FOTO: Moradores denunciam falta de manutenção das piscinas do clube da Telemar, na avenida Amintas Barros, e temem por pragas

Foto: Cedida

Os moradores do bairro de Nossa Senhora de Nazaré, na capital potiguar, queixam-se do abandono das piscinas do clube da Telemar, situado na avenida Amintas Barros.

Segundo os denunciantes, desde o mês de dezembro, as piscinas não são tratadas, apresentando coloração verde escura. O temor pela proliferação de pragas durante o pedido da pandemia é a principal preocupação dos moradores locais.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Kd o poder público pra notificar e gerar receita com multas. Nossos órgãos públicos deixam de arrecada muito com os que desobedecem as regras

  2. bruno disse:

    Sem contar que todo fim de semana tem festa com som nas alturas…
    Baile funk e muitos jovens…

  3. Pepe disse:

    Omissao da covisa e orgãos de combate a endemias

  4. IDIOTA disse:

    SE PREOCUPEM NAO PQ DESDE O INÍCIO DA PRAGA CHINESA NINGUÉM MORREU DE DENGUE…

Sesap pede ajuda da população e disponibiliza canais para denúncia de ‘fura-filas’ de vacinação no RN; confira

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) alerta para que a população, a partir dos dados apurados pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP-RN) a respeito dos “fura fila” da vacinação da Covid-19, mantenha a fiscalização junto aos locais de vacinação mantidos pelos municípios potiguares, que são os entes responsáveis pela aplicação dos imunizantes, e denuncie eventuais casos suspeitos.

Os canais para denúncia ao MPRN são: ligação gratuita para o número 127, WhatsApp 84 98863-4585 e, via email, disque.denuncia@mprn.mp.br.

A Sesap também pontua que vem cooperando com a transparência e a fiscalização ao apoiar o trabalho do MP-RN na investigação de denúncias a respeito de possíveis falhas e irregularidades durante a campanha de vacinação nos municípios, em especial os casos suspeitos de burlarem a prioridade de vacinação.

Para tanto, conta com a plataforma RN+ Vacina, criada em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN). O sistema otimiza o trabalho de aplicação das doses e dá mais transparência ao processo, possibilitando o rastreio de todas as vacinas distribuídas e aplicadas. O RN+ Vacina dá ao cidadão acesso a todas as informações sobre o plano de imunização e seus passos de aplicação, em tempo real.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Teobaldo Medeiros disse:

    Onde denunciar a empresa que chama os funcionários para trabalhar presencial, sem as devidas medidas de segurança????? E ainda o funcionário tem que paga ros testes.
    Estão fazendo um verdadeiro extermínio com os funcionários.

Fachin rejeita pedido da PGR para arquivar denúncia contra Arthur Lira e vai levar julgamento para plenário

Foto: Reprodução

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin rejeitou pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para arquivar uma denúncia contra o presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) que a própria PGR havia apresentado três meses antes. Lira foi acusado de corrupção passiva pelo suposto recebimento de propina de R$ 1,6 milhões da Queiroz Galvão pelas obras da empreiteira na Petrobras.

Fachin proferiu decisão chamando atenção para o fato de PGR apresentar uma nova manifestação “em sentido frontalmente contrário à inicial” e disse que o pedido não altera a situação do processo. O ministro escreveu que levará o assunto para julgamento do plenário do STF, que decidirá se torna Lira réu neste caso ou se rejeita a denúncia.

“Não depreendo que a manifestação superveniente do órgão ministerial consentânea à tese defensiva e em sentido frontalmente contrário à inicial acusatória tenha a pretendida relevância a alterar a situação processual do caso em apreço, ou tampouco esteja a reclamar a atuação imediata e unipessoal por parte deste relator, no sentido de subtrair do plenário desta Suprema Corte o exame da denúncia ofertada”, escreveu Fachin.

Na denúncia apresentada em junho do ano passado, a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo, coordenadora da Lava-Jato na PGR e pessoa de confiança do procurador-geral da República Augusto Aras, escreveu que os elementos de corroboração colhidos pela investigação permitiram comprovar o repasse de propina ao parlamentar: “Ante o exposto, resta provado, para muito além de meras palavras de colaboradores, que o Deputado Federal ARTHUR CÉSAR PEREIRA DE LIRA recebeu, em duas vezes, indiretamente, vantagem indevida de R$ 1.598.700,00 (um milhão, quinhentos e noventa e oito mil e setecentos reais), em razão da função pública, provenientes de valores desviados de obras da PETROBRAS S/A, pela empresa QUEIROZ GALVÃO”.

Em outra peça protocolada no fim de setembro, Lindôra desconstruiu a própria acusação e apontou a existência de “fragilidade probatória”. “Não há elementos nos autos que comprovem o elo entre o parlamentar e a Queiroz Galvão”, escreveu. Prossegue Lindôra: “Há contradição entre as narrativas apresentadas pelos colaboradores ALBERTO YOUSSEF e CARLOS ALEXANDRE DE SOUZA ROCHA quanto ao destino dos valores ilícitos pagos pela construtura Queiroz Galvão – um pagamento de R$ 1.005.700,00 e outro de R$ 593.000,00, ambos realizados em Brasília nos dias 16 e 17/0512012. Ademais, não consta da planilha de controle do ‘caixa de propina’ à disposição do Partido Progressista nenhuma informação de que os referidos valores seriam destinados a ARTHUR CÉSAR PEREIRA LIRA (consta a informação de que o ‘dinheiro foi para BSB destinado a políticos do PP / Liderança’)”.

Nesta terça-feira, a Segunda Turma do STF vai julgar um outro processo da Lava-Jato contra o parlamentar, o chamado “quadrilhão do PP”, que já teve julgamento favorável a tornar Lira réu. Sua defesa recorreu.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paranhos disse:

    Ainda querem destruir os membros da lava jato. pela primeira vez na história dessa nação, conseguimos por as mãos nesses criminosos corruptos, ao invés de sermos gratos por uma dádiva dessa, alguns comparsas dos criminosos e alienados tentam execrar os autores dessa façanha. Quem apóia essa manobra criminosa pode ser benefíciados agora com a impunidade, em contra partida estão condenando ao atraso gerações futuras, tanto dele, quanto de toda nação.

