POLÊMICA: Uber quer que o motorista saiba qual é o destino final da viagem antes de pegar o passageiro; usuários já cismam com a novidade

(Foto: Olhar Digital)

A Uber tem tentado deixar seu sistema mais convidativo para motoristas parceiros. Recentemente, o app passou a exibir qual é o método de pagamento escolhido pelo passageiro antes do início da corrida. E agora a empresa está experimentando mostrar qual é o destino final da viagem para o motorista antecipadamente.

“O objetivo da empresa é ser ainda mais transparente”, disse a Uber em comunicado, acrescentando que esta “era uma demanda recorrente dos motoristas”. Por enquanto, o recurso está em fase de testes apenas em Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS).

Antes mesmo do usuário entrar no veículo e iniciar a viagem, o motorista pode ver no seu aplicativo qual é a região onde ele pretende desembarcar. Este ponto é importante: o app não vai mostrar o endereço exato, mas apenas uma localização aproximada, para preservar a privacidade dos passageiros.

Ao longo dos próximos meses, os testes serão expandidos para outras cidades do Brasil. Além disso, a ferramenta funcionará apenas nos celulares dos motoristas com Android. O sistema sendo usado nos testes é “uma versão inicial e que poderá passar por mudanças” antes de ser implementada para todos, disse a Uber.

Alguns passageiros podem torcer o nariz para a novidade. Afinal, um motorista que sabe de antemão qual é o destino final da viagem pode, em tese, recusar uma corrida quando perceber que ele será curta. Recentemente, a Uber teve que se explicar publicamente porque condutores estavam prolongando algumas viagens para que elas rendessem mais.

No entanto, a Uber diz que pune motoristas que fazem isso e também reduz o alcance de condutores que recusam muitas viagens em sequência. O período de testes da nova funcionalidade serve, justamente, para a empresa conferir se haverá impacto positivo ou negativo na experiência do usuário.

Olhar Digital

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wendell Fernandes disse:

    A única razão pela qual um motorista deverá recusar viagem, é pela segurança, viagens curtas são o sonho deles, se ganha mais gastando menos combustível, o problema não é da Uber e nem dos motoristas e muito menos de um usuário, em morar ou trabalhar em área perigosa da cidadela, infelizmente é na insegurança que tá o problema…

  2. Isabelle disse:

    E já não é assim??
    As poucas vezes em que utilizei o serviço, informo o meu destino e o motorista já sabe para onde vai … Qual é a novidade? Realmente não compreendi.