FOTO: Pelo menos 24 mortos e 13 feridos graves em acidente na Indonésia

FOTO: REUTERS Antara Foto/Direitos Reservados

Pelo menos 24 pessoas morreram e 13 ficaram gravemente feridas na queda de um ônibus na Indonésia.

O acidente aconteceu nesta noite na província de Sumatra do Sul, perto da cidade de Pagar Alam, numa área íngreme e isolada, o que complica as operações de resgate.

O ônibus caiu de uma altura de 150 metros, segundo informou a polícia.

“O ônibus embateu numa barreira de cimento e mergulhou no barranco. Várias vítimas ainda estão presas”, acrescentaram os policiais.

O ônibus regional partiu com 27 passageiros e outras pessoas embarcaram durante o percurso, totalizando 50 a bordo no momento do acidente, segundo o testemunho de sobreviventes.

As tragédias são frequentes nas estradas na Indonésia devido ao mau estado de conservação das rodovias e dos veículos e da negligência dos motoristas.

Em setembro, pelo menos 21 pessoas morreram depois que outro ônibus caiu em um barranco na região de Sukabumi, no oeste da ilha de Java.

Alguns meses antes, na mesma região, 12 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas num acidente causado por um passageiro que tentou controlar o volante do veículo, causando uma colisão com duas outras viaturas.

Agência Brasil, com RTP

FOTO: Indonésia registra quase 400 mortos após tsunami

Foto: Antara Foto/via Reuters/Direitos reservados

Subiu para 373 o número de mortos pelo tsunami que atingiu as ilhas de Java e Sumatra, na Indonésia, neste domingo (23). As informações foram confirmadas pela agência de combate a desastres do país. De acordo com o novo levantamento, ainda há 1.459 feridos e 128 desaparecidos.

Socorristas retomaram cedo os trabalhos de resgate entre os destroços em comunidades costeiras atingidas pelo fenômeno, como a costa em Pandeglang, no oeste de Java, área mais atingida. Neste distrito, as ondas gigantes atingiram áreas residenciais e vários pontos turísticos como Pantai Tanjung Lesung, Sumur, Penimbang, Teluk Lada e Carita, disse Sutopo.

O tsunami também atingiu a província Serang de Banten, o distrito de Lampung Selatan e a província de Lampung, totalizando mais de 500 casas, nove hotéis e 360 navios destruídos.

O governo brasileiro divulgou nota, através do Itamaraty, manifestando solidariedade e reiterando que ainda não tem informações sobre a presença de brasileiros entre as vítimas.

Agência Brasil, com informações da Deutsche Welle

Número de mortos por tsunami na Indonésia passa de 280

O número de mortos pelo tsunami que atingiu as praias ao redor do estreito de Sunda, na Indonésia, chegou a 281 nesta segunda-feira (24). Os dados são da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, na sigla em indonésio) — que afirma ainda serem 843 feridos e 28 desaparecidos em decorrência do desastre, ocorrido no último sábado (22).

As causas do tsunami — que atingiu as praias ao redor do estreito de Sunda, entre Java e Sumatra — continuam sendo investigadas, mas há uma relação com a erupção do vulcão Anak Krakatoa e as fortes ondas que se alastram pela região devido à lua cheia. Além disso, a Indonésia se situa Círculo de Fogo do Pacífico, uma área de constante atividade sísmica e vulcânica.

Fora as mortes, o tsunami provocou danos em casas, hotéis e prédios do país, especialmente nas localidades de Pandeglang e Serang Regency. Pelo menos 5.550 pessoas estão desabrigadas. Após o fenômeno, um alarme falso de novas ondas ainda deixou a população em pânico.

Banda arrastada por ondas

Uma das imagens mais chocantes da tragédia se alastrou pelas redes sociais no domingo (23). Em um vídeo, é possível o momento em que a onda gigante arrasta o palco onde acontecia um show da banda pop Seventeen. Músicos, público e estrutura foram levados pela água.

Horas após o fenômeno, o vocalista do conjunto, Riefian Fajarsyah, divulgou uma mensagem no Instagram em que diz que o empresário e o baixista da Seventeen morreram em decorrência do tsunami.