  2. Anti-Político de Estimação disse:

    "Lira foi acusado de corrupção passiva pelo suposto recebimento de propina de R$ 1,6 milhões da Queiroz Galvão pelas obras da empreiteira na Petrobras". Ué, pensei que a corrupção tivesse acabado no brasil, rsrsrsrsrsrsrs…

  3. Jailson disse:

    Engavetador geral da república é assim. Operação abafa nos escândalos de corrupção.
    Na época do PT investigava-se mesmo se fosse contra o governo!

  4. Fernando Bastos disse:

    Vai começar o TRANCA RUA, contra a PEC da IMUNIDADE PARLAMENTAR
    11 X 513, manda quem pode, obedece quem tem juízo.

  5. Observando. disse:

    Propina não. Caixa 2. Propina é quando for para seu desafeto politico. PT por exemplo. Se for aliado é caixa 2. Igual ao Ministro Onyx. Confusão que esse povo faz. Aprendam a diferença.

  6. Neto disse:

    BG cadê nhonho Botafogo???
    Kkkkkkkkkkkkkkk
    Tomou no frinfa.
    Tava se achando.
    Agora é Lira!!

  7. Medeiros disse:

    Manoel, você escolhe um ou outro. Bolsonaro passou 2018 e 2019 tomando porrada da mídia em virtude de sua inoperância com o Congresso, falavam que ele não negociava, não tinha diálogo, não fazia política com a câmara e senado. Agora vocês estão reclamando do diálogo. O que vocês querem? Não adianta, quem entrar vai ter que negociar, pode ser o Moro, qualquer um. Todos os Governadores negociam com suas assembléias. Pq vc não reclama com o Dória, Paes, Fátima do PT, todos esses fazem balcão de negócios, todos negociam em seus respectivos Estados. É SÓ NARRATIVA!

    • Jr disse:

      Certo! Aí troca um bandido por outro p poder negociar? Será que no meio de mais de 500 deputados não há ninguém melhor?
      É só narrativa!

  8. Manoel F disse:

    É esse o novo aliado no MINTO: réu no STF por corrupção ? É a nova política talkei!

Maternidade de Natal não tem equipamento de esterilização dos materiais cirúrgicos, denuncia Sindsaúde/RN

Fotos: Divulgação/Sindsaúde RN

A maternidade Dr. Araken Irerê Pinto, localizada no bairro Tirol em Natal, está em uma situação deplorável. Isso porque a unidade não possui sequer, o próprio equipamento para fazer a esterilização dos materiais usados nos procedimentos de obstetrícia do hospital. A denúncia recebida pelo Sindsaúde/RN nesta quinta-feira (25), por uma servidora que não quis se identificar, ainda ressalta que os pouquíssimos técnicos de enfermagem da maternidade, são obrigados a abandonar suas atividades diariamente para levar o material manualmente às outras unidades de saúde de Natal para realizar o procedimento. As informações são do Sindsaúde RN.

“Tem pouca gente pra trabalhar, escala com um técnico ou dois, quando sai um pra esterilizar os materiais, sobrecarrega quem fica, quando tem apenas um técnico fica sem técnico na unidade, e assim vão empurrando com a barriga”, declara em anônimo a trabalhadora que prestou a denúncia. A situação fica ainda pior devido ao veículo que transporta esses materiais, como também, a distância entre a maternidade e o bairro Guarapes, onde a esterilização acontece, “de domingo a domingo, a gente vai em um carro que não tem condições de está circulando, estamos indo esterilizar nos Guarapes, durante o percurso o carro quebra várias vezes”, afirma a servidora. O mesmo carro também é utilizado para realizar as demandas administrativas da unidade.

O Sindsaúde RN destaca que além da autoclave, também falta na unidade a pistola para secar o material, que atualmente é seco de forma improvisada. A pia expurgo, que deveria garantir o descarte seguro de materiais contaminados, encontra-se entupida e até mesmo o elevador, que foi alvo de inúmeras denúncias à imprensa anteriormente, ainda está quebrado. Os trabalhadores e pacientes da maternidade Araken Irerê Pinto, pedem socorro!

“O sindsaúde/RN vem denunciando há anos à imprensa e ao Ministério Público da Saúde, o descaso e abandono em que se encontra a maternidade, desde quando ela ainda estava localizada no bairro das Quintas, em Natal. O Sindicato dispõe, inclusive, de um estudo sobre a falta de estrutura e funcionamento da referida maternidade e entrará com as medidas cabíveis para essa situação”, encerra a nota.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Priscila Dantas disse:

    Meu Deus 😱 estou preste a dar a luz e minha unidade e justamente a arquem . Fiquei apavora e agora ….

  2. claudio disse:

    Esse blog está uma maravilha parece a jovem pan , não vai falar do prefeito? ou a culpa e do governo do estado?

MPRJ denuncia e pede que técnica de enfermagem indiciada por falsa vacinação em Niterói seja presa

Rozemary Gomes Pita, de 42 anos, técnica de enfermagem investigada por usar seringa vazia — Foto: Reprodução

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou e pediu à Justiça a prisão preventiva – por tempo indeterminado – da técnica de enfermagem, Rozemary Gomes Pita, de 42 anos, indiciada pela polícia por peculato e crime contra a saúde pública.

No dia 12 deste mês, a profissional não aplicou a vacina CoronaVac em um idoso em Niterói, na Região Metropolitana. Em depoimento à Polícia Civil, ela alegou que estava “extremamente cansada e estressada”.

Para justificar a necessidade da prisão preventiva, o MP afirma que, “tratando-se de uma profissional de saúde, sua liberdade traz riscos para a ordem pública, sendo a custódia cautelar preventiva solicitada a medida necessária para a prevenção do crime narrado”.

A 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Territorial do núcleo de Niterói afirma que os crimes cometidos Rozemary são dolosos (intencionais), e o caso de peculato (apropriação ou desvio de um bem público por servidor) prevê prisão por mais de quatro anos.

A técnica também foi denunciada por não cumprir determinação do poder público para impedir propagação de doença contagiosa.

