Menino Gabriel proibido em Mossoró de vender água para ajudar a família sensibiliza a web, tem ajuda de vaquinha virtual e conquista legião de seguidores no Instagram

Foto: Reprodução/Instagram

Conhecido pelo país como o “pequeno vendedor”, o menino Franklin Gabriel, de 11 anos, comoveu a web após ser proibido pelo Conselho Tutelar de Mossoró de vender água e outros produtos, cujo objetivo era ajudar a família, que passava por dificuldades nesse período de pandemia.

Veja mais: Mãe é ouvida no Conselho Tutelar após denúncia

A história do menino ganhou repercussão em meados de setembro, sensibilizou a região e, inclusive, empresários locais, que presentearam a criança com celular e até uma bicicleta para que pudesse ajudar na locomoção em suas vendas. Contudo, o início do drama surgiu após uma denúncia. A partir de então, o sacrifício do garoto por sua família foi paralisado com a intervenção do Conselho Tutelar local. Por consequência,  o desespero do menor, que chorou contando o fato, e nem por isso, deixou de criticar o órgão. “Se vocês querem que eu vá para o lado errado, mas eu não vou dar esse gosto a ninguém, não”, desabafou em um dos vídeos que circulam nas redes sociais.

Atualmente, além das doações, o garoto Franklin Gabriel tem ajuda de uma vaquinha virtual criada pelos seguidores para ajudar a sua família e para que ele não precise mais trabalhar nas ruas. Neste momento, acumula mais de R$ 68 mil reais, na meta de R$ 70 mil. No instagram, o menino tem mais de 300 mil seguidores, inclusive, a primeira-dama, Michele Bolsonaro.

MAIS INFORMAÇÕES EM CONTATO NO INSTAGRAM: https://www.instagram.com/gabrielpequenovendedor/

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Um brasileiro disse:

    Trabalhar e ajudar sua família não pode, mas usar drogas e ser um problema para a sociedade pode? Conselho tutelar, entre nas comunidades e proíbam as crianças e adolescentes de consumirem drogas também.

  2. Cleves Jurua disse:

    *No sinal

  3. Cleves Jurua disse:

    E essas crianças que estão não sinal, o conselho tutelar faz o que?

  4. Jk disse:

    Boy desenrolado! Preocupado com seu sustento, que fala mais alto do que estudar e melhorar a pespectiva de futuro. O Conselho tutelar deveria avaliar a situação de cada família e procurar buscar uma solução junto ao Governo, dando um amparo mínimo pra o sustento da família sem que não perca a frequência na escola.

  5. Chico 200 disse:

    Parabéns pra esse garoto! Infelizmente, isso é astúcia da esquerda. O tal do politicamente correto. Conselho tutelar, direitos humanos, só atrapalha a vida do cidadão de bem. Só protege bandidos

  6. LEO disse:

    Para que serve Conselho Tutelar????

  7. Santos disse:

    No papel é muito bonito, chegam proíbem os menores de trabalhar e pronto. Agora, quem vai ajudar no sustento das famílias? Melhor "proteger" o menor, deixá lo em casa e matá lo de fome? Trabalho nunca fez mal a ninguém. No conto de fábulas, tudo fica lindo.

  8. Emílio disse:

    enquando isso politicos ladroes que roubam milhões ficam rindo desse video , mas também na última eleição os burros brigando de tapa pelo candidato e vendendo voto,
    votei nulo porque nao vi nenhum capaz, e olha que assistir os programas varias vezes

    • Flávio disse:

      Anular voto, não dá direito de reclamar depois. Tem que ser feito uma escolha, vote no menos ruim, mas vote. O voto em branco e nulo foi criado para favorecer o sistema.

    • Bingo disse:

      Vota certo, jamais vota em partido de esquerda!

    • Marcondes Souza disse:

      Essa história de votar no "menos ruim" nunca me convenceu e essa conversinha de não ter como cobrar depois é balela… procura os politicos depois da campanha pra ver se você acha para cobrar alguma coisa… kkkkkk

  9. Fernando disse:

    Como posso ajudar? Cadê a conta !

  10. Calígula disse:

    Queria ver o Conselho Tutelar ir numa favela e intimar o pai ou a mãe de garotos que são usados por traficantes para vender drogas, aibeu digo, que o Conselho Tutelar funciona.

Candidato em Serra Negra do Norte denuncia perseguição

Foto: Reprodução/trecho Boletim de ocorrência

Assessoria da campanha do candidato a prefeito Acácio Brito, no município de Serra Negra do Norte, enviou para o blog um release preocupante. Segue abaixo a íntegra:

“Em Serra Negra do Norte, um município de 8.078 habitantes, distante 319 km de Natal, ocorrem fatos que crescem na conjuntura nacional, o candidato a prefeito Acácio Brito tem sua campanha perseguida por parte de pessoas estranhas que agem de formas sorrateiras como perseguição a carros, campana em frente a sua residência, entre outros. Atos de intimidação contra sua honra e integridade.

O risco se soma ao fato da guarnição policial ativa na cidade contar apenas por três homens, e mesmo tendo sido feito pedidos de reforço policial por parte da coligação do candidato a prefeito, até o fim desta nota nenhum reforço policial foi enviado ao Município, estando além do candidato, os cidadãos reféns dessas inseguridades.

Por fim, a assessoria do candidato afirma que o mesmo já tomou todas as medidas cabíveis, como fora feito uma ocorrência junto a polícia militar e um boletim de ocorrência junto a polícia civil, onde espera que as autoridades competentes tomem as devidas providências.

Operação Conexão Floripa: MPRN denuncia 8 pessoas por tráfico interestadual de drogas

Foto: Ilustrativa/iStock

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou oito pessoas por tráfico interestadual de drogas. O esquema foi desbaratado na operação Conexão Floripa, deflagrada no dia 21 de outubro passado, e que cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão no RN e ainda nos Estados de Santa Catarina, Ceará e Mato Grosso do Sul.

De acordo com as investigações do MPRN, o grupo utilizava a via aérea para introduzir drogas em Natal e outras capitais do Nordeste, sobretudo Fortaleza, João Pessoa e Recife. O MPRN já apurou que o tráfico se intensificou no período da pandemia da Covid-19 diante do enfraquecimento do movimento dos aeroportos e do fechamento das fronteiras terrestres com os demais países da América do Sul.

Já foi apurado que o chefe do grupo é Ronaldo Brígido Sampaio, conhecido por Ceará. Ele foi denunciado por custear o tráfico de drogas, por associação para o tráfico e ainda por organização criminosa. Ronaldo Sampaio está em local incerto e ignorado, encontrando-se foragido atualmente.

Além dele, também foram denunciados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa: Glenda Natalie Albuquerque de Lima, que está presa preventivamente e custodiada pelo sistema penitenciário potiguar; Pedro Henrique Vaz Link, preso preventivamente em Santa Catarina; Maria Eduarda Vaz Link, presa no RN; Lourdes Iasmin Monteiro da Silva, que cumpre prisão domiciliar em Fortaleza; Laryssa Ranniery de Sena, presa preventivamente e custodiada pelo sistema penitenciário do Mato Grosso do Sul; Diandra Torres de Oliveira, presa em Santa Catarina; e Jairo Augusto Jaques Trindade, que está foragido.

