Brasil tem 159 mortes e 4.579 casos confirmados de coronavírus, informa Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (30) o mais recente balanço nacional sobre os casos de Covid-19, doença causada pelo coronavírus Sars-Cov-2. Os principais dados são:

159 mortes

4579 casos confirmados

3,5% é a taxa de letalidade

Sudeste tem 2.507 casos, 55% do total

São Paulo tem 1.451 casos

No levantamento anterior, divulgado no domingo (29), o Brasil tinha 136 mortes e 4.256 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. São 23 óbitos nas últimas 24 horas.

G1

Sesap realizará contratação temporária de profissionais de saúde

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da Coordenadoria de Recursos Humanos, obteve autorização para o recrutamento referente à contratação temporária de profissionais da saúde. O processo está tramitando com a urgência que o caso requer.

A seleção será realizada por meio de Recrutamento para Contratação Temporária. Ainda será definido o quantitativo de profissionais a serem contratados, visto que foi proposta alteração no Plano de Contingência Estadual para Infecção Humana pelo Novo Coronavírus (Covid-19), tendo sido ampliado o número de leitos disponíveis, o que acarretou a necessidade de um redimensionamento dos profissionais.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raíra disse:

    Sou técnica de enfermagem, me formei a pouco. Ainda não consegui o registro no coren, pois o mesmo encontra-se fechado devido ao decreto.
    Mas gostaria de me candidatar até mesmo como voluntária.
    É possível?

  2. Lucas disse:

    Chamem os profissionais dos postos de Saúde, os que estão a disposição dos deputados, os que estão ociosos em ambulatórios fechados primeiro!!!

  3. Egidio disse:

    Sou Enfermeiro e estou na assistência, mas também estou concursado para outro vínculo no estado, acredito que o estado ao invés de contrato temporário deveria convocar todos os concursados que estão no cadastro de reserva, essa sim seria uma atitude de um governo que tem preocupação com a saúde da população. E que agilize o mais rápido possível a distribuição dos EPIs necessários e corretos para o atendimento de pacientes contaminados com o coração vírus, pois a realidade nós locais de trabalho é muito difícil para nós profissionais de saúde.

  4. Helia Maria de Paiva Nunes disse:

    Sou graduada em enfermagem e tenho experiência profissional e possuo coren!!!

  5. Josineide disse:

    Me formei ano passado em enfermagem, como não estou atuando na área me volutariei na ubs que fiz estagio.

  6. Tamires disse:

    Deve voluntariamente ne?

  7. Tamires disse:

    Já sabem como vai ser essa contratação, será por meio de currículo?

  8. Alexandre disse:

    Talvez isso nao fosse necessário se grande parte dos “profissionais” de saúde que deveriam estar na linha de frente dessa batalha não estivesse em casa com a desculpa de que estão no grupo de risco.
    Falar coisa bonita nas redes sociais é fácil, mas sair e cumprir o juramento tá difícil.
    OBS: minhas palmas vão só para os profissionais que estão trabalhando bravamente, aos que estão em casa fica minha indiferença 😷😏

  9. Dalvaci Vicente da Silva disse:

    Quero entrar nessa contratação para poder ajudar mais e mais

Saúde em Parnamirim faz alerta à população sobre os cuidados e combate ao mosquito Aedes aegypti

Foto: Assecom

A Prefeitura de Parnamirim, apesar do momento difícil enfrentado com o isolamento social causado pelo COVID – 19, alerta a população sobre a necessidade e importância de se continuar o combate ao mosquito Aedes aegypti transmissor de doenças como, Dengue, Chicungunya, Febre Amarela Urbana e Zica.

A agente de endemias, Amanda Cinthia, explicou que a prevenção continua sendo o melhor remédio para combater a doença. “Devemos aproveitar esse isolamento social para limparmos o nosso quintal, olhar a caixa d’água, virar garrafas e verificar locais que possam acumular água parada, tais como pias e vasos sanitários que não estejam usando, ralos e bandeja de geladeira, entre outros lugares que possam ser criadouros do mosquito Aedes aegypti ” .