A denúncia foi apresentada à Justiça na sexta-feira (19). O G1 tenta entrar em contato com a defesa da técnica de enfermagem.

Demissão

Após a conclusão do inquérito, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que a profissional de saúde “foi desligada do quadro de funcionários do órgão”.

O delegado titular da 76ª Delegacia, Luiz Henrique Marques Pereira, afirmou ao G1 que o inquérito já foi finalizado e encaminhado à Justiça. Ele decidiu indiciar a técnica de enfermagem pelo crime de peculato na modalidade de desvio e pelo crime contra a saúde pública, artigo 268 do Código Penal.

“Ela disse que não sabia explicar por que fez aquilo, que em 10 anos de profissão ela nunca tinha cometido tal deslize e não conseguiu explicar as razões de não ter aplicado o êmbolo. Inicialmente, ela alegou que estava estressada e extremamente cansada. Mas é muito difícil explicar o inexplicável”, disse o delegado.

O crime de peculato pode chegar até 12 anos de prisão, segundo a polícia.

Imagens registraram falsa vacinação

Rozemary aparece em um vídeo no posto drive-thru do bairro do Gragoatá fazendo a imunização da população. As imagens foram gravadas pela família do idoso e compartilhada em redes sociais.

Segundo o delegado, a gravação foi fundamental para a conclusão do caso. Após a ocorrência, o idoso foi procurado pelas autoridades de saúde e imunizado.

“Fica claro que ela não aperta o êmbolo, fica claro que ela não estava estressada. E mais, quando questionada se apertou a seringa de forma correta, ela responde de forma irônica. O que demonstra que ela tinha plena consciência do que estava fazendo.”

A funcionária já tinha sido afastada das funções assim que o caso foi divulgado. A secretaria reforçou a orientação dos protocolos de aplicação da vacina com os funcionários e supervisores dos pontos de vacinação.

O Conselho Regional de Enfermagem do Rio (Coren-RJ) recebeu a denúncia contra a profissional e abriu um procedimento para “averiguar se houve ocorrência de negligência, imperícia ou imprudência, e irregular conduta ética”.

Ainda de acordo com o conselho, a técnica e a enfermeira responsável serão convocadas, para prestar depoimento à Comissão de Ética do órgão. Segundo o Coren, ela pode ser punida com a suspensão ou a cassação do registro profissional.

O G1 fez contato com a funcionária, mas ainda não recebeu retorno.

Falsa aplicação em Copacabana

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS) afastou nesta quinta-feira (18) uma técnica de enfermagem que teria deixado de aplicar a vacina contra a Covid-19 em uma idosa de 85 anos, no Centro Municipal de Saúde João Barros Barreto, em Copacabana, na Zona Sul. O caso aconteceu no dia 27 de janeiro.

Segundo informações da família do idosa, no momento da vacinação, a seringa estava vazia ou com uma quantidade mínima do imunizante. O caso está sendo investigado pela 12ª DP (Copacabana). Segundo a Polícia Civil, a profissional de saúde já foi identificada e prestará depoimento.

Outros casos no país são investigados

Além do caso registrado em Niterói, outros ocorreram em: Goiânia, Maceió, Rio de Janeiro e São Paulo. O Jornal Nacional mostrou denúncias na terça-feira (16) sobre aplicação incorreta da vacina contra Covid. Os conselhos de enfermagem, o Ministério Público e a polícia estão investigando os profissionais de saúde envolvidos.

As autoridades de saúde consideram as vacinas fake fatos isolados, mas já viraram caso de polícia. Vídeos que registram a hora da vacinação servem de prova das irregularidades para a investigação.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raimundo Moura disse:

    A mais pura verdade Sra. Luciana Morais Gama, quem trabalha na saúde sabe dessa verdade. Concordo com vc em gênero, número e grau, vivemos num país de piadas constantes e pior, a justiça só funciona para os desvalidos.

  2. Cesar Bomone disse:

    Os ESQUERDOPATAS são de um fanatismo lamentável, para eles quem está matando não é o virús que veio da China Comunista, tampouco a falta de hospitais que deixaram de ser construído para a realização de Copa do Mundo e Olimpíadas.
    Culpam o atual governante sem enxergar que todos países estão sofrendo com a doença, muitos inclusive estão piores do que o Brasil.

    • Manoel F disse:

      Né isso! APESAR de termos um presidente inepto e negacionista, AINDA não estamos entre os piores países no índice de mortes por milhão de habitantes pois nossa população eh predominantemente jovem, bem diferente da população europeia, por exemplo. Mas ainda bem que só os esquerdopatas são cegos… Já os bolsopetistas não são cegos, só usam viseira pra só enxergarem à frente … Muuu

  3. Antonio Turci disse:

    O desejo frenético de aparecer nos holofotes da mídia crua todo tipo de "maluco". Esta aí está tendo seus momentos de "glória".

  4. Garrote Jr disse:

    Por enganar um idoso com falsa vacina, o MP pediu a prisão dessa técnica, imagine o miliciano que enganou 57 milhões de bovinos e o negacionismo dele já matou 246 mil pessoas.

  5. Luciana Morais Gama disse:

    Essa técnica de enfermagem tá errada, deve ser punida, porém Lula matou muita gente nos corredores dos hospitais e tá solto até hoje.

PGR denuncia Daniel Silveira ao STF por coação, agressões verbais e ameaças

FOTO: REPRODUÇÃO/ SITE DANIEL SILVEIRA

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou nesta quarta-feira (17) o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso após vídeo com ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A informação é da âncora da CNN Daniela Lima.

A PGR acusa Silveira de cometer os crimes de incitação a animosidade entre Forças Armadas e STF e também por coação aos ministros no decorrer do processo.

O Ministério Público afirma que as atitudes criminosas do deputado estão configuradas por agressões verbais e ameaças aos ministros do STF.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    Tá fudido abestalhado

  2. Silva Neto disse:

    Um STF que solta o traficante do PCC, André do Rap, que não julga os políticos bandidos como, Aécio Neves, Lula, Rodrigo Maia, Serra e Temer.
    O que dizer? Se chamar uma das princesas do STF de algo será preso. Seremos presos por opinião?