Sem brasileiros entre vítimas

Na tarde de domingo, o Itamaraty informou que não há registro de brasileiros mortos ou feridos entre as vítimas do tsunami na Indonésia. O órgão diz que “acompanha a situação por meio da Embaixada do Brasil em Jacarta e da DAC (Divisão de Assistência Consular) em Brasília.

O governo brasileiro ainda expressou suas “condolências às famílias das vítimas, seus votos de recuperação aos feridos e sua solidariedade ao povo e ao Governo da Indonésia”.

R7

Indonésia quer adotar sistema eletrônico de votação brasileiro em 2024

Com votação ainda feita com cédulas de papel, a Indonésia está interessada em adotar um sistema eletrônico semelhante ao usado nas eleições brasileiras a partir de 2024. Para isso, uma comitiva com oito integrantes do Parlamento indonésio visitou nesta semana o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

Arquivo/Agência Brasil

“O voto eletrônico desenvolvido no Brasil tem tudo o que necessitamos na Indonésia. No ano que vem, faremos eleições ainda no modelo de cédulas, mas esperamos que, nas eleições de 2024, possamos implementar sistema parecido com o modelo brasileiro”, afirmou o chefe da missão e vice-presidente da Câmara dos Deputados da Indonésia, Fahri Hamzah. Ele se disse impressionado com o sistema de voto eletrônico brasileiro.

Além de ter assistido a uma demonstração do funcionamento da urna eletrônica, a comitiva pôde fazer votações simuladas.O grupo também assistiu a uma palestra do secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, sobre todo o processo eleitoral brasileiro, com destaque para o sistema informatizado usado pela Justiça Eleitoral há mais de 20 anos.

Janino destacou que o Brasil deu início a um dos melhores sistemas eleitorais do mundo, principalmente no que diz respeito à segurança, quando passou a desenvolver o processo de votação eletrônico. Ele ressaltou que testes de segurança feitos antes de cada pleito garantem a lisura das eleições mo Brasil. Janino lembrou que, seis meses antes das eleições, esses sistemas podem ser examinados por integrantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Supremo Tribunal Federal (STF), da Polícia Federal e de universidades.

Dúvidas

A delegação quis saber como os votos são inseridos na urna e as possíveis formas de violação de dados. O secretário de Tecnologia da Informação explicou que o equipamento não tem conexão com a internet, o que livra o sistema da invasão de hackers. “A Nasa [agência norte-americana responsável pela pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e programas de exploração espacial] pode ser invadida, o Pentágono [sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos] pode ser invadido, um banco pode ser invadido, mas as urnas eletrônicas, não”, garantiu Janino.

O especialista também destacou a importância do cadastramento biométrico realizado no Brasil, afirmando que este processo também garante a segurança nas eleições, já que impede qualquer duplicidade de voto.

O TSE já recebeu representantes de mais de 70 países, oito já firmaram acordo de cooperação para receberem conhecimento da experiência brasileira.

Agência Brasil, com informações do portal do TSE

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beta disse:

    Lógico, o presidente é um ditador corrupto, dono do país quase todo, com bolsões de miseráveis.

INDONÉSIA: Brasileiro cantou e não quis usar venda antes de execução

Indonesia-ExecutionsFoto: AP

Pouco antes de amanhecer nesta quarta-feira na Indonésia, os corpos do brasileiro Rodrigo Gularte, 42, e de outros sete condenados por tráfico executados na tarde desta terça-feira foram trazidos da ilha Nusakambangan para Cilacap, em caixões brancos, alguns deles bordados. Angelita Muxfeldt, prima de Gularte e que está desde fevereiro na Indonésia, chorava muito enquanto era conduzida pelo padre Charlie Burrows, que abria caminho em meio à multidão. Segundo informações da agência AFP, uma pastora que acompanhou um dos presos em seus últimos momentos disse que os condenados se comportaram com “força e dignidade” até o fim.

O caixão de Gularte foi levado do porto de Cilacap para uma casa funerária em Jacarta, onde uma breve cerimônia foi realizada. Angelita, desolada, tocou o caixão do primo durante vários momentos. Ela cuidará dos trâmites para trazer o corpo ao Brasil.

