Denúncia que originou investigação narra suposto desvio para a campanha de deputado federal, mas MPF mira em gestores da Funpec e Fields

É destaque no Blog do Dina – por Dinarte Assunção. O inquérito conduzido pelo procurador Kleber Martins no Ministério Público Federal partiu de denúncia em junho de 2018 que indica que recursos do contrato da Funpec com a agência Fields teriam acabado na campanha para deputado federal de Orlando Silva, do PC do B de São Paulo.

De acordo com a denúncia, o deputado federal seria sócio oculto da Fields e que a escolha da empresa para o contrato de publicidade com a Funpec teria sido ajustada entre seu sócio-diretor Sydney Campos Silva e o publicitário Mário Rosa, de modo que R$ 1.200.000,00 fosse destinado para a campanha de Orlando.

Veja mais aqui em texto na íntegra

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Neto disse:

    Orlando Silva foi nomeado Ministro dos Esportes no governo Dilma, sendo afastado, em 2011, após abertura de Inquérito policial para apurar desvios de recursos públicos daquela Pasta. Ele é tido como sócio oculto da Agência Fields, empresa que executou a campanha sobre a sífilis, encomendada pela FUNPEC. Do dinheiro acertado para a campanha publicitária, superfaturada, um milhão e duzentos mil reais, foram para campanha de Orlando Silva, que se elegeu Deputado Federal de PCdoB/SP. O cara tem histórico.

  2. joao disse:

    E tome bananas e maças… e muito sarcasmo.

  3. Curioso disse:

    Não acredito!! E tem professores envolvidos??? Os mestres????