O MPRN apurou que Glenda Natalie assumia posição de liderança ao lado de Ronaldo Sampaio. Já Pedro Henrique e a irmã dele, Maria Eduarda Vaz Link, eram os responsáveis por providenciar as drogas, ainda em Santa Catarina, e prepará-las nas malas a serem encaminhadas pelas mulas ao despacho nas companhias aéreas.

O MPRN já em provas que mulheres foram angariadas pela organização criminosa para trabalharem como “mulas”, sendo contratadas pelo grupo para transportarem bagagens contendo drogas de Florianópolis, capital catarinense, para o Nordeste.

Apreensões

Somente em 2020, pelo menos cinco apreensões de drogas são atribuídas ao grupo. Em todos os casos, as passagens aéreas das mulas foram compradas pela organização criminosa.

No dia 14 de maio, uma mulher foi presa em flagrante por transportar em uma mala aproximadamente 15 quilos de maconha ao desembarcar em Recife de um voo precedente de Florianópolis. O MPRN apurou que essa droga seria trazida para Natal.

Em 23 de maio, quatro mulheres e um homem foram presos em flagrante no aeroporto de Natal-São Gonçalo do Amarante. O grupo estava com aproximadamente 45 quilos de maconha em malas. Mas uma vez, o voo foi iniciado na capital catarinense.

No dia 24 de junho, também no aeroporto de Natal-São Gonçalo do Amarante, duas mulheres foram flagradas e presas com 59,45 quilos de maconha em um voo cuja viagem foi iniciada em Florianópolis.

A quarta apreensão atribuída ao grupo aconteceu em 17 de julho, novamente no aeroporto de Recife-Guararapes. Uma mulher foi presa 30 quilos de maconha. Em depoimento à polícia, ela confessou que receberia R$ 1.500 para transportar a droga até João Pessoa.

E a quinta apreensão se deu em 12 de agosto, quando um homem foi preso em flagrante no aeroporto de Natal-São Gonçalo do Amarante com 15,790 quilos de maconha acondicionados em 16 tabletes embalados com fita adesiva. Ele confessou à polícia que reside em Antônio Carlos/SC e que veio de Florianópolis para Natal apenas para traficar a droga.

MPRN

MPRN denuncia duas pessoas, PM e compositor, por assassinato de irmãos durante ato politico em Pedro Velho

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou o policial militar da Paraíba Paulo Henrique Costa Silva e o compositor Denis de Oliveira Soares pelos assassinatos de dois irmãos durante um ato político na cidade de Pedro Velho. O duplo homicídio ocorreu por volta das 18h30 do dia 5 de outubro passado, em uma via pública da comunidade Cuité das Bocas, zona rural do município.

Segundo apurado em inquérito policial, havia um ajuste prévio entre Paulo Henrique e Denis de Oliveira para que ambos fizessem a segurança privada e armada do evento político que ocorria no local onde houve os crimes. Incomodados com a movimentação de Gilson Teixeira pela caminhada, já que ele era divergente político, cercaram o veículo dele. De acordo com testemunhas, Paulo Henrique chegou a apontar uma arma de fogo para a vítima.

Na tentativa de se defender, Gilson Marques Teixeira desceu do carro e foi em direção a Paulo Henrique, entrando os dois em luta corporal. Ainda de acordo com o relato de testemunhas, Adilso Marques Teixeira, que estava em uma moto, tentou intervir e retirar o irmão do local. Foi quando Denis de Oliveira sacou uma pistola e atirou contra os dois irmãos.

Gilson foi baleado na cabeça e no tórax. Adilso foi atingido no tórax. Os dois chegaram a ser levados para o hospital municipal, mas não resistiram aos ferimentos.

Em depoimento à polícia, Denis de Oliveira confessou que a arma que portava foi adquirida ilegalmente, cerca de dois meses antes dos crimes, em Natal. Além de balear os irmãos, um dos disparos efetuados transfixou o corpo de Gilson Teixeira e ainda atingiu Paulo Henrique Costa, causando lesões na cabeça, local onde o projétil se alojou.

Os crimes tiveram grande repercussão local e estadual. A Justiça Eleitoral chegou a determinar restrições nas atividades campanha com a finalidade de evitar revanchismos e escalada da violência.

O MPRN denunciou Denis de Oliveira Soares por duplo homicídio qualificado pelo motivo fútil e usando de recurso que dificultou a defesa das vítimas em razão da surpresa e também por porte ilegal de arma de fogo. O PM/PB Paulo Henrique Costa Silva também foi denunciado por duplo homicídio qualificado pelo motivo fútil e usando de recurso que dificultou a defesa das vítimas em razão da surpresa, tendo sido o agente provocador do delito e prévio conhecedor de sua supremacia de forças por contar com outros parceiros que faziam a segurança no local, contribuindo, com sua conduta intimidatória, decisivamente para o resultado das mortes.

MPRN

Através de defesa, Flávio Bolsonaro diz que denúncia “já era esperada, mas não se sustenta”, e que acusação “não passa de uma crônica macabra e mal engendrada”

Foto: Jorge William / Agência O Globo

Após ser denunciado pelo Ministério Público do Rio pelos crimes de organização ciminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita no escândalo da “rachadinha”, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) afirmou por meio de seus advogados que a denúncia “já era esperada, mas não se sustenta”. Em nota, defesa diz que acusação “não passa de uma crônica macabra e mal engendrada”.

“Dentre vícios processuais e erros de narrativa e matemáticos, a tese acusatória forjada contra o Senador Bolsonaro se mostra inviável, porque desprovida de qualquer indício de prova. Não passa de uma crônica macabra e mal engendrada. Acreditamos que sequer será recebida pelo Órgão Especial. Todos os defeitos de forma e de fundo da denúncia serão pontuados e rebatidos em documento próprio, a ser protocolizado tao logo a defesa seja notificada para tanto”, diz a nota da defesa do senador assinada pelos advogados Luciana Pires, Rodrigo Roca e Juliana Bierrenbach.

O procurador-geral de Justiça do Rio, Eduardo Gussem, denunciou Flávio , seu ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 pessoas ao Tribunal de Justiça do Rio. A denúncia foi oferecida no dia 19 de outubro, informação tornada pública pelo MP do Rio no início da madrugada desta quarta-feira.

Em uma publicação no intagram, Flávio diz ainda que o MP do Rio comete uma “série de erros bizarros”, “às vésperas da eleições municipais”.

“Quebra ilegal de sigilos e sem nenhum fundamento (pessoa que trabalhou 3 meses teve sigilo quebrado por 12 anos), “fishing expedition”, uso do COAF como órgão investigador, informalidade nas trocas de informações entre órgãos públicos, cálculo errado de evolução patrimonial, acusações mentirosas contra pessoas que trabalhavam, suspeita de uso de “senhas invisíveis” por criminosos dentro da Receita Federal para distorcer informações fiscais, sem falar no juízo incompetentemente que promoveu todas essas atrocidades e mais algumas”.

