AL rejeita reajuste de 16,38% para servidores estaduais; subsídios para procurador e defensor público aprovados

Foto: Eduardo Maia

A Assembleia Legislativa aprovou, nesta quinta-feira (07), o projeto de Lei Nº: 0017/2019, de iniciativa do Governo do Estado, que institui o Conselho Estadual de Segurança Pública e de Defesa Social do Rio Grande do Norte (Consesp/RN), os Conselhos Comunitários de Defesa Social (CCDS) e dispõe sobre o Fundo Estadual da Segurança Pública e de Defesa Social (Funsep), a unanimidade. Quatro emendas foram encartadas ao projeto e também foram aprovadas a unanimidade pelos vinte a quatro deputados presentes em plenário.

“A aprovação desse projeto de Lei vai permitir que o Estado receba, nos próximos meses, recursos do Governo Federal direcionados para a segurança pública, principalmente, na aquisição de equipamentos para a Polícia Militar”, explicou o deputado George Soares (PL), líder do governo.

Durante a votação foi aprovado o projeto de Lei Nº: 0005/2019, que dispõe sobre o subsídio mensal dos defensores públicos do RN. Também foram aprovados os projetos de Leis Nº: 1224/2019 e o Nº: 0012/2019, que dispõem sobre a revisão do subsídio mensal dos procuradores da Assembleia e revisa o subsídio mensal dos Procuradores do Estado, respectivamente, todos por maioria dos votos.

Durante a votação da emenda ao projeto de Lei Nº 12/2019, de autoria do deputado Nelter Queiroz (MDB), que estendia o aumento salarial concedido aos procuradores do Estado, a todos os servidores públicos estaduais (ativos, inativos, pensionistas e da administração direta e indireta), de 16,38%, o líder do governo, George Soares (PL), encaminhou o voto de abstenção da bancada do Governo na Assembleia. “Para não atrapalhar a votação da emenda do deputado Nelter, eu encaminho o voto de abstenção da bancada do Governo”, explicou George. A emenda, portanto, foi prejudicada, não tendo os 13 votos necessários.

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BC3331986GAC disse:

    A Forasteira e seu Bando, um dia pagará pelos danos causados a esse Estado.

  2. Tertu disse:

    Igualzinho ao governo luladrão que privilegiou os megaempresários, os gestores de órgãos públicos, ministros, todos corruptos e facções criminosas, essa guvernadora está com os mesmos propósito, ao restantes dos mortais e vulneráveis, no máximo uma esmola. E ao término do mandato continuarão cidadãos viciados em esmolas, já a casta nobre que participava dos banquetes, mais ricas ainda, e o país com mais desigualdade social. Uma lástima!

  3. Almir Dionísio disse:

    Esses deputados vão ter o troco nas proximas eleições.
    Se o estado tá falido então não pode conceder aumento p ninguém.
    Esse Governo tá um caos.
    Vai acabar com o RN

  4. Zanoni disse:

    Este é o verdadeiro governo do PT.

  5. M.D.R. disse:

    Boa tarde BG, quais os DEPUTADOS votam pro e contra.

  6. Renato disse:

    Estado com 3 meses de salários atrasados e mesmo assim reajustando subsídios dos Defensores e dos Procuradores, onde estes já recebiam (antes mesmo do aumento) os maiores salários do país para estes cargos. Ê RN!

  7. Vergonhoso disse:

    Foi estranho essa aprovação seletiva e discriminatória em um governo do PT, negando a quem ganha menos e dando a quem ganha mais. Começamos a testemunhar no RN a verdadeira história daqueles que dizem defender o povo, eles falam uma coisa e praticam outra. Essa situação é uma prova incontestável disso, dando a quem já tem muito e negando a quem precisa.
    Alguma dúvida? Os fatos estão postos, a situação de conhecimento público.

    • M.D.R. disse:

      Que vergonha do PT , tudo pela classe PROLETARIADO, mas de heraque. O que esse PT é experto em manipular, agora em distribuição de RENDA é péssimo. Somente a alta cúpula que tem direito altos SALÁRIOS e eis a prova na gestão de FATÃO .

  8. Mário disse:

    Procurador ganha mais de 30 paus, e ainda acha pouco é!!!!! Um Estado falido como o nosso não pode pagar salários nesses patamares. O teto salarial no fudido RN não deveria passar de 15 mil reais.

  9. Zé 100 disse:

    Já sabia que iria dar nisso.
    Agora só faltar o Estado responder onde foi parar o dinheiro da venda da folha dos servidores ao BB.

Nelter critica retirada de emenda que estende aumento aos servidores estaduais

Foto: João Gilberto

Durante sessão nesta quinta-feira (17), o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) criticou a atitude do presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia, deputado Raimundo Fernandes (PSDB). O motivo é o encaminhamento do requerimento pedindo a retirada da emenda de autoria do deputado Nelter Queiroz ao projeto de Lei 12/2019 que estende o aumento salarial concedido aos procuradores a todos os servidores estaduais (ativos, inativos, pensionistas e da administração direta e indireta), de 16,38%.

