CONFRATERNIZAÇÃO: Um a cada três funcionários fará algo vergonhoso na festa da firma, diz estudo

(Getty images/Superinteressante)

Festa de fim de ano na firma é tradição para uns – e pesadelo para outros. Aqui na redação da SUPER mesmo, essa jovem repórter que vos fala sugeriu um “amigo secreto”, mas todos preferiram ficar só na comemoração com comida. Porque, acredite, vexames são muito mais comuns do que imaginamos.

De acordo com uma pesquisa conduzida pela empresa de marketing OnePoll em conjunto com o site de planejamento social Evite, um em cada três funcionários de escritório faz algo que lamenta (sente envergonha, no bom português) em uma confraternização de Natal do trabalho.

E já dá para imaginar por que as lembranças não são tão boas: bebida gratuita, atmosfera comemorativa e até brincadeiras que exigem uma intimidade além do seguro no ambiente de trabalho (leia-se “amigo secreto”) podem resultar em sinceridade demais. Dois em cada cinco entrevistados relataram ter passado por um grande drama na festa do escritório ou ouviram revelações bombásticas sobre os colegas.

Falando em revelações, as fofocas rolam soltas nesse ambiente: segundo o levantamento, feito em 2 mil escritórios americanos, um trabalhador ouve, em média, sete novas fofocas sobre colegas enquanto participa da festa de fim de ano – e muitas são rumores sobre relacionamentos no trabalho. Alguns deles, claro, acabam sendo verdadeiros. Dos entrevistados da pesquisa, 37% disseram que testemunharam dois colegas sendo “afetuosos demais” um com o outro em uma “confra” de fim de ano.

O estudo ainda destaca outras informações curiosas: cada funcionário participará de seis fotos de grupo na festa, em média. Além disso, sexta-feira é o dia favorito de todos para participar da festança (por razões óbvias, né?). Foi atestado que nos casos em que a confraternização é realizada em um dia da semana, 35% dos funcionários chegam atrasados ​​para o trabalho no dia seguinte – e outros 17% tiram o dia de folga.

Mas, nem tudo é negativo: 75% dos entrevistados disseram aguardar ansiosamente pela comemoração de fim de ano. E a principal razão é a oportunidade de socializar informalmente com os colegas de trabalho. Isso é bom especialmente para os tímidos: de acordo com a pesquisa, a festa é o momento certo deles brilharem, já que 35% das pessoas alegam que um colega aparentemente reservado é sempre “a vida e a alma” da festa de fim de ano. O que isso quer dizer exatamente , vai da imaginação de cada um.

E você? Vai participar de alguma “confra” este ano? Comemorar é bom, mas a pesquisa serve para alertar que nunca é bom passar por aquela “torta de climão” no dia seguinte.

Super Interessante