Policiais civis no RN esperam que até esta terça-feira proposta de reajuste seja apresentada

Assembleia_1Em assembleia geral realizada na manhã desta segunda-feira (9), na sede do SINPOL-RN, os policiais civis do Rio Grande do Norte deram prazo até esta terça-feira (10) para que o secretário de Segurança Pública, Eliéser Girão, apresente o resultado de reunião anunciada por ele com o Governo para tratar da proposta de reajuste salarial da categoria. Na quarta-feira (11), os policiais votam a se reunir em assembleia, a partir das 8h.

O secretário informou que iria sentar com a equipe de governo, na tarde desta segunda-feira, para tratar do pedido de reajuste para os policiais civis. Além disso, a reunião deverá tratar de outras questões, como enquadramento de níveis e reposição salarial da categoria.

Desde a semana passada, quando se reuniu com a Diretoria do SINPOL-RN, Eliéser Girão já havia se comprometido em intermediar esse processo, mas aguardava o retorno da governadora Rosalba Ciarlini de uma viagem.

“A expectativa do Sindicato e de todos os policiais civis é que essa reunião do Governo possa resultar em alguma contraproposta para que a categoria avalie e decida se está dentro do que é reivindicado. Por esse motivo, confiando no que foi dito pelo secretário, ficou deliberado que os policiais aguardam essa resposta até esta terça-feira”, afirma Djair Oliveira, presidente do SINPOL-RN.

Na quarta-feira (11), independente de resposta ou não do Governo, os policiais civis voltam a se reunir em assembleia. Na ocasião, além de debater sobre a possível proposta do Executivo, a categoria deverá traçar estratégias de atos públicos e mobilizações para os próximos dias, quando Natal irá receber turistas devido ao mundial de futebol.

SINPOL-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ALEX DUBEUX disse:

    Permaneçam do mesmo jeito da foto….. aguardando Sentados……..

  2. Duarte Costa disse:

    Pense em uma categoria que só pensa em reajuste.
    A polícia civil faz uma greve a cada dois meses

  3. Renato disse:

    Hoje saiu uma publicação no diário oficial do estado exigindo que os delegados cumpram regimentalmente as escalas de plantões de 12 por 72h. O agente e o escrivão eram obrigados a trabalhar no final de semana e no dia seguinte trabalhar normalmente na delegacia. Como é possível trabalhar das 18h as 8h, e em seguida começar o expediente normal que vai das 8h as 18h?!? É praticamente tirar 24 horas de trabalho sem direito a descanso. Que os delegados façam cumprir o regimento da polícia, por que se eles mesmos não dignificarem o trabalho policial, outros não farão.