Nos minutos que antecederam à execução, os oito condenados recusaram ter os olhos vendados e optaram por encarar o pelotão de fuzilamento, de acordo com informações da AFP. Eles entoaram cânticos religiosos, como “Amazing Grace”, segundo uma testemunha da execução, até o pelotão começar a disparar nos presos atados em postes. Um grupo de pessoas que se reuniu na cidade portuária de Cilacap – que dá acesso à ilha de Nusakambangan – segurava velas acesas e também cantava “Amazing Grace”.

Angelita acompanhou os disparos da execução à distância, ao lado do encarregado de negócios do Brasil em Jacarta, Leonardo Carvalho Monteiro, maior autoridade brasileira na Indonésia. O fuzilamento ocorreu por volta de 0h25 (horário local, 14h25m em Brasília).

Segundo a BBC Brasil, durante o encontro final com parentes, Gularte deixou um recado para a família:

“Daqui irei para o céu e ficarei na porta esperando por vocês”, declarou o brasileiro, de acordo com o encarregado de negócios do Brasil em Jacarta.

O corpo de Rodrigo Gularte será trazido ao Brasil e enterrado em Curitiba. O pedido foi feito pelo próprio Gularte, em seus últimos dias na prisão. Ainda não há data prevista para o traslado do corpo da Indonésia para o Brasil. A mãe de Gularte, Clarisse, recebeu a notícia da morte do filho em seu apartamento, acompanhada de parentes. Desde que soube que o filho seria executado, Clarisse ficou com a saúde debilitada.

Além de Rodrigo Gularte foram executados dois australianos, quatro africanos e um indonésio. A filipina Mary Jane Veloso foi poupada pouco antes da execução. Logo que chegou ao porto de Cilacap, o corpo do indonésio Zainal Abidin foi enterrado em um cemitério próximo.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Roberto Carlos disse:

    Meu caro BG. Algumas notícias não devem ser vistas como importantes para população, principalmente a Brasileira, que tanto sofre com a violência desenfreada, que é promovida pelo tráfico de drogas.
    Nesse caso especificamente, essa notícia deveria ter sido dada, com um tom de alerta! Nunca, trazendo a baia, um tom de comoção pela execução de um TRAFICANTE DE DROGAS, que mesmo sendo brasileiro, cometeu o crime, sabendo do risco. A Indonésia, cuida de avisar aos turistas que lá visitam até mesmo no bilhete de embarque. Além das inúmeras outras informações expostas pelo país. O acontece é que esses traficantes, FDP! Não ligam a mínima para desgraça que promovem e provocam nas milhares de famílias, mundo a fora. Aí, quando a casa cai! Querem se fazer de vítimas?
    É pena, que o nosso país não tem, ainda, cultura, para aderir à pena de morte para crimes hediondos.
    Mas não tenho dúvida, caminhamos pra isso!
    A Presidente Dilma, na tentativa de melhorar sua imagem, fez pressão na Indonésia, com pedidos de clemência, etc., etc., etc. E esquece, que a polícia Brasileira executa, todos os dias, inúmeras pessoas, sejam elas traficantes ou não! Recentemente um garoto de dez anos foi executado no Rio de Janeiro, e onde está o pedido de clemência? Ficar mostrando a mão, a tia, a sobrinha, o caralho! Porque não mostrar também as mães, as famílias devastadas por esses filhos de puta que promovem o tráfico de drogas no nosso país. O Brasil precisa sim, é de uma política séria de segurança ao cidadão! Essa história de segurança pública não deve mais existir. Tem que ter de verdade é a segurança ao cidadão de bem. E iniciar, urgentemente, uma caçada aos traficantes; aos consumidores de drogas, que aqui no Brasil, são tratados de forma mais amena pela lei. Minha gente! O usuário de drogas, é o principal responsável por essa situação! É o usuário quem financia o tráfico! Muitas vezes aquele amigo, gente boa, que a gente conhece e sabe que ele fuma maconha ou cheira pó, etc., é o verdadeiro filho de uma puta! que para aos traficantes, que por sua vez, fodem com a vida de pessoas que tentam viver, de maneira a criar seus filhos e filhas, de uma maneira correta; ai vem um nojento desses, e acreditando que só usa! Não provoca mal algum à sociedade? Uma porra! São tão filhos da puta quanto os traficantes! As penas têm que ser duras pra todos dois! As famílias de bem, já não suportam mais essa situação. O que digo aqui, não tem absolutamente nada haver com religião ou qualquer crença.
    Outra coisa, a Indonésia não é um paraíso como alguns devem está pensando. É sim um paraíso de riquezas naturais! Porém, é um país que sua população sofre com muita coisa troncha! A droga corre souta dentro do país. Quando estive por lá, vi muito maconheiro, uns babacas sem futuro, inclusive daqui de Natal, se drogando ao ar livre, e o pior, achando que são superiores àquelas pessoas que não faz uso das porcarias que eles usam. Porém, o país não aceita o entra e sai, de drogas. E minha opinião é que eles têm razão. Até porque, se não for assim, eles vão virar o spa das drogas no mundo!
    Então BG, avalie melhor as notícias que você publica. Mesmo que seja apenas uma repercussão de um outro meio de comunicação; analise melhor. Até porque, as redes sociais têm um poder muito grande na formação de opinião das pessoas. Seus leitores agradecem!
    Abraço!