O pedido de arquivamento da emenda que trata do tema foi feito durante a sessão de ontem pelo deputado Raimundo Fernandes, que justificou a decisão por entender que a emenda é inconstitucional e alegou elementos jurídicos para tal justificativa.

Hoje, Nelter lembrou que a emenda foi indicada pelo Sindicato dos Servidores Estaduais e pediu que os deputados reflitam sobre o tema.

ALRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lírio disse:

    Ministro do STF tem aumento e, em homenagem a autonomia do ente federado o governador não é obrigado a repassar tal reajuste a funcionário do Estado. Bora Fátima metes os peitos e acaba com essa farra. Teto salarial no miserável RN deveria ser de 10mil, pois a metáfase da população ganha até 300 reais.

Progressão de servidores estaduais deve estar prevista em dotação orçamentária, determina TJRN

O Tribunal Pleno do TJRN, à unanimidade de votos, determinaram que o Governo do Estado efetive a progressão horizontal de uma professora da rede pública, para a classe “J”, nos termos da Lei Complementar Estadual nº 322/2006, com efeitos retroativos à data da impetração do mandado de segurança.

O julgamento, sob a relatoria do desembargador Ibanez Monteiro, considerou as promoções horizontais previstas nas Leis Complementares nº 322/06, nº 503/2014 e no Decreto Estadual nº 25.587/2015, deveria estar atualmente na Classe pleiteada na ação.

Em suas razões, a professora argumentou pertencer à rede pública estadual de ensino, tendo sido nomeada para o cargo em 13 de março 1990, mas ainda se encontra no Nível IV, Classe F.

Ainda segundo os autos, a servidora deveria ter sido enquadrada na Classe G, conforme o artigo 47, parágrafo 2º, VI da LCE nº 49/86, e não na Classe C, como anotado em sua ficha funcional. Assim, a cada interstício de dois anos, a contar do seu enquadramento, a servidora faz jus a uma progressão horizontal, conforme LCE nº 322/2006.

O governo do Estado, contudo, informou que a própria lei que fundamenta a promoção requerida limita sua possibilidade à dotação orçamentária, destacando o comprometimento das despesas com pessoal do Estado. O Ministério Público, no entanto, opinou pela concessão da segurança.

No entanto, o relator do processo ressaltou que o artigo 79 da Lei Complementar Estadual nº 322/2006 prevê que “as despesas decorrentes desta Lei Complementar correrão por conta das dotações orçamentárias próprias da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura e dos Desportos”.

“Ou seja, a referida secretaria deve destinar verba própria para os fins previstos na lei, não podendo se valer de eventual omissão. Assim, a alegação da ausência de dotação orçamentária para a implantação da promoção e da progressão em questão, por parte da autoridade impetrada, viola o princípio da legalidade, por submeter a observância da lei à discricionariedade do gestor público, impedindo o cumprimento do que fora estabelecido na própria norma legal em vigor”, enfatiza.

Mandado de Segurança nº 0808385-42.2018.8.20.0000.
TJRN

Mais da metade dos servidores estaduais no país tem aposentadorias especiais

Militares fazem parte do universo de aposentadorias especiais Foto: Pablo Jacob – Agência O Globo

Ao defender a manutenção dos estados e municípios na reforma da Previdência , o secretário-adjunto da Previdência, Narlon Nogueira, disse que a maioria dos servidores estaduais tem regras especiais de aposentadoria. Eles são professores da educação básica, militares, policiais civis e agentes penitenciários — um universo que corresponde a 56% do total do quadro de pessoal estadual. Os 44% restantes estão enquadrados nas regras gerais.

O secretário destacou que, no caso dos professores, por exemplo, a reforma da Previdência seria mais benéfica para estados e municípios em relação à União. Existem 1,520 milhão de professores estaduais e municipais, com prevalência de mulheres, na faixa etária média de 55 anos. Na União, são apenas 45 mil professores.

A reforma altera os critérios das aposentadorias especiais, mas ainda mantém essas categorias com condições diferenciadas. No caso dos professores, a proposta fixa idade mínima de 60 anos (homens e mulheres) e dos policiais (federal, rodoviário, civil e agente penitenciário), em 55 anos.

— No caso das categorias com critérios diferenciados de aposentadoria, o grande impacto da reforma está nos estados e municípios. Reforço o que foi dito (…) a importância de que as mudanças valham para todos os entes — disse o secretário-adjunto, durante audiência na comissão especial da Previdência.

Ele destacou também que a reforma assegura condições mais favoráveis aos policiais em relação aos demais servidores públicos. Entre elas, a possibilidade de se aposentar dez anos na frente, aos 55 anos e direito à integralidade (ultimo salário da carreira) e paridade (mesmo reajuste salarial da ativa) até 2013. No caso dos demais funcionários públicos que ingressaram até 2003, é preciso atingir idade minima de 65 anos (homem) e 62 anos (mulher) para manter essas duas vantagens.