Na denúncia de cerca de 300 páginas, Flávio é apontado como líder da organização criminosa e Queiroz como o operador do esquema de corrupção que funcionava no gabinete do senador. Ambos foram acusados pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O relator do caso no Órgão Especial do TJ do Rio é o desembargador Milton Fernandes.

Advogado que defende Queiroz, Paulo Emílio Catta Preta diz em nota que a defesa ainda não teve acesso ao conteúdo da denúncia.

“A defesa de Fabrício Queiroz tomou conhecimento da notícia do oferecimento de denúncia pelo MPRJ, sem, no entanto, ter tido acesso ao seu conteúdo. Inaugura-se a instância judicial, momento em que será possível exercer o contraditório defensivo, com a impugnação das provas acusatórias e produção de contraprovas que demonstrarão a improcedência das acusações e, logo, a sua inocência”.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Oh mundo ingrato, esse pobre moço filho do Lula é INOCENTE, ele vai provar, tufo nesse governo é possível, vai por a culpa no MP do Rio e no final vai terminar em pizza, é bem provável que prove que realmente é filho de Lula.

  2. Roberio Maurício da Silva disse:

    Eu avisei gado!

Espanha apreende 1,2 tonelada de cocaína em navio após denúncia do Brasil

Foto: Dieter Kroepelin / vesselfinder.com

Agentes de segurança da Espanha apreenderam cerca de 1,2 tonelada de cocaína escondida em um navio carregado com milho, após autoridades do Brasil advertirem que ele estaria transportando drogas.

O navio “Unispirit” foi interceptado quando navegava rumo às ilhas Canárias, informou a Agência Tributária espanhola nesta sexta-feira (30).

Inspeção e fuga

A embarcação já havia sido abordada antes de atravessar o Atlântico pelas forças de segurança brasileiras em uma operação na qual foi apreendida 1,5 tonelada de cocaína, mas conseguiu sair “em circunstâncias estranhas e sem que a inspeção estivesse concluída”, explicou a agência espanhola em comunicado.

Em resposta a um pedido para que a carga fosse reexaminada na chegada ao território espanhol, a Agência Tributária, em colaboração com a polícia espanhola e a Guarda Civil, organizou uma operação conjunta. Eles interceptaram o navio a cerca de 50 milhas náuticas (cerca de 92 km) da ilha de Gran Canaria, o escoltaram até o porto e o submeteram a uma “inspeção completa” que levou à descoberta das drogas.

A cocaína estava escondida entre as quase 3,5 mil toneladas de milho que a embarcação transportava com destino a Cádiz, no sul da Espanha, após uma parada planejada em Las Palmas de Gran Canaria, segundo a fonte.

Durante esta segunda inspeção, realizada entre 16 e 21 de outubro, cerca de duas semanas após a realizada no Brasil, os agentes espanhóis encontraram 12 sacas de milho nos quais a cocaína estava escondida.

R7, com EFE

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. François Cevert disse:

    Me veio a lembrança dos 39kg no avião presidencial!!!

  2. #Bolsonaro tem razão disse:

    As apreensões aumentaram é isso aí Bolsonaro Véio arroxado, bota pra torar.
    Mito 2022

    • Antônio Soares disse:

      Os bandidos e traficantes que apoiam os PTralhas estão sofrendo um revés grande agora com a PF pegando tudo que é vagabundo. Os noiados e traficantes estão desesperados s m o material pra vender e consumir. Cadeia nesses FDP

    • João disse:

      Kkkkk…da última vez, a coca tava no avião (reserva) da Presidência…😂
      Nunca vi no avião do Lula..🤷

  3. Rancho Gado 🐄 Feliz disse:

    O planalto resolve isso daí
    🐄🐂🤡👉👌🇧🇷 🇪🇸

MPF aceita denúncia contra Felipe Neto por supostas práticas de crimes referentes a vídeos do youtuber

Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal aceitou mais uma denúncia feita contra Felipe Neto. Na representação constam aproximadamente 38 links de vídeos com supostas práticas de crimes, e que o órgão analisasse também o livro “Felipe Neto: A trajetória de um dos maiores youtubers do Brasil” por considerar que a obra tem conteúdo impróprio para o público infanto-juvenil. Na página 25 do exemplar, há uma brincadeira chamada Casa, Mata ou Trepa, onde o artista sugere a escolha de uma celebridade, entre elas o ator pornô Kid Bengala, justificando a última ação da brincadeira.

O MPF ao analisar as informações prestadas, entendeu as possíveis práticas de crimes e enviou este para o MP/RJ que deu origem às investigações em cima do vídeo ‘Dossiê Felipe Neto’, postado pelo youtuber Nikolas Ferreira.

O delegado responsável pelo caso é o Dr. Pablo Dacosta Sartori, onde Neto deverá prestar esclarecimentos em breve. O vídeo ‘Dossiê Felipe Neto’ feito pelo youtuber Nikolas Ferreira, já conta com mais de 500 mil visualizações.

Recentemente, a apresentadora e jornalista Antônia Fontenelle, também teve a notícia de que o Ministério Público do RJ, além da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, aceitaram a sua denúncia contra Felipe Neto, por entender que há uma suposta prática de crime em uma página do livro de Neto, assim como consta também nesta nova denúncia.

Diário do Centro do Mundo

Íntegra de matéria AQUI.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Quem é a favor deste canalha, o ajudem comprando o livro e dêem de presente a uma criança da família.
    E expliquem para ela porque o personagem citado no livro tem o nome de " kid bengala'.

  2. Webrevenger disse:

    Vivemos numa sociedade do denuncismo. Mas lembremos que acusar as pessoas sem provas também é crime.

  3. Manoel disse:

    Ajudou a eleger esses fanáticos religiosos e fascistas.
    Agora está provando do próprio veneno.
    O Brasil a caminho de se tornar um Gilead.

    • Victorino disse:

      E vc afim que volte a ditadura do seu corrupto de estimação, o molusco de 9 dedos. Aceita que dói menos.

Advogada candidata à vice-prefeita no interior do RN publica carta aberta à sociedade, questiona ação policial e denuncia “grande perseguição política”

Foto: Reprodução

CARTA ABERTA À SOCIEDADE, DE DOUTORA DAMARIA JACOME

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Olá, meu amigos!

É com muita tristeza, revolta e indignação, que venho através dessa carta aberta à sociedade, esclarecer o momento de injustiça que eu, Dra Damaria Jácome, advogada e candidata à vice-prefeita da cidade de João Dias/RN e o Vereador Laete Jácome, meu pai, estamos sofrendo nesses últimos dias. Me mantive calada durante esse tempo esperando que a justiça fizesse seu trabalho, na demora vejo que não há razão para me calar mais e é preciso mostrar a verdadeira versão dos fatos.