  2. Chico disse:

    Todos os dias morrem dezenas de pessoas vitimas do tráfico no Brasil. O Governo inoperante do PT não faz absolutamente nada para evitar. As fronteiras são escancaradas, arreganhadas, deveriam tomar como exemplo a Indonésia e acabar com essa lorota de passar a mão na cabeça de quem esta errado.(a)

  3. jefferson disse:

    Agora o Criminoso traficante vira martir da imprensa e direitos humanos no Brasil!
    Esse cara destruiria a vida de dezenas de familias com aqueles 6 quilinhos de cocaína que ele transportava.Só sabe o que é ter um dependente químico em casa quem o tem!
    A hipocrisia no Brasil diz: "o consumidor é vítima do tráfico e da falta de atuação do Estado".
    Ai quando um Estado toma providencias enérgicas contra o tráfico é taxado de arbitrário!
    A coisa é simples: NÃO LEVE DROGAS PARA INDONÉSIA, LÁ É PENA DE MORTE!
    PRECISA DESENHAR PRA VC ENTENDER?

INDONÉSIA: Mãe de paranaense condenado à morte pedirá ajuda ao papa

A mãe de Rodrigo Muxfeldt Gularte, de 43 anos, condenado à pena de morte na Indonésia por tráfico de drogas, vai pedir ao papa Francisco que intervenha para que seu filho não seja executado. Gularte foi preso em 2004, no Aeroporto de Jacarta, quando estava a caminho de Bali. Ele transportava 6 quilos de cocaína em oito pranchas de surfe. Sua execução pode ocorrer no próximo mês, segundo autoridades indonésias.

A informação sobre o apelo ao papa foi dada pelo advogado e amigo da família, Cleverson Marinho Teixeira, presidente do Instituto Não Violência. Ele contou que a mãe do preso, Clarisse Muxfeldt Gularte, ficou chocada quando soube da execução de Marco Archer Cardoso Moreira, morto no fim de semana, também condenado por tráfico de drogas.

Clarisse já fez oito visitas ao filho nos últimos dez anos, desde que ele foi detido. Na última visita, em agosto do ano passado, ela percebeu que Gularte estava muito transtornado. Com o apoio da Embaixada brasileira na Indonésia, ela solicitou avaliação psiquiátrica às autoridades locais e os médicos constataram esquizofrenia.

A prima do surfista Angelita Gularte chegou no sábado ao país asiático e conseguiu visitá-lo. Ele está na Penitenciária de Kerobokan, em Bali, mesmo local onde Archer cumpria pena. De acordo com Teixeira, Angelita disse por telefone que ele está completamente fora de si e já “não fala coisa com coisa”.

Hospital psiquiátrico

O apelo da família é para que Gularte seja transferido para um hospital psiquiátrico em vez de ser morto por um esquadrão de fuzilamento – método usado pelas autoridades locais para os condenados à morte.

Adriana Gularte, irmã mais velha, chegou a fazer um apelo à Anistia Internacional. “Ele está mentalmente doente, a Embaixada providenciou tratamento psicológico para ele, de onde resultou laudo médico que atesta esquizofrenia. O Itamaraty dispõe desses laudos e de mais informações. Venho por meio desta carta fazer um pedido de socorro, urgente, para que esta organização de Anistia Internacional interceda ao governo da Indonésia”, escreveu em carta.