Os policiais federais integram o lobby no Congresso contra a reforma e querem continuar se aposentando sem idade mínima.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Miro disse:

    PM e Civil com 46 já estão coçando o saco lá no Carrefour. Meu amigo não tem quem aguente um negocio desses não.

    • Felipe Fernandes disse:

      O famoso "invejoso". É simples: só fazer o concurso e passar. Ter capacidade de conseguir alguma coisa com seu próprio esforço, sem apadrinhamento. Também passar 30 anos combatendo o crime e trazendo um pouco de paz para sociedade. Se quiser, a PM e a Civil para de trabalhar, você vai ser o primeiro a "chorar". A polícia neste país deveria ser ovacionada e respeita, ter aposentadoria especial e séries de benefícios. Desculpa Miro, mais para mim quem não gosta de polícia é LADRÃO.

  2. João Rodrigues disse:

    E tome orelha-seca para pagar esses privilégios.

Servidores estaduais da saúde suspendem greve temporariamente, e aprovam nota de repúdio ao Governo Fátima (PT), por “descaso com os usuários do SUS”

A decisão foi votada em assembleia da categoria na manhã desta sexta-feira (29)

Após 53 dias em greve, a maioria das servidoras e servidores estaduais da saúde aprovou a suspensão temporária da greve por 30 dias, em assembleia, na manhã desta sexta-feira (29). Junto com a suspensão, foi aprovado encaminhar uma contra proposta ao documento do governo sobre as pautas de reivindicações apresentadas pelo Sindsaúde, com a inclusão no texto do pagamento do 13º de 2018 e do salário de dezembro de 2018.

Foi aprovada ainda uma nota de repúdio ao Governo Fátima (PT), pelo descaso com os usuários do SUS.

“Em meio à luta pelo pagamento dos salários atrasados, a categoria da saúde esteve à frente de importantes vitórias, como o recuo do governo Fátima Bezerra no decreto que suspendia as licença-prêmio dos servidores e a retirada do Projeto de Lei que alterava a Lei Estadual n. 8.428 de 18 de Novembro de 2003, para reduzir em 50%, em 10 (dez) salários mínimos o limite para a expedição de Requisições de Pequeno Valor (RPV) e dá outras providências”, diz a nota do Sindsaúde-RN.

Para a direção do Sindsaúde-RN, suspender a greve não significa que a luta acabou. “Nós vamos continuar lutando em defesa dos nossos direitos, em defesa dos servidores e aposentados que estão com os salários atrasados. Não vamos sossegar até termos nossos salários em dia. A greve foi suspensa por 30 dias, mas a luta permanece”, declarou o Sindsaúde-RN.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. joao disse:

    QUEM ACHA QUE O R N-É ADEPTO DO SOCIALISMO -DIREITA OU ESQUERDA -ESTA TOTALMENTE ENGANADO-ESTA TOTALMENTE ENGANADO-NO RN O REGIME É O CAPITALISMO DE ESTADO,A DECADÉNCIA DO RN-DO R N-ESTA LIGADO A OPÇAO QUE OS POLITICOS E GESTORES FIZERAM PELO CAPITALISMO DE ESTADO-ONDE IMPERA OS GESTORES E POLITICOS PERDULÁRIO.A HISTÓRIA DO RN PARECE MUITO A LENDA DA "GALINHA DOS OVOS DE OURO"NÁO ADIANTA FAZER REUNIÓES COM MUITOS BLÁ BLÁ-TEMOS QUE TER AÇÁO -E CRIATIVIDADE.O 13 RETROATIVO QUE OS DEPUTADO VÁO RECEBER É UM EXEMPLO.

  2. Toto disse:

    Sindicato e governo tudo do PT.
    Só coloiou. Para tenta ludribiar os servidores. Com atraso de salário. STF. Julgo procedente o recurso para estado pagar os atrasado com juros e correção. Sindicato nem toda no assunto.

  3. Irany Gomes disse:

    Pelegos x pelegos… É gópi!!!

  4. Pátria e Família disse:

    Greve com resultado ZERO.
    Movimento bem mansinho, só faixada praenganaer bobo, não incomodaram a cumpanheira governadora.
    Nota de repúdio kkkkkkkkk.
    Conte outra sindicato pelego.

    • M.D.R. disse:

      Eis o TROCO da GOVERNADORA, antes era o maior incentivo em pro das GREVES.

  5. Wagner Lopes disse:

    Que pessoal humanizado, nem parece ser da saúde.. .. kkkkk conta outra sindicato vocês estão e com o rabo preso no governo de Fátima

Pagamento adiantado da folha de fevereiro de servidores estaduais está mantido; veja datas

O Governo do Estado confirma a continuidade do pagamento adiantado de servidores, nesta sexta-feira, 15, quando recebem, em valores integrais, quem ganha até R$ 6 mil e também servidores dos órgãos que integram a Segurança Pública.

