou MGI, que informou que apresentou uma proposta para a categoria e segue com as negociações para tentar atender as “reivindicações de restruturação das carreiras de todos os servidores federais, respeitando os limites orçamentários”.

Veja a nota do MGI na integra:

O Ministério da Gestão realizou nesta quinta-feira (18/07) mais uma rodada de negociações com as entidades representativas dos servidores da ABIN. Na ocasião, a proposta apresentada pelo MGI prevê ganhos de 14,5% a 25,3% para a categoria, acumulados de 2023 a 2026. A proposta apresentada pelo governo será levada as bases da categoria para apreciação.

O Governo segue com as negociações buscando atender as reivindicações de restruturação das carreiras de todos os servidores federais, respeitando os limites orçamentários. Até agora já foram 22 acordos assinados com diferentes categorias.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Presidente municipal do PP, Eriko Jácome, realiza convenção partidária em Natal

Na manhã deste sábado (20), o Partido Progressista (PP) realizou sua convenção partidária em Natal, no Cemure. O evento foi marcado pela homologação de 30 candidaturas e contou com a presença de mais de mil pessoas, incluindo importantes figuras políticas da cidade.

O presidente municipal do PP, Eriko Jácome, destacou em seu discurso a importância do partido e a dedicação de seus membros. “Nossa legenda é composta por pessoas que realmente têm trabalho prestado e que se dedicam continuamente para o bem-estar de todos”, afirmou.

Durante a convenção, foi confirmado o apoio do PP à pré-candidatura de Paulinho Freire para prefeito de Natal. Paulinho que também participou do evento, encorajando os pré-candidatos do PP na disputa eleitoral e compartilhando um pouco de sua própria jornada.

O evento também contou com a presença do prefeito de Natal, Álvaro Dias, que parabenizou a organização e ressaltou a importância do encontro. “É fundamental ver a união e a força do PP em Natal, trabalhando juntos para um futuro melhor”, afirmou o prefeito.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Donald Trump faz primeiro comício após sofrer tentativa de assassinato

Imagem: reprodução/YouTube

Donald Trump está realizando neste sábado (20) o primeiro comício após ter sofrido uma tentativa de assassinato e também após ter sido oficializado como candidato do Partido Republicano à Presidência. O evento acontece no estado do Michigan.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

LEMBRA DELE? Após causar prejuízo milionário a vítimas e sumir, ‘Crente Trader’ volta a oferecer seu ‘método’ para operar no mercado financeiro

O BLOGDOBG foi procurado por duas vítimas de Mário Borges, que ficou conhecido como o ‘Crente Trader’, mostrando que ele está de volta. Após um período sumido, alegando ter passado dificuldades, dizendo que vendeu bombom pra sobreviver, agora ele diz que está de volta, pedindo que acreditem nele e dizendo que dará a volta por cima, mesmo após ele ter feito várias pessoas perderem milhões investidos meses atrás.

O fato é que quem foi ludibriado pelo ‘Crente Trader’ e perdeu muito dinheiro agora está se sentindo pior ainda.
A sensação de ter sido feito de otário e trouxa é maior entre as vítimas, pois o ‘Crente Trader’ agora voltou a oferecer nas redes sociais adesão ao ‘método’ dele de operar no mercado financeiro, como se nada tivesse acontecido.

Diante da novidade, vítimas do ‘Crente Trader’ estão se organizando para pedir providências à Justiça, inclusive para pedir também a prisão dele.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

VÍDEO: Após dizer que ‘se o cara é corintiano, tudo bem’ ao citar violência contra mulheres, Lula agora diz que ‘homem que é homem’ não bate em mulher

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a falar neste sábado (20) sobre violência contra mulher ao dar a largada nos atos eleitorais do pleito municipal deste ano. O “homem que é homem”, disse, “não pode nunca levantar a mão para agredir uma mulher”. A declaração vem 4 dias depois de o presidente ter dito ser “tudo bem” se a violência partisse de um corintiano.