Esforços não foram suficientes para poupar a vida de Archer, mas a comoção quanto a Gularte continua. “Pedimos que a pena não seja cumprida dessa forma. A família reconhece que ele errou, mas independentemente do caso dele específico, a questão tem de buscar outras soluções. Abominamos o tráfico de drogas, mas a execução de brasileiros por pena de morte é uma questão inédita para nós. Essa violência de pena de morte vai trazer uma consciência em relação ao assunto. Ao longo do tempo, por manifestação da ONU e de outros organismos internacionais, talvez com esses episódios possa haver uma consciência maior para que a ONU venha ressaltar a questão dos direitos humanos”, disse Teixeira.

A presidente Dilma Rousseff já fez dois pedidos de clemência ao presidente da Indonésia, Joko Widodo. Ambos foram negados. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PR) já havia manifestado um apelo no qual considera o caso como “cruel execução, totalmente desproporcional ao delito em questão”.

Em trecho da carta da OAB consta: “É uma violação aos direitos humanos, atentando contra princípios básicos de dignidade, como o direito à vida e a proibição de punições cruéis, desumanas e degradantes. É considerada assim em quatro tratados internacionais e pela ONU”.

fonte: Estadão Conteúdo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. sinesio filho disse:

    Vamos pedir ao PAPA para prender Lulalau e toda quadrilha do PT..

FOTOS: Itamaraty pode apelar ao Papa para evitar execução de brasileiro na Indonésia

20150101075902463afpFoto: AFP

A presidente Dilma Rousseff conversou pelo telefone, na manhã desta sexta-feira, com o presidente da Indonésia, Joko Widodo, mas não conseguiu clemência para os brasileiros Marco Archer Cardoso Moreira e Rodrigo Muxfeldt, condenados à morte por tráfico de drogas. O assessor especial da presidência, Marco Aurélio Garcia, afirmou que só um “milagre” pode reverter a decisão e disse que ficará uma “sombra” na relação entre os dois países. O Itamaraty, por sua vez, afirmou que pode pedir ao Vaticano que o papa Francisco faça também algum apelo à Indonésia contra a execução do brasileiro.

— Vamos esperar que um milagre possa reverter essa situação — disse Marco Aurélio, em entrevista coletiva.

Segundo nota divulgada pela Presidência da República, Dilma ressaltou, na conversa com o presidente da Indonésia, ter consciência da gravidade dos crimes, disse respeitar a soberania daquele país e do seu sistema judiciário, mas fez um apelo humanitário, como “chefe de Estado e como mãe”.

“A presidente recordou que o ordenamento jurídico brasileiro não comporta a pena de morte e que seu enfático apelo pessoal expressava o sentimento da sociedade brasileira”, diz trecho da nota.

Marco Aurélio afirmou que seria precipitado detalhar, neste momento, retaliações à Indonésia porque o governo brasileiro vai tentar, segundo ele, “até o último minuto”, reverter a pena de morte.

— A presidenta lamentou profundamente essa posição do governo indonésio e chamou atenção para o fato de que cria uma sombra na relação dos dois países — disse o assessor especial da presidência.

2004-036435-_20040608

Foto: Reuters

Marco Aurélio atribuiu em parte a resistência do presidente da Indonésia em conceder clemência ao fato de sua campanha ter enfatizado justamente a necessidade de aplicação da pena de morte para crimes vinculados ao tráfico de drogas. Segundo o assessor presidencial, Joko Widodo afirmou que não tinha alternativa, já que os brasileiros foram submetidos a processos legais.

O Itamaraty informou que foi realizado recentemente um pedido de extradição de Marco Acher. O pedido ainda não foi julgado pelo poder Judiciário da Indonésia, mas é de conhecimento das autoridades brasileiras que a lei daquele país proíbe a extradição de pessoas condenadas por tráfico de drogas, caso de Acher. Nesta sexta-feira a presidente Dilma Rousseff conversou por telefone Joko Widodo, presidente indonésia. Ela fez um novo pedido de clemência, que mais uma vez foi negado.

As execuções agendadas para o domingo, na Indonésia, serão as primeiras realizadas no governo de Joko Widodo, eleito em outubro do ano passado. O presidente é conhecido por manter uma postura rígida contra o tráfico de drogas. Segundo agências internacionais, além do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, outros quatro estrangeiros serão executados no domingo: um da Nigéria, um do Malaui, um do Vietnã e outro da Holanda. Há ainda um indonésio no corredor da morte.