  3. natalsofrida disse:

    Usain, petista disfarçado de pilantra, o povo elegeu o ladrão duas vezes e a anta duas, e aí?

  4. Usain Bolt disse:

    COMO É QUE O ELEITOR ELEGE UM ESTRUME DESSE PARA O CARGO DE DEPUTADO FEDERAL??????????

  5. Emerson Fonseca disse:

    Quem diria, vai ser a próxima Sara Whinter, e quando perder o mandato, vai gastar o que juntou com advogados e vai para a tranca.

PGR prepara denúncia contra Daniel Silveira, preso por ataque ao STF

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados (20.mar.2019)

A Procuradoria-Geral da República está finalizando o texto de denúncia que será apresentada contra o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso ontem (16) por ordem do ministro Alexandre de Moraes após ataques e ameaças aos integrantes do Supremo Tribunal Federal.

A CNN apurou que a PGR também deve encaminhar uma representação contra o deputado para o Conselho de Ética da Câmara.

A denúncia contra Silveira é esperada tanto pelos parlamentares como pelos ministros do Supremo, que desde ontem cobravam um posicionamento do órgão sobre os ataques institucionais feitos pelo deputado.

Silveira está preso na Superintendência da PF no Rio.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tico de Adauto disse:

    Prisão pra esse abestalhado

  2. Santos disse:

    O partido já prepara a expulsão, PGR prepara denúncia, Arthur Lira cheio de problema no STF, vai querer afrontar a decisão do STF por causa desse rapaz?
    Que deve ter misturado Durateston com Guaraná do Amazonas e teve esse surto de delírios.
    Boi de piranha.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Conselho de Ética da Alesp aceita denúncia de Isa Penna e abre processo contra Fernando Cury por importunação sexual

Foto: Divulgação/Agência Alesp/  Foto: Reprodução

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aceitou nesta quarta-feira (10), por unanimidade, a denúncia da deputada estadual Isa Penna (PSOL) e abriu processo contra o deputado Fernando Cury (Cidadania) por importunação sexual depois que ele foi flagrado passando a mão no seio da colega no plenário da Casa. Em caso de condenação, ele pode ter o mandato suspenso e até cassado.

Todos os nove deputados presentes na reunião virtual do Conselho de Ética votaram favoravelmente ao recebimento da denúncia:

Adalberto Freitas (PSL)

Emidio de Souza (PT)

Barros Munhoz (PSB)

Wellington Moura (Republicanos)

Delegado Olim (PP)

Erica Malunguinho (PSOL)

Alex de Madureira (PSD)

Campos Machado (Avante)

Estevam Galvão (DEM)

Na segunda-feira (7), Fernando Cury apresentou suas alegações ao Conselho de Ética. O advogado do parlamentar, Roberto Delmanto Júnior, alegou, na defesa prévia, que ele jamais teve a intenção de importunar sexualmente a colega, que não praticou infração, nem agiu com maldade ou com motivação sexual no episódio flagrado pelas câmeras da Alesp.

O advogado Roberto Delmanto esteve presente na reunião desta quarta-feira, repetindo os argumentos, mas todos os parlamentares discordaram e disseram que a discussão deve se ater ao fato denunciado, não examinar o histórico de vida do deputado Fernando Cury.

“Ninguém aqui está julgando a vida pregressa do deputado – a vida familiar, suas relações… Aqui é o fato ocorrido, denunciado e acompanhado pela sociedade, independentemente do comportamento anterior dele”, disse o deputado Emídio de Souza.

O documento apresentado pela defesa também solicitou a suspeição dos deputados do PSOL Érica Malunguinho, Carlos Gianazzi e Mônica Seixas no colegiado do Conselho de Ética por terem se manifestado publicamente em defesa de Isa Penna.

Novamente, todos os deputados contrariaram a argumentação do advogado Roberto Delmanto na reunião desta quarta, explicando que os parlamentares são eleitos pelo povo e têm obrigação de falar e expor o que pensam com clareza e transparência.

“Não somos juristas julgando; somos deputados. Não temos obrigação de calar, inclusive temos obrigação de falar e expor pensamento. Voto secreto é uma excrescência já excluímos no parlamento, nem voto para presidente é silencioso. Deputado tem que ser claro, transparente. É diferente do rito do Judiciário”, opinou o deputado Barros Munhoz (PSB).

As próximas etapas são a instauração de um inquérito e a nomeação de um relator que deve emitir um parecer 15 dias após a escolha. Em seguida, os deputados do Conselho de Ética avaliam se concordam ou não com o relator. Caso eles definam por uma condenação, o caso é enviado para o plenário da Câmara.

Na reunião desta quarta, a presidente do Conselho de Ética, deputada Maria Lúcia Amary (PSDB), informou que uma segunda representação foi oferecida ao comitê pelas deputadas Professora Bebel (PT), Márcia Lia (PT) e Marina Helou (Rede) contra Fernando Cury, por quebra de decoro parlamentar no episódio com Isa Penna. Na próxima reunião o conselho deve discutir se vai admitir o processo ou juntá-lo ao que está em andamento.

Outras investigações sobre Fernando Cury

Além do processo correndo no Conselho de Ética, Fernando Cury é alvo de uma investigação criminal aberta pelo Ministério Público de São Paulo e autorizada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, que autorizou a abertura da investigação, já que todo parlamentar tem foro privilegiado em São Paulo.

No pedido de investigação, a promotoria informou que “os fatos, em uma preliminar análise, podem ter contornos de infração criminal” e de “crime contra a liberdade sexual”, precisando, portanto, de “abertura de investigação criminal para a oitiva das testemunhas indicadas com a finalidade de angariar elementos de elucidação dos fatos”.

O deputado estadual também é alvo de um processo disciplinar no partido dele, o Cidadania. Fernando Cury é acusado de ferir o código de ética da legenda, que recomendou ao diretório nacional a expulsão do parlamentar do partido e considerou que o episódio de importunação sexual na Alesp foi “desrespeitoso, afrontoso e deve ser combatido”.

A expulsão de Cury seria decidida na reunião do diretório nacional no dia 13 de janeiro, mas o encontro foi suspenso porque ele conseguiu uma liminar na Justiça de Brasília para suspender o processo interno.

