Servidores estaduais da saúde iniciam greve nesta terça

O movimento começará com ato unificado na Governadoria, às 9h

Os servidores estaduais da saúde do Rio Grande do Norte aprovaram no dia 24 de janeiro a greve da categoria para o dia 5 de fevereiro. A proposta foi votada por ampla maioria em assembleia geral no auditório do Sinpol. O início da greve vai coincidir com um ato unificado, com todos os servidores públicos do estado, em frente à Governadoria, ás 9h da manhã.

Segundo o Sindsaúde-RN, a greve é fruto “dos constantes ataques” que os servidores estaduais vêm sofrendo nos últimos anos. O parcelamento dos salários de janeiro gerou muita revolta dos servidores da saúde que estão com os salários de dezembro e o 13º de 2018 ainda atrasados. “Os servidores e aposentados da saúde estão endividados, sem dinheiro até para ir trabalhar”, disse uma servidora.

Além disso, a governadora Fátima Bezerra (PT), publicou no último dia (21), um decreto suspendendo o pagamento e o gozo da licença-prêmio, direito garantido por lei a todos os servidores. O decreto foi revogado pelo governo após reunião com o Fórum dos servidores, mas está sendo proibido solicitar a licença pelas direções dos hospitais.

A saúde é a primeira categoria a iniciar uma greve por tempo indeterminado no novo Governo. “Atacou nossos direitos, vamos para as lutas!”, enfatiza Manoel Egídio, coordenador-geral do Sindsaúde-RN.

Com informações do Sindsaúde-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cr disse:

    Os profissionais da área HOSPITALAR tão trabalhando doentes, depressivos.
    Sem motivação e endividados.
    Nem empréstimos temos CRÉDITO junto ao BB (Crefisa)..
    HUMILHANTE 😤

  2. paulo martins disse:

    Se o Rio Pequeno não existisse Fatão também não existiria. Simples assim. Sorte cotó a desta pobre Capitania renegada por João de Barros.

  3. Almir Dionisio disse:

    Os poderes do RN precisam se unir e encontrar uma saída para a viabilização do pagamento dos salários atrasados dos servidores do executivo.
    Vivemos uma bola de neve com contas atrasadas e nome sujo no SPC – colégio de filhos atrasados e redução de gastos com alimentação, transporte.
    Vários servidores já em depressão e com um elevado nível de stress por dividas e cobranças intermitentes.
    É preciso que o governo tome uma posição imediata para a regularização dos atrasados.

  4. RN disse:

    O GOVERNO SEMPRE ARRECADA MAIS NO MÊS DE JANEIRO. DÁ PRA PAGAR 2 FOLHAS NO MÊS DE JANEIRO E INESPLICAVELMENTE O GOVERNO DE FÁTIMA BEZERRA DO PT NÃO PAGA OS SALÁRIOS ATRASADOS DE DEZEMBRO E DÉCIMO TERCEIRO DE 2018.

  5. Luiz Soares filho disse:

    Isso é só o começo. É porque a Governadora, em 10 palavras que pronuncia, 9 são em apoio aos seus colegas trabalhadores. Segundo ela, a greve é um instrumento legítimos. Por isso, acreditamos não seja problema pra ela.

COMENTE AQUI