É de conhecimento de todos, os últimos acontecimentos que de forma estranha tomaram uma grande repercussão em todos os jornais e blogs da Região. Neste último sábado, 17 de outubro de 2020, a minha residência foi invadida por 23 policiais e mais dois Delegados da Polícia (DEICOR/PCRN, de Natal). Chegaram na minha casa sem apresentar nenhum mandado de busca e apreensão, alguns deles com vestes não condizentes (de shorts/bermudas, chinelo), e todos com os rostos cobertos por touca “ninja”.

Chegaram truculentamente, de forma agressiva e atirando, como pode ser visto através das fotos e das muitas testemunhas que presenciaram o momento de terror vivido naquele sábado. Por medo de estarmos sendo vítimas mais uma vez de um atentando (como o que ocorreu poucos meses antes), meu pai, Laete Jácome, pediu que estes policiais, que chegaram de forma assustadora apresentassem o mandado de busca e apreensão, o qual não foi apresentando em nenhum momento, então meu pai pediu para que os policiais então esperassem a chegada de um advogado, para poder termos um pouco de garantia de segurança (pois temíamos pelas nossas vidas), que se tratavam realmente de policiais; pois, como todos sabem, dia 03 de agosto passado, nossa família foi vítima de um atentando terrorista onde chegaram cerca de 10 homens fortemente armados em carros, com sirene e se identificando como policiais, e destruíram parte da nossa residência. Isso pode ser facilmente provados através das reportagens divulgadas em vários blogs e jornais.

Quero informar a todos que, por medidas de segurança, diante de tantas ameaças e do ataques que nossa família vem sofrendo nesses últimos tempos, temos 6 armas registradas e autorizadas as respectivas posses pela Polícia Federal (órgão competente para tal). Eu, Damaria Jacome, e meu pai, Vereador Laete Jácome, adquirimos as armas de forma regular, fizemos provas, fomos aprovados e foi dado à mim e ao meu pai o direito de adquirir posse de armas e munições, TUDO LEGALIZADO E AUTORIZADO PELA LEI, como pode ser facilmente provado através dos documentos de registro. Vale ressaltar que as armas de nossa posse são seis, sendo três de minha propriedade e três de propriedade do meu pai, Laete.

Quero dizer, ainda, que, de forma estranha, meu pai foi conduzido até a delegacia de Alexandria pela polícia, mesmo tendo sido provado desde antes da chegada à própria delegacia que as armas eram todas legalizadas e devidamente registradas, todas as nossas armas registradas e legalizadas foram apreendidas e até o presente momento não foram devolvidas.

Vale ressaltar que meu Pai se encontra preso há mais de uma semana. Meu pai é um senhor de 64 anos com sérios problemas de saúde, é diabético e hipertenso. Meu pai se encontra preso acusado de porte e posse ilegal de armas de fogo, mais uma vez repito DENTRO DA MINHA CASA NÃO FOI ENCONTRADO NADA ILEGAL, apenas 6 ARMAS REGISTRADAS E LEGALIZADAS as quais estavam guardadas na parte superior da casa fora do alcance das pessoas.

Mesmo assim, o Delegado representou pela prisão do Vereador Laete, sobre as acusações de porte e posse ilegal de armas levantando a frágil fundamentação que haviam encontrado uma arma ilegal fora de nossa residência, num terreno distante e fora de nossa propriedade, sob frágil hipótese que tal arma fora arremessada da nossa residência, no entanto não foi apresentada nenhuma prova nesse sentido, somente a suposição dos delegados e os contraditórios depoimentos prestados em dissonância com o que foi apurado. Não consta nenhuma prova, e ainda assim foi decretada a prisão preventiva, tanto do meu pai, quanto minha, e estamos lutando agora para reverter essa grave injustiça e perseguição política nunca antes vivenciada.

Vale ressaltar que eu, Damaria Jacome, sequer me encontrava na minha residência no momento da busca e apreensão, cheguei apenas quando os policiais já estavam encaminhando o meu pai Laete para a delegacia. Fui até a delegacia, acompanhei o depoimento do meu pai me apresentei como Advogada e apresentei os documentos das armas que eram de minha propriedade ainda no sábado, não sendo exigido sequer meu depoimento. De maneira bizarra, na segunda-feira, foi decretada a prisão preventiva de minha pessoa, sendo que não respondo e nunca respondi nenhum processo, tenho antecedentes criminais exemplares, como poder ser visto.

Vale ressaltar que minha prisão foi fundamentada somente sob as alegações das armas registradas e legalizadas em
meu nome, como também o fato de ser irmã de pessoas que respondem processo, o que muito me estranha pois todos sabem que armas registradas/legalizadas não geram processo, muito menos de prisão. Como também, ser parente de pessoas que respondem processos nunca foi e nunca será um crime diante da justiça, pois tal ato se torna ilegal e inconstitucional, pois as penas não poderão ultrapassar da pessoa do condenado. Art 5º “XLV – nenhuma pena passará da pessoa do condenado (…)” da Constituição Federal.

Dito isto, não há dúvida nenhuma que eu, Damaria Jacome, e o vereador Laete Jacome, meu pai, estamos sofrendo uma grande injustiça e uma grande perseguição política, pois somos cidadãos de bem, com uma reputação limpa, temos mãos limpas e nada devemos à Justiça.

De forma estranha, todos esses acontecimentos foram divulgados repentina e repetidamente em inúmeros jornais e blogs, tática usada pelos nossos opositores políticos, que assim tentam denegrir a nossa imagem, em razão de estramos “disparados” na frente da disputa eleitoral em João Dias. Pois, João Dias após 40 anos de oligarquia, nesse ano de 2020 anda bem próximo de conquistar a democracia, ainda não existente na nossa cidade de João Dias .

As pessoas têm expressado sua revolta diante de tamanha injustiça; tem ido às ruas, tem se manifestado pedindo Justiça e fim da Ditadura em nossa cidade.

Eu, como profissional atuante da justiça que inclusive fiz varias denúncias, apresentando inúmeras provas de várias irregularidades do poder executivo de João Dias, que deram início a 5 processos (nepotismo, uso indevido dos transportes públicos, empregos fantasmas, distribuição ilegal de remédios e combustíveis e ainda contratação irregulares de servidores entre outros) que ainda estão pleno andamento, venho sofrendo perseguições por parte do poder executivo de João Dias ; por exercer a minha profissão e o meu direito de cidadã, valendo ressaltar que desde que fiz tais denúncias, não tive mais paz na minha vida; que desde que entrei na política de João Dias, sou ameaçada e perseguida diariamente.

Usando de minhas prerrogativas como profissional do direito e da advocacia, e como cidadã de bem, venho PEDIR JUSTIÇA às autoridades, que reparem tantas injustiças que tem sido praticado por algumas pessoas e por algumas autoridades.

Quero, de verdade, acreditar que tudo que aprendi durante os 5 anos de faculdade não foi em vão, que as madrugadas que passei acordada, estudando o direito, não foram perdidas, que as dificuldades que passei para me formar andando a pé, por falta de dinheiro para pagar minhas passagens, não foram em vão, que todo o esforço dedicado para passar na OAB não foi perdido, pois sou conhecedora do direito e da Lei e mesmo assim vivo um momento de muita injustiça!