Em uma reunião na terça-feira (16), no Planalto, Lula afirmou: “Hoje eu fiquei sabendo de uma notícia triste. Eu fiquei sabendo que tem pesquisa, Haddad, que mostra que depois de um jogo de futebol aumenta a violência contra a mulher. Inacreditável. Se o cara é corintiano, tudo bem, como eu, mas eu não fico nervoso quando perco, eu lamento profundamente”.

Em evento neste sábado (20), no seu berço político, a cidade de São Bernardo do Campo, em São Paulo, o petista retomou o assunto. “O homem que é homem, o homem que tem fé em Deus, o homem que é fraterno e solidário não pode nunca levantar a mão para agredir uma mulher, não pode. E tem aumentado muito a violência. A violência contra a mulher é muito grande”, declarou o presidente.

Lula participou da convenção que oficializou a candidatura do deputado estadual Luiz Fernando (PT-SP) à Prefeitura de São Bernardo do Campo, com o ex-prefeito do município William Dib (PSB) como vice. O deputado é irmão do ministro Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar).

Com informações de Poder 360

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO: PF prende tcheco com quase 5 kg de cocaína no aeroporto de Natal


A Polícia Federal prendeu em flagrante na madrugada deste sábado, 20/7, no aeroporto internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, um aposentado de 72 anos, natural da República Tcheca, que pretendia embarcar levando camuflado na bagagem 4,73 kg de cocaína. O homem viajava sozinho e se destinava a Lisboa/Portugal.

A prisão ocorreu durante uma fiscalização de rotina na área de embarque internacional, com o auxílio da cadela Kiara, que detectou um volume suspeito na mala de mão do passageiro. Ao ser abordado, o estrangeiro alegou não compreender as perguntas e disse não saber falar inglês. Desconfiados, os policiais fizeram um pequeno orifício na mala, revelando uma substância esbranquiçada que, após o narcoteste, confirmou-se como cocaína.

De imediato, o cidadão recebeu voz de prisão e seguiu escoltado para a sede da Polícia Federal, onde a bagagem foi desmontada e encontrado em um fundo falso, dois pacotes de um invólucro de cor preta contendo a droga.

Autuado em flagrante por tráfico internacional de drogas, o homem alegou durante o depoimento que foi contratado por uma pessoa desconhecida para levar a mala até a cidade de Paris, França, onde deveria ser entregue em um estabelecimento bancário. Ele alegou ainda que a bagagem foi deixada por um taxista no hotel onde ele estava hospedado em São Paulo, mas afirmou não saber que a mala continha droga.

Após exame de corpo de delito no Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), o suspeito foi encaminhado para a carceragem da Polícia Federal, onde aguarda audiência de custódia e está à disposição da Justiça.

Somente este ano, a Polícia Federal já apreendeu 37 kg de cocaína no aeroporto Aluizio Alves e prendeu cinco pessoas acusadas de tráfico de drogas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Solidariedade de Kelps indica vice de Jaime Calado

O partido Solidariedade de São Gonçalo do Amarante (RN) selou neste sábado, 20, a aliança com o pré-candidato a prefeito de Jaime Calado.

O presidente do Solidariedade no município, vereador Flávio Henrique, será o vice de Jaime Calado na eleição para reconstruir a cidade que está sofrendo com a atual o gestão da Prefeitura.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Diretório Municipal do PSOL em Natal emite nota contra intervenção da direção nacional do partido que cancelou convenção eleitoral

O Diretório Municipal do PSOL em Natal emitiu uma nota contra a direção nacional do partido em razão de uma intervenção que cancelou a Convenção Eleitoral com menos  de 24h de sua realização.

A vereadora Camila Barbosa foi às redes sociais e gravou um vídeo afirmando que defenderá a pré-candidatura dela à Prefeitura de Natal. “Não serei intimidada pelos que se proclamam donos do partido”, disse.

