Presidente da Federação Argentina de Futebol (AFA), Julio Grondona morre aos 82 anos

O presidente da Federação Argentina de Futebol (AFA), Julio Grondona, de 82 anos, morreu nesta quarta-feira por complicações no coração. O dirigente, que também ocupava o cargo de vice-presidente da Fifa, sentiu-se mal durante a madrugada desta quarta e foi levado ao Sanatório Mitre, em Buenos Aires, mas não resistiu.

Inicialmente, a AFA chegou a afirmar, em comunicado oficial, que o dirigente havia sentindo “uma ligeira indisposição” e foi levado ao hospital “por precaução”. A imprensa argentina, por sua vez, afirmou que Grondona teve um problema cardíaco, mas, como a entidade, chegou a minimizar a gravidade.

Apenas poucas horas depois, no entanto, a morte foi confirmada. O dirigente seria submetido a uma intervenção cirúrgica, mas não resistiu e acabou falecendo antes. Grondona sofreu com diversos problemas de saúde nos últimos anos e chegou a ser internado em algumas oportunidades com complicações no intestino.

Ele era presidente da AFA há 35 anos e esta semana esteve reunido com o técnico Alejandro Sabella, que decidiu deixar o comando da seleção argentina, vice-campeã da Copa do Mundo de 2014. O dirigente teria marcado para os próximos dias uma reunião com outro treinador, Gerardo Martino, candidato ao cargo.

fonte: Estadão Conteúdo