A data foi acertada durante reunião no último dia 05, entre o Governo do Estado e as entidades representativas do funcionalismo público. No dia 28, fechando a folha, recebem o complemento de 70% quem ganha acima de R$ 6 mil, pois esta categoria já recebeu 30% do salário no último dia 11.

O pagamento foi confirmado depois da decisão do Desembargador João Batista Rebouças, presidente do Tribunal de Justiça do RN, que manteve o acordo firmado entre o Governo do RN e o Fórum de Servidores. Em sua decisão, o Desembargador considera a “atual e notória insuficiência de recursos” do Governo do RN para quitar todas as dívidas de maneira simultânea. O Presidente do TJ destacou que “não se pode desconhecer o louvável esforço da atual gestão do Estado do Rio Grande do Norte que, após intensas discussões e concessões recíprocas, junto a representantes dos servidores públicos civis e militares, conseguiu acordar pela definição de um calendário de pagamento”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Avante, cumpanherada! Demos vivas às "pedaladas" customizadas da (biodi)gestora Fatão do Góipi!

Servidores estaduais da saúde iniciam greve nesta terça

O movimento começará com ato unificado na Governadoria, às 9h

Os servidores estaduais da saúde do Rio Grande do Norte aprovaram no dia 24 de janeiro a greve da categoria para o dia 5 de fevereiro. A proposta foi votada por ampla maioria em assembleia geral no auditório do Sinpol. O início da greve vai coincidir com um ato unificado, com todos os servidores públicos do estado, em frente à Governadoria, ás 9h da manhã.

Segundo o Sindsaúde-RN, a greve é fruto “dos constantes ataques” que os servidores estaduais vêm sofrendo nos últimos anos. O parcelamento dos salários de janeiro gerou muita revolta dos servidores da saúde que estão com os salários de dezembro e o 13º de 2018 ainda atrasados. “Os servidores e aposentados da saúde estão endividados, sem dinheiro até para ir trabalhar”, disse uma servidora.

Além disso, a governadora Fátima Bezerra (PT), publicou no último dia (21), um decreto suspendendo o pagamento e o gozo da licença-prêmio, direito garantido por lei a todos os servidores. O decreto foi revogado pelo governo após reunião com o Fórum dos servidores, mas está sendo proibido solicitar a licença pelas direções dos hospitais.

A saúde é a primeira categoria a iniciar uma greve por tempo indeterminado no novo Governo. “Atacou nossos direitos, vamos para as lutas!”, enfatiza Manoel Egídio, coordenador-geral do Sindsaúde-RN.

Com informações do Sindsaúde-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cr disse:

    Os profissionais da área HOSPITALAR tão trabalhando doentes, depressivos.
    Sem motivação e endividados.
    Nem empréstimos temos CRÉDITO junto ao BB (Crefisa)..
    HUMILHANTE 😤

  2. paulo martins disse:

    Se o Rio Pequeno não existisse Fatão também não existiria. Simples assim. Sorte cotó a desta pobre Capitania renegada por João de Barros.

  3. Almir Dionisio disse:

    Os poderes do RN precisam se unir e encontrar uma saída para a viabilização do pagamento dos salários atrasados dos servidores do executivo.
    Vivemos uma bola de neve com contas atrasadas e nome sujo no SPC – colégio de filhos atrasados e redução de gastos com alimentação, transporte.
    Vários servidores já em depressão e com um elevado nível de stress por dividas e cobranças intermitentes.
    É preciso que o governo tome uma posição imediata para a regularização dos atrasados.

  4. RN disse:

    O GOVERNO SEMPRE ARRECADA MAIS NO MÊS DE JANEIRO. DÁ PRA PAGAR 2 FOLHAS NO MÊS DE JANEIRO E INESPLICAVELMENTE O GOVERNO DE FÁTIMA BEZERRA DO PT NÃO PAGA OS SALÁRIOS ATRASADOS DE DEZEMBRO E DÉCIMO TERCEIRO DE 2018.

  5. Luiz Soares filho disse:

    Isso é só o começo. É porque a Governadora, em 10 palavras que pronuncia, 9 são em apoio aos seus colegas trabalhadores. Segundo ela, a greve é um instrumento legítimos. Por isso, acreditamos não seja problema pra ela.

Servidores estaduais realizam ato unificado nesta terça em frente à Governadoria

Nesta terça-feira, 27 de novembro, os servidores estaduais realizarão ato unificado em frente à Governadoria, às 9h, como deliberação do Fórum Estadual dos Servidores do Rio Grande do Norte, após reunião no último dia 31 de outubro.

As principais reivindicações dos servidores são o pagamento dos salários em dia, o restante do 13º de 2017 e o de 2018, e contra a reforma da Previdência.

No dia 1º de novembro, o Fórum protocolou ofício na Governadoria solicitando uma audiência com o governador Robinson Faria (PSD), para tratar sobre o atraso dos salários.