ESPERO MUITO EM BREVE QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA !

PEÇO PROVIDÊNCIAS URGENTES AOS ÓRGÃOS DA OAB/RN, MINISTÉRIO PÚBLICO, PODER JUDICIÁRIO E TODAS AS AUTORIDADES COMPETENTES.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jorge disse:

    Está na cara q é perseguição política e muita grana na jogada. Tão pagando bem pago .

  2. Caio disse:

    Estamos com você doutorinha, o povo de João Dias sabe de toda a vdd, sabe quem é você, vai da tudo certo em nome de Jesus

  3. Tamara veríssimo disse:

    Dr Damaria é uma pessoa empenhada em fazer o bem e ajudar as pessoas , pessoa íntegra e correta , que hoje sofre uma grande injustiça ou melhor dizendo sofre uma grande perseguição política.

  4. Tamara veríssimo disse:

    Faltou falar sobre a crueldade pela qual trataram o candidato a prefeito da cidade que ocorreu ontem dia 26-10 , onde humilharam um homem do bem,agricultor,trabalhador, o levando a ser constrangido onde foi colocado em camburão da polícia com os pés presos, sendo tratado como deliquente por qual motivo? Já que procuraram um pra o manterem preso mais não conseguiram graças a Deus e a movimentação dos seus amigos que não suportam mais tamanha crueldade e ficaram na porta da delegacia, sem argumentos nenhum o deixaram livre , a ele, um advogado e Leidiane jácome candidata a vereadora ( grávida e deixa por horas no sol passando mal, e ainda levada numa viatura por vários lugares com a intenção de está hoje estampados os rostos de inocentes em jornais como bandidos!
    Mais o povo está do lado da verdade e essa verdade será a resposta nas urnas…. Juízes, promotores, justiça olhem os seus motivos e procurem quem devem mais não permita que támanha crueldade seja feita com inocentes que apenas lutam pela dignidade dos pobres de uma cidade que foi escrava de uma família durante muitos anos e Única coisa que deseja é mudança! Deixem o povo trabalhar!

  5. olavo disse:

    Dr é quem tem doutorado.

    • João disse:

      Dr é toda pessoa que tenha conhecimento sobre uma profissão. Até um mecânico pode ser doutor.

  6. Mitbonen disse:

    Que absurdo isso! Não tem justiça que resolva??

  7. Jayne disse:

    Isso tudo é perseguição política, mas Deus está ctg.

  8. Jayne Jácome disse:

    Estamos ctg doutorinha

  9. Jayne Jácome disse:

    Que a justiça seja feita, a doutorinha é pessoa do bem.

  10. Webrevenger disse:

    Adêvogado que não sabe escrever vale o quê?

  11. Camila disse:

    Dr Damaria é conhecida por todos os joãodienses. Menina de bem, está sendo injustiçada. Mas Deus chegará com providência!

MP denuncia líder do MBL e ex-membro da Imprensa Oficial por tráfico de influência

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) denunciou o empresário Alessander Monaco Ferreira (suposto “doador” do MBL), Renan Antonio Ferreira dos Santos, um dos líderes do MBL Renan Antonio Ferreira dos Santos, o ex-diretor presidente da Imprensa Oficial do Estado Nourival Pantano Junior e os ex-representantes da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) Carlos Antonio Luque e José Ernesto Lima Gonçalves por suposta participação em esquema que teria implicado em crimes de tráfico de influência, dispensa e fraude em licitação e corrupção passiva.

A denúncia é assinada pelo promotor Marcelo Batlouni Mendroni e datada do último dia 22. Na peça de 37 páginas, Mendroni aponta as relações entre os denunciados e detalha o que chama de “lógica do estratagema criminoso”.

Segundo a peça, Alessander Monaco Ferreira “coligou-se intimamente” com o MBL, sendo que os integrantes do movimento, em especial Renan Antonio Ferreira dos Santos, “através de tráfico de influência política, conseguiram a contratação, pelo seu Presidente Nourival Pantano Jr., de Alessander Monaco Ferreira na IMESP; em cargo comissionado – sem concurso público”.

“Uma vez trabalhando na IMESP, Alessander Monaco Ferreira: realizou doações via superchat para o MBL, de valores correspondentes ao seu salário daquela função pública, como forma de retribuir o ‘favor’ correspondente àquela contratação na IMESP; e trabalhou no sentido de articular fraudes em licitações e contratações de empresas através de dispensa e inexigibilidade de licitações”, afirma o promotor do documento.

Ainda de acordo com a denúncia, uma das contratações fraudulentas supostamente articuladas por Alessander “corresponde à contratação da Fipe, através de dispensa de licitação”. Segundo a Promotoria, a Fipe, por sua vez, havia contratado a empresa de Alessander “pagando-lhe valores milionários por consultorias”.

“Essa contratação criminosa da Fipe pela IMESP corresponde a: devolução/retribuição do favor – por ter sido a Monaco Intelligent contratada – por valores milionários – pela própria Fipe; pagamento de propina em valores espécie da Fipe para Alessander Monaco Ferreira – como retribuição daquela contratação através da dispensa de licitação: IMESP – Fipe”, registra a denúncia.

A peça indica ainda que, do recebimento de valores da propina, Alessander Monaco Ferreira “os depositou de forma estratificada em dias próximos ou sequenciais, de valores pouco inferiores a R$ 5 milhões para dissimular a sua origem e assim promovendo a lavagem dos valores”.

Defesas

Renan dos Santos se manifestou sobre a denúncia. “Não estou nem um pouco surpreso com essa denúncia descabida, em período eleitoral, que tem como objetivo único a tentativa de manchar minha reputação e, por extensão, afetar meus amigos do MBL. Soube que nela também foram denunciadas pessoas da FIPE e IMESP. Não tenho a menor ideia de quem sejam essas pessoas, nunca as vi na vida, e fico chocado que uma denúncia seja oferecida contra mim simplesmente por que sou ‘famoso’ ou ‘influente’. Coisa que nem sou, pra falar verdade.

A denúncia é absurda e qualquer um que leia o documento percebe isso com muita facilidade. Por favor, leiam a denúncia! Novamente, é levantada a tese esdrúxula de ‘recebimento de dinheiro por superchat no youtube’, uma inovação exótica criada pra nos atacar.

E detalhe: a denúncia foi apresentada sem sequer a análise das contas que abrimos ainda em Julho para o Promotor. Sem sequer me ouvir, apesar de eu ter feito pedido expresso, por escrito, me colocando à disposição para prestar depoimento.

Não tenho qualquer relação com a vida profissional do Sr. Alessander Mônaco, que era apenas um dentre milhares de outros fãs e doadores do MBL. E os valores que ele doava publicamente no superchat do YouTube – AO VIVO, COM SEU NOME! – aberto para todo o Brasil, não chegam sequer a R$30mil reais em um ano! Se contarmos o abatimento de 30% do Google, não dá sequer R$2mil mensais. Que tipo de ‘gênio’ faria um ‘esquema’ desses?