De acordo com dados divulgados pela Secretária de Saúde Pública (SESAP ), no período de 1 de janeiro a 22 de fevereiro deste ano foram notificados 1.928 casos contra 1.688 do mesmo período em 2019.

Já em relação à Chicungunya também houve um aumento comparado ao ano passado. Foram 98 casos em 2020, contra 68 casos em 2019.

Veja abaixo alguns sintomas e informações importantes das doenças mencionadas

DENGUE

Provoca dores musculares

Tem quatro subtipos

Pessoa pode ser contaminada mais de uma vez, se for exposta a outro subtipo do vírus

Tem manifestação hemorrágica

É mortal em até 2% dos casos

Os sintomas desaparecem em poucas semanas

CHIKUNGUNYA

Provoca dor forte nas articulações

Não há subtipos conhecidos

Estudos indicam que uma vez contaminada, a pessoa fica imunizada contra o vírus

Não tem manifestação hemorrágica

Mortalidade é baixa, menos de 1% dos casos

A maioria dos infectados sente dores nas articulações por até um ano

FEBRE AMARELA

Febre

Dores musculares em todo o corpo, principalmente nas costas.

Dor de cabeça.

Perda de apetite.

Náuseas e vômito.

Olhos, face ou língua avermelhada.

Fotofobia.

Fadiga e fraqueza.

ZICA

Febre baixa (entre 37,8° e 38,5°C)

Dor nas articulações (artralgia), mais frequentemente nas articulações das mãos e pés, com possível inchaço.

Dor muscular (mialgia)

Dor de cabeça e atrás dos olhos.

Erupções cutâneas (exantemas), acompanhadas de coceira.

Ex-ministros da Saúde acusam Bolsonaro de minimizar pandemia e recorrem à ONU e à OMS

Foto: Carolina Antunes/PR

Uma carta assinada por sete ex-ministros da Saúde repudia o pronunciamento feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na terça-feira (24) e o acusa de minimizar e tratar de forma insensata uma pandemia com as proporções do novo coronavírus.

Segundo atualização da OMS (Organização Mundial da Saúde) nesta quarta (25), já são mais de 415 mil casos ao redor do mundo e mais de 18 mil mortos.

Assinado por Humberto Costa (2003-2005), José Saraiva Felipe (2005-2006), José Agenor Álvares da Silva (2006-2007), José Gomes Temporão (2007-2010), Alexandre Padilha (2011-2014), Arthur Chioro (2014-2015) e Marcelo Castro (2015-2016), ministros de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (PT), o documento afirma que Bolsonaro, preocupado em atender interesses estritamente econômicos, propõe uma dicotomia entre o enfrentamento da crise na saúde e na economia.

“Os países que têm conseguido os melhores resultados são aqueles que fizeram o isolamento social, garantiram o atendimento à saúde da população e tomaram medidas para manter a renda e ativar a economia. Não há, portanto, dicotomia entre manter a atividade econômica e salvar vidas”, diz a carta dos ex-ministros.

O presidente tem criticado medidas tomadas por governadores para a restrição de movimentação de pessoas e defendido o isolamento apenas para aqueles do chamado grupo de risco, como idosos e portadores de comorbidades, o que chamou de “isolamento vertical”.

Segundo o ex-ministros, que irão recorrer à OMS e à Comissão de Direitos Humanos da ONU, a postura de Bolsonaro desmobiliza a população que vem seguindo as orientações de autoridades de saúde, incluindo o Ministério da Saúde, e governantes, de modo a ferir o pacto federativo e a autonomia de seus entes.

“Seu pronunciamento pode resultar em uma sobrecarga do sistema de saúde brasileiro de trágicas consequências, particularmente entre os grupos mais vulneráveis da sociedade. É necessário que os líderes republicanos se juntem em torno da defesa da vida”, afirmam.

Ministros de outros governos não foram procurados para assinar o documento após não haver disposição em iniciativa anterior, por ocasião da Conferência Nacional de Saúde.

