Reportagem destaca Rota da cocaína ‘Natal-Holanda’, com nova apreensão; volume passa de 10 toneladas em 4 meses, diz Receita Federal

Foto: Rodrigo Cunha/G1

O portal G1-RN destaca nesta sexta-feira(22) a apreensão nesta semana por parte da polícia holandesa de 2,4 toneladas de cocaína no Porto de Roterdã. Esta foi a quarta vez, desde outubro do ano passado, que drogas são encontradas escondidas dentro de contêineres, em meio a carregamentos de frutas que embarcaram no Porto de Natal, o que totaliza quase 7 toneladas do pó.

Segundo levantamento da reportagem, somando este total às 3,3 toneladas de cocaína descobertas no terminal marítimo potiguar na semana passada, o volume passa de 10 toneladas em menos de 4 meses. As informações foram confirmadas pelo setor de vigilância e repressão da Receita Federal.

A rota marítima internacional de drogas Natal-Holanda foi revelada pela Polícia Federal também na semana passada, justamente com a descoberta de drogas no Porto de Natal. De acordo com a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), estas foram as primeiras apreensões de entorpecentes da história do terminal, aberto desde 1932.

Por causa das apreensões ocorridas em Natal, as exportações de mercadorias e produtos para a Europa estão suspensas.

Veja todos os detalhes em reportagem na íntegra aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cesar disse:

    Do pó viemos, para o pó voltamos.

  2. joao disse:

    Boa propaganda.. Alem de ser conhecida em suas propagandas turísticas com fotos de mulheres de biquini, tambem passa a ser a terra do pó, de pessoas que idolatram presos corruptos de esquerda e defensores de regimes fascistas ditatorial bolivariano.

  3. Espanto disse:

    O PORTO DE NATAL-RN AO MEU VER SERIA O GRANDE TRANSFORMADOR E GERADOR DE RIQUEZA PARA NATAL-RN.

  4. Espanto disse:

    O PORTO DE NATAL-RN É O PRIMO POBRE DO PORTO DE ROTERDÃ NA HOLANDA.
    O PRIMO POBRE SEMPRE SERÁ O PRIMO POBRE.

  5. Espanto disse:

    NATAL-RN AGORA É RECONHECIDA INTERNACIONALMENTE.

Reportagem destaca situações que provocam congestionamento no trânsito de Natal; multas aumentam 233% em um ano

A Tribuna do Norte desta em sua edição nesta quarta-feira (13), que Natal possui pelo menos três “nós” de congestionamento no trânsito, localizados nos principais eixos de tráfego da cidade: avenidas Salgado Filho, Felizardo Moura e Moema Tinoco, causados pelo excesso do número de carros comparado ao dimensionamento das vias. Entretanto, estes não são os únicos nós. De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) existem outros pontos de “lentidão” na cidade – não há um quantitativo específico – causados, principalmente, pelo estacionamento proibido. Prova disso é o crescimento de 233% no número de multas expedidas entre 2013 e 2014. De acordo com o secretário adjunto de trânsito da Semob, Walter Pedro, 1.500 multas foram expedidas durante o ano passado. Somente no primeiro semestre deste ano, o número de infrações notificadas subiu para 5 mil. Diariamente, o quantitativo expedido saiu de 85/dia para 270/dia. Esse total considera apenas as notificações feitas por fiscais de trânsito, e exclui a fiscalização eletrônica. As multas constituem infrações, principalmente, quanto ao estacionamento proibido. Conheça os oito pontos, em reportagem na íntegra em http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/os-nos-de-congestionamento-no-transito-de-natal/290236

Com informações da Tribuna do Norte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rocco disse:

    É pura safadesa dizer isso, todo mundo sabe que a ordem é multar tudo, o que da mais raiva é quando tem um congestionamento em um cruzamento nao tem um amarelinho pra ajudar nem orientar, sem falar na falta de sincronismo nos sinais pra pessoa gastar mais gasolina. Na rio branco é imoral avenida de uma mao so, nao tem sentido nenhum os sinais nao serem soncronizados, um abre e o outro fecha na mesma hora!!! Não vi nenhum resultado nessas obras de mobilidade, mostra INCONPETÊNCIA desse secretario, que ate um menino de 15 anos sabe sincronizar um sinal desses e colocar o transito em ordem!!!

  2. Jorge Guerreiro disse:

    Falta de sincronização dos sinais é a mais flagrante confirmação da mediocridade do setor responsável pela mobilidade urbana de Natal. Na rua Antônio Basílio então, o caso é tão humilhante que chega a ser hilário se não forçasse o motorista a gastar o triplo de combustível ao passar de um sinal na mesma hora que o seguinte fecha automaticamente. Acontecendo isso em todo o trajeto. É a completa e absoluta incompetência da engenharia do trafego na Prefeitura de Natal.