E mais: as ‘provas’ apresentadas são ‘notas’ encontradas com um acusado em que constam os nomes de Daniel José, Vinicius Poit, Kim Kataguiri e Luciano Huck. Que ‘esquema’ seria esse? Nomeação de um cargo comissionado num governo que somos NOTORIAMENTE de oposição (Dória) envolvendo o Caldeirão do Huck?

Peço a todos: leiam a denúncia! É uma peça política, que, na verdade, deixa claro o tom persecutório e a falta de base jurídica e fática das acusações.

Fica aqui, por fim, minha reflexão: vivo, hoje, as consequências política do estado policialesco e do espetáculo de denúncias que inconscientemente ajudei a fomentar. Não é essa a justiça que imaginava defender quando saí às ruas pra defender o próprio MP em 2013. Ironias de um país maluco.”

A reportagem busca contato com os outros denunciados. O espaço está aberto para manifestações.

UOL, com Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marquito disse:

    Esses eram os que vestiram camisa amarela na avenida Paulista para tirar a presidenta Dilma …… os honesto até debaixo de àgua kkkkkkk….o tempo vai passando e as máscaras vão caindo .

PGR aponta fragilidade de provas e desiste de denúncia contra Arthur Lira, líder do centrão

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu que uma denúncia contra o deputado Arthur Lira (PP-AL), analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) seja arquivada. O pedido veio cerca de três meses após a PGR pedir o indiciamento do parlamentar e de outros nomes, por crimes de corrupção em contratos firmados entre a Petrobras e a construtora Queiroz Galvão.

Na decisão desta semana, a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo acolhe os argumentos da defesa de Arthur Lira, líder do chamado Centrão e um recente aliado do governo de Jair Bolsonaro. O motivo para pedir a rejeição da denúncia contra o deputado seria uma certa fragilidade de provas – na denúncia por ela mesma apresentada.

“Há contradição entre as narrativas apresentadas pelos colaboradores Alberto Youssef e Carlos Alexandre de Souza Rocha quanto ao destino dos valores ilícitos pagos pela construtora Queiroz Galvão – um pagamento de R$ 1.005.700,00 e outro de R$ 593.000,00, ambos realizados em Brasília nos dias 16 e 17 de maio de 2012”, escreveu a procuradora.

Além disso, como Arthur Lira é o único investigado no processo que tem foro privilegiado, a PGR pede que o caso seja enviado à Justiça Federal do Distrito Federal.

Arthur é um dos investigados no Inquérito 4.631 da suprema corte. Nele, a PGR aponta que o líder do Centrão era o arrecadador de propinas do seu partido, o PP, no esquema de corrupção da Petrobras desbaratado pela Lava Jato.

A defesa de Arthur alegou à época que ele sequer havia sido eleito Deputado Federal no período em que a Procuradoria-Geral Federal lhe imputa a função de liderança na articulação dos pagamentos indevidos.

Congresso em Foco – UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beto Araújo disse:

    Vai terminar, Moro pedindo perdão a Lula. Eita, raparigal

  2. Marquito disse:

    Se fosse do PT já estava preso , mais como é do centrão, e o centrão é de Bolsonaro , está tudo sobre controle e segue a boiada

Movimentações suspeitas de recursos supostamente desviados da Fecomércio-RJ: Lava Jato do Rio denuncia Wassef por peculato e lavagem de dinheiro

Foto: Rede Globo

O advogado Frederick Wassef, que já atuou na defesa da família do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi denunciado pela Lava Jato do Rio de Janeiro por peculato e lavagem de dinheiro. A informação é do portal G1.

Segundo a denúncia, os procuradores encontraram movimentações suspeitas de recursos supostamente desviados da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ).

A força-tarefa afirma que houve contratações com escopo contratual falso, “pois ou os serviços arrolados não foram prestados ou foram prestados no interesse exclusivo de Orlando Diniz (então presidente da Fecomércio), para, por exemplo, a perseguição de adversários pessoais”.

Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Braulio Pinto disse:

    E a boiada não diz nada?

  2. NARO NÃO SABE DE NADA disse:

    Amigos, familiares, advogado e aliados políticos envolvidos com ilícitos. Mas o importante é que Naro não sabia.

  3. Lucas disse:

    Será que vão colocar a AGU também pra trabalhar pro Wassef e tentar barrar a investigação?

  4. Cabo Silva disse:

    Para Anjo não perder as asas, bem que poderia abrir o bico…

Tribunal Penal Internacional rejeita denúncia contra Bolsonaro por crime contra humanidade

Foto: Presidência da República

Após apreciar a denúncia protocolada no início de abril pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) contra o presidente Jair Bolsonaro, o Tribunal Penal Internacional (TPI), situado em Haia, rejeitou a representação que acusava o chefe do Executivo de praticar crime contra a humanidade. A denúncia se baseava em falas que “minimizam a gravidade da pandemia (do novo coronavírus) e contrariam recomendações de autoridades sanitárias”, afirmava a ABJD.

A confirmação de arquivamento foi enviada a Douglas Ivanowski Bertelli Kirchner, advogado do grupo do MP Pró-Sociedade. A organização enviou, em 24 de abril de 2020, um documento contestando a iniciativa da ABJD. Para o MP Pró-Sociedade, o presidente Jair Bolsonaro, “além de não estar desenvolvendo um ataque generalizado e sistemático contra a população que governa, não está infligindo nenhum sofrimento à mesma população, ou à saúde pública. Pelo contrário, estabeleceu inúmeras medidas para financiar a ampliação da rede hospitalar e tenta minimizar os graves prejuízos econômicos que a pandemia está acarretando”.

No despacho do TPI, com data desta segunda, 14 de setembro, o procurador Mark P. Dillon, chefe da Unidade de Informação e Provas do TPI, afirmou que, com base nas informações apresentadas na denúncia, “a conduta descrita não parece se enquadrar nas definições rigorosas do Estatuto de Roma” – instrumento jurídico que norteia a atuação da Corte.

Segue a nota: “Uma característica fundamental do Estatuto de Roma é que o Tribunal (Penal Internacional) só pode exercer jurisdição sobre pessoas para os crimes mais graves que preocupam a comunidade internacional como um todo, nomeadamente genocídio, crimes contra a humanidade e crimes de guerra. Esses crimes são cuidadosamente definidos no Estatuto de Roma (artigos 6 a 8) e mais detalhados nos Elementos dos Crimes, adotados pela assembleia dos estados-partes”.

O procurador salientou também que “não existe, neste momento, base para proceder a uma análise mais aprofundada” dos fatos que envolvem a denúncia, que foi arquivada.

O TPI é uma corte internacional localizada em Haia, na Holanda, que tem por atribuição julgar denúncias de crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

Gazeta do Povo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antenado disse:

    Ainda cabe recurso ao Papa.

  2. Alguém disse:

    Este gênio que abriu o processo será que ele sabe o que é um crime contra a humanidade?
    Por esta e outras que nossos advogados estão em decadência, não sabem nem interpretar um texto.
    Não são TODOS, mas uma grande parte, ou preciso desenhar para algum adêvogado que se sentir ofendido?