Desde 2016 a atual gestão atrasa os salários dos servidores. Segundo levantamento do Fórum, para regularizar o restante do 13º, faltam R$ 140 milhões, e faltam as folhas de novembro e dezembro, que custam R$ 450 milhões cada.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO TRI CAMPEAO disse:

    Deveriam também protestar em frente à ASSEMBLEIA LEGISLATIVA e TRIBUNAL DE JUSTIÇA para que devolvam as sobras orçamentárias ou reduzam o percentual do duodécimo que recebem todos os meses.

  2. Lorena disse:

    Infelizmente primeiro governador, entregar o governo com salários em atraso e 13, na história do RN, lamentável

    • M.D.R. disse:

      Sai do Governo de cara lisa, e passou quatro anos arrando o CD que tinha pego um governo de dívidas e um país quebrado. Que o MPRN, tome as providências dessa irresponsabilidade desse DESGOVERNO.

  3. Alcides disse:

    Fome do servidor do Executivo

Servidores estaduais realizam ato em frente à Governadoria nesta quarta

O Fórum Estadual dos Servidores do RN, composto pelo Sindsaúde e demais sindicatos e entidades estaduais, está convocando um ato público na próxima quarta-feira (20), às 9h na Governadoria.

Os servidores irão protestar pelo pagamento do décimo terceiro de 2017, os salários em dia e a correção de perdas salariais.

Mesmo após a greve histórica unificada de 100 dias, dos trabalhadores da saúde e professores da UERN, os atrasos salariais continuam para todos os servidores.

Os profissionais da saúde ainda amargam oito anos sem reajustes nos salários. Parte da categoria ainda não recebeu o 13º.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose Lucio de Azevedo disse:

    ……mas vão eleger os mesmos…….

Governo anuncia pagamento dos servidores estaduais

O Governo do RN paga nesta sexta-feira (11) o salário servidores públicos estaduais que ganham até R$ 3 mil, correspondente ao valor de R$ 83.975.344,38.

Na terça-feira (15), será depositado o montante para quem recebe até R$ 4 mil, correspondente a importância de R$ 49.851.116,13.

Estas duas faixas representam um montante de R$ 133.826.460,51.

Somando aos servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta com arrecadação própria, que receberam no último dia 28, foram pagos na integralidade os salários de 80% da folha.

O Governo segue acompanhando as receitas para anunciar o pagamento dos salários dos demais servidores o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ligia torres disse:

    Eita governinho malino!

  2. Neto disse:

    O pagamento dos demais servidores, deverá ser"o mais breve possível", segundo a reportagem. Deve ser dia 31 de agosto (sempre em duas parcelas, nunca o salário integral), pois esse governo massacra todo mês os servidores e, em especial, os que recebem quatro mil ou mais, como se os servidores dessa faixa salarial, não precisassem comprar alimentos, pagar colégio dos filhos, planos de saúde, enfim, não tivessem compromissos financeiros. Gente honesta, que tem um nome a zelar e hoje ficam inadimplentes por causa do descaso desse desgoverno. 2018 tá chegando. O funcionalismo dará o troco.

    • Suzi disse:

      Neto você disse tudo no seu comentário acima. E Vale salientar que a condição socio econômica de quem ganha 4000 e quem ganha 4001 ou 4500 ou até 5000 digamos não difere tanto assim.
      Então estas pessoas cujo salário passa pouco de 4000 estão tendo dificuldades enormes para passar o mês já que estão recebendo o salário com um mês de atraso. Porque não pagar a parcela de 4000 junto com aqueles que ganham até 4000 seria o mais perto de ser justo porque Justiça não está havendo pois estamos recebendo com muito atraso e ainda por cima parcelado.

Servidores estaduais terão ato e paralisação nesta quinta

Sindicatos cobram pagamento em dia e retirada de mensagem da Assembleia Legislativa

O funcionalismo público do RN terá uma paralisação nesta quinta-feira (18), com um ato público a partir das 09h, em frente à Governadoria. O objetivo é cobrar do governo o atendimento de uma pauta unificada, que tem como principal ponto o pagamento em dia dos salários. Os sindicatos e entidades que compõem o Fórum dos Servidores Estaduais protocolaram um pedido de audiência e esperam ser recebidos pelo governador Robinson Faria.

Os servidores estão insatisfeitos com o atraso constante e a ausência de um calendário de pagamento. No Nordeste, apenas o Rio Grande do Norte e Sergipe continuam atrasando o pagamento de servidores e aposentados. Sendo que o RN é o único a não divulgar a data de pagamento até o início do mês.

O funcionalismo pede ainda a reposição salarial, para recuperar o poder de compra dos salários. Os servidores da saúde, por exemplo, estão há sete anos com o salário-base congelado e pedem um reajuste de 32,06%.

