Número de mortos por tsunami na Indonésia passa de 280

O número de mortos pelo tsunami que atingiu as praias ao redor do estreito de Sunda, na Indonésia, chegou a 281 nesta segunda-feira (24). Os dados são da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, na sigla em indonésio) — que afirma ainda serem 843 feridos e 28 desaparecidos em decorrência do desastre, ocorrido no último sábado (22).

As causas do tsunami — que atingiu as praias ao redor do estreito de Sunda, entre Java e Sumatra — continuam sendo investigadas, mas há uma relação com a erupção do vulcão Anak Krakatoa e as fortes ondas que se alastram pela região devido à lua cheia. Além disso, a Indonésia se situa Círculo de Fogo do Pacífico, uma área de constante atividade sísmica e vulcânica.

Fora as mortes, o tsunami provocou danos em casas, hotéis e prédios do país, especialmente nas localidades de Pandeglang e Serang Regency. Pelo menos 5.550 pessoas estão desabrigadas. Após o fenômeno, um alarme falso de novas ondas ainda deixou a população em pânico.

Banda arrastada por ondas

Uma das imagens mais chocantes da tragédia se alastrou pelas redes sociais no domingo (23). Em um vídeo, é possível o momento em que a onda gigante arrasta o palco onde acontecia um show da banda pop Seventeen. Músicos, público e estrutura foram levados pela água.

Horas após o fenômeno, o vocalista do conjunto, Riefian Fajarsyah, divulgou uma mensagem no Instagram em que diz que o empresário e o baixista da Seventeen morreram em decorrência do tsunami.

Sem brasileiros entre vítimas

Na tarde de domingo, o Itamaraty informou que não há registro de brasileiros mortos ou feridos entre as vítimas do tsunami na Indonésia. O órgão diz que “acompanha a situação por meio da Embaixada do Brasil em Jacarta e da DAC (Divisão de Assistência Consular) em Brasília.

O governo brasileiro ainda expressou suas “condolências às famílias das vítimas, seus votos de recuperação aos feridos e sua solidariedade ao povo e ao Governo da Indonésia”.

R7