  3. Anti PT disse:

    Em 2022 a chibata do Véio Bolsonaro vai entrar rasgando na petralhada e esquerdopatas, vai ser com areia grossa pra estourar as hemorroidas kķkkk Mito 2022. O Véio Bolsonaro é duro e tem aquilo rôxo.

  4. CiÇO disse:

    Petralhada em 2022 vem mais derrota para voces,dessa vez, no 1º Turno !!!!! Não Adianta Chorar !!!!

  5. CURITIBA JA disse:

    A CHINA CRIA O VIRUS, AI CULPADO É O MITO?,

  6. Edison Cunha disse:

    O correto seria CONDENAR esses "Adivogados" de porta de delegacia que apresentaram essa denúncia FAKE.

  7. Anti PT disse:

    A esquerda não cansa de passar vergonha. Kkkkkkkkk

    • Talita disse:

      Tadinho de vc. Vamos para frente

    • Paulo disse:

      Essa Talita deve ser da turma do Maduro e de Lula.
      O comunismo é uma seita.
      Miséria, desgraça e opressão.
      Ainda tem gente que defende.
      A Argentina está amargando a escolha errada que fizeram por essa turma.

Lava Jato denuncia Lula por lavagem de R$ 4 milhões em instituto; Palocci e Paulo Okamotto também denunciados

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil (13.jun.2016)

A força-tarefa da Lava Jato no Paraná apresentou nova denúncia contra Lula. O ex-presidente foi acusado de lavagem de dinheiro por doações de R$ 4 milhões da Odebrecht para o Instituto Lula, entre dezembro de 2013 e março de 2014.

Segundo a denúncia, foram feitas quatro transferências de R$ 1 milhão no período. Segundo as investigações, a origem do dinheiro eram contratos obtidos na Petrobras por meio de fraude em licitações.

O dinheiro foi descontado do caixa-geral de propinas que a empreiteira mantinha em favor do PT, retirado da rubrica “Planilha Italiano” (referência a Antonio Palocci) e da subconta “amigo” (Lula).

A denúncia apresenta como uma das provas a anotação “Doação Instituto 2014”, no valor de R$ 4 milhões. A Planilha Italiano guardava no total R$ 35 milhões para atender demandas do PT.

Os pedidos de liberação do dinheiro eram feitos por Palocci e os repasses eram autorizados diretamente por Marcelo Odebrecht, segundo as investigações.

Também foram acusados por lavagem, na mesma denúncia, Palocci e Paulo Okamotto, então presidente do Instituto Lula. O MPF pede que todos sejam condenados a reparar os cofres públicos com os R$ 4 milhões doados.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Três ladrões dos cofres públicos condenados, mas fora da cadeia. Só no Brasil mesmo.
    #BrasilJustiçaFajuta
    #PTNuncaMais
    #EsquerdaBandida

  2. Tarcísio Eimar disse:

    #LulaVoltaPraCadeia, não faço questão só da devolução do dindin, mas também do #LulaVoltaPraCadeia

  3. Chicó disse:

    Roubo pouco para Lula é bobagem !!! Saquearam o nosso país !!!

  4. Pedro disse:

    Desse forma Entregador De Pizza roedor, tu devia pedir para ir na mala dele para Curitiba, vc deve ficar tranquilo, o homem só gosta do que é bom, roupas de grife, apartamentos triplex, sítio com lago artificial e pedalinhos, as cuecas devem ser francesas, charutos cubanos, cachaça de Montes claros, vinho francês……kkkkkk o bicho é inteligente, consegui e continua enrolando muitos imbecis, só tem um problema, o bafo. Sim, esqueceu ligeiro das origens.

  5. Gustavo mafra disse:

    Não fale isso do bichinho não. A culpa é do bolsonaro.

  6. Augusto disse:

    #LULADRAOvoltapracadeia.
    Esse safado tem que voltar de onde nunca deveria ter saído.

  7. GUEDES disse:

    Creio que se juntar todos os ladrões que o Pais ja teve esse tal de lula ultrapasa todos, não existe não tem um so lugar que ele passou que não tenha roubado e eu que já votei nesta misera, ha tempo perdido sair de casa ,ficar en uma fila e chegar até a discutir para votar em um bandido deste

  8. Entregador De Pizza disse:

    Maior Presidente que esse país já teve. Presidente Lula tem meu respeito.

    • Priziaka disse:

      Maior ladrão e encantador de asnos que esse país já teve! Isso sim!

    • Josias disse:

      Isso!
      O maior presidente.
      Só meu camarada, que da maior quadrilha que assalta cofres públicos do mundo.
      Era pra está preso, esse safado.
      Há ladrões.

    • Fernando disse:

      Imagina a índole dos seus adoradores, não confio nem travestidos motoboy.

    • Chico disse:

      Nem na altura

  9. Edison Cunha disse:

    Há ladrão!!!

    #LulaVoltaPraCadeia

MP denuncia mãe e filho por venda de anabolizantes na Grande Natal

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ajuizou denúncia contra proprietários de loja de suplementos localizada em Natal e com filiais em Parnamirim. Os empresários – mãe e filho – são acusados de comercializar anabolizantes, suplemento à base de psicotrópico proibido no Brasil e outras que não tinham registro junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As investigações da Polícia Civil começaram após denúncia anônima realizada através do Disque-Denúncia dando conta de que o denunciado estava vendendo essas substâncias no seu estabelecimento comercial. Além disso, o comportamento do empresário despertou suspeitas sobre rápido enriquecimento ilícito por ser incompatível com a atividade comercial empreendida. Então, foi instaurado inquérito policial específico para apurar esse fato.

As suspeitas aumentaram quando foi verificada uma repentina expansão da rede de lojas do denunciado, a partir de 2016. Diversas filiais foram abertas em Natal e em Parnamirim. Ao mesmo tempo, o empresário publicava nas suas redes sociais um estilo de vida de um empreendedor de alto padrão: viagens para o exterior, carros importados, patrocínio de festas em boates famosas da Capital potiguar; inauguração de lojas com a presença de celebridades nacionais.

Em pesquisas realizadas junto ao banco de dados da Junta Comercial do Estado (Jucern), constatou-se não apenas uma sobreposição de empresas no mesmo endereço como também um capital quase irrisório para algumas. Some-se a isso os detalhes de que as empresas eram do mesmo ramo de atividade econômica e de que todas tinham sido abertas dentro de um curto período de tempo.

As incompatibilidades verificadas, além dos elementos colhidos em pesquisas em fontes abertas (Facebook e Instagram), motivaram a autoridade policial a dar início a uma investigação específica.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Potiguar_1971 disse:

    Que tipo de jornalismo é esse que vem sendo feito ultimamente no país? Se tem um crime, se tem dois criminosos, mas os mesmos não tem nome, rosto…

  2. Ciro Espítama disse:

    E esse povo não tem nome?

  3. natalsofrida disse:

    Engraçado, porque não fazem isso com o filho do ladrão maior do pt? E com todos os politicos? Justiça de merda essa nossa. Não sou eu que o digo, a matéria de vários jornais hoje falam da reforma da csa do Tofolli. É pra gente rir. Intervenção já! Em que país isso passaria sem uma reação da sociedade?