Outro ponto a retirada da mensagem 118 da Assembleia Legislativa, que prevê o aumento de 3% na contribuição previdenciária dos servidores ao IPERN, e o combate ao assédio moral e o desmonte do serviço público.

Ato público – Funcionalismo estadual
Quinta, 18 de maio
09h – Governadoria

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santiago disse:

    Governantes populistas no passado foram alimentando gradativamente o crescimento da máquina pública, com inchaço e assimetria na distribuição de servidores públicos, além de atendimento de pleitos de algumas castas privilegiadas com super salários. Não deu outra – Estado atolado em dívidas e com serviços ruins e ineficientes.
    Em qualquer lugar civilizado, a maior parte do custeio do Estado serve para manter os custos de funcionamento dos serviços. Já no Brasil, a arrecadação serve para custear remunerações dos servidores e dos comissionados. Um magistrado no Brasil custa três a quatro vezes um equivalente na Suécia.

  2. Teresa castro disse:

    Não vai adiantar em nada. Tem que fazer uma greve. Ficar la dentro igual aos funcionários da prefeitura.

  3. Sérgio cunha disse:

    Os auditores mostrarão que Estado tem dinheiro o problema é falta de gestão

  4. Assis Porto mirim disse:

    Sandro Alves e só vc estudar para passar no concurso

  5. Assis Porto mirim disse:

    Paga salário em dia na dar 10%

  6. Sandro Alves disse:

    Outra fórmula fácil, deixa de pagar os deputados, juízes e desembargadores por três meses. Tudo se resolve.

  7. Sandro Alves disse:

    Acredito numa solução fácil. Quem não aguenta pede pra sair. Tem muitos querendo receber parcelado, pois não tem nem salários.

  8. paulo martins disse:

    Os servidores do Ipern constituem hoje uma casta privilegiada. Conquista da gestão Paulo Linhares.
    Portanto, se tiverem um mínimo de independência, bom senso e espírito público, os "nobres" deputados devem manter intacta a mensagem 118.
    E não se fala mais nisso – né, sindicalha?

    • Klebson Silva disse:

      Verdade, tem muita gente por lá faturando acima dos R$ 15 mil / mês, só não sei como foi essa mágica, já que os demais servidores público do executivo não conseguem chegar perto disso.

    • Frasqueirino disse:

      Alguns salários do IPERN são imorais. Mas segundo a justiça que os concedeu são legais!

  9. FRASQUEIRINO disse:

    Se alguém tem uma solução para colocar o pagamento dos servidores em dia que leve para a plenária que vai acontecer amanha. Nas reuniões que acontece com o Fórum dos Servidores os Secretários que fazem parte da área econômica teem aberto as contas do Governo e mostrado a caótica situação do nosso RN. Alguém acha que Governador ou Prefeito vai atrasar salários tendo dinheiro em caixa? Claro que não.

    • joacy disse:

      Simples, deixar de mentir e pagar o pessoal em dias, ou ainda tem gente que acredita nessa "crise'.

  10. Assis Porto mirim disse:

    Esse governador tá matando de fome o servidor e sua família

    • M. D. R. disse:

      Sem dúvidas, sequência de atrasos o que sobra para os servidores são pagamentos de juros do cheque especial, juros nos cartões de créditos e etc. O que resta para o funcionalismo, é segurar essa mala até o fim do mandato.

Servidores estaduais farão ato público na Assembleia Legislativa nesta quinta

Nesta quinta-feira (02), o Fórum dos Servidores Estaduais do RN fará um ato público unificado em frente à Assembleia Legislativa, às 08h, contra o atraso de salários. Na ocasião, acontecerá a tradicional leitura anual feita pelo governador Robinson Faria (PSD).

O Governo do Estado até o momento não sinalizou quando irá pagar os servidores, nem estabeleceu um prazo para o calendário de pagamento. Segundo as entidades que compõem o Fórum, o objetivo do ato é chamar a atenção dos Poderes, em especial, o Poder Executivo e da sociedade, alertando sobre a insatisfação dos servidores diante do atraso dos salários.

Segundo as entidades envolvidas no ato, o atraso no pagamento dos salários está insustentável para os servidores do funcionalismo estadual. Desde o início de 2016 os trabalhadores enfrentam o mesmo dilema: trabalhar sem ter o salário no fim do mês. O governo só finalizou o pagamento do salário de dezembro do ano passado no dia 27 de janeiro, quase um mês após a data prevista pela Constituição Estadual. Os servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil reais receberam a primeira parcela no dia 21 de janeiro.

Entidades que constroem o ato:

Sindsaúde, Sinpol, Sinsp, Sindaspe, Sindfern, Sinai, Sinte, Aduern, Adepol, Assesp, Asspmbm e Assofme.

Com informações do Sindsaúde RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulor disse:

    Vão trabalhara que é melhor…eu queria ver se fosse numa iniciativa privada !!! esse povo faz de conta que trabalha, só vive em greve, era bom que descontasse os dias parado, se vcs estão achando ruim pesa pra sair….

