Fátima diz que Governo está concentrado no drama do atraso nos salários dos servidores públicos, e reunião com superintendente do Banco do Brasil mira operação de crédito para antecipação de royalties do petróleo

A governadora Fátima Bezerra recebeu na manhã desta quarta-feira (9), o novo Superintendente do Banco do Brasil no Rio Grande do Norte, Antônio Carlos Servo, para tratar da operação de crédito para antecipação dos recursos dos royalties do petróleo, renegociação da operacionalização da folha de pagamento dos servidores e a regularização dos débitos referentes aos consignados. Estas medidas são consideradas prioridades pela chefe do Executivo estadual.

O desdobramento desta reunião acontecerá na próxima sexta-feira (11), em Brasília, onde a governadora e o secretário de Planejamento e Finanças (SEPLAN), Aldemir Freire, estarão reunidos com a diretoria do Banco do Brasil.

“O nosso Governo está concentrado no drama provocado pelo atraso nos salários dos servidores públicos. Estamos trabalhando incansavelmente para que, com o apoio do Banco do Brasil, possamos dar celeridade a este processo, além de garantir receitas extras, e, o quanto antes, darmos fim a esta triste realidade”, ressaltou a governadora.

Aldemir Freire destacou que o compromisso da gestão é não reter o repasse dos empréstimos consignados, como ocorreu na gestão anterior. “Estamos em negociação sobre a retomada dos consignados para os servidores. O Estado tem uma dívida grande com o banco, mas a proposta é que ao firmarmos um acordo para manter os repasses em dia, em contrapartida o banco volte a liberar empréstimos aos servidores”, explica.

O superintendente do Banco do Brasil disse que “Estamos junto com o Governo buscando alternativas para estruturar a operação de crédito, com celeridade. Estaremos em Brasília junto a área econômica do Governo Federal trabalhando para efetivar estas medidas”.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Posso saber porquê estão sorrindo…
    Alguém pode me explicar.

  2. Judeu disse:

    Qualquer economista sério sabe que o Governo vai entrar em colapso em breve período de tempo. Folha milionária com salários em boa parte incompatíveis com a estatura econômica do ente, déficit previdenciário crescente e insustentável( mais 60% dos funcionários tem algum tipo de aposentadoria especial, portanto, o que deveria ser especial se tornou regra) e resistência em fazer um ajuste fiscal sério, vão levar o RN a bancarrota.

  3. Lorena disse:

    Agora está sentindo na pele, a cobrança, e muito fácil criticar e falar que pode, e agora, como vai fazer

  4. Francisco disse:

    Petralha é como velhaco, não perde uma oportunidade pra comprar fiado, como que essa louca vai fazer pra administrar o estado de tá querendo antecipar todas as receitas do estado, e se atualmente as receitas não dá nem pra pagar os funcionários. Eu disse, vamos ser a Venezuela nordestina.

  5. Teo disse:

    Quando vai dispensar todos os comissionados, devolver os 1.100 carros alugados, encerrar o transporte cidadão (que anda com os ônibus vazios)…… Tá na hora de trabalhar!!

    • Luciana Morais Gama disse:

      Até agora não vi Fátima Bezerra falar em CORTAR GASTOS.

  6. George disse:

    Vai comer na frente, ótima solução!

  7. Teo disse:

    Será que Robson Faria saiu com seu salário atrasado?

  8. Brasil é verde e amarelo disse:

    A MUIE do GOPI vai terminar de quebrar o RN ….a ideia é vender o RN ,ela não abre essa maldita boca para trazer investidores,atrair indústrias,gerar empregos ,diminuir a máquina pública ,só fala em pegar dinheiro ,jeito PTralha de ser

COMENTE AQUI