A juíza Thassia de Moura Guimarães, da 20º Vara Cível de Brasília, entendeu que o processo contra o deputado deve ser primeiro direcionado ao conselho de ética no âmbito estadual do Cidadania em São Paulo. Depois disso é que ele deve ser analisado no âmbito nacional.

Apesar da liminar favorável, Cury continua afastado das tarefas do partido, incluindo a de liderança da sigla na Alesp.

Caso

Fernando Cury foi afastado das funções dele no Cidadania em 18 de dezembro, após a repercussão do caso de importunação sexual nas redes sociais. Na ocasião, o Cidadania declarou em nota que “a acusação refere-se a uma conduta absolutamente incompatível com os princípios defendidos pela legenda”.

“Eu não aceito e nem as mulheres brasileiras aceitam a desculpa do deputado. O que ele cometeu foi crime ele precisa, no mínimo, começar a reconhecer que cometeu um crime, pra gente começar a debater qual é a retratação cabível à altura do que ele fez. O corpo nosso não é público. Só toca no corpo de uma mulher quem ela quiser”, disse Isa Penna.

Na noite após a divulgação dos vídeos que mostram o caso de importunação sexual da Alesp, os Fernando Cury e Isa Penna discursaram sobre o caso no plenário. A deputada disse que a situação demonstra a “violência política e institucional contra as mulheres”. Cury pediu desculpas por “abraçar” a colega e negou que houve assédio ou importunação sexual.

“Em primeiro lugar, gostaria de frisar a todos, principalmente às mulheres que estão aqui, que não houve, de forma alguma, da minha parte, a tentativa de assédio, importunação sexual ou qualquer outra coisa ou qualquer outro nome semelhante a esse. Eu nunca fiz isso na minha vida toda”, disse ele.

“Mas se a deputada Isa Penna se sentiu ofendida com o abraço que eu lhe dei, eu peço, de início, desculpa por isso. Desculpa se eu a constrangi. Desculpa se eu tentei, como faço com diversas colegas aqui, de abraçar e estar próximo. Se com esse gesto eu a constrangi e ela se sentiu ofendida, peço desculpas”, continuou.

G1

Mãe denuncia estupro de filha internada com suspeita de covid-19 em Mato Grosso do Sul

FOTO: DIVULGAÇÃO

Uma mulher de 36, internada com suspeita de covid-19 no HRMS (Hospital Regional do Mato Grosso do Sul), alega ter sido estuprada por enfermeiro na madrugada de quarta-feira (3).

A mãe dela registrou um B.O. (Boletim de Ocorrência) na Delegacia da Mulher com base em um áudio enviado pela filha por mensagem de celular. No áudio, a vítima descreve em detalhes o ato. Ofegante, em vários momentos, a paciente faz uma pausa para tentar respirar. Ela conta que tentou parar a ação do suspeito, mas estava sem forças.

A vítima descreve o autor como um enfermeiro que estava de serviço naquela madrugada. Ao receber a mensagem, a mãe, Míriam Motta, disse que procurou imediatamente a direção do hospital e a polícia.

O caso foi registrado como estupro de vulnerável – quando praticado com alguém que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento para oferecer resistência. Segundo Míriam, a filha estava com medo de denunciar, mas uma de suas motivações para fazer o registro é que outras mulheres não passem pela mesma situação da filha.

O HRMS não se manifestará a respeito. Em nota, o hospital afirma: “Reiteramos que todos os casos de supostas infrações nos diversos campos, administrativo e assistencial, o HRMS pauta-se nos ditames éticos e legais vigentes para tomada de providências.”

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ricardo Pufal disse:

    Sem palavras para tamanha barbaridade!!

Operação investiga Cunha por denúncia envolvendo combustível de aviação

Foto: Divulgação

Membros do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) cumprem, nesta quarta-feira (3), 20 mandados de busca e apreensão contra um esquema de propina que tinha o objetivo de reduzir impostos em combustíveis de aviação na capital federal. Um dos alvos é o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha.

A Operação Antonov é realizada em 4 estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Goiás – e no DF. Ela investiga crimes praticados entre 2012 e 2014 relacionados ao pagamento de propina direcionada a Nelson Tadeu Filippelli (então vice-governador do Distrito Federal) e a Eduardo Cunha (então deputado federal), “visando alteração legislativa distrital para redução de alíquota de ICMS para querosene de avião”, informou o MPDFT.

Após a tramitação legislativa do projeto de lei de iniciativa do Poder Executivo, ele foi convertido na Lei Distrital nº 5.095, de 8 de abril de 2013, que alterou a Lei nº 1.254/96 para, na prática, reduzir a alíquota do ICMS do querosene de aviação civil de 25% para 12%.

Segundo as investigações, há indícios de pagamento de propina por parte das companhias aéreas Gol e TAM.

A investigação ocorreu a partir de um acordo de delação premiada estabelecido entre o Ministério Público Federal e o operador Lucio Bolonha Funaro. Um dos endereços alvos da ação desta quarta é a casa de Cunha, localizada na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

O nome da operação faz referência ao Antonov NA-225, o maior avião cargueiro de asa fixa do mundo, com capacidade para mais de 360 mil kg de querosene de aviação.

A Operação Antonov conta com o apoio dos Gaecos de SP, RJ, ES e GO, do Centro de Produção, Análise, Difusão e Segurança da Informação (CI/MPDFT), da Polícia Civil do DF (Cecor/DF) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência do MPRJ.

Como Cunha e Filippelli teriam recebido a propina

Cunha teria recebido propina por meio da empresa C3 Atividades de Internet Ltda., administrada pela mulher dele, Cláudia Cordeiro Cruz, ou por meio de transferências a companhias ligadas a Funaro. Este teria utilizado os serviços dos doleiros Cláudio (“Tony”), Vinicius (“Juca Bala”) e Carlos (“Tyson”) para fazer com que o dinheiro chegasse ao político. Tony e Juca Bala foram presos na Operação Lava Jato.

Já Filippelli teria recebido as vantagens indevidas com a ajuda do operador Afrânio Roberto de Souza Filho, por meio da empresa Objetiva Consultoria e Participações Ltda., administrada por Afrânio Filho e o filho dele, Afrânio Neto.