    • Barba disse:

      Homi… esqueça o pt,. tire lula da boca! Que viajem! É o fresk?

    • Fora bolsotralhas disse:

      Mais rapaz o filho do MARGINAL BOLSOTRALHA AINDA ESTA SOLTO…O FLAVIO LADRAO AINDA ESTA COMENDO CHOCOLATE…QUE PAIS E ESSE ..TRES MULHERES USURPADORAS..E UM FILHO RIQUINHO DE APARTAMENTOS….TUDO COM DINHEIRO DA NACAO…CHUPA BANDO DE BABAO DO DEMÔNIO DS PESTE..BOLSOTRALHAS…BOLSOTRALHAS

Servidores se dizem perseguidos por chefe de gabinete da secretaria de administração do Estado

O Blog foi procurado nessa quinta-feira(03) por dois servidores da administração e nesta sexta-feira(04) pelo Whatsapp, por mais três . Segundo os denunciantes, a senhora Laíse Silvane Tomaz do Nascimento provoca assédio moral há tempos. As queixas vão de perseguição a palavras de baixo calão.

Segundo os servidores, é uma situação constrangedora, que, inclusive, já foi publicitado na imprensa outrora. Mesmo assim, a Secretaria de Administração do Estado – SEAD não tomou posição, “a citada continua trabalhando dessa forma e ninguém faz nada”.

“A tão falada Laíse Silvane Tomaz do Nascimento, está aterrorizando, amedrontando e fazendo perseguição contra todos os servidores ali dentro, seja cargos comissionados, terceirizados (motoristas, recepcionistas, seguranças, copeira, ASG), estagiários, bolsistas, cargos efetivos”, diz um dos denunciantes.

Um outro denunciante faz a seguinte narração:

“Ela adora falar mal dos servidores, ama chamá-los de burros e incapazes, adora rir da cara de todos; coloca os estagiários de Direito para arrumar os armários dela; os motoristas ficam a mercê, a sua disposição de segunda a sexta, trabalhando das 07:00 as 21:00, esperando a boa vontade para liberá-los, mas antes disso, precisam deixa-la em casa, sem falar que eles que compram o seu café da manhã, almoço e bolo de chocolate para ela lanchar junto com a cúpula (no carro do estado viu?); coloca a copeira pra amassar banana pra ela e ficar averiguando se o copo de água dela está cheio ou vazio; estão colocando os servidores pra trabalharem sem o distanciamento social exigido para o combate ao COVID-19; exigências da mesma para que TODOS os servidores trabalhem durante o final de semana; ela liga e manda whatsapp para os servidores na madrugada; reconhecimento de trabalho zero; tudo que fazem tem que passar pelo aval dela, inclusive as coisas erradas ela obriga os servidores a fazerem; vários e vários servidores da saúde e educação, encontra-se sem receber o salário por falta de assinatura do termo de posse, por pura malvadeza, pois com um clique ela assina vários processos de uma vez e é ela quem assina tudo pela secretária Virginia (essa ninguém sabe nem quem é, pois mal pisa na SEAD); milhões de processos parados pq ela simplesmente quer que fiquem parados; é mais fácil ressuscitar a Princesa Diana e falar c ela, do que Laíse atender algum servidor; faz os coitados dos cargos comissionados de mero empregados dela, inclusive para resolver problemas pessoais seus.”

Por fim, os denunciantes questionam por onde anda a secretária responsável, e ainda cobram um posicionamento do secretário Adjunto George Câmara, ou da governadora Fátima Bezerra.

“As pessoas precisam voltar a trabalhar em paz, sossegados, leves e felizes, como acontecia nas gestões anteriores. Está tudo muito diferente! A SEAD já não é mais a mesma desde que Laíse entrou nessa gestão”, encerra desabafo de um dos denunciantes.

Contactado pelo Blog do BG, a assessoria do Governo do Estado diz que vai enviar uma nota sobre o questionamento deste canal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Servidor do DER disse:

    05/09/2020 às 07:28
    Isso é normal nesse desgovernou BG investigue o DER que a mesma coisa acontece lá, lá o diretor geral humilha e persegue as pessoas, manda tomar naquela lugar, ameaça de ir pro cabo da enxada, ameaça de demitir inclusive tem servidor com depressão.

    Ele fez um projeto de lei para acabar com vale alimentação dos servidores do DER

  2. Tarcísio Eimar disse:

    Se fosse eu não levava desaforo pra casa

  3. Anonimato disse:

    Já trabalhei com essa moça na Sempla, é bem assim mesmo! Não mudou em nada, só piora. E ainda mais é centralizadora.

  4. Paulo disse:

    Dilma agia do mesmo jeito mas todo mundo tinha medo de denunciar.
    Inclusive tratou mal governadores numa reunião em 2011..
    Cid Gomes apelou…

  5. Sou imbroxável disse:

    É o PT sendo PT.
    A Governadora Fátima Bezerra PT vai dizer que é Gopi.

  6. Descaso disse:

    Tá faltando um MP investigar essas denúncias, como pode isso acontecer em um governo que seu partido é do TRABALHADOR ? . ALGUMA COISA TEM QUE SER FEITA !

  7. Zanoni disse:

    É assim que o PT governa, Fátima Bezerra? É assim que o Partido dos TRABALHADORES tratam os servidores?

  8. Atento disse:

    Tem muita gente doida nesses cargos comissionados. Deve ser por falta de aprovação em concurso público.

  9. Cidadão Indignado disse:

    Rapaz, que descalabro é esse! Que absurdo. Se comprovadas as denúncias, DEMISSÃO SUMÁRIA! Apesar de saber que o atendimento feito nos Órgão Públicos por grande parte dos servidores do Estado do RN é péssimo.

  10. Ana Paula Medeiros disse:

    Isto não tem sido uma prática apenas da Sec. de Administração.
    Esse governo não valoriza os servidores efetivos do estado, se vocês olharem, estão trazendo servidores da petrobrás e UFRN para assumirem cargos – daí o estado que paga os salários deles se forem ativos ainda, pq a união cede com o pagamento do salário pelo órgão solicitante.
    Um estado com dificuldades financeiras paga salários altos para esses cargos comissionados e alegam não ter recursos para pagarem as folhas atrasadas.
    Os servidores efetivos estão sendo escanteados e trazendo pessoas da UFRN para trabalharem e como é o pagamento desses alunos que não são estagiários.
    Os Órgãos de controle deveriam verificar isto.
    Estamos trabalhando sem EPI´S e tudo que foi colocado pelo governo no plano de retomada não tá sendo atendido, não temos proteção alguma.
    Visitem as repartições públicas e comprovarão.

    • Revolta disse:

      Os servidores estão trabalhando sem EPI’s, Sem distanciamento social, o estado não fornece álcool e muito menos máscara. Cada um Que leve o seu de casa. Tudo que está naquele plano de retomada é uma mera ilusão.

  11. Antonio Turci disse:

    "……esperando a boa vontade da "donzela"……." KKKKKKKKKKKKKK