Mônica Bergamo – Folha de SP

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Papa Jerry Moon disse:

    Ministros de Lula e Dilma? A opinião deles não conta. São cúmplices dos maiores ladroes do mundo. Começo a dar razão ao presidente, se parar tudo o resultado será pior do que o vírus.

  2. FCM disse:

    QUEM? "UM CERTO BOSTA" ?????? BRINCADEIRA

  3. Marcos Vinícios disse:

    O primeiro da lista é logo o sangue suga, aquele vampiro das ambulâncias.
    A matéria é parcialmente fake, haja vista não relatar sobre a conduta do Japão.

  4. Silvio. disse:

    Só quadrilheiro kkkkkkkk
    Tão tudo doido.
    Kkkkkkkk
    Meu presidente Bolsonaro, to com bc e não abro!

  5. LEO disse:

    ESSES MINISTROS SÃO OS MESMO DA GRIPE SUÍNA,GRIPE AVIARIA,H1N1? E MUITOS DO PETROLÃO?????……………KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  6. Dilma disse:

    Não seria melhor se entregarem para serem julgados num tribunal internacional sobre como deixaram a saúde no país? Será se seriam condenados por crimes contra humanidade?

  7. oswaldo disse:

    Pronto, se eu estava na dúvida de que o Sr Bolsonaro estava certo, agora não tô mais!!!

  8. EDILSON disse:

    AONDE ESTAVA TODOS ELES QUANDO SURGIU O H1N1 E A SUINA????

Saúde esclarece vacinação antirrábica em alguns domicílios de Natal

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que há agentes de endemias, do Centro de Controle de Zoonoses, realizando vacinação antirrábica no bairros do Tirol e Pitimbu.

A medida protetiva se dá em virtude da identificação de um morcego positivado para raiva na região. Os profissionais da saúde se apresentam com farda e vacinam os animais em domicílio, além de realizar trabalho educativo com distribuição de panfletos nas residências.

‘Travamento do país é péssimo para a saúde’, diz Mandetta após reuniões sobre combate ao coronavírus

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, falou com jornalistas após reuniões no Palácio do Planalto — Foto: Guilherme Mazui/G1

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta terça-feira (24) que o “travamento” do país é péssimo para a área da saúde. Ele falou com jornalistas na saída do Palácio do Planalto, após participar, com o presidente Jair Bolsonaro, de reuniões sobre medidas de combate ao coronavírus com governadores das regiões Centro-Oeste e Sul.

Sem citar um nome específico, Mandetta disse que alguns governadores “passaram do ponto” nas medidas de isolamento e restrição das atividades econômicas. Em todo o país, governos estaduais baixaram ordens, como fechamento do comércio e de escolas, para conter o avanço do vírus. Bolsonaro já havia criticado as ações.

“É natural, faz parte do quadro, que no início você tem algumas situações em que você erra, acerta e não é momento de apontar o dedo. [Dizer] Certo ou errado. É reconhecer rapidamente que algumas coisas funcionam em determinados momentos, como funciona, e como a gente pode adotar. Esse travamento absoluto do país, para a saúde, é péssimo”, afirmou o ministro.

Mandetta argumentou que pacientes de todas as áreas, não só aqueles infectados com coronavírus, continuarão precisando dos serviços médicos.

“Eu continuo precisando fazer pré-natal. Tem médico fechando consultório. Daqui a pouco eu estou lá cuidando de um vírus, e cadê meu pré-natal? Cadê o cara que estava fazendo quimioterapia? Cadê o pessoal que está precisando fazer o diagnóstico? Cadê as clinicas de ultrassonografia?”, completou Mandetta.

Para o ministro, medidas como “locaute”, em que há interrupção da maioria das atividades, devem ser tomadas com precaução.

“Eu acho que as pessoas quando tomam medidas duras, como essas aí de locaute, você tem de saber muito bem o que você está fazendo. Isso daí muitas vezes é uma medida que você toma em determinadas circunstâncias, determinada situação. E às vezes você tem que ver o tempo certo, o aviso com antecedência, como fazer, os serviços essenciais”, afirmou.