As investigações apontam que Filippelli teria utilizado parte da propina para comprar imóveis comerciais na cidade de Taguatinga (DF). Acredita-se que, posteriormente, eles foram usados pelo investigado para “integralizar o capital social da empresa Lanciano Investimentos e Participações S/A, administrada por sua então esposa Célia Maria Pereira Ervilha Filippelli”, informou o MPDF.

Informações preliminares apontam ainda que o empresário da Gol Henrique Constantino teria participado do esquema, pagando propina a Cunha para que este conseguisse a liberação de empréstimo na Caixa Econômica Federal e a desoneração da folha de pagamento dos empregados do setor aéreo e rodoviário, pontos de interesse da companhia aérea.

Outro lado

Nota de Ticiano Figueiredo, Pedro Ivo Velloso e Délio Lins e Silva, advogados de Cunha:

“A operação de hoje é um retorno ao famigerado período das pirotecnias acusatórias. Não há dúvida de que se trata de algo fabricado politicamente, com o intuito de retaliar, de forma injusta, alguém que vem cumprindo rigorosamente todas as condições que lhe foram impostas pela Justiça ao conceder a prisão domiciliar. Não se buscou nem mesmo disfarçar tamanha ilegalidade. Os próprios investigadores confessam que os fatos, os quais não guardam qualquer relação com Eduardo Cunha, são antigos, não passam de 2014. A defesa do ex-deputado confia nas instâncias superiores do Poder Judiciário para corrigir tamanha ilegalidade.”

A reportagem tentou contato com Filippelli, mas ainda não teve retorno.

A Gol declarou que não tem conhecimento sobre a operação.

Nota da Latam:

“A Latam não tem informações sobre esta investigação. A empresa irá colaborar com as autoridades competentes.”

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Ainda bem que no nosso RN não tem dessas coisas. Kkkkk

Secretaria de Saúde no interior do RN é alvo de denúncia por “perseguição política” durante vacinação contra a covid

A Secretaria de Saúde do município de São Miguel, no Oeste potiguar, está sendo alvo de denúncia por perseguição política, durante o período da vacinação contra a covid.

Segundo denunciantes, que prometem repassar o caso ao Ministério Público do Rio Grande do Norte(MPRN), em casos de evidência da necessidade vacinação para um cidadão prioritário, a Secretaria de Saúde de São Miguel tem somente autorizado a imunização sob autorização do secretário local.

Ainda segundo denunciantes, em um dos casos, um cidadão idoso, portador de comorbidades de diabete mellitus tipo 2, hipertensão, e atuante na saúde local, inicialmente impedido de ser imunizado na quinta-feira(21), só conseguiu ser vacinado depois da autorização do médico da coordenação da saúde do município, que desconhecia qualquer tipo de impedimento,

Para os denunciantes, a Secretaria de Saúde de São Miguel tomou atitudes que classifica como “abuso de poder”, colocando a vida de um cidadão em risco. “O SUS é nosso, não particular”, disse uma denunciante, que pede aos órgãos fiscalizadores que apurem as denúncias.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ruth disse:

    Apesar das comorbidades, esse paciente nao deveria ter tomado a vacina, nem com autorização do ministro. A pouca quantidade de vacina que chegou, não supre nem os profissionais de saúde que estao na linha de frente. Pacientes com comorbidades só na 3° fase da vacina. Esta explicito na programação da SESAP.

  2. Tico de Adauto disse:

    Viiiixe.

Chefe de setor de informática da Prefeitura do Natal é vacinado contra Covid, e sindicato apura denúncias de outros casos

A vacinação contra a Covid-19 em Natal começou nesta quarta-feira (20). Inicialmente, a previsão era de que somente profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus deveriam ser vacinados. O que se viu, no entanto, foi que algumas pessoas que teoricamente não deveriam estar no grupo prioritário receberam o imunizante. A Tribuna do Norte, em reportagem, destaca que uma das pessoas em questão foi o engenheiro de computação Bruno Samuel da Silva Corrêa, que ocupa o cargo de chefe de setor de informática da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social de Natal (Semtas).

VEJA MAIS – GRAVE: Prefeitura do Natal fura fila e vacina profissionais contra covid que não estão contemplados na fase 1; sindicato diz que formalizará denúncia

Através das redes, ele fez uma postagem do momento em que foi vacinado. “Voluntário do programa municipal de vacinação”, postou. Não há a confirmação sobre o motivo pelo qual ele foi vacinado. Além dele, o Sindicato dos Servidores Públicos de Natal (Sinsenat) informou, através de suas redes sociais, que vem recebendo denúncias sobre outras pessoas que supostamente estariam furando a fila de imunização contra a Covid.

Até o momento, a Prefeitura do Natal não se pronunciou sobre o caso.

Com acréscimo de informações da TN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. michelly freitas disse:

    kkk

  2. michelly freitas disse:

    heheheheh natal natal

  3. Eliene disse:

    Absurdo classe de maqueiros sendo impedido de tomar a vacina alegando que não é classe prioridade mais como se é quem recebe todos os pacientes …..absurdo

  4. J & J disse:

    A prefeitura do Natal jogou literalmente no lixo a tão propalada campanha vacinação, se o prefeito não tomar uma ação forte e estancar essa falta de vergonha, poderá até responder na justiça.

Professor de comunicação que baixou as calças dentro da UFRN é denunciado e advertido

Foto: Reprodução

O jornalista e professor de comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte(IUFRN), Daniel Dantas, foi advertido após um episódio em 2019, por ter arriado as calças na frente de um grupo de alunos na instituição.

O caso ganhou repercussão após a denúncia de uma aluna a ouvidoria. Na ocasião, um processo administrativo, que resultou na advertência, sob pena de possibilidade de exoneração em caso repetição de atos. Há ainda relatos de outros casos de assédio do mesmo professor, mas que não tiveram prosseguimento em processos administrativos.

No caso das calças arriadas, a estudante, inclusive, recebeu a solidariedade de uma procuradora do Ministério Público Federal. Contudo, o caso não foi aberto no MPF por temor de represálias, segundo a jovem.

Daniel Dantas, blogueiro e professor da UFRN é conhecido por ser presença constante em todos os atos do Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Norte.