    • Mathias disse:

      Kkkk, se fosse na iniciativa privada o patrão seria processado pela justiça do trabalho e pagaria indenização !!! Ninguém é escravo da administração para trabalhar de graça!

    • Neto disse:

      Inveja mata!!!Não conseguiu passar num concurso público, foi? O salário é sagrado. Tem muita gente que trabalha. Por exemplo: vc não viu as polícias trabalhando para garantir a segurança da população durante a crise carcerária, até nos dias de folga? E continuam trabalhando. Vá ao Walfredo Gurgel e verás que mesmo sem uma estrutura básica, médicos, enfermeiros, auxiliares e outras categorias estão lá trabalhando para salvar vidas. O governo tem obrigação de pagar os salários em dia. Antes de querer diminuir os funcionários públicos, procure se informar. Só pode ser inveja e falta de capacidade essa sua crítica.

  2. Potyguar disse:

    Qualquer trabalhador, seja da iniciativa privada ou da esfera pública, tem o DIREITO de receber em dia seus proventos .

  3. FABIANO disse:

    Os servidores do Estado têm mais é que está lá na AL amanhã sim, pra cobrar do Governo o que há mais de um ano ele vem descumprindo, que é o pagamento dos salários em dia, o que vem causando desconforto em quase todos eles, pois não é fácil manter as contas domésticas sob controle se não se recebe salários em dia. Alguns servidores estão recebendo os seus salários com quase um mês de atraso, e essa situação está insustentável. Não deve ser nada fácil chegar ao final do mês e não ter dinheiro para pagar conta de água, luz, planos de saúde, já que a saúde pública do Estado é uma verdadeira desumanidade; faltando dinheiro para comprar remédios, fazer feira…minha gente, esse problema não pode persistir mais não, pois vai descontrolar por completo as finanças das famílias, causando um endividamento sem precedentes na história política do RN. Todo o meu apoio aos sindicatos e servidores que estarão presentes amanhã na AL, os quais sofrem na pele esse atraso de pagamento há meses.

    • Edivaneide disse:

      Concordo plenamente Fabiano, pois é muito fácil jogar pedras chamar os servidores de preguiçosos, ninguém queira está na pele de servidores que estão com seus compromissos atrasados, se tem somente essa fonte de renda para se manter, muitos mesmo quando recebiam em dias já passavam apertos, imaginem agora com esse descontrole do governador. Muitas vezes existem pessoas que não tem o mínimo de respeito por aqueles ou aquelas que estão em situações difíceis. Quem não tiver pecado que atire à primeira pedra.

    • pronto falei disse:

      Perfeito o comentário, amanhã todos na frente da AL.

Servidores estaduais lavarão as escadarias da Assembleia Legislativa na próxima segunda

Lavagem é um protesto contra os saques no Previdenciário dos servidores

Nesta segunda-feira (1), o Fórum Estadual dos Servidores do Rio Grande do Norte, representado pelo Sindsaúde, Sinpol, Sinai e Sinsp, Sindicato dos agentes penitenciários, entre outras entidades do funcionalismo público estadual, se reuniu para discutir ações unificadas para barrar a mensagem 063, enviada pelo governo do Estado, à Assembleia Legislativa, que desobriga o governo Robinson Faria a devolver aos cofres do Instituto de Previdência dos Servidores Estudais (Ipern) os R$ 650 milhões sacados do Fundo Previdenciário entre dezembro de 2014 e dezembro de 2015.

Os dirigentes sindicais discutiram as consequências deste projeto que inviabiliza as aposentadorias, pensões e demais benefícios dos servidores estaduais. Mais de 3.500 servidores estaduais se aposentaram de 2010 até 2015. Nos próximos cinco anos, a expectativa é que mais 7 mil servidores se aposentem.

Na próxima segunda-feira (7), às 14h30, haverá uma audiência pública na Assembleia Legislativa, convocada pelo deputado Kelps Lima (SDD), que discutirá os saques na Previdência dos servidores do RN. O Fórum Estadual dos Servidores aprovou para este mesmo dia, uma lavagem da sujeira da corrupção, nas escadarias da Assembleia Legislativa, às 13h30.

Assessoria Sindsaude

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wald disse:

    Enquanto persistir a troca de favores ilícitos entre os poderes Judiciário, Legislativo e Executivo a corrupção não acabará.
    Temos que denunciar também as Câmaras Municipais, Prefeituras e Tribunais;
    os próprios servidores honestos poderiam fazer isso.

  2. TATA disse:

    TEM QUE LEVAR MUITA CRIOLINA E ACIDO MURIATICO PARA LIMPAR AS MANCHAS DE PUTREFACAO DE DETERMINADA CASA.

  3. Anderson disse:

    Show, não podemos assistir passivamente este descalabro que está ocorrendo na AL.
    O Povo precisa exigir respeito e o fim dessa farra com dinheiro público.