“O que não é fundamental? Essa é a discussão que tem de ser feita. Somos uma grande engrenagem que um movimento o outro. E colocar isso em harmonia para o momento, sem histeria, é que é o desafio. E é o desafio de todos de prefeitos, governadores.Acho que os governadores já estão vendo que em alguns casos aceleraram, passaram do ponto”, concluiu o ministro.

Conversa com governadores do Sudeste

Nesta quarta-feira (25), Bolsonaro e Mandetta farão videoconferência com governadores da região Sudeste, onde ficam Rio de Janeiro e São Paulo, estados mais afetados pelo coronavírus até agora.

Os governadores dos dois estados, João Dória (São Paulo) e Wilson Witzel (Rio de Janeiro), vêm sendo alvo de críticas de Bolsonaro, que é contra as medidas restritivas para estimular o isolamento social adotadas pelo dois.

Questionado se vai pedir algo específico para Dória e Witzel, Mandetta respondeu:

“Não, gradativamente eles estão percebendo que precisa fazer, que precisa ser articulado, que precisa ser organizado […] Todo mundo está vendo que precisa de ajustes, precisa de sincronia. Você não precisa fazer [quarentena] de um estado inteiro, você pode fazer um bairro. Rio de Janeiro, as informações que a gente tem é que a maioria dos casos são ali na Barra da Tijuca. Você tem que ir olhando, você tem que ir organizando”, disse.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Reginatal disse:

    Esse Blog é muito bom. Se não fosse declaradamente petralha, seria bem melhor.

    • Minion alienado disse:

      O melhor do blog são os comentários dos meus amigos alienados, você é meu amigo?

VÍDEO: Vereador em Natal apela que colegas na Câmara abram mão de emendas por quase R$ 15 milhões diretamente para Saúde no município

 

Ver essa foto no Instagram

 

As emendas dos 29 vereadores seriam de grande ajuda pra saúde. A valor total de quase R$15 milhões

Uma publicação compartilhada por Klaus Araújo (@klausdobem) em

O vereador de Natal, Klaus Araújo(Solidariedade), através das redes sociais, sugere que os 29 vereadores abram mão das emendas impositivas e destinem diretamente a pasta da saúde.

No vídeo, Klaus Araújo também confirmou que falará sobre da sugestão com a presidência da Câmara Municipal de Natal sobre a possibilidade dessa ajuda, que teria o valor de quase R$ 15 milhões.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Walleska disse:

    Parabéns vereador pela atitude,como sempre atuante e preocupado com os interesses da população

  2. Marcio disse:

    Continui fazendo o bem
    Vereador deus sabe das coisas .
    As pessoa que estão precisando nos hospitais vao agradecer 🙏

  3. Francisca disse:

    Tá muito bom, mas que tal vc dá uma palavrinha com o canalha do presidente nacional do teu partido, o Paulinho da Força, pra ele abrir mão do dinheiro do Fundão??

  4. João André disse:

    Parabéns pela Atitude Vereador Klaus Araújo 👏👏👏

  5. Juliete disse:

    Parabéns pela iniciativa Vereador!

  6. Nara disse:

    Em tempos de crises as boas ideias e as ótimas atitudes são validas, parabéns Vereador Klaus Araújo por pensar no bem estar da sociedade Natalense.

  7. natalsofrida disse:

    Homi, esse é um Pelé, pense num verme? Taí um. Tudo populismo, imitando o que o povo pede pra fazer. Vereador em Natal nunca teve isso. Só politicagem. Tenho conhecimento de causa, sei o que estou falando.

  8. APSP disse:

    Os sanguessugas não vão aceitar.

  9. JBBatista. disse:

    E também abrir mão dos salários para ajudar, afinal são todos ricos e estão como vereadores fazendo bico.

