FOTOS: Polícia civil indicia e procura suspeitos de homicídio contra uma moradora de rua em Candelária

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

A Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) indiciou, nessa quinta-feira (21), Stanley Brennand de Carvalho, dono de uma empresa de segurança particular, de 42 anos e o vigia de rua Cristóvão. Eles foram indiciados pelo homicídio da moradora de rua Francisca Lúcia Silva de Moura e pela tentativa de homicídio contra o companheiro dela, crimes ocorridos no dia 14 de dezembro de 2018, no bairro de Candelária, zona sul de Natal.

Na ocasião, as vítimas estavam dormindo numa calçada, quando Stanley e Cristóvão chegaram e atiraram nelas, matando Francisca. A polícia está apurando a participação de um terceiro homem que aparece em imagens de câmeras de segurança, na companhia de Stanley e Cristóvão, minutos antes do crime. Stanley Brennand é ex-lutador de jiu-jitsu, ex-segurança de um bar em Candelária, e dono de uma empresa de segurança particular no mesmo bairro, enquanto Cristóvão (entre 40 e 50 anos de idade) é vigia de rua. Ambos estão foragidos.

A polícia solicita a ajuda da população para localizar os dois homens indiciados e identificar o terceiro suspeito que aparece nas imagens. Qualquer informação poderá ser comunicada através do disque denúncia anônimo, número 181.

Foto do procurado Stanley Brennand de Carvalho(42 anos): Divulgação/Polícia Civil

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Polícia Civil indicia ex-prefeito de Afonso Bezerra/RN e seu tesoureiro por desvio de verbas públicas‏

O Delegado de Polícia titular da Delegacia de Angicos-RN, Jaime Groff, indiciou o ex-prefeito de Afonso Bezerra/RN, José Robson de Souza, e seu tesoureiro, José Américo de Souza Júnior por desvio de verbas públicas. O valor da despesa indevida, de três mil reais, não foi justificado a contento pelos indiciados no transcurso das investigações.

Segundo o delegado, ficou constatado no Inquérito Policial que houve despesa indevida através da aquisição de peças para um veículo que jamais pertenceu à frota da Prefeitura Municipal de Afonso Bezerra-RN.

A pena imposta pelo crime vai de dois a doze anos de reclusão. “Agora o inquérito vai ser enviado para o Poder Judiciário para que os indiciados respondam pelo delito”, completou Jaime Groff.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Vale disse:

    Qual motivo da omissão do partido do prefeito?