Após assumir o cargo, o presidente indonésio prometeu que não teria piedade com crimes de narcotráfico. Widodo também é tem adotado postura contundente contra corrupção e defesa dos direitos marítimos. O presidente chegou a ordenar que embarcações ilegais de pesca fossem explodidas pela marinha.

Marco Archer, de 53 anos, está preso na Indonésia desde 2004. Ele pode ser executado no próximo domingo. Em nota, o Itamaraty disse ontem que o governo brasileiro está mobilizado.

“O governo brasileiro continua mobilizado, acompanhando estreitamente o caso e avalia todas as possibilidades de ação ainda abertas. De modo a preservar sua capacidade de atuação, o governo brasileiro manterá reserva sobre as decisões tomadas”, informou .

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. IDERVALDO BARBOSA LACERDA disse:

    O Pior Surdo e aquele que ouve ele mesmo assim fez o Governo da Indonésia

  2. Sergio Nogueira disse:

    Excelente ideia. Pedir ao líder dos católicos para interceder junto a um país islâmico. Se quiserem reforçar o pedido bota um pai de santo e um pastor. Quem sabe não dá certo.

Bebê morre após ser atacado por macaco

Um bebê de sete meses morreu após sofrer o ataque de um macaco enquanto dormia em sua casa, na província indonésia de Riau, na ilha de Sumatra, informaram nesta segunda-feira (1º) meios de imprensa locais.

O fato ocorreu na cidade de Menaming, enquanto a menina dormia em seu berço e estava sozinha no quarto.

A mãe do bebê tinha saído para lavar roupa em um rio próximo e o pai estava trabalhando fora quando o choro da menina alertou a avó.

Ao entrar na casa, a mulher encontrou um macaco de mais de um metro sentado em cima do televisor, com a boca ensanguentada, e o bebê no chão com mordidas no pescoço e na cabeça.

“Trata-se de um incidente terrível e muito triste para a família. O ataque do macaco foi inesperado já que faz mais de dez anos que estes animais não entram na cidade”, disse o prefeito de Menaming, Daulay Firdaus, ao portal de notícias “Liputan”.

Após o fato os moradores de Menaming saíram para caçar com rifles os macacos da região e mataram vários deles.

Mãe mata o filho afogado por ele ter pênis pequeno

Uma mãe indonésia matou afogado o seu filho de 9 anos sob a alegação de que estava preocupada com o futuro do menino por ele ter um pênis pequeno. Para ela, isso afetaria demais a vida do garoto. A informação foi dada por um porta-voz da polícia nesta quinta-feira (28), segundo a agência de notícias AFP.

A mulher de 38 anos, moradora da capital Jacarta, disse que o menino tinha um pênis pequeno antes de ser circuncidado, mas após a circuncisão, o órgão parecia ter encolhido ainda mais, informou o porta-voz Rikwanto.

“Ela afogou o filho em uma banheira. Depois o vestiu e colocou seu corpo na cama. Então foi à delegacia para confessar o crime”. De acordo com a polícia, a mulher estava consciente do que havia feito, mas a polícia pediu a realização de um teste psicológico para avaliar o estado mental da mulher.

(vi no News.au)

Para combater infidelidade, governo de província indonésia deposita salários dos maridos nas contas das esposas

(Por Interino)

As autoridades de uma província indonésia depositam a partir de agora o salário de seus funcionários na conta de suas esposas, com o objetivo de lutar contra a infidelidade de seus maridos.

“Os homens em geral não são capazes de se controlar se têm muito dinheiro com eles”, explicou Rifly Katili, porta-voz das autoridades de Gorontalo, nas Célebes do Norte, uma província do nordeste da Indonésia.

“Estou convencido de que (esta medida) vai eliminar qualquer possibilidade de uma aventura extraconjugal”, acrescentou para justificar a decisão da região de depositar o salário de seus 3.200 funcionários homens na conta de suas esposas.

A iniciativa foi instaurada na base do voluntariado, e cerca de 90% dos funcionários aceitaram a proposta, indicou o porta-voz.

A medida também é consequência da queixa de várias esposas que indicavam não saber quanto seus maridos ganhavam, explicou.

Fonte: G1