Fotos: Reprodução/Instagram

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    A aluna não representou junto ao MPF por medo de represálias?
    Não entendi.
    Foi a mesma desse caso que resultou em advertência ou já é outro caso?
    O MPF não pode agir independente da aluna?
    E esses casos do Ceará não podem ter novos desdobramentos?

  2. Georgino Queiroz disse:

    É o que eu digo sempre não tem nada pior do que as ideologias da esquerda, você conta nos dedos de pessoas do bem a grande maioria é sem futuro.

  3. Tarcísio Eimar disse:

    Falta de peia

  4. Azevedo disse:

    Esse safado não é um educador, nas um crápula repugnante diante da sociedade.

  5. Raimundo disse:

    Mexeu com uma mexeu com todas?
    Se o pervertido foi de esquerda, não se aplica! “Estatuto do feminismo “

    • bruna disse:

      tá vendo que ele foi denunciado pelas feministas não? leu a reportagem)

  6. Sidney disse:

    Quando vejo uma coisa dessa aí que fico mais convicto de que em 2022 só Jesus pode evitar que meu voto não seja de Bolsonaro

    • Alex disse:

      Ou seja, trocar uma ideologia extrema por outra extrema. Só Jesus mesmo para entender o Brasileiro. Gosta mesmo de sofrer.

  7. Sidney carlos de melo disse:

    Só poderia ser participante mesmo dessa esquerda nojenta que temos aqui nesse país,queria vê fosse um militante da direita que tivesse feito isso,o mundo não iria mais lembrar do Coronavírus pelos próximos 6 messes,,mas como foi um imbecil dessa esquerda maldita não aparece nenhuma feminista,ninguém dos diretos humanos e a porra toda,nem tinha terminado de lê mas já imaginei que no final seria um integrante desse partido de merda que é o PT ou de algum puxadinho dele.

    • Alex disse:

      Se fosse militante da direita, teriam demitido ele e contratado um tempo depois que a poeira baixou, como fizeram com outro jornalista daqui. Essas ideologias, seja de extrema esquerda ou direita são o câncer desse país.

  8. LULADRÃO disse:

    ESSA RAÇA BANDIDA, AMALDIÇOADA DOS INFERNO, CHAMADA DE PTISTAS, TEM QUE SE LASCAR TODOS.

  9. Deco disse:

    Isso foi só pra arriar o barro ou pra explanar alguma disciplina?

  10. Leo disse:

    Dória é 10,mas Meu Voto é de Bolsonaro !!!!!!!

  11. Calígula disse:

    Imagino a qualidade da aula desse ai, por isso é que nas universidades tem balbúrdia .

  12. Claudionor Cavalcante disse:

    Esse é o nível dos opositores ao governo federal.
    Imorais, irresponsáveis, sem respeito, sem educação.
    A UFRN sendo muito bem representada por professores desse nível, parabéns pelo exemplo.
    Para isso que as universidades se dizem, território livre. Bravo, bravo, bravíssimo.
    Por sorte representam 10% do povo brasileiro, embora façam enorme barulho.

  13. Antonio Turci disse:

    De pessoas como este cidadão, provacelnente há outros na mesma instituição. Na condição de petista a mídia marrom, ou seja, nossas tv's locais, blogueuris esquerdistas, ficam todos na moita fazendo "cara de passagem".

  14. Sérgio disse:

    Só pede impeachment do Bolsonaro, esse tipo de pessoas. Daí pra mais baixo. Vejam as qualidades que querem tirá-lo a todo custo! É esse tipo de gente que quer governar o país.

    • Sérgio disse:

      As qualidades que defendem, também não ficam atrás. Veja o linguajar…

  15. Acorda Brasil disse:

    O que essa ideologia não fizer com um infectado por ela, lavagem cerebral nenhuma consegue fazer.

  16. Luciana Morais Gama disse:

    A esquerda pode tudo!! Se fosse alguém da direita essa matéria sairia em rede nacional.

  17. Jose de Arimatea Lopes Fernandes disse:

    “Bolsonaro caminha pra se tornar a última aventura eleitoral de nosso povo e também a última Maldade feita pelo PT ao Brasil!!! “
    Moro foi quem demitiu Bolsonaro

    • Acorda Brasil disse:

      O PR é só um cara bronco, truculento, mas com boas intenções. Será que é justo fazer isso com esse cara? Nenhum escândalo no Governo, Estatais dando lucro, dinheiro voltando pra os fundos de pensão que foram roubados, obras nos quatro cantos do país, água em dezenas de comunidades pobres, ele quer acabar com a indústria da seca e libertar o nordestino, finalmente. É justo isso que se faz com esse cara? É justo deixar nosso juízo se formar pela imprensa acostumada com os milhões e/ou artistas que sentem falta de "apoio$ culturai$". Reflita. Seja justo. Deus abençoe o Brasil.

Felipe Neto assina acordo com MP após denúncia de Antonia Fontenelle por má conduta no YouTube

Foto: Montagem

Felipe Neto assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) durante reunião virtual com representantes da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Infância e Juventude da Capital do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro na última sexta-feira (18/12). Antonia Fontenelle havia denunciado o youtuber por má conduta no YouTube.

Antonia afirmou que está muito feliz com o acordo e que se considera responsável, já que foi a sua denúncia que chamou atenção para o problema. “Se o Felipe assinou o acordo é porque reconheceu implicitamente que sua conduta era inadequada. Agora o que nos resta é ficar de olho para ver se ele vai cumprir com tudo o que se comprometeu”, disse ela.

No TAC, Felipe se compromete a divulgar em seu canal no YouTube vídeos com a temática de Classificação Indicativa para internet, como, por exemplo, explicações sobre as faixas etárias previstas pelo Ministério da Justiça. O youtuber também vai precisar revisar todo o conteúdo de seu canal e autoclassificar a faixa etária indicada no título dos vídeos.

Após a decisão, a apresentadora aproveitou para agradecer aos promotores públicos que atuaram no caso. “Quero parabenizar os promotores Rosana Barbosa, Rodrigo César e Moacir Silva pela atenção dispensada nesse caso. Minha eterna gratidão em nome de todas as Mães do Brasil”.