ATENÇÃO: pagamento dos servidores estaduais será creditado a partir das 18h desta terça, informa Governo

Por interino

As Secretarias de Planejamento e Finanças e de Administração informam que o pagamento dos servidores estaduais relativo ao mês de dezembro serão creditados a partir das 18h desta terça-feira (30).

O pagamento dos aposentados e pensionistas foi creditado na última sexta-feira (26).

Aprovado projeto que unifica fundos da previdência dos servidores estaduais

Os deputados aprovaram por 17 votos a 1, o projeto de lei do governo estadual (mensagem 119/2014), que propõe modificações na lei complementar 308/2005, que trata do regime próprio da previdência dos servidores do Estado.  Fernando Mineiro (PT) foi o único contrário ao projeto, que segundo proposta do Executivo, unifica o Fundo Financeiro e o Fundo Previdenciário.

O governo justifica que o projeto é necessário para que possa honrar o pagamento dos servidores, diante das dificuldades nas finanças. Seria a única forma de completar a receita diante do déficit de R$ 150 milhões da folha este mês. Ainda de acordo com o Executivo, a fusão dos fundos em unidade de tesouraria específica se destinará exclusivamente ao pagamento de benefícios previdenciários aos segurados do Regime Próprio de Previdência Social do RN.

A unificação extingue o atual Fundo Financeiro, que é utilizado no pagamento da aposentadoria dos servidores que ingressaram no serviço público antes de 2005, que segundo o governo, tem um déficit mensal de aproximadamente R$ 70 milhões.

Este Fundo Financeiro é o mais antigo e comporta a maior parte dos servidores estaduais, cujas contribuições não são suficientes para cobrir todas as despesas com benefícios previdenciários, gerando um déficit previdenciário para o Tesouro Estadual, que deve arcar com essa diferença. Por outro lado, o governo alega que o Fundo Previdenciário detém provisões além de suas necessidades de curto prazo, registrando inclusive superávit de receitas.

As informações do processo mostram que o Fundo Financeiro tinha um déficit de R$ 1,3 bilhão em agosto de 2014, enquanto o Fundo Previdenciário mantinha um superávit de R$ 871,21 milhões naquela data.

CCJ

Na discussão do projeto pela Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJ), o relator da matéria, deputado Tomba Farias (PSB), quando deu parecer favorável, argumentou que o sistema previdenciário, que já nasceu desequilibrado, tenderia a se agravar com o passar dos anos com as medidas do governo federal em 2005.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. pinheiro disse:

    Só espero que essa atitude, seja realmente para ajudar os aposentados.Um povo sofrido e que nunca foram visto como parte do Estado.

Governo efetua pagamento de 91% dos servidores estaduais nesta sexta-feira; 9.377 servidores só dia 10 de setembro

As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) divulgaram o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de agosto, que será da seguinte forma:

Nesta sexta-feira (29), ao meio dia, será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores;

Ainda ao meio dia da sexta-feira, recebem os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;

No dia 10 de setembro, quarta-feira, ao meio dia, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos – 9.377 servidores no total.

93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado.

Os outros 9% (9.377 servidores) receberão no dia 10 de setembro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JUNIOR disse:

    SERVIDORES APOSENTADOS O GOVERNO NÃO TEM RESPEITO COM ELES

  2. Raquel disse:

    BG, gostaria que você divulgasse que o Governo está faltando com a verdade no que tange ao pagamento dos servidores da educação. Porque, de acordo com as informações divulgadas, os servidores desta área, independentemente do salário, receberiam dia 29, mas não é o que está acontecendo com os aposentados, pelo menos os da educação. Desde o mês passado nossa querida Governadora só paga na data correta os servidores da ativa e tem deixado para segundo e último plano os professores aposentados, certamente porque eles não podem mais fazer greve. REVOLTANTE. Isso aconteceu com minha mãe e com todas as suas colegas aposentadas, que por apenas poucos reais ganham mais que R$ 2 mil por mês.

  3. FRASQUEIRINO disse:

    A MANCHETE DO BLOG DEVERIA SER: VENCIMENTOS DO MÊS DE AGÔSTO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SERÁ PAGO COM ATRASO. NÃO IMPORTA SE É 10%, 2% ou mesmo 0,1%. VÃO RECEBER NO DIA 10 DE SETEMBRO! NÃO PAGOU ATÉ O ÚLTIMO DIA DO MÊS QUE O SERVIDOR TRABALHOU É ATRASO. EU GOSTARIA DE SABER QUAL O CRITÉRIO ESTABELECIDO PELA GOVERNADORA PARA ESCOLHER QUAIS AS CATEGORIAS |QUE VÃO RECEBER AMANHÃ, ÚLTIMO DIA ÚTIL DO MÊS.

  4. Luiza Rocha disse:

    Realmente ela foi eleita para desgovernar o RN. Não tem compromisso com o funcionalismo nem com os pensionistas. Bom que está terminando. Não deixará saudade.