Adolescente morto por PM durante "constestada" tentativa de assalto na Praia do Forte participou de ação criminosa, diz Polícia

O caso de um adolescente de 14 anos, morto por um PM na Praia do Forte, durante uma suposta tentativa de assalto segue apresentando  novidades e parece caminhar para o esclarecimento. Para quem não se recorda, moradores das proximidades, parentes e amigos acusaram o policial de assassinato e ainda realizaram protestos, obstruindo vias. Pois bem. O jovem Washington Silva do Nascimento, de 14 anos, de acordo com o depoimentos de outros três adolescentes, estava envolvido na tentativa de assalto à família do policial militar Fábio Costa dos Santos, na Praia do Forte, no dia 10 de maio.

Ainda segundo a Polícia, as versões dos envolvidos são semelhantes. Eles relatam que estavam jogando futebol na Praia do Forte quando viram a mulher do policial, no fim da tarde, por volta das 17h. Por acharem uma vítima fácil, resolveram assaltá-la. Durante a tentativa, o policial teria puxado a arma e disparado contra eles, acertando o menor de 14 anos. Contudo, os três garotos afirmaram que não houve troca de tiros, pois estavam munidos apenas de uma faca. A afirmação contradiz o depoimento do soldado Fábio dos Santos, que diz que um dos suspeitos teria atirado contra a família do policial e, para se defender, efetuou o disparo. Neste caso, a Polícia Militar, caso seja informada de conduto irregular ou erro e policial, poderá abrir um procedimento investigativo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carvalho disse:

    Parece ser legítima defesa.
    Naquele momento o policial não podia pedir para os meliantes pararem o assalto por um minuto para perguntar com que tipo de arma eles iriam cometer o assalto.
    Instintivamente reagiu para defender a sua esposa.

  2. jefpm disse:

    Caso encerado! Não há mais nada é ser provado.

  3. Eduardo disse:

    Pra que policia ter arma? se atira, leva no mínimo um processo interno e fica suspenso. Sei que existem falhas e excessos, mas acredito na policia como instituição e penso que a diminuição da violência passa pela valorização dos policiais, de forma financeira e moral.

  4. Joadson Rodrigues disse:

    O que eu ouvi na entrevista dada pelo policial militar Fábio Costa dos Santos a impressa que se encontrava na Delegacia quando ele foi prestar depoimento, foi que ele havia ouvido um Ruído que seria de um tiro, mas quem me prova que foi os garotos que atiraram. Não pode ter sido outro cidadão que estava na praia e viu o momento que os Adolescentes estavam assaltando a mulher do policial. Agora se ele disse que foi os adolescentes que atiraram na hora do Depoimento ela já entrou em Contradição.
    Essa é minha opinião.

  5. Carlos disse:

    Parabéns ao policial, um bandido a menos, esse excesso de direitos q cria e alimenta a impunidade, hoje assaltar e matar é vantajoso, e são exemplos como esse q pode coibir essa guerra civil em q vivemos