Leo Dias – Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Sérgio de souza disse:

    Bolsombostas são todos iguais ao rei do gado, foi contra as atitudes grosseiras, atitudes de presidente de conselho de bairro, atitudes de líder comunitário , passamos a ser chamados de comunistas quando na verdade nem mesmo sabem falar um pouco do regime , de onde vem, qual ideologia do comunismo, eles apenas repetem o rei do gado e seus filhos bezerrinhos.
    Eu tenho a certeza que o Bozo e seus seguidores não passam de loucos seguidores do capiroto.

    • Carluxo disse:

      Pelo jeito vc vai pular da ponte, pois Bolsonaro vai se reeleger em 22

    • Pistola dos Santos disse:

      Baixa a bola a ladrãozinho petralha senão tu não passa do réveillon

  2. Acorda Brasil disse:

    Uma das referências intelectuais da esquerda… agora calcule aí. kkkkkk

    • Queiroz disse:

      O Felipe Neto é tão de esquerda quanto a Antônia Fontenelle tem algo a acrescentar.
      🐮Gado é assim: se fala mal do Bozo automaticamente vira comunista.
      "Jênios"

    • Bito disse:

      Esse é o uma vergonha para o Brasil. Uma merda dessas querendo ser referência, tá de brincadeira! Tem que levar cadeia!

Polícia instaura inquérito para apurar denúncia de injúria racial feita por Gerson, do Flamengo

Foto: SERGIO MORAES / REUTERS

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a denúncia de injúria racial do meia Gerson, do Flamengo. O jogador acusa o meia Ramírez, do Bahia, de lhe dizer “cala a boca, negro” durante a vitória rubro-negra por 4 a 3 sobre o clube baiano, no último domingo.

A investigação ficará a cargo da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI). Gerson assinou intimação nesta segunda e será ouvido na terça-feira, às 10h. Outros envolvidos serão convocados a depor sobre o caso.

Na madrugada desta segunda-feira, o Bahia divulgou nota prestando solidariedade ao meia rubro-negro e confirmando o afastamento do colombiano. Segundo o clube, Ramírez terá chance de se defender enquanto é realizada apuração. O colombiano nega as acusações.

CBF pede investigação

Assim que tomou conhecimento do fato, no domingo, a CBF solicitou ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva a abertura de investigação. A entidade prometeu enviar ao tribunal a súmula da partida com o registro da denúncia de Gerson. Confira o comunicado:

“A CBF está solicitando à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva a abertura imediata de uma investigação sobre a denúncia de racismo feita pelo jogador Gerson Santos, do Clube de Regatas do Flamengo, na partida deste domingo (20/12) diante do Esporte Clube Bahia, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. A entidade encaminhará ao STJD a súmula da partida, na qual consta o relato da denúncia feita pelo atleta. A CBF reitera seu profundo repúdio ao racismo.”

Relembre o caso

O Flamengo venceu o Bahia por 4 a 3, neste domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas as polêmicas aconteceram após Gerson deixar o gramado reclamando de uma injúria racial do atleta colombiano Juan Pablo Ramirez, do Bahia. O vice-presidente jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches, afirmou que o clube irá ao Superior Tribunal de Justiça (STJD) contra o atleta e ao técnico Mano Menezes.

“Além de apoiar o Gerson na esfera criminal, o Flamengo representará ao STJD contra o atleta que ofendeu racialmete o Gerson, assim como o fará contra o Mano Menezes, que apoiou a ofensa racial e chamou de malandragem. Temos que banir o racismo da nossa sociedade”, escreveu Dunshee.

Após a partida, o volante Gerson deixou o gramado reclamando de uma injúria racial do atleta colombiano Ramirez, do Bahia.

— Quero falar uma coisa: tenho muitos jogos como profissional e nunca vim falar nada porque nunca sofri esse preconceito. Quando tomamos um gol, o Bruno Henrique ia chutar uma bola, o Ramirez reclamou e fui falar com ele, que disse: “Cala a boca, negro” — declarou Gerson.

O fato ocorreu aos 7 minutos do segundo tempo, quando o Flamengo vencia por 2 a 1. Nas imagens, é possível ver Gerson inconformado e tirando satisfação com o atleta colombiano. Na hora, o volante do Flamengo contestou os atletas do Bahia sobre a declaração afirmando que “foi chamado de negro”.

— O Mano até falou “Ah, agora você é vítima, não é? O Daniel Alves te atropelou e você não falou nada. Claro, porque teve respeito entre eu e ele. Eu nunca falei de treinador, mas o Mano tem que saber respeitar. Estou vindo falar aqui por mim e por todos os negros do Brasil — reclamou Gerson.

O Globo

LEMBRAM DE PAULO BARRETO? Vai responder ação por compra de voto

Foto: Reprodução/Facebook

O candidato a prefeito do município de Pendências, Paulo Barreto (PT), que ficou conhecido pela paródia que fez sucesso em grupos e redes sociais irá responder ação na Justiça Eleitoral por abuso de poder econômico em denúncia de compra de votos.

A ação movida pelo partido PC do B denuncia suposta atuação para compra de votos do coordenador da campanha de Barreto, ledilberto Brito, por meio da transcrição de conversas em que é prometida uma quantia em dinheiro para quem votasse no candidato e até mesmo tijolos.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Romero Cezar da Câmara disse:

    De todos escapam poucos, agora mostre uma denuncia contra Paulo Paim ou Suplicy. Se o problema era o PT está resolvido. Agora anotem está pior.

  2. "irmao do paulo barreto" disse:

    Quem vai responder por compra de voooto durante a campanha? Paulo Barreto….

    tem que atualizar o jingle

  3. João Dantas disse:

    O pessoal, que tiveram a brilhante ideia de fazer uma paródia com os desmando da família Barreto de pendência, já pode refazer a paródia para fazer constar mais essa proeza desses artistas.

  4. Ivan disse:

    Do PT num escapa um…

  5. Diabinho disse:

    O povo tem que tomar cuidado pra nao virar musica na mao desse, sendo do PT pior ainda.

  6. Roberto disse:

    E os 5 milhões ? Virou tijolo foi ?