    • Edimilson Fernandes disse:

      Vereador Klaus Araújo, se esse ano não tivesse eleições municipais para vereador já que ô senhor é candidato a reeleição, será que o senhor tinha essa mesma atitude? ou é mais uma demagogia da classe política ao qual o nobre edil representa, porque nós eleitores estamos de saco cheio de políticos oportunistas.

    • Luiz disse:

      Esse apareceu agora em ano de eleição, passou 3 anos e eu nunca ouvi o nome desse cidadão, a política é uma merda.

Sead disponibiliza agendamento online para nomeados do concurso da Saúde se apresentarem na Junta Médica

A Secretaria de Estado da Administração (Sead) disponibilizou, nesta quarta-feira (18), link para agendamento online para apresentação na Junta Médica dos 970 profissionais da área da Saúde convocados no último sábado (14) pelo Governo do Rio Grande do Norte. A iniciativa visa dar mais agilidade e controle nessa etapa.

O link para agendamento é o central.rn.gov.br. Os farmacêuticos, médicos, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e fisioterapeutas convocados precisam realizar ainda um pré-cadastro para concluir o agendamento.

Aprovados no concurso público de 2018, os nomeados irão compor o quadro da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Eles têm legalmente até 30 dias para se apresentar e tomar posse, a contar da data de convocação, podendo ser prorrogado por igual período, a requerimento do interessado.

É preciso ressaltar que os convocados precisam primeiramente se apresentar na Sesap para entrega da documentação e abertura de processo. Inclusive, foi disponibilizado desde o dia 14 de março outro link para agendamento desta etapa. Só após feito isso é que os profissionais devem agendar a apresentação dos exames admissionais na Junta Médica. Os nomeados podem optar pelo atendimento na Junta Médica da Sead ou do Ipern.

Diante do cenário atual de enfrentamento à Covid-19 (Coronavírus), as vagas por dia são limitadas, objetivando evitar aglomerações e colocar em risco a saúde dos envolvidos. “Nossa expectativa é atender entre 80 e 100 pessoas por dia, sendo 20 destas destinadas exclusivamente no Ipern”, destaca o subsecretário de Recursos Humanos da Sead em exercício, Luis Renato Nogueira.

A documentação exigida para apresentação na Junta Médica está listada no site www.sead.rn.gov.br.

“Vamos passar 60 a 90 dias de muito estresse”, diz ministro da Saúde, sobre o coronavírus

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse esperar que somente em agosto mais da metade da população esteja imunizada em relação ao novo coronavírus.

“Estamos imaginando que vamos trabalhar com números espirais ascendentes, abril, maio, junho. Vamos passar 60 a 90 dias de muito estresse, para que quando chegarmos ao final de julho, a gente imagina que entra no platô, agosto, setembro, a gente deve estar voltando, desde que a gente construa a chamada imunidade de mais de 50% das pessoas”, afirmou.

Acrescentou que, nesse período, serão estudadas medidas para diminuir o ritmo de contaminação, como “bloqueios, quarentenas, limitação de ir e vir”.

“Nós teremos aí em torno de 20 semanas, a partir do surto epidêmico que serão extremamente duras, para as famílias, para as pessoas. Cuidem dos idosos, é hora de filho e filha cuidar de pai, mãe, avó, tia-avó. É preciso ter muito claro que ligar o telefone para perguntar como está, mas não levar sistematicamente muitas crianças, que são assintomáticas”, pediu.

O Antagonista

VÍDEO: Governo do RN suspende aulas nas escolas públicas e privadas a partir desta quarta em decorrência do coronavírus

O Governo do Estado decidiu no fim da manhã desta terça-feira(17) pela suspensão das aulas por tempo indeterminado. Embora a rede pública se encontre em greve, a decisão foi tomada independente de acordo com os professores, em decorrência da pandemia do coronavírus. A decisão também vale para a rede particular.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Pinheiro disse:

    A governadora deveria aproveitar as medidas, e deixar o cargo também…

    Fora governadora incompetente!!

  2. Roberto JJ disse:

    É lamentável os comentários diante da situação que vivemos.

  3. Lins disse:

    Demorou, mas fez o certo.

  4. Eduardo disse:

    Tem gente falando de esquerda, direita, terraplanista e greve, nesse período de cuidados,… muita gente sem noção!!! Não digo que merecem uma jaula, só um pouquinho de estudo, já é suficiente.

  5. Rafael Pinheiro disse:

    kkkkk a governadora dando "by pass" na greve dos professores!! boa Fatão kkk

  6. Vergonha disse:

    Kkk o sindicato está para deflagrar a greve , a PTralha chefe cortou o barato , comedores de mortadela, se lasquem , até o fim dessa quarentena estaram desqualificado para pedir aumento

  7. Elizangela disse:

    Mas e os aeroportos ?!!

    Estão desembarcando pessoas vindas da Europa e não estão fazendo nenhum tipo de controle

  8. Jacio disse:

    Ta certo minha lider

  9. Vergonha disse:

    A pelegada do sindicato fica pra morrer , essa quadrilha PTralha provando do seu próprio veneno

MAIS UM LEITOR: “Quando se proliferar em Natal, o caos será instalado pela falta de estrutura mínima”

Foto: Ilustrativa

Um leitor do Blog, em caso distinto da UPA Cidade da Esperança(AQUI), relata que chegou do exterior com sintomas do Covid-19, e tentou fazer o exame em um hospital privado nessa segunda-feira(16), e disse que o local não tinha material para a realização de exame. Ao procurar o Giselda Trigueiro, foi orientado a procurar a rede privada, por só realizar para quem apresenta sintomas.

“Quando se proliferar em Natal o caos vai ser instalado pela falta de infraestrutura mínima”, desabafou o preocupado leitor, que não quis se identificar.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bader disse:

    Isso não irá acontecer pq Deus é maior e ouve nossas orações.

  2. jorge disse:

    A FALTA DE LEITOS E UTI…..JÁ ESTA ASSIM FAZ TEMPO VIU??? NÃO É PQ AS PESSOAS ESTÃO COM CORONA VIRUS, O UNICO CASO TÁ EM CASA E OS QUE ESTAO AGUARDANDO OS RESULTADOS TAMBÉM PORTANTO….. ISSO AI É ESSE GOVERNO SAFADO QUE NÃO TÁ NEM AI PRA NINGUÉM, ESTE ESTADO NÃO TEM NADA…. ESSES MERDAS SÓ FALAM EM POLITICA E MERDA. AGORA NÃO E HORA DE BRIGAR, E HORA DE UNIR. PQ ESSE CAOS TÁ O A NÃO SEI QUANTO TEMPO . NÃO TEM HOSPITAL, NÃO TEM REMEDIO , NÃO POSTOS DE SAÚDE, ENFIM NADA.

  3. Gizelda disse:

    Gente, a orientação é pra quem chegar de viagem, mesmo sem sintomas, ficar em quarentena, e não sair por aí espalhando o vírus, será que não entenderam isso ainda,?
    Vamos pensar mais no próximo…

  4. Alexandre Magnus disse:

    Ontem o Secretario Nacional de Saude falou que os testes no Brasil somente para pessoas sintomaticas,as que não tiverem sintomas não adianta no momento insistir.

  5. Chicó disse:

    E o estado queria fechar mais UTIs !!!

  6. Sonia Gomes disse:

    Infelizmente, o Brasil não levou a sério a pandemia. Agora, com o caos se alastrando, a rede do Sus falida e agora, José?
    Brincaram com fogo e o pior que quem vai se queimar, é o pobre que depende do SUS!

    • Fernando disse:

      Exato Sônia, estava lembrando das promessas de campanhas, exaustivamente repetidas desde 2002 sobre a melhoria em nosso sistema de saúde. Prometeram muito, repetiram as promessas, mas o que temos na prática são hospitais sucateados, superlotados e uma situação degradante que nunca saiu das retóricas promessas de campanha.
      Vivemos 20 anos de promessas e na prática o que temos é uma sistema de saúde precário, uma educação de péssima qualidade e um estado de insegurança generalizado.
      Mas a culpa, como querem impor, é do Bolsonaro que não mudou esse país em 01 ano.

  7. Janaína disse:

    A recomendação, inclusive para a rede privada, é só realizar exames para casos de internação. Os insumos para realização dos testes são limitados. Para sintomáticos respiratórios, sem complicação, a recomendação máxima é isolamento domiciliar.

  8. Luan disse:

    Vai ser culpa também desse leitor que deveria ter ficado em quarentena e não sair peregrinando em Natal pelos postos de saúde espalhando o vírus, os médicos estão cansados de explicar para só procurarem atendimento médico se estiverem com falta de ar, se estiverem com sintomas de gripe apenas é pra permanecer em casa de quarentena.

  9. Pedro disse:

    O estado está brincando com isso, não é ponderavel que os aletas emitidos pelas maiores autoridades sanitárias do mundo, profissionais renomados aqui, dados alarmantes no mundo, não sensibilizem as autoridades e gestores locais. Sabemos que o governo é incompetente, vai com as outras, relaxado, mequetrefe, pobre, mais brincar com a saude da populaçao é irresponsabilidade, adotar medidas casuísticas, hipocritas e mentirosa é um risco absurdo, nunca em nosso estado vimos tanta irresponsabilidade.

  10. rodrigo disse:

    O folgado tem dinheiro pra ir pro exterior e não tem pra pagar um exame?

LEITOR com suspeita de coronavírus relata situação dramática no atendimento da rede básica de saúde

Foto: Divulgação

Leitor do Blog do BG entrou em contato para reclamar da situação dramática no atendimento na rede básica de saúde, ocorrido nessa segunda-feira(16) na capital potiguar, na UPA Cidade da Esperança. Conta o histórico de um jovem que há cinco dias tem registrado febre e ainda falta de ar. Segundo conta, após um dilema no atendimento e inconclusão no caso, o paciente teria recebido um encaminhamento para a rede particular. Encontra-se, neste momento, em isolamento em sua residência.

Fotos: Divulgação

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carmen maria de leiros disse:

    Queria muito que nossa governadora tomase a iniciativa de
    De PEDIR ao exército as tendas tipo hospital para atender as pessoas antes de ir para o hospital em Natal nem para quem ten plano de saúde existe, Deus vai escolher quem morre e quem vive

  2. almir dionisio disse:

    Realmente a saúde pública do estado tá um caos, eu trabalho em uma unidade hospitalar da capital como enfermeiro e relato o caos atual, falta tudo nos hospitais e só vemos reuniões e nada se resolve.
    A saúde precisa de ações imediatas e não reuniões sem fim e que parecem um 8, nada é resolvido, aqui no nosso hospital qdo pedimos a UNICAT informa que não tem e tá aguardando a licitação.
    Esse é o cenário da saúde no estão, imagina no interior.

  3. Papo_Reto disse:

    Está só iniciando o caus. Que Deus tenha misericordia.

  4. Anderson Lopes disse:

    Absurdo!

Número de casos do novo coronavírus no Brasil sobe para 77

Foto: Reuters/Yves Herman/Direitos Reservados

O número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) subiu para 77 na atualização mais recente do Ministério da Saúde, divulgada na tarde de hoje (12). No balanço anunciado na parte da manhã, o total de pessoas infectadas era 60.

O aumento se deu sobretudo em São Paulo e no Rio de Janeiro, estados foco do vírus no país. No primeiro, os casos confirmados saíram de 30 para 42 entre os dois balanços de hoje. Já no Rio, aumentaram de 13 para 16.

Pernambuco identificou dois casos e pela primeira vez aparece na lista do Ministério da Saúde. Paraná (seis), Minas Gerais (um), Distrito Federal (dois), Rio Grande do Sul (quatro), Alagoas (um), Espírito Santo (um) também tem casos confirmados.

A Região Norte é a única sem casos confirmados. Roraima, Amapá e Tocantins não tiveram até o momento nenhum caso confirmado ou suspeito.

Os casos suspeitos saltaram de 930 para 1.422, um aumento de 50% em menos de um dia. São Paulo também lidera nesse grupo (704), seguido por Minas Gerais (117), Distrito Federal (82), Rio de Janeiro (76) e Santa Catarina (73).

As situações descartadas somaram 2.662.

Agência Brasil

Exames descartam um dos três casos suspeitos de novo coronavírus em Mossoró

Foto: Reprodução/TV Globo

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu um boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP) no qual aponta que um dos três casos suspeitos do novo coronavírus foi descartado pelos exames darem positivo para influenza H1N1.

As amostras dos outros dois casos suspeitos foram encaminhadas para o Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Giordam disse:

    Mais perigoso que o coronavírus.

Planos de saúde serão obrigados a cobrir exame para coronavírus, diz Ministério da Saúde

Imagem: Ilustrativa

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) deve publicar nos próximos dias uma resolução que inclui exames para detectar uma possível infecção pelo coronavírus no rol de cobertura mínima obrigatória pelos planos de saúde.

A informação é do secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis. Ele comentou o tema ao ser questionado por jornalistas se clínicas privadas podem cobrar pelo exame no atendimento a usuários de planos de saúde.

“Poderia cobrar? Poderia. Porque é um exame novo, e não faz parte do rol. Mas isso [inclusão no rol] deve acontecer imediatamente. Deve sair nos próximos dias uma nova resolução incluindo o exame na lista de procedimentos de cobertura obrigatória. No momento em que isso estiver contemplado, ninguém poderá ser cobrado”, informou. “Mas até o momento, não é irregular que haja a cobrança.”

A medida ocorre em um momento em que crescem as críticas de usuários de planos de saúde devido à negativa da oferta de exames por operadoras.

Questionada pela Folha, a ANS não respondeu até o momento.

Gabbardo, porém, disse que a decisão já está fechada. “Falamos hoje com a direção da ANS e isso vai ser feito. Geralmente é feito uma consulta pública para inclusão no rol. Esse processo vai ser simplificado e a diretoria vai criar uma resolução incluindo isso imediatamente”, afirma.

Ainda segundo Gabbardo, até que isso ocorra, a recomendação é que casos de cobranças consideradas abusivas pelos usuários sejam levadas ao Procon e outras entidades em defesa do consumidor.

FolhaPress

Sobe para 17 total de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil; 674 estão sob investigação

Foto: Agência Brasil/Divulgação

O Brasil já registra 17 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus. Os dados foram divulgados na tarde deste sábado (7) por meio de plataforma do Ministério da Saúde. Até esta sexta (6), eram 13 casos confirmados no país.

Entre os casos, 13 estão em São Paulo, 2 no Rio de Janeiro, 1 na Bahia e 1 no Espírito Santo. Um outro possível caso, que está sendo investigado no Distrito Federal, aguarda resultado de testes de contraprova.

Balanço do Ministério da Saúde aponta ainda 674 possíveis casos de covid-19 em investigação. Outros 601 já foram descartados após exames.

Mais cedo, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro confirmou o segundo caso do novo coronavírus no estado. A paciente, de 52 anos, é moradora da cidade capital fluminense e apresentava sintomas de quadro viral desde o retorno de viagem à Itália, na última quarta-feira (4).

No mesmo dia, ela deu entrada em uma unidade de saúde particular apresentando febre, tosse, congestão nasal e conjuntivite. Agora, a paciente, que mora sozinha, está em isolamento domiciliar.

Outros três novos casos foram confirmados neste sábado no estado de São Paulo. Os detalhes ainda não foram divulgados.

Na quinta (5), o Ministério da Saúde confirmou os dois primeiros registros de transmissão local do novo coronavírus, o que significa que a infecção ocorreu no país.

Os dois casos ocorreram em São Paulo e são de pessoas que tiveram contato com o primeiro paciente confirmado para o covid-19 no país. O contato ocorreu ainda antes do diagnóstico, em um almoço logo após o paciente voltar de uma viagem à Itália.

FOLHAPRESS