Leia a íntegra da nota abaixo:

Assinam a nota:

Diretório Municipal do PSOL Natal
Robério Paulino – Vereador do PSOL em Natal
Sônia Godeiro – Pré-candidata a vereadora pelo PSOL Natal
Sabrina Denielle – Pré-candidata a vereadora pelo PSOL Natal
Lourenço Capriglione – Pré-candidato a vereador pelo PSOL Natal
Juntas por Natal – Pré-candidata a vereadoras pelo PSOL Natal
Fábio Costa – Pré-candidato a vereador pelo PSOL Natal
Margareth Souza – Pré-candidata a vereadora pelo PSOL Natal
Carlinhos do Gás – Pré-candidato a vereador pelo PSOL Natal
Geomar Maia – Pré-candidato a vereador pelo PSOL Natal

Opinião dos leitores

  1. Oura…oura…a ordem é do alto da hipocrisia…a ordem não é do PSOL… é do PT.
    O bom é que a Ilustre vereadora discorre sobre o perfil da esquerda.
    Antidemocrático é só uma das características!

    Cobra de duas cabeças!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

85% dos consumidores que atrasaram contas em junho são reincidentes

Foto: Freepik

Dentre os consumidores que atrasaram contas em junho, 85,16% são devedores reincidentes, ou seja, já haviam aparecido no cadastro de inadimplentes nos últimos 12 meses.

Os dados são da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito).

“Neste cenário existem tanto as questões sociais do país em relação à renda e ao emprego da população, mas também os consumidores que têm dificuldade no controle dos gastos”, afirma o presidente da CNDL, José César da Costa.

O número de devedores reincidentes com participação mais expressiva no Brasil em junho foi da faixa etária de 30 a 39 anos (26,28%). A participação dos devedores reincidentes por sexo é melhor distribuída, sendo 53,23% mulheres e 46,77% homens.

Em relação à abertura por faixa etária dos consumidores que quitaram suas dívidas, o número de recuperados com participação mais expressiva foi da faixa etária de 50 a 64 anos (24,21%). A participação dos consumidores recuperados por sexo também é melhor distribuída, sendo 51,83% mulheres e 48,17% homens.

Nos 12 meses encerrados em junho, houve crescimento de 1,77% no número de consumidores que conseguiram sair das listas de negativados. A comparação é com os 12 meses anteriores.

Poder 360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Com mais de 18 mil atrasos em voos, companhias aéreas retomam serviços gradualmente após apagão cibernético

Foto: JUSTIN TALLIS / AFP

Companhias aéreas de todo o mundo retomam gradualmente seus serviços, um dia após o apagão cibernético que interrompeu atividades em bancos, aeroportos, estações de trem e até hospitais. De acordo com o site FlightAware, até as 11 horas da manhã deste sábado, 18.198 voos já haviam sido atrasados no dia e 1.436 cancelados.

O incidente, causado por uma atualização corrompida de um programa antivírus do grupo de cibersegurança americano CrowdStrike Falcon nos sistemas operacionais Windows, provocou 4.674 cancelamentos e 42.013 voos em atraso globalmente nesta sexta.

Nos Estados Unidos, várias companhias aéreas relataram que já retomaram as operações. Na sexta-feira, ao menos três estados sofreram interferências nos seus serviços de emergência e pelo menos 2.400 voos no país foram cancelados.

Na Ásia, os aeroportos de Hong Kong, Coreia do Sul e Tailândia anunciaram o restabelecimento dos seus serviços. As operações também voltaram ao normal nos aeroportos da Índia, Indonésia e Singapura. Os aeroportos de Pequim não foram abordados, informou a televisão estatal chinesa.

Os principais aeroportos da Europa – incluindo Berlim, que teve todos os voos na sexta – informaram que as partidas e chegadas de aviões foram retomadas.

No Brasil, alguns voos foram afetados na sexta com atrasos pontuais, já que empresas aéreas enfrentaram dificuldades operacionais, resultando em atraso de voos e formação de filas para os passageiros.

O Ministério de Portos e Aeroportos (MPor) informou que o problema não afetou o controle de tráfego aéreo, impactando apenas operações de check-in de algumas companhias aéreas. Além dos voos, o Brasil também teve plataformas bancárias e outros setores afetados com o apagão, como hospitais e plataforma do STF.

A CrowdStrike afirmou que a situação pode levar alguns dias para voltar ao normal.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *