Servidores estaduais farão ato público na Assembleia Legislativa nesta quinta

Nesta quinta-feira (02), o Fórum dos Servidores Estaduais do RN fará um ato público unificado em frente à Assembleia Legislativa, às 08h, contra o atraso de salários. Na ocasião, acontecerá a tradicional leitura anual feita pelo governador Robinson Faria (PSD).

O Governo do Estado até o momento não sinalizou quando irá pagar os servidores, nem estabeleceu um prazo para o calendário de pagamento. Segundo as entidades que compõem o Fórum, o objetivo do ato é chamar a atenção dos Poderes, em especial, o Poder Executivo e da sociedade, alertando sobre a insatisfação dos servidores diante do atraso dos salários.

Segundo as entidades envolvidas no ato, o atraso no pagamento dos salários está insustentável para os servidores do funcionalismo estadual. Desde o início de 2016 os trabalhadores enfrentam o mesmo dilema: trabalhar sem ter o salário no fim do mês. O governo só finalizou o pagamento do salário de dezembro do ano passado no dia 27 de janeiro, quase um mês após a data prevista pela Constituição Estadual. Os servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil reais receberam a primeira parcela no dia 21 de janeiro.

Entidades que constroem o ato:

Sindsaúde, Sinpol, Sinsp, Sindaspe, Sindfern, Sinai, Sinte, Aduern, Adepol, Assesp, Asspmbm e Assofme.

Com informações do Sindsaúde RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulor disse:

    Vão trabalhara que é melhor…eu queria ver se fosse numa iniciativa privada !!! esse povo faz de conta que trabalha, só vive em greve, era bom que descontasse os dias parado, se vcs estão achando ruim pesa pra sair….

    • Mathias disse:

      Kkkk, se fosse na iniciativa privada o patrão seria processado pela justiça do trabalho e pagaria indenização !!! Ninguém é escravo da administração para trabalhar de graça!

    • Neto disse:

      Inveja mata!!!Não conseguiu passar num concurso público, foi? O salário é sagrado. Tem muita gente que trabalha. Por exemplo: vc não viu as polícias trabalhando para garantir a segurança da população durante a crise carcerária, até nos dias de folga? E continuam trabalhando. Vá ao Walfredo Gurgel e verás que mesmo sem uma estrutura básica, médicos, enfermeiros, auxiliares e outras categorias estão lá trabalhando para salvar vidas. O governo tem obrigação de pagar os salários em dia. Antes de querer diminuir os funcionários públicos, procure se informar. Só pode ser inveja e falta de capacidade essa sua crítica.

  2. Potyguar disse:

    Qualquer trabalhador, seja da iniciativa privada ou da esfera pública, tem o DIREITO de receber em dia seus proventos .

  3. FABIANO disse:

    Os servidores do Estado têm mais é que está lá na AL amanhã sim, pra cobrar do Governo o que há mais de um ano ele vem descumprindo, que é o pagamento dos salários em dia, o que vem causando desconforto em quase todos eles, pois não é fácil manter as contas domésticas sob controle se não se recebe salários em dia. Alguns servidores estão recebendo os seus salários com quase um mês de atraso, e essa situação está insustentável. Não deve ser nada fácil chegar ao final do mês e não ter dinheiro para pagar conta de água, luz, planos de saúde, já que a saúde pública do Estado é uma verdadeira desumanidade; faltando dinheiro para comprar remédios, fazer feira…minha gente, esse problema não pode persistir mais não, pois vai descontrolar por completo as finanças das famílias, causando um endividamento sem precedentes na história política do RN. Todo o meu apoio aos sindicatos e servidores que estarão presentes amanhã na AL, os quais sofrem na pele esse atraso de pagamento há meses.

    • Edivaneide disse:

      Concordo plenamente Fabiano, pois é muito fácil jogar pedras chamar os servidores de preguiçosos, ninguém queira está na pele de servidores que estão com seus compromissos atrasados, se tem somente essa fonte de renda para se manter, muitos mesmo quando recebiam em dias já passavam apertos, imaginem agora com esse descontrole do governador. Muitas vezes existem pessoas que não tem o mínimo de respeito por aqueles ou aquelas que estão em situações difíceis. Quem não tiver pecado que atire à primeira pedra.

    • pronto falei disse:

      Perfeito o comentário, amanhã todos na frente da